Arquivo da categoria: Cotidiano

Sorte, Azar ou Trabalho?

Leia o post original por Odir Cunha


Você pode achar que o Santos está com um pouco de azar, pois justo quando teria Bruno Henrique de volta ao ataque, este se machuca e o mesmo ocorre com Sasha.

Mas você também pode achar que o Santos está com sorte, pois mesmo quando não tem alguns titulares consegue se sair bem, como na convincente vitória por 2 a 0 sobre o Estudiantes.

Poém, se você analisar bem, verá que mais do que sorte ou azar, o que importa mesmo é o bom trabalho da comissão técnica e dos jogadores – veja que alguns deles parecem viver a melhor fase de suas carreiras.

Hoje o Santos treina mais, estuda mais, trabalha mais, é mais profissional. Só isso não garante vitórias e títulos, mas aumenta muito as chances de que isso ocorra. Apoie o seu, o nosso Santos e não se arrependerá. Vá aos jogos, fique sócio, vamos jogar com o time!

Clique aqui para saber como ficar sócio do Santos.

O que você pensa sobre isso?


Noite decisiva na Vila

Leia o post original por Odir Cunha


Na Argentina foi assim. Como será nesta terça?

Uma Vila Belmiro lotada e inflamada é o que se espera nesta terça-feira, a partir das 21h30, quando o Santos recebe o Estudiantes para um jogo decisivo pela Copa Libertadores. Uma vitória e o Alvinegro Praiano estará praticamente classificado em um dos grupos mais difíceis da competição. Não tenho nenhuma dúvida de que os jogadores e o técnico Jair Ventura farão o máximo por um triunfo consagrador.

Entendi perfeitamente a frustração e as queixas após a derrota para o Bahia, sábado, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Perder com um gol no último lance do jogo é devastador. Tenho alguma coisa a falar sobre o episódio, mas preferi esperar as cabeças esfriarem. Ocorre que em uma de minhas pesquisas jornalísticas estudei justamente as causas de os times grandes entrarem em crises permanentes, e essa ansiedade dos torcedores por mudança de técnicos e contratações é uma das mais importantes.

Por seguir a paixão volúvel do torcedor, hoje o Santos paga cinco técnicos: o atual, Jair Ventura, e ainda deve gordas somas a Dorival Junior, Levir Culpi, Enderson Moreira e Osvaldo de Oliveira, demitidos por gestões anteriores. O caso de Levir é chocante. Faltavam apenas dois meses para encerrar seu contrato, mas como foi demitido antes, agora tem mais de um milhão e meio de reais a receber do Santos. Para um time que anda com as finanças combalidas, isso é um pesadelo.

Já li de mais de uma pessoa que o Santos tem de trocar Jair Ventura por um técnico “mais ousado”. Isso é uma loucura. Jair é excelente e, ao menos de mim, tem total apoio para trabalhar com calma e chegar ao Santos ideal. A história mostra que os melhores times são os que mantêm os técnicos por mais tempo.

Outro motivo que leva os clubes à ruína é contratar jogadores a torto e a direito. Antes, os chamados clubes de massa acreditavam que podiam contratar jogadores caros, pois seus torcedores pagariam, lotando estádios. Muito raramente isso dava certo e o que se via na grande maioria dos casos é a dívida e a fila aumentarem. Flamengo e Corinthians sempre foram o maior exemplo dessa temerária filosofia.

O correto é pesquisar o mercado e contratar certo, levando em conta não só a qualidade técnica, mas também o valor e o potencial de valorização do jogador. Os últimos clubes de sucesso no Brasil adotaram essa fórmula. Os que quiseram dar um passo maior do que a perna estão em dificuldades. O equívoco de tantas contratações caras e ruins – não só do Santos, mas de tantos outros clubes brasileiros – tem de ser evitado a todo custo.

Quando escrevo que devemos ter paciência, alguns reclamam. Mas é a impaciência do torcedor que levou tantas agremiações a assumir dívidas que não poderiam e nem podem pagar. Temos de apoiar os jogadores que hoje vestem nossa camisa e, com a nossa confiança, tirar deles o melhor que podem dar.

O time que para muitos é o melhor do mundo, o Barcelona de Messi, acaba de ser eliminado na Champions League pela coadjuvante Roma após ter aberto uma vantagem de três gols na primeira partida. Pelo que sei os torcedores catalães não destruíram o Camp Nou e nem ameaçaram seus jogadores. Sabem que assim é o futebol e estarão dispostos a apoiar a equipe nos próximos embates.

É essa atitude, de não desistir nunca, de renascer das cinzas, que espero dos santistas, sempre. Estou certo de que, em primeiro lugar, só podemos contar com nós mesmos. Por isso insisto que devemos nos associar ao clube e, sempre que possível, comparecer aos jogos e divulgar positivamente o nosso Santos. Finanças equilibradas, o resto virá em um piscar de olhos.

Confio que este jogão de terça-feira vai nos fazer esquecer a tristeza de sábado. Assim é o futebol. E a vida. E cíclico como é, um dia o futebol nos levará novamente ao olimpo, ao ponto mais alto que a alegria de um torcedor pode atingir. Mas será preciso paciência, trabalho e fé.

Libertadores: venda de ingressos na Vila e nos postos autorizados começa neste sábado (21)

Clique aqui para saber como ficar sócio do Santos.

E você, o que acha disso?


Nosso futuro corre perigo

Leia o post original por Odir Cunha


Dois jogos no mesmo dia e no mesmo estádio, sete gols e muita festa… Aos poucos o torcedor está voltando a ter alegrias e se acostumando a ir mais cedo ao estádio para participar do match day. Essa parceria precisa continuar para que tenhamos um futuro bem melhor. E mais limpo.

Parece, entretanto, que nem todos que se dizem santistas querem esse futuro. Contrariados em seus interesses, alguns já tramam contra a gestão atual do clube, eleita democraticamente, e contra o presidente José Carlos Peres. Parece que o trabalho da auditoria independente tem incomodado a muitos, ansiosos para que seus resultados não sejam conhecidos.

Uma reação assim de pessoas que usavam o clube a seu bel prazer e nada davam em troca, já era esperada. Só não se imaginava o nível da sordidez. Mas algumas pessoas são capazes de se superar. Aguardemos os próximos capítulos. Logo mais conheceremos os nomes de quem revelará sua verdadeira face.

E você, o que acha disso?


Sábado de aniversário com Santos Day e nova camisa à venda

Leia o post original por Odir Cunha

Texto de Mayara Rached, do site oficial do Santos

O super Match Day denominado como Santos Day marcará o encerramento da Semana Santos neste sábado, 14 de abril, dia do aniversário do Santos FC. O evento , que conta com a parceria da Truckvan, terá início às 16h30, na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, depois do jogo Sereias da Vila x Portuguesa e antes da partida Santos FC x Ceará. O último dia de comemoração aos 106 do Clube promete animar os torcedores santistas com diversas opções de entretenimento.

A programação no local contará com atrações musicais em diferentes estilos, apresentações de free style com a nova equipe de Skate do Santos FC, street dance com as Alvinegras da Vila, performances do Circo dos Sonhos e quiz com perguntas históricas relacionadas ao Peixe para distribuição de brindes.

O Santos Day também irá proporcionar ao público uma loja móvel da Santos Store com produtos oficiais do Peixe, o caminhão do programa Sócio Rei para efetuar novas associações, diferentes opções de food trucks, beauty truck, além de uma unidade móvel com acervo do Memorial das Conquistas. As carretas serão disponibilizadas pela Truckvan, maior fabricante de unidades móveis do Brasil.

“O Santos Day é uma grande novidade que vem para ficar. Todo dia 14 de abril é extremamente importante para o santista e sempre será motivo para comemoração. Mas a partir deste 106º aniversário faremos com que este momento especial se torne ainda mais inesquecível. Anualmente, visando enaltecer o aniversário do Peixe, faremos a promoção de grandes festejos e diversas atrações, dignas do que o Clube e nossa torcida merecem. A edição inicial deste ano já diz a que este projeto veio: antes do jogo contra o Ceará, quatro longas horas de festejos na Praça Charles Miller. Será o ápice da Semana Santos, que começou no dia 9 (com a vernissage da exposição de pinturas de Osmar Santos). Chegue cedo e vamos comemorar!”, convidou o Presidente José Carlos Peres.

O ex-atleta Jamelli terá uma participação especial durante o evento com a doação de uma camisa autografada utilizada em um clássico do Santos FC ao Memorial das Conquistas. E para oficializar o fim da Semana Santos haverá a entrega de uma tela marco no encerramento do Santos Day.

O evento, que faz parte das comemorações do Santos FC, contará com o apoio das seguintes empresas: Truckvan; Kim Pães; Mercadão Atacadista; Fourcade; Instituto Mix; BR3 Comunicação; Burguer ID e Capital da Pizza.

Super Match Day marcará aniversário do Clube neste sábado (14) no Pacaembu

Estreia no Brasileirão: venda de ingressos nos pontos autorizados começa nesta quarta (11)

Secretaria de Turismo de Santos participa da Semana Santos. Leia.

Clique aqui para se tornar um Sócio do Santos


Umbro mostra hoje a nova camisa do Santos

Leia o post original por Odir Cunha

idolos no Tasca do Porto

O jantar no Tasca do Porto, notável restaurante português de Santos, ficará guardado com carinho na memória de quem compareceu. A comemoração pelo título mundial do Santos em 1962 contou com as presenças dos deuses santistas Dorval, Mengálvio, Coutinho e Pepe, além dos jogadores do time atual David Braz, Dodô e Daniel Guedes, além do técnico Jair Ventura e do gerente de futebol William Machado.

Na oportunidade foi servido o delicioso “Bacalhau Alvinegro”, prato especialmente preparado para a ocasião e batizado com esse nome por uma sócia do clube, que ganhou um jantar com acompanhante. Estiverem presentes José Carlos Peres, o vice-presidente Orlando Rollo, gerentes e membros do Comitê Gestor do Santos Futebol Clube.

Leia matéria sobre o jantar n’ A Tribuna de Santos

O drone do Braydon com a camisa da Umbro está chegando

As comemorações da Semana Santos prosseguem hoje com o esperado lançamento das novas camisas da Umbro. A apresentação dos novos modelos será o ponto alto da inauguração do Business Center do Santos em São Paulo, à avenida Pacaembu, 1897, a partir das 19h30.

Espero os amigos lá.


Jantar com ídolos no Tasca do Porto é hoje. Reserve seu lugar

Leia o post original por Odir Cunha

Hoje à noite, como se vivesse um sonho, você poderá jantar com cinco santistas campeões mundiais de 1962: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pepe e Lima. Todos eles, além de jogadores do elenco atual, estarão no restaurante Tasca do Porto, às 20 horas, no “Jantar Sabores do Mundial”, em comemoração do primeiro título mundial do Santos.

Objetos históricos desse confronto que marca o auge do futebol arte serão expostos, imagens do jogo final serão mostradas e teremos um bate-papo com os lendários astros santistas. O evento faz parte da Semana Santos, que festeja os 106 anos do Glorioso Alvinegro Praiano.

Na oportunidade será lançado um prato especial em homenagem ao aniversário do Santos.

O restaurante Tasca do Porto fica na rua XV de Novembro, 112, no Centro Histórico de Santos, próximo da Bolsa do Café.

O convite individual custará apenas 64 reais para sócios do Santos e 80 reais para não sócios (a bebida não está incluída).

As reservas podem ser feitas a partir das 8 horas desta quarta-feira pelo telefone (13) 3219-4280.

Vá e leve sua família. Nunca se sabe quando teremos outra noite de sonho como esta.

José Carlos Peres, Cidadão Santista

Ontem às noite, em uma bela cerimônia na Câmara Municipal de Santos, José Carlos Peres, presidente do Santos Futebol Clube, recebeu o título de Cidadão Santista. A longa folha de serviços prestados ao clube foi lembrada para reforçar a justiça do prêmio a Peres, que é natural da cidade de Monte Azul Paulista.


Obrigado Vanderlei!

Leia o post original por Odir Cunha

Com quatro defesas difíceis à queima-roupa, Vanderlei segurou a vitória sobre o Estudiantes, na Argentina, e colocou o Santos na liderança de seu grupo na Libertadores. Arthur Gomes marcou o único gol do jogo aos 18 minutos do primeiro tempo, após correr por 88 metros e pegar o rebote de um arremate de Sasha que bateu no pé da trave.

Com exceção do inspirado Vanderlei, não foi uma partida primorosa do Santos no aspecto técnico, já que a equipe perdeu inúmeros contra-ataques e sua defesa também não marcou tão bem o pouco criativo ataque argentino, mas o time merece nota 10 pelo espírito de luta, cujo exemplo foi, novamente, o volante Alison. Além dele, os destaques foram Lucas Veríssimo, Dodô e Sasha.

Com o resultado o Santos tem seis pontos e duas vitórias no grupo 6 e estará classificado se vencer os jogos em casa contra o próprio Estudiantes e o Real Garcilaso, do Peru. No segundo turno, sua única partida no campo do adversário será em Montevidéu, contra o Nacional.

O técnico Jair Ventura escalou o time com Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Renato (depois Gustavo Henrique) e Jean Mota; Rodrygo (Diogo Vitor), Arthur Gomes (Léo Cittadini) e Eduardo Sasha.

O Estudiantes, do técnico Lucas Bernardi, jogou Andújar, Facundo Sanchéz, Schunke, Desábato e Campi; Iván Gomez, Gastón Giménez (Pavone), Lucas Rodríguez e Lattanzio (Cascini); Melano e Otero.

Prepare-se para comemorar a 1ª Semana Santos

A partir da próxima segunda-feira, dia 9, o Santos Futebol Clube comemorará o seu aniversário de 106 anos com uma série de eventos que prosseguirão até sábado, dia 14, com a estreia do time no Campeonato Brasileiro.

Esses eventos formarão a 1ª Semana Santos, que a partir desta data deverá ser realizada todos os anos. Em 2018 o calendário da semana é o seguinte:

Segunda-feira (09)
Horário: 18 horas
Local: Memorial das Conquistas (rua Princesa Isabel, s/n – Vila Belmiro)
Evento: Vernissage – Exposição Osmar Santos.
Aberto ao público e gratuito.

Terça-feira (10)
Horário: 19 horas
Local: Câmara Municipal de Santos (Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, 1 – Vila Nova)
Evento: Entrega do título de cidadão emérito de Santos ao presidente do Santos FC José Carlos Peres.
Aberto ao público.

Quarta-feira (11)
Horário: 20 horas
Local: Restaurante Tasca do Porto (rua Quinze de Novembro, 112 – Centro de Santos)
Evento: Sabores do Mundial: comemoração do 1º título mundial do Santos FC x Benfica com jantar, estreia da ‘Resenha dos ídolos’ e exposição do acervo do jogo.
Mediante apresentação de convite. Informações sobre a venda serão divulgadas em breve.

Quinta-feira (12)
Horário: 19h30 / 20h30
Local: Business Center
Evento: Inauguração do Business Center em São Paulo e lançamento da nova coleção de uniformes Umbro.
Evento exclusivo para convidados.

Sábado (14)
Horário: 11 horas
Local: Pacaembu
Evento: Jogo Sereias da Vila x Portuguesa
Horário: 15 horas
Local: praça Charles Miller em frente ao Estádio do Pacaembu
Evento: Santos Day – Super Match Day com diversas atrações.
Horário: 21 horas
Local: Pacaembu
Evento: Jogo Santos FC x Ceará

E você, o que acha disso?


Nossos 11 compromissos

Leia o post original por Odir Cunha

Nesta segunda-feira, 2 de abril, completam-se três meses da gestão presidida por José Carlos Peres, e é justo que o santista saiba em que ponto estão os 11 compromissos da campanha da chapa Somos todos Santos.
Em eleições anteriores muito se prometeu e pouco, quase nada, se fez. Agora, apesar das enormes dificuldades, tudo está andando, como se pode notar nesta análise de cada um dos nossos 11 compromissos:

1 – Transparência e reputação
Trabalhar a reputação e a credibilidade. Criar o portal da transparência. Fortalecer a identidade do clube.
O que está sendo feito.
São qualidades que agora estão sendo levadas a sério no Santos. Tão esperada, a auditoria já começou e está sendo realizada por uma empresa que atuou na Operação Lava Jato. Para garantir a lisura nas próximas eleições, funcionários e pessoas ligadas profissionalmente ao clube não poderão votar. Ações de endomarketing estão apresentando o clube aos novos contratados e aproximando maios os funcionários do Santos.

2 – Sócios
Uma gestão mais próxima do associado, estimulando sua participação. Reformular o programa de benefícios. Alcançar a meta de 100 mil sócios em três anos. Estabelecer o voto à distância.
O que está sendo feito
Sócio é prioridade. Ainda há muito a ser feito nessa área para se atingir a meta de 100 mil associados até o final de 2010, mas o trabalho tem sido constante. O recadastramento já começou e o atendimento tem melhorado. Os inadimplentes interessados em refinanciar sua dívida poderão fazê-lo pelo e-mail social@santosfc.com.br Quatro empresas foram pesquisadas para o sistema do voto à distância, que logo deverá ser implantado. Além das recompensas e dos benefícios já distribuídos pela Redegol, o sócio gozará de um serviço exclusivo de informações históricas sobre o clube e também terá à sua disposição, gratuitamente, livros digitais sobre o Santos Futebol Clube. Logo será lançada uma grande campanha para aquisição de mais sócios. Porém, só com a credibilidade inspirada pela nova gestão o número de novos associados tem alcançado 1.500 pessoas por mês.

3 – Gestão e controle de dívidas
Enxugar despesas. Implantar uma estrutura profissional. Nova metodologia com responsabilidade fiscal.
O que está sendo feito
Isso tem sido feito mesmo antes de se tomar posse, pois a gestão herdou um clube em situação financeira caótica. Imediatamente foram obtidos recursos para impedir ações trabalhistas e a fuga de jogadores. A folha de pagamentos sofreu um corte profundo sem perda da eficiência, o que resultará em uma economia de cerca de 30 milhões de reais por ano. O Santos passará a gastar apenas o que arrecada e aliará o controle de gastos com o aumento de receitas.

4 – Projeto Capital – SP
50% dos jogos na Capital, 50% dos jogos na Vila Belmiro. Grande ampliação de sócios na Capital.
O que está sendo feito
Mais um compromisso que vem sendo cumprido à risca. Em uma decisão corajosa, a diretoria marcou o clássico contra o Corinthians para o Pacaembu, em uma festa inédita para o torcedor do Santos. Gradativamente a massa santista voltará a demonstrar sua força, iniciando um círculo virtuoso com reflexos em todas as áreas ligadas à marca e ao marketing do clube. Dia 12 de abril será inaugurado o Business Center do Santos Futebol Clube na avenida Pacaembu, em São Paulo, quando será apresentada a noca coleção Umbro.

5 – Santos, A Cidade do Futebol
Vamos valorizar a nossa história. Criação de roteiros turísticos envolvendo futebol e atrativos vinculados ao Santos Futebol Clube. Integração do Museu Pelé com o Memorial das Conquistas. Ampliação do Memorial e Digitalização do Acervo Histórico.
O que está sendo feito
A comemoração da 1.a Semana Santos, de 9 a 15 de abril, unirá o Santos Futebol Clube e a Prefeitura de Santos em eventos que prometem inscrever a data de aniversário do clube no calendário da cidade. Entre os muitos acontecimentos programados para celebrar os 106 anos do Glorioso Alvinegro Praiano haverá a exposição de pinturas do narrador Osmar Santos, cuja vernissage se dará às 19h30 do dia 9, no Memorial das Conquistas, na Vila Belmiro, e ficará aberta ao público durante toda a semana. Na mesma semana o restaurante português Tasca do será aberto na noite do dia 11, quarta-feira, para uma comemoração especial de 55 anos do primeiro título mundial do Santos, contra o Benfica, com a participação de que aturam naqueles confrontos.

6 – Hospitalidade
Implantação do verdadeiro conceito de Match Day, fazendo dos jogos com mando de campo do Santos grandes e completas experiências, valorizando todas as etapas envolvidas em um jogo de futebol.
O que está sendo feito
Isso já tem sido realizado, com uma participação crescente do torcedor do Santos. Contra o Corinthians, por exemplo, foi um sucesso. O maior acontecimento do gênero, denominado Santos Day, será comemorado antes e durante a estreia do Santos no Campeonato Brasileiro, contra o Ceará, dia 14 de abril. O jogo começará às 21 horas, mas desde às 15 horas uma série de atrações tomará a Praça Charles Miller.

7 – Internacionalização da Marca
Ratificar o posto de grande marca do futebol mundial e atrair parceiros internacionais, além de buscar oportunidades em outros continentes.
O que está sendo feito
Esse é mais um trabalho constante. Time brasileiro mais conhecido e com mais torcedores no exterior, o Santos precisa exercer essa sua vocação. Empenhado em abrir mercado no rico futebol mexicano, o presidente José Carlos Peres passou quatro dias visitando os grandes clubes daquele país. Nesses três meses de gestão recebemos representantes do Santos na China, Japão, Coreia, além de propostas de abertura de escolinhas e negócios nesses países. Ainda nesse capítulo, o Santos passou a ter mais visibilidade na tevê com a retomada das transmissões de seus jogos pela TV Globo.

8 – Vila Belmiro, a nossa casa
Reestruturar e reformar a Vila. Promover parcerias com o poder público e a iniciativa privada com foco na modernização, respeitando sua história e preservando suas características.
O que está sendo feito
Um projeto estrutural para ampliação e modernização da Vila Belmiro já foi apresentado à direção do clube e outro está em vias de ser executado. Tornar o nosso estádio mais espaçoso e confortável é um compromisso constante. Algumas alterações pequenas já foram feitas, mas o Urbano Caldeira merece uma reestruturação bem maior. As restrições financeiras impedem essas obras, que poderão ser feitas com o apoio de parceiros.

9 – Patrimônio
Construir um novo CT para as categorias de base. Reformar a Chácara Nicolau Moran.
O que está sendo feito
Em 22 de fevereiro o Departamento de Patrimônio do Santos concluiu o projeto executivo da restauração e ampliação da Chácara Nicolau Moran, que inclui a reforma da sede, a construção de um hotel de três pavimentos e a construção de um campo de futebol oficial com grama natural. Enquanto outras gestões falavam de usar a chácara para inúmeros fins, mas seus dirigentes nem sequer visitavam o local, já estamos prontos para inscrever o projeto na Lei Rouanet e a partir daí captar parceiros para a obra que enriquecerá o patrimônio do clube. Da mesma forma, foram feitas visitas e tratativas para que o clube adquirisse uma grande área na divisa entre Santos e São Vicente que serviria para um maravilhoso Centro de Treinamento para a base. O negócio acabou sendo fechado com outra instituição, mas o Santos prosseguirá procurando a melhor alternativa para oferecer um CT amplo e moderno aos seus meninos.

10 – Respeito ao Estatuto
Ter um Comitê Gestor de verdade, com pessoas de alta qualificação. Uma gestão mais próxima e aberta ao Conselho Deliberativo. Profissionalismo na gestão. As melhores cabeças nos lugares certos.
O que está sendo feito
Com nove integrantes credenciados para analisar e gerenciar os vários setores do clube, o Conselho Gestor se reúne semanalmente para discutir e decidir sobre as melhores alternativas para a sustentabilidade e o crescimento do Santos Futebol Clube. As decisões são tomadas levando-se em conta a eficiência, a meritocracia e o profissionalismo, em absoluto respeito ao Estatuto do clube.

11 – Futebol
Austeridade e responsabilidade. Promover uma grande valorização da base. Respeitar as nossas características históricas, com um futebol forte e competitivo. Transparência total e respeito na contratação de atletas.
O que está sendo feito
É importante lembrar que esta gestão contratou três jogadores: Gabriel, o Gabigol; Sasha e Dodô, e os três são titulares. A gestão anterior trouxe uma dezena de jogadores em 2017 e, deles, apenas Bruno Henrique, no momento machucado, era titular. Hoje, apesar da limitação financeira, há mais cuidado e eficiência nas contratações. Também não se perdeu nenhum jogador da base de grande potencial. Em um esforço que envolveu vários profissionais do clube, o garoto Diogo Vitor, que estava com um pé na Espanha, foi mantido no Santos e hoje é uma das esperanças entre os profissionais. A contratação do jovem técnico Jair Ventura se revelou acertada e o Santos, mesmo em formação e com muitos jogadores da base, já soma vitórias sobre São Paulo e Palmeiras, ambas como visitante, além de um triunfo sobre o Nacional, do Uruguai, esta com um jogador a menos.

E você, o que acha disso?


Quanto vale sua paixão?

Leia o post original por Odir Cunha


O que se faz quando o destino de quem amamos está em jogo?

O Santos só volta a jogar quinta-feira, às 21h30, na Argentina, contra o Estudiantes, e esse intervalo nos dá tempo para reflexões. Tive uma delas ontem à noite, assistindo ao filme “O destino de uma nação”, que conta como Winston Churchill uniu e liderou a Grã Bretanha contra o poderio nazista.

Como as tropas alemãs tinham dominado a Europa continental, assessores insistiam que Churchill negociasse a paz com Adolf Hitler, pois, para eles, a guerra seria uma causa perdida para os britânicos. Ao que Churchill respondeu: As causas perdidas são as únicas que valem a pena lutar.

Lembrei-me do nosso Santos porque para muitos o Glorioso Alvinegro Praiano parece mesmo uma causa perdida. A cada gestão começamos do zero. Ou pior, do muito menos zero. Há os que puxam de cá, os que puxam de lá. Há muitos que continuam se perguntando o que o Santos pode fazer por eles, e não o que eles podem fazer pelo Santos. Enfim, às vezes se tem a impressão de que os desejos individuais, nem sempre legítimos, colocarão o destino do nosso clube eternamente em segundo plano.

Porém, posso afirmar que esta gestão caminha para cumprir seus 11 compromissos de campanha. Farei um balanço de todos eles na terça-feira, quando completaremos três meses à frente do clube. Aos poucos queremos provar que o sonho de um Santos imenso e próspero não é uma causa perdida. Porém, por mais que façamos, é evidente que não faremos nada sozinhos, pois para dar qualquer passo precisaremos da pessoa mais importante nesse processo: VOCÊ!

Como já disse e repeti várias vezes, o Santos depende, exclusivamente, de quem o ama, de quem é apaixonado por ele. Nenhum plano de marketing, nenhuma campanha maciça de associação, nenhuma promoção mirabolante para encher estádios dará certo se o torcedor não acreditar nessa diretoria e nesse time. Essa confiança, esse apoio, é o começo – e o fim – de tudo. E a melhor forma de abraçar o time é tornar-se sócio.

Sei que se vivêssemos a iminência de uma guerra, como no filme, as pessoas estariam dispostas a fazer sacrifícios por sua pátria. No Brasil uma campanha já fez as pessoas doarem alianças e correntinhas de ouro para salvar a economia do país. Um time de futebol é, obviamente, menos importante do que uma nação, mas quanto vale a alegria de uma vitória que permanece na alma dias, meses, anos a fio? Por outro lado, quanto nos entristece uma derrota importante, que interrompe a esperança de um título?

Quanto não daríamos hoje para não sofrer o dissabor de derrotas decisivas, de gols que nos impediram de erguer troféus e juntar mais lembranças maravilhosas à nossa invejável história?

Fiquei sócio do Santos, há apenas 12 anos, após ter sido convencido pelo nosso atual presidente, José Carlos Peres, de que assim eu ajudaria mais o clube. Escrevia artigos e livros, ia a jogos, comprava uma ou outra camisa oficial, mas ainda faltava alguma coisa. Então, fiquei sócio, recebi minha carteirinha com extrema felicidade – como se finalmente tivesse me tornado um cidadão santista – e agora digo que jamais deixarei de estar ligado ao Santos enquanto viver. Na alegria, obviamente, mas, principalmente, na tristeza, que é quando o clube mais precisa de nós.

Sei que se eu conseguir, se todos nós conseguirmos, transmitir esse mesmo sentimento que o Peres me passou para muitos santistas que hoje não são sócios, iniciaremos um caminho irresistível rumo ao futuro que sonhamos, que terá um time sempre forte, excelentes novos jogadores a cada temporada, um estádio à altura dos nossos jogos, grandes patrocinadores, espaço nobre na tevê e uma torcida cada vez maior e mais motivada.

Alguém pode me chamar de sonhador, mas sei que não sou o único. Só precisamos que 4% dos santistas do Brasil sonhem o mesmo sonho. Alguém tem dúvida de que essa é uma causa pela qual vale a pena lutar?

Quando perguntaram a Winston Churchill se valia a pena colocar em risco a segurança da Grã Bretanha em uma guerra que seria longa e sofrida, ele respondeu, imediatamente: O que importa é a coragem de lutar. Essa filosofia também serve para nós, santistas. Lutemos!

Clique aqui para se tornar sócio do Santos e ajudar o nosso time a ficar cada vez mais forte

E então, santista, que tal lutar pelo futuro do nosso clube?


O Santos foi valente

Leia o post original por Odir Cunha

Sim, é verdade que o Palmeiras dominou a primeira meia hora de jogo, aproveitou-se da velocidade de Keno contra Daniel Guedes e abriu caminho para o único gol do jogo, marcado por Willian aos cinco minutos. Porém, não é menos verdade que a partir daí, e durante todo o segundo tempo, o Santos tomou a iniciativa, atacou mais e obrigou Jailson a umas cinco defesas difíceis e decisivas. Então, o empate seria o resultado justo? Sim, sem dúvida.

Os novos Meninos da Vila mostraram vontade, coragem e mereciam ao menos um gol para brindar os 19.500 santistas que compareceram ao Pacaembu.

Dessa vez gostei mais de Arthur Gomes, sem contar, é claro, a garra de Alison e a mobilidade de Sasha. Diogo Vitor não me parece ser um meia distribuidor de jogo, mas um atacante que deve jogar mais próximo da meta adversária, pois adora bater a gol.

Gabriel precisa ser mais solidário. No final do primeiro tempo tinha Diogo Vitor livre e, mesmo sem ângulo, resolveu chutar a gol, desperdiçando ótima chance. É o tipo de jogada difícil de se ver em um time europeu, pois lá os atacantes jogam mais para o time e menos para seus egos. Se Gabriel pretende voltar por cima para a Europa, tem de começar desde já a praticar um futebol menos individualista.

Quanto ao Palmeiras, para um time formado com a força da grana da Crefisa, seu futebol deixa muito a desejar. Parece que joga só o suficiente para abrir uma vantagem, mesmo pequena, e depois usa de todos os recursos, até a abominável cera, para retardar o jogo e fazer o tempo passar. Aliás, se o árbitro Flávio Rodrigues de Souza fosse mais rigoroso contra a cera e contra as faltas seguidas dos palmeirenses, a sorte santista talvez fosse outra.

Jogar-se ao gramado pedindo atendimento médico foi um artifício usado algumas vezes pelos palmeirenses, principalmente pelo goleiro Jailson, sem o árbitro demonstrasse a mínima intenção de fazer o jogo correr. Houve um lance claro de lei de vantagem em que ele parou o ataque do Santos, mas por outro lado, permitiu que o Palmeiras batesse uma falta sem sua autorização que pegou a defesa santista totalmente desprevenida. Enfim, não fez uma arbitragem imparcial o senhor Flávio, que também permitiu ao trombador Felipe Melo distribuir trompaços a torto e a direito.

De qualquer forma, o jogo foi bom e mesmo com uma folha de pagamentos que é um quarto da do rival, o Santos merecia melhor sorte. Agora, o jeito é ganhar o jogo de volta, terça-feira, às 20h30, no mesmo Pacaembu. Nossos Meninos jogarão diante de um público só de palmeirenses, mas agora já sabem que o adversário não é um bicho tão feio quanto parecia.

O goleiro Jailson, suspenso por três jogos, não deveria enfrentar o Santos, mas o departamento jurídico do Palmeiras conseguiu um efeito suspensivo. O que é isso? Como o nome diz, trata-se de uma suspensão da pena. É mais ou menos como o habeas corpus para um réu condenado.

E você, o que achou do Santos contra o Palmeiras?