Arquivo da categoria: Ceará

Opinião: 10 sinais dados na primeira rodada do Brasileirão

Leia o post original por Perrone

1 – Santos

Não era fake news, o time de Sampaoli vai jogar pra vencer mesmo fora de casa e até com time misto. Mostrou isso ao bater o Grêmio em Porto Alegre por 2 a 1.

2 – Cariocas

Vasco, Fluminense e Botafogo confirmaram que neste momento estão bem atrás do rival Flamengo. O caso mais sintomático foi a derrota vascaína por 4 a 1 para o Athlético-PR, em Curitiba. Os tricolores não tiveram força para derrotar o Goiás, que retorna à elite, no Maracanã, e perderam por 1 a 0. O Botafogo comprovou na derrota por 2 a 0 para o São Paulo, no Morumbi, que o técnico Barroca terá muito trabalho para acertar o time.

3 – Flamengo

A vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, no Maracanã, mostrou como será difícil bater o time de Abel Braga quando pelo menos duas peças de seu forte elenco jogarem em alto nível. Na estreia, Bruno Henrique, autor de dois gols, e Everton Ribeiro, foram os destaques.

4 – Athlético-PR

Se alguém duvidava, o time paranaense sinalizou que está mesmo entre as forças do Brasileirão. Fez o que os mais fortes fazem quando pegam um time que não está bem. Atropelou o Vasco.

5 – Corinthians

O tricampeão paulista ainda é um time que oscila. Foi neutralizado pelo Bahia, cometeu falhas defensivas e perdeu por 3 a 2 fora de casa.

6 – Bahia

Roger Machado, estruturando o tricolor baiano, indicou ao vencer o duelo com Fábio Carille, que pode dar trabalho a adversários com maior poderio financeiro.

7 – Zé Rafael

O meia mostrou estar pronto para ser titular do Palmeiras. Felipão foi criticado por torcedores do time por pouco aproveitar Zé Rafael no Campeonato Paulista. Ele entrou no início do jogo contra o Fortaleza, após contusão de Ricardo Goulart, fez dois gols e deu uma assistência na vitória por 4 a 0.

8 – CSA

A equipe alagoana está muito atrás da turma. Não conseguiu equilibrar a partida com o Ceará, em tese também candidato a lutar contra o rebaixamento no Brasileiro, e perdeu de 4 a 0.

9 – Treinadores

Pouca coisa deve mudar no comportamento dos técnicos com a regra que implementou cartões amarelos e vermelhos para eles. Quem gosta de apitar o jogo continuou apitando. Caso de Mano Menezes, o primeiro a ser “amarelado”.

10 – Barreira

A regra que obriga adversários a manterem distância das barreira deve funcionar. Acabou com aqueles empurrões irritantes entre jogadores.

 

 

 

Estatísticas mostram importância de Avelar como garçom contra Ceará

Leia o post original por Perrone

Alvo de constantes críticas da torcida do Corinthians, Danilo Avelar se destacou como garçom na vitória do time paulista sobre o Ceará por 3 a 1, nesta quarta (13), em Fortaleza, pela Copa do Brasil, de acordo com estatísticas do site Footstats.

Além de ter feito a assistência para um dos três gols (Boselli e Sornoza fizeram as outras), o lateral deu outros dois passes para finalizações. Ele, Love, Fágner e Sornoza foram os corintianos que mais passaram a bola para companheiros concluírem.

Avelar ainda serviu os companheiros acertando cinco lançamentos. Foi o segundo melhor lançador do time ao lado de Henrique. Só Cássio foi melhor com 12 bolas lançadas de forma precisa.

O lateral-esquerdo também ficou em segundo lugar, empatado com Fágner, no quesito passes certos. Foram 44 para cada. Ralf foi o melhor passador acertando 48.

Já nos cruzamentos Avelar teve desempenho tímido para um lateral. Acertou a única bola que cruzou. Fágner fez quatro cruzamentos, sendo dois certos.

Os números do lateral-esquerdo no jogo em Fortaleza ajudam a compreender os elogios que Fábio Carille faz a ele, apesar das seguidas críticas de parte significativa dos corintianos.

NUNCA CRITIQUEI! Timão de Carille SEGUE superando todos grandes desafios

Leia o post original por Craque Neto

Caiu o mundo em Fortaleza! Por pouco o jogo entre Ceará e Corinthians não foi adiado por causa das fortes chuvas na capital do Estado. Mas o árbitro Leandro Vuaden chamou a responsabilidade e a bola rolou no Castelão. E por mais que o time da casa tenha dado algum trabalho no primeiro tempo, a superioridade quase que completa foi da turma do técnico Fábio Carille. A verdade é que os donos da casa sentiram o gol do Vágner Love – o segundo – e a coisa desandou pró Timão. Na minha visão o gol do Jadson, que voltou aos […]

O post NUNCA CRITIQUEI! Timão de Carille SEGUE superando todos grandes desafios apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: após ‘caso do replay’, Globo deve explicar seu papel no Nacional

Leia o post original por Perrone

Na opinião deste blogueiro, em parte, a diretoria do Internacional tem razão ao reclamar da Globo no episódio do gol de sua equipe anulado contra o Santos na última segunda (22).

Os colorados afirmam que se a emissora decidiu não mostrar o replay do lance até o juiz se posicionar, deveria ter feito isso nos outros jogos da rodada, em especial na partida entre Palmeiras e Ceará. Faz sentido. O modelo deveria começar a valer para todos na mesma rodada. De preferência com um comunicado oficial antes das partidas para o torcedor saber o que se passa.

Ao tomar a decisão de segurar a repetição do lance para não influenciar a arbitragem, o Sportv (canal do grupo Globo), ultrapassou a fronteira do jornalismo e invadiu a área técnica e de gestão da competição.

Arbitragem é assunto para quem organiza o campeonato, no caso a CBF, e não para quem o transmite.

Caso saibam da existência da prática das equipes de arbitragem de esperarem o replay para se posicionar, o Sportv e a Globo deveriam ter investido numa reportagem sobre o tema. Seria um golaço, um serviço para o futebol brasileiro. Armar uma pegadinha foi a pior escolha.

Outra questão é a situação do assinante que pagou para assistir ao jogo contando com uma série de confortos e ficou sem esse (o replay quase imediato). No lugar da informação instantânea, o assinante ficou com a dúvida até o juiz Ricardo Marques Ribeiro tomar uma decisão e a emissora liberar a imagem. O produto não foi entregue como vendido.

Em nota oficial, a Globo disse que “a transmissão da TV optou por não exibir o replay antes da decisão como é o protocolo da Fifa quando tem a produção de imagens com árbitro de vídeo”. O Brasileirão não tem o uso do VAR.

O comunicado diz ainda que o procedimento de segurar o replay foi adotado na final da Copa do Brasil (com VAR), entre Corinthians e Cruzeiro. E que valerá a partir de agora para todas as partidas transmitidas pelo Grupo Globo, mesmo sem árbitro de vídeo. Leia a nota completa clicando aqui.

Diante do posicionamento da rede de televisão, para este blogueiro é necessário que a Globo explique melhor para o público o papel que espera exercer nos campeonatos que transmite. Elá se considera parceira da CBF e de outras entidades na gestão das competições? O esclarecimento é necessário para sabermos com que olhos devemos assistir aos jogos pela TV. E o que o consumidor pode esperar e cobrar da emissora.

 

 

Opinião: Lisca dá aula para Loss em vitória do Ceará sobre Corinthians

Leia o post original por Perrone

Antes de começar Ceará 2 x 1 Corinthians, nesta quarta, em Fortaleza, Osmar Loss disse ao canal Premiere que aprendeu muito com o colega Lisca quando ambos trabalhavam nas categorias de base do Internacional. Foi um prenúncio do que estava para acontecer. Na partida, o treinador do time cearense deu uma aula para o amigo corintiano.

As principais lições foram:

1 – Toque a bola para frente

Enquanto o Ceará trocava passes rápidos em direção à defesa adversária, o Corinthians passou a maior parte do primeiro tempo tocando a redonda lateralmente e para trás. No segundo tempo, o alvinegro paulista melhorou um pouco, bem pouco.

2 – Para fazer gols, finalize

No primeiro tempo, a equipe da casa acertou sete finalizações contra apenas uma dos visitantes, segundo o site “Footstats”. Antes de levar o gol, Walter já tinha feito pelo menos duas defesas, enquanto Everson praticamente assistiu ao jogo.

3 – Faça transições rápidas

Desde o início do jogo o Ceará pegava a defesa corintiana despreparada. Isso porque os comandados de Lisca faziam rapidamente a transição da defesa para o ataque. Por sua vez, o Corinthians demorava e dava tempo para o adversário se recompor. Foi assim o jogo inteiro.

4 -Evite faltas desnecessárias, ainda mais perto do gol

Lisca ensinou isso a Loss depois de, estabanado, Henrique cometer falta boba na entrada da área. Everson bateu com perfeição e fez o Corinthians amargar um gol de goleiro.

 

São Paulo não pode tropeçar contra o Ceará

Leia o post original por Flavio Prado

No Campeonato Brasileiro por pontos corridos, os confrontos contra os pequenos são fundamentais. A maior parte dos pontos são obtidos nesses jogos.

Claro que os confrontos diretos entre os primeiros colocados são importantes, mas normalmente um resultado compensa o outro, como exemplo cito o São Paulo, líder do Brasileiro. No primeiro turno, o time empatou com o vice-líder Internacional no Morumbi, mas compensou com uma vitória fora de casa contra o atual terceiro colocado Flamengo, que no momento do jogo era o líder do campeonato.

O São Paulo sofre contra equipes fechadas, mas na maioria dos jogos consegue os resultados, por isso lidera. Vários fatores interferem no momento do time, a forte defesa, a chagada de jogadores velozes e a confiança em alta. Mesmo quando não joga bem, o São Paulo é um time difícil de ser batido, só perdeu 2 dos 20 jogos no Brasileiro e a confiança está diretamente ligada a isso, o time não se perde emocionalmente, mesmo quando as coisas não andam tão bem em campo.

Neto critica arbitragem de Corinthians x Ceará

Leia o post original por Craque Neto

O apresentador Neto abriu o programa desta segunda-feira, 7, reclamando da arbitragem contra o Corinthians. Em entrevista, o volante do Timão Gabriel disse que os árbitros estão com receio de apitar lances a favor do Corinthians.

O post Neto critica arbitragem de Corinthians x Ceará apareceu primeiro em Craque Neto 10.

“Que homem!”

Leia o post original por Rica Perrone

O rubro-negro quando feliz brinca sobre Diego dizendo “que homem!”.  Afinal, para elas ele é lindo. Para eles, se dedica, é profissional e joga muito.  Para uma dúzia de imbecis dispostos a quebrar patrimonio alheio por causa de futebol, não.

Esses acham o Diego um merda.  Para eles, por ser a personificação do “new Flamengo”, ele deve pagar a conta. Já escrevi sobre isso. E mesmo entendendo que alguns pensem assim, é absolutamente inexplicável o destempero humano que acompanha o Flamengo.

Seu torcedor é o mais fácil do mundo. Ele se convence que o Diego não presta na mesma velocidade que o pede na Copa do Mundo. Hoje, após o episódio do aeroporto, Diego fez o que a imprensa não consegue fazer há 50 anos. Separa-los.

Eu vou me usar de exemplo pra não atingir terceiros. Eu provavelmente no lugar dele mandaria a torcida tomar no cu após o gol. Não porque eu ache certo, mas porque meu nível de vingança e “fala agora seus cuzão!” estaria tão alto que eu seria incapaz de pensar em algo fofo, inteligente e de frutos imediatos.

O cara correu o campo e um destemperado como eu já pensava: “vai manda rola pra torcida…”.

Mas não. Ele foi lá e abraçou os caras. Porque?

Porque ele é assim. Ele pensa, as vezes até demais. Ele calcula, tanto que nem se identifica com a loucura que é ser Flamengo. Ele tem calma, coisa que rubro-negro nenhum no mundo tem.

Ele sabe que bastava um gol, duas vitórias e em 1 semana o Flamengo pode estar líder do Brasileiro, classificado na Libertadores e encaminhado na Copa do Brasil.

E aí é “aeroFla”, cheirinho, hepta, a porra toda.  Porque mais inteligente do que a maioria de nós, ele não quis desabafar. Ele quis ser o marco de qualquer possível conquista deste Flamengo católico de 11 filhos únicos.

Se funcionar, ele será o cara que abraçou a torcida na hora do racha. Se não funcionar, ele será aliviado porque não reagiu, ajoelhou e deu à nação o que ela mais adora: o status de soberana no clube.

Diego é um craque. Se não com a bola, com a cabeça. E não me refiro ao gol.

abs,
RicaPerrone

Mesmo com bom resultado, São Paulo dá motivos para torcida se preocupar

Leia o post original por Perrone

Empatar com o Ceará em Fortaleza, sem gols, foi sem dúvida um bom resultado para o São Paulo. Afinal, a equipe paulista termina a segunda rodada do Brasileirão invicta e sem tomar gols. Num campeonato longo, é um começo confortável. Porém, a maneira como o tricolor do Morumbi jogou neste domingo dá mais motivos para sua torcida se preocupar do que comemorar.

A dor de cabeça é principalmente a anemia ofensiva da equipe de Diego Aguirre. No segundo tempo, por exemplo, foram praticamente só duas chances são-paulinas para marcar, ambas no final.

Por outro lado, apesar de demonstrar organização defensiva, o São Paulo deu espaço para o adversário trocar passes no ataque e criar oportunidades. O Ceará esteve perto de balançar as redes no final do jogo.

Pior de tudo é a falta de ambição do São Paulo, que demonstrou aceitar bem o empate como resultado, apesar de Aguirre fazer alterações em busca de melhorar a ofensividade, como nas entradas de Valdivia e Nenê.

Pela diferença de investimento na montagem dos dois times, era obrigatório que o clube paulista fosse obcecado pela vitória do começo ao fim. É assim que joga fora de casa quem quer ser campeão brasileiro. O alívio para o fã são-paulino é que há tempo de sobra para Aguirre fazer a equipe evoluir. Principalmente do meio para frente.