Arquivo da categoria: coelho

Quatro fatores que ajudaram a afundar o projeto corintiano para 2020

Leia o post original por Perrone

Veja abaixo quatro fatores que, na opinião deste blogueiro, colaboraram para o projeto do Corinthians em 2020 virar luta contra o rebaixamento no Brasileirão.

1- Apresentação de Tiago Nunes atrasada

O projeto corintiano para a atual temporada nasceu torto no momento em que a diretoria aceitou o pedido de Tiago Nunes para que ele começasse a treinar o time só em 2020, apesar de ter sido contratado no final de 2019.

Dessa forma, o treinador desperdiçou tempo precioso para conhecer o elenco. Se tivesse chegado antes, na opinião deste blogueiro, saberia melhor do que a equipe precisava e teria mais conhecimento do elenco. O tempo para implantar a mudança tática planejada por ele seria maior. Ironicamente, o técnico caiu pedindo tempo, algo que ele desprezou lá atrás, para a transformação dar certo.

2 – Falhas na montagem do elenco

Várias das dificuldades do Corinthians passam pela falta de um elenco equilibrado. Não há um armador e sobram volantes, o que causa uma anemia no setor de armaçāo.

O time foi montado praticamente sem jogadores rápidos, seja para fazer as transições com rapidez ou para quebrar as linhas defensivas adversárias.

Também faltam atletas com mobilidade e poder de marcação para pressionar a saída bola dos oponentes. Coelho tentou fazer isso com Luan e Jô, mas ambos têm dificuldades para exercer a função.

Venda de jogadores que fazem falta também entram no pacote. É o caso do zagueiro Pedro Henrique, negociado com o Athletico e que virou ausência sentida devido à  contusão de Danilo Avelar.

Na lateral esquerda, Tiago Nunes custou a encontrar um jogador que o agradasse. Quando Carlos Augusto se firmou na posição foi vendido para o Monza, da Itália.

O alvinegro também apostou em vários reforços que não deram certo. A maioria não dava sinais de que poderia funcionar.

Nessa lista merecem estar Sidcley, Yony González e Davó. Luan, na opinião deste blogueiro, foi uma tentativa válida porque, diferentemente dos outros, já jogou em alto nível. No entanto, até agora não vingou.

3 – Dificuldades financeiras

Os atrasos salariais têm sido frequentes no clube do Parque São Jorge neste ano. Os jogadores tiveram até que, em dia de jogo, desviar a atenção da partida para gravar um vídeo no qual negavam estarem articulando greve.

Uma manobra da direção para resolver o problema trouxe mais dor de cabeça. Na tentativa de ganhar tempo e agilizar a antecipação do dinheiro da venda de Pedrinho para o Benfica, a diretoria aceitou diminuir o preço de 20 milhões de euros para 18 milhões de euros.

Além disso, o alvinegro topou adiar o pagamento da primeira prestação de agosto de 2020 para o mesmo mês de 2021.

Só que até a semana passada a antecipação do valor total da venda não havia sido feita junto a uma instituição financeira estrangeira.

Conclusão, o time ficou sem Pedrinho, uma opção para armação, e ainda não aliviou sua situação financeira. Os portugueses bateram o pé pelo desconto porque o Corinthians desistiu de comprar Yony. Da quantia total, Will Dantas, empresário do jogador, tem direito a 30%.

3 –  Insistência com Coelho

Desde que demitiu Tiago Nunes, a diretoria corintiana decidiu apostar em Coelho, mesmo sem anunciar sua efetivação.

A cada rodada sob o comando do ex-lateral o time não mostrava evolução. E Andrés Sanchez, presidente do clube e antigo amigo de Coelho, seguia inerte,s contratar um substituto.

Depois de 7 jogos (três derrotas, uma vitória e três empates), o Corinthians anunciou Vágner Mancini. O anúncio da contratação foi feito horas depois de o alvinegro sacramentar sua entrada na zona de rebaixamento do Brasileirão, um marco nessa crise rascunhada meses antes com decisões que não sugeriam resultados animadores.

 

Coelho trabalha para deixar Cássio mais protegido em campo

Leia o post original por Perrone

Enquanto segue como substituto de Tiago Nunes, Coelho trabalha para fazer com que o Corinthians sofra menos finalizações durante as partidas. Se o plano der certo, Cássio ficará mais protegido.

Ídolo da torcida, o goleiro foi um dos mais pressionados no cerco feito pela Gaviões da Fiel no Aeroporto de Cumbica após derrota para o Fluminense no Rio.

Não se ouve queixas da atual comissão técnica ao goleiro. Mas há um consenso de que é difícil manter um nível excelente de atuações sofrendo tantos arremates contra sua meta.

De acordo com o site “WhoScored.com”, o Corinthians é o time que mais sofre finalizações em média por partida no Brasileirão. São 16,7 por jogo, em média.

A defesa da equipe paulista é a terceira mais vazada da competição, ao lado da do Ceará, com 16 gols em dez jogos. Os cearenses têm um jogo a mais.

Para combater o problema, Coelho aumentou a carga de treinos defensivos. Segundo integrante da comissão técnica, o trabalho na era Tiago Nunes era mais voltado para o ataque.

Já no jogo com o Fluminense, a atual comissão detectou falhas graves de posicionamento defensivo.

As entradas dos jovens volantes Xavier e Roni, autor de um gol na vitória por 3 a 2 sobre o Bahia, também têm a ver com a intenção de proteger mais a defesa. Os dois são vistos como atletas com mais vigor para marcar os adversários.

Contra o Sport, nesta quarta, em Recife, será possível conferir se Cássio estará mais protegido.

Simplicidade e voz aos jogadores. Como Coelho tenta acertar o Corinthians

Leia o post original por Perrone

Simplicidade é a aposta de Dyego Coelho para tentar arrumar o Corinthians. Seja no jeito de falar, de treinar ou de jogar.

Há uma avaliação no clube de que parte dos atletas tinha dificuldade para assimilar o volume de informação passada pela antiga comissão técnica, principalmente por meio de vídeos.

Desde o primeiro dia como substituto temporário de Tiago Nunes, Coelho, mesmo sem ignorar a tecnologia, tem usado uma linguagem direta para fazer seus pedidos, além ouvir os atletas em relação a essas orientações.

Na atual comissão técnica prevalece a ideia de que quanto mais simples for a comunicação, mais os atletas se sentirão à vontade para dizer como se sentem melhor em campo.

O ex-lateral tem procurado eliminar barreiras entre a comissão e os jogadores, acostumados a uma série de protocolos na era Tiago Nunes.

Nos treinos, Coelho tem investido em repetir  situações de jogo para que seus comandados saibam o que fazer.

Uma das principais preocupações é retomar a eficiência defensiva que marcou o clube nos últimos anos. Isso passa por uma reorganização do sistema defensivo.

Nessa retomada, o vigor é valorizado. Tanto que a disposição para marcar pesou na escalação dos jovens volantes Xavier e Roni, autor de um gol, na vitória por 3 a  2 sobre o Bahia.

Essa importância aumenta com Otero, de menor capacidade defensiva, em campo. O venezuelano é visto pela atual comissão como a referência técnica do time, no entanto, precisa de ajuda na marcação. Coelho pretende explorar não apenas seus chutes de fora da área e cobranças de falta, mas também as inversões de jogo e os lançamentos.

No entorno de Coelho existe a expectativa de que ele recupere o “DNA” do time com eficiência defensiva e raça, mas sem deixar a equipe limitada a se defender e contra-atacar. A espera é por um Corinthians que também agrida o adversário.

Porém, tudo depende do tempo que Coelho terá. Apesar de Andrés Sanchez dizer que ele é o técnico do sub-20, a direção evita acelerar a busca por um novo treinador para que o ex-lateral ganhe fôlego. A efetivação dele é vista por membros da diretoria como a melhor opção para o alvinegro neste momento.

Se não mudar algo esse Corinthians vai cair, hein?

Leia o post original por Craque Neto 10

O Tiago Nunes foi demitido no finalzinho da semana e o torcedor do Corinthians em geral achava que o time melhoraria o desempenho dentro de campo. Confesso que eu também acreditava nisso. Mas bastou o primeiro jogo para perceber que o problema do time não está só no treinador. Levou um vareio do Fluminense, perdeu […]

O post Se não mudar algo esse Corinthians vai cair, hein? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Corinthians deseja emplacar Coelho como técnico. Conheça os motivos

Leia o post original por Perrone

De acordo com dois dirigentes do Corinthians ouvidos pelo blog, logo após a demissão de Tiago Nunes ficou acertado entre os cartolas que nenhuma negociação seria tocada com outro treinador antes da partida deste domingo (13) contra o Fluminense, no Maracanã.

A expectativa da direção é de que o interino Dyego Coelho faça o time começar a evoluir. Isso reforçaria o desejo de dar tempo para ele tentar se firmar no cargo.

Um dos motivos para essa aposta no ex-lateral é a eleição no clube, marcada para novembro. Se Coelho segurar a onda, a atual diretoria se livra da dificuldade de contratar um treinador em período eleitoral.

Encontrar alguém que tope um acordo só até a votação é considerada uma missão praticamente impossível. E fazer um contrato longo sem saber quem será o próximo presidente geraria protestos no clube, além do risco de o sucessor de Andrés Sanchez não aceitar a escolha.

Coelho é bem visto também porque seu trabalho como interino no ano passado agradou aos dirigentes. Porém, Nunes estava contratado, o que não lhe deu chance de efetivação. Hoje não existe esse obstáculo.

Os cartolas enxergam uma série de qualidades no interino. Entre elas estão conhecimento tático, afinidade com o clube no qual foi revelado como jogador e domínio da “linguagem boleira”. O discurso é de que o comandante do time sub-20 alvinegro tem potencial para brilhar na carreira.

Mas, toda essa boa vontade com Coelho vai depender de uma rápida evolução da equipe. A pressão de conselheiros e da torcida, principalmente das organizadas, pela volta dos bons resultados é enorme. Além disso, há o receio da direção de o time demorar para se afastar das últimas posições do Brasileirão.

Coelho: temos grande abertura com Carille

Leia o post original por Craque Neto

Técnico do time do Corinthians sub-20, o ex-lateral Coelho fala sobre as mudanças que ocorreram após sua entrada no comando do elenco e também sobre o que vê na equipe profissional do técnico Fábio Carille.

O post Coelho: temos grande abertura com Carille apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: guerra na base reflete omissão de presidente do Corinthians

Leia o post original por Perrone

A guerra deflagrada pelo poder nas categorias de base do Corinthians reflete, na opinião deste blogueiro, a omissão de Roberto de Andrade. Não tivesse o presidente do clube permitido que Andrés Sanchez indicasse apadrinhados para diversos setores do clube sem critérios técnicos a situação não teria chegado a tal ponto.

Já foram diversas trocas no comando do departamento de formação de atletas, a maioria motivada por pressões internas que têm tudo a ver com a influência de Sanchez no Corinthians.

Quando Andrade tenta retomar o poder em alguma área colocando gente de sua confiança há conflito com o pessoal de Andrés.

Foi o que aconteceu agora com a nomeação de Carlos Nujud, o Nei, para dirigir o futebol amador. Ele afastou Coelho do cargo de técnico do Sub-20, categoria vital para o time profissional, por considerar o ex-jogador inexperiente. Só que o ex-lateral é pupilo de Andrés desde o tempo em que era atleta. Só por isso vai seguir como auxiliar na comissão técnica, o que gera críticas no departamento. Assim, o tiroteio interno segue forte. Não há paz e estabilidade para se trabalhar.

Se o diretor da base é alinhado com o presidente, seu adjunto, Jacinto Antonio Ribeiro, o Jaça, é unha e carne com Andrés, além de ser considerado por conselheiros influentes mais poderoso do que seu superior. Ou seja, mais uma vez a Andrade não tem domínio completo da situação.

Enfraquecido no poder enquanto esteve ameaçado de sofrer impeachment, Roberto fez acordos com diferentes alas políticas e tem até oposicionistas na diretoria.

O clube é um eterno barril de pólvora. O presidente costuma assistir às batalhas de binóculos, de seu gabinete na loja de carros da qual tem participação societária. O dirigente não demonstra o empenho necessário para arrumar a casa.

Não é a primeira vez que se sente a ausência de Andrade em situações críticas. Foi assim quando demorou para se manifestar sobre a tentativa de contratar Drogba, enquanto o diretor de futebol, Flávio Adauto, minava a negociação, por exemplo.

A impressão que se tem é que o presidente apenas torce para o tempo passar e deixar os pepinos para seu sucessor.

Aquecimento para o clássico “Coelho vs Raposa” #2

Leia o post original por Flávio Drummond

Espartanos,

Saiu o nome do “Homem do Apito” para o clásscio de domingo:

Cleisson Veloso Pereira (CBF/FMF), que terá como auxiliares o Guilherme Dias Camilo (Aspirante FIFA/MG) e o Marcus Vinícius Gomes (CBF/FMF).

Vamos ficar de olho!

Quanto a venda antecipada de ingressos, terá prosseguimento hoje na rua Mantena e nas lojas Class Club do Sion e do Buritis, até às 17h00, sendo que amanhã, apenas na sede social do clube, até o meia-dia. No domingo, a venda começará às 14h00 nas bilheterias da Arena do jacaré.

A entrada dos torcedores do Coelhão será pelo portão 5.

Todos ao campo!!!

Arena do Jacaré

#Coelho100anos

#VamosSubirCoelho

“Coelho na raça, deca no peito!”

Receba as atualizações do Caldeirão do Deca pelo Twitter. Siga @CaldeiraodoDeca.

Aquecimento para o clássico “Coelho vs Raposa” #1

Leia o post original por Flávio Drummond

No próximo domingo, o América entrará em campo buscando a vitória de número 100 sobre o time celeste.

O clássico “Coelho vs Raposa” já foi disputado 349 vezes, sendo 99 vitórias do Coelhão, 106 empates e 144 vitórias do rival.

No último confronto, em 22 de janeiro deste ano, o Coelhão venceu de virada por 3 a 2, no Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia. Reveja os melhores momentos desse jogo abaixo.


Em caso de uma nova vitória, praticamente, o América garante a vantagem de jogar por dois resultados iguais nas semi-finais do estadual.

Vamos Mecão!

#Coelho100anos

#VamosSubirCoelho

“Coelho na raça, deca no peito!”

Receba as atualizações do Caldeirão do Deca pelo Twitter. Siga @flavio1177.

O Flamengo chegou de novo

Leia o post original por Quartarollo

ronaldinhoFlamengo venceu o Ceará agora há pouco, em Fortaleza, 1 x 0, gol de Deivid no finalzinho do primeiro tempo e chega aos 51 pontos ganhos. Agora está ao lado de Corinthians e Vasco da Gama na cabeça do instigante Campeonato Brasileiro. Pode se reclamar da falta de qualidade de alguns jogadores, de alguns jogos […]