Arquivo da categoria: Cruzeiro

MP oferece denúncia contra vice de futebol do Cruzeiro por suposta ameaça

Leia o post original por Perrone

Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O Ministério Público de Minas Gerais ofereceu, no último dia 19, denúncia contra Itair Machado, vice-presidente executivo de futebol do Cruzeiro por supostamente ter ameaçado de morte Bruno Vicintin, ex-vice de futebol. Procurado pelo blog, o atual dirigente negou ter cometido o crime.

Por sua vez, Vicintin disse que não poderia falar sobre o assunto já que a medida foi tomada pelo MP. Em nota enviada ao blog por meio de seu departamento de comunicação, o órgão confirmou o oferecimento da denúncia e afirmou que foi marcada para o “dia 16 de abril audiência que poderá resultar na suspensão do processo” (leia o comunicado ao final deste post).

Itair só poderá aceitar a proposta se não estiver respondendo a outro processo e caso não tenha sofrido nenhuma condenação, segundo informações do Ministério Público. Se a denúncia for aceita pela Justiça, e o processo suspenso, o juiz estipula condições como eventual pagamento reparatório à vítima. Caso todas as condições sejam cumpridas, ao final do prazo estipulado o processo é extinto.

Indagado se aceitará a suspensão, o vice do Cruzeiro afirmou que “quem aceita suspensão é culpado. E já te expliquei que não fiz ameaça, não sou homem disso”, afirmou o cartola cruzeirense. “Não tem ameaça. Quem acusa tem que ter prova. O MP não ofereceu denúncia e, sim, recebeu denúncia”, declarou o cartola. O blog reforça que o Ministério Púbico de Minas Gerais confirmou o oferecimento da denúncia por parte da 8ª Promotoria de Justiça de Belo Horizonte.

Se não houver acordo para a suspensão, desde que a denúncia seja aceita, a Justiça abre o processo. O crime de ameaça prevê de um mês a seis meses de detenção. A nota do MP afirma também que a ameaça teria ocorrido por telefone em 13 de novembro de 2017. O blog apurou que o órgão agiu depois de Vicintin registrar queixa sobre o suposto crime numa delegacia de BH.

De acordo com a denúncia, a qual o blog teve acesso, Itair teria dito por telefone a uma testemunha, que estava em reunião no Cruzeiro, o seguinte: “odeio o senhor Bruno Vicintin e quero que você dê o recado a ele, que se ele não parar de falar de mim na internet, vou matá-lo”.

A promotoria indicou três testemunhas para serem ouvidas pela Justiça, além de Vicintin.

Depois desse episódio, Vicintin e Itair moveram ações um contra o outro, antes de o MP oferecer a denúncia. “Eu entrei primeiro com o processo contra ele por calúnia. Aí ele entrou contra mim, com 60, 90 dias de atraso, dizendo que eu o ameacei via uma terceira pessoa e por telefone. História sem pé e cabeça. No fundo ficou chateado porque o tirei da chapa do conselho (em votação no Cruzeiro). Ele tentou montar uma e não conseguiu. Ao meu ver, vaidade política”, disse Itair.

O blog voltou a procurar o ex-dirigente para ouvi-lo sobre as declarações de seu desafeto. Ele respondeu com a seguinte nota:

Sobre o caso não vou me pronunciar, foi o Ministério Público que ofereceu denúncia contra este senhor.  Apesar de ele querer dar a este episódio um viés político, tenho certeza que o MP de Minas Gerais não tem nenhum interesse político no clube. Eu estive durante seis anos no Cruzeiro e nunca tive qualquer remuneração, nenhum benefício financeiro e nem salário. Apesar de convidado a continuar, antes mesmo da eleição, decidi não permanecer por entender que pessoas na mesma equipe devem ter os mesmos princípios éticos e morais. E as pessoas que me conhecem sabem que não abro mão dos meus princípios por cargo. Sobre a afirmação de que tentei montar uma chapa, essa informação é mentirosa, eu declinei o convite para prosseguir e resolvi me afastar da política do Clube, todos sabem disso“.

Confira a seguir nota do departamento de comunicação do Ministério Público enviada ao blog:

O MPMG ofereceu denúncia contra Itair Machado de Souza, apresentada à Justiça no dia 11 de janeiro de 2019.

Artigo 147 do Código Penal – Ameaçar alguém, por palavra, escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, de causar-lhe mal injusto e grave: Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.

Está marcada para o dia 16 de abril de 2019 uma audiência que poderá resultar na suspensão do processo. Caso o réu aceite a proposta, o processo será suspenso por dois anos (o prazo prescricional fica suspenso).

As condições estão previstas no artigo 89 da Lei 9.099/95

Art. 89. Nos crimes em que a pena mínima cominada for igual ou inferior a um ano, abrangidas ou não por esta Lei, o Ministério Público, ao oferecer a denúncia, poderá propor a suspensão do processo, por dois a quatro anos, desde que o acusado não esteja sendo processado ou não tenha sido condenado por outro crime, presentes os demais requisitos que autorizariam a suspensão condicional da pena (art. 77 do Código Penal).

§ 1º Aceita a proposta pelo acusado e seu defensor, na presença do Juiz, este, recebendo a denúncia, poderá suspender o processo, submetendo o acusado a período de prova, sob as seguintes condições:

I – reparação do dano, salvo impossibilidade de fazê-lo;
II – proibição de frequentar determinados lugares;
III – proibição de ausentar-se da comarca onde reside, sem autorização do Juiz;
IV – comparecimento pessoal e obrigatório a juízo, mensalmente, para informar e justificar suas atividades.

§ 2º O Juiz poderá especificar outras condições a que fica subordinada a suspensão, desde que adequadas ao fato e à situação pessoal do acusado.

§ 3º A suspensão será revogada se, no curso do prazo, o beneficiário vier a ser processado por outro crime ou não efetuar, sem motivo justificado, a reparação do dano.

§ 4º A suspensão poderá ser revogada se o acusado vier a ser processado, no curso do prazo, por contravenção, ou descumprir qualquer outra condição imposta.

§ 5º Expirado o prazo sem revogação, o Juiz declarará extinta a punibilidade.

§ 6º Não correrá a prescrição durante o prazo de suspensão do processo.

§ 7º Se o acusado não aceitar a proposta prevista neste artigo, o processo prosseguirá seu rito normal.

A ameaça, segundo a vítima, teria sido feita por telefone no dia 13 de novembro de 2017.

Foram marcadas três audiências na tentativa de composição cível ou transação penal: 27.07.2018, 25.09.2019 e 04.12.2018. O réu não compareceu em nenhuma delas, enviando apenas advogado. São essas as informações até o momento“.

Com Thiago Fernandes, do UOL, em Belo Horizonte

Negócio, bom senso e bairrismo

Leia o post original por Rica Perrone

Estava sem dormir na noite anterior, aguentei até metade do segundo tempo e acabei pegando no sono. Não vi o Galo fazer 2×1 e nem sofrer o empate, logo, quando acordei hoje fui direto olhar quanto tinha sido o jogo. Lembrei de uma época onde os torcedores de Grêmio, Galo, Cruzeiro e Inter brigavam comigo…

Opinião: ser regular é grande desafio de Rodriguinho no Cruzeiro

Leia o post original por Perrone

Prestes a ser apresentado oficialmente como reforço do Cruzeiro, Rodriguinho desembarcou em Belo Horizonte com festa da torcida. A contratação ganhou status de primeira linha no futebol brasileiro, pelo menos entre os cruzeirense. Corresponder à expectativa não será tarefa simples. O histórico do ex-corintiano indica isso.

Em sua última temporada, atuando pelo Pyramids, o meia deixou tanto a desejar que não foi inscrito para o atual Campeonato Egípcio. Mas o problema não está no que Rodriguinho deixou de fazer no Egito. A questão é que a irregularidade o acompanha em praticamente toda a sua carreira.

O torcedor corintiano sabe bem disso. Em Itaquera, ele de viveu altos e baixos. Alternou atuações apagadas com outras decisivas. Acabar com essa constante alternância é a sua principal missão no Cruzeiro.

Para não decepcionar a torcida, ele terá que ser o Rodriguinho da conquista do título Paulista pelo Corinthians no ano passado. Isso na maior parte do tempo. O cruzeirense espera ter nele alguém sempre pronto para decidir as partidas, não de vez em quando.

De time novo na China, Moreno diz que espera ‘em breve’ voltar ao Cruzeiro

Leia o post original por Perrone

Depois de despertar o interesse de clubes brasileiros para a temporada de 2019, Marcelo Moreno assinou contrato de três anos com o Shijiazhuang Ever Bright, da segunda divisão da China. O estafe do jogador, que estava livre no mercado, classifica a proposta recebida como irrecusável. Em entrevista ao blog o atleta explicou porque vai seguir no futebol chinês e disse que em breve pretende voltar ao Brasil para defender o Cruzeiro.
O atacante também afirmou que lhe faltou paciência para tentar chegar a atuar pela seleção brasileira. Contou ainda dos apuros que passou em seu início na Ásia, como pedir ketchup e receber pimenta.

Blog do Perrone – Depois de despertar o interesse do Corinthians, entre outros clubes brasileiros, você assinou mais um contrato com uma equipe Chinesa para disputar a segunda divisão. Por quê?

Marcelo Moreno – Em todas as minhas férias vou pro Brasil. Sempre meu nome está sendo especulado por grandes equipes brasileiras. Fico feliz porque sempre estou na pauta dos treinadores. Mas agora nenhuma equipe fez proposta oficial. Aconteceu na China, contrato longo, para ajudar o clube a subir. Esse projeto foi importante pra mim.

Blog – Você tem planos para voltar a jogar no Brasil?
Moreno – Sem dúvida. O futebol brasileiro abriu as portas pra mim. Sou valorizado no Brasil, vai chegar o momento de voltar.

Blog – Gostaria de voltar ao Brasil para jogar em qual clube?

Moreno – Em breve vou voltar ao Brasil pra ser feliz no Cruzeiro. Sou torcedor do Cruzeiro, então seria o time certo pra eu voltar e ganhar títulos.

Blog – Já planejou quando quer voltar?

Moreno – Acredito que seja em breve. Acabei de assinar contrato e gosto de cumprir meus contratos, isso me valorizou aqui na China, dou resultado. Acredito que em breve possa voltar ao Cruzeiro.

Blog – Acompanhou a movimentação do Cruzeiro antes do início desta temporada? O que dá para esperar do clube em 2019?

Moreno – O cruzeiro contratou pouco porque tem um elenco forte. Mano Menezes é um grande treinador, sabe montar times, monta pra ganhar, não precisa de muita contratação. Ele é firme com jogadores que tem, por isso eles rendem. O Cruzeiro está forte para ganhar o Brasileiro, a Libertadores.

Blog – Você chegou a jogar pela seleção brasileira sub-18. Por que acha que não conseguiu atuar pelo time principal do Brasil? É uma lacuna na sua carreira, uma decepção?

Moreno – Seria uma valorização totalmente diferente ter vestido a camisa da seleção principal. Esperei por um bom tempo a convocação para a seleção principal. Mas recebi convite da seleção boliviana na qual eu fui muito feliz. Sou referência lá, vou pra minha terceira disputa de Eliminatórias (de Copa do Mundo). Estou a três gols de ser o maior artilheiro da seleção do meu país. Estou orgulhoso da decisão que tomei. Mas, se eu pudesse sonhar novamente, seria diferente. Teria tido mais paciência porque confio no meu futebol. Eu teria uma vaga na seleção brasileira principal e teria jogado um Mundial pelo Brasil. Às vezes, quando a gente é jovem, a paciência escapa. Foi uma decisão que tomei, e pretendo chegar a ser lembrado para sempre na Bolívia pelo que faço na seleção.

Blog – Você vai para a sua quinta temporada no futebol chinês. Mudou muito como jogador nesse tempo?

Moreno – Nesse tempo muda muita coisa, com certeza. Você aprende situações diferentes, tá jogando ao lado de nove chineses. Talvez a experiência seja a principal diferença.

Blog – O nível do futebol chinês não é de primeira linha. Como fazer para se manter em alto nível jogando na China?
Mantendo a forma física. Tenho um estafe particular, preparador físico, fisioterapeuta. Chego na seleção 100%. O nível aqui não é igual aos dos principais países do futebol, mas vejo um trabalho incrível sendo feito aqui, com muito investimento. Acho que um dia a China vai ser uma potência no futebol e aposto que vai disputar a próxima Copa.

Blog – Hoje, você está adaptado ao estilo de vida na China. Mas o começo foi difícil? Passou muito perrengue por causa das diferenças culturais e da língua?

Moreno – O primeiro ano é o ano das coisas difíceis. Idioma, alimentação, tradutor, cultura totalmente diferente. Tem que se adaptar pra depois de seis meses começar a desenvolver um melhor futebol. Vim preparado pra tudo, a única coisa muito difícil é o cardápio. Você pede sem saber o que está pedindo. É uma surpresa. Eu tentava pedir ketchup, e eles traziam pimenta. Tive que repetir quinzes vezes como se fala ketchup em chinês na frente do espelho pra aprender a falar.

Por Cruzeiro, Rodriguinho rejeitou interesse árabe

Leia o post original por Perrone

Além do Cruzeiro, Rodriguinho foi procurado por outra equipe brasileira e uma do futebol árabe. As duas têm seus nomes mantidos em sigilo pelo estafe do meia, que descartou ambas possibilidades.

Fora da lista de inscritos pelo Pyramids para o campeonato do Egito, o meia passou a analisar as opções que tinha em mãos. Gostou do que ouviu do Cruzeiro e avaliou que o melhor para sua carreira neste momento seria o retorno ao futebol brasileiro. Assim, rejeitou o interesse do futebol árabe. A outra equipe do Brasil também ficou para atrás. Logo o atleta informou ao Pyramids que seu desejo é se transferir para o Cruzeiro.

O estafe do jogador esperava que o acerto entre cruzeirenses e cartolas do Egito acontecessem no último fim de semana. O acordo não ocorreu no prazo esperado, mas o otimismo em relação ao acerto continua. E expectativa é de que nas próximas horas o martelo seja batido.

Opinião: Corinthians diz não priorizar novo zagueiro, mas deveria

Leia o post original por Perrone

O discurso da diretoria do Corinthians depois de interromper as negociações por  Manoel, do Cruzeiro, é de que o clube não tem outro zagueiro na mira. E que trazer alguém para a posição não é prioridade. Só virá um reforço para a defesa ou outro setor do time se aparecer uma oportunidade no mercado.

Pode ser apenas estratégia para tentar manter em sigilo negociações em andamento. Mas, se for verdade, a direção alvinegra deveria repensar sua posição. Trazer um zagueiro deveria estar entre as prioridades do alvinegro na opinião deste blogueiro. Só há mais urgência na lateral esquerda.

Carille não tem hoje à disposição um zagueiro de primeira linha, capaz de ser referência para os demais. Alguém como foi Balbuena num passado recente.

Não significa que as opções atuais sejam todas ruins. Mas falta alguém que passe segurança ao time incontestavelmente, o que não seria o caso de Manoel. Se não der para buscar um beque desse nível, é necessário pelo menos contar com mais um bom reserva.

Dos que fazem parte do elenco atual, Henrique é experiente, tem condições de ser titular, não é inferior em relação a Manoel, mas está longe da eficiência de Balbuena. Léo Santos é uma boa promessa, merece a titularidade, porém evoluiria mais rapidamente com um parceiro de primeira linha. Pedro Henrique é irregular e Marllon ainda não provou poder ser titular. Tal cenário não deveria deixar os dirigentes corintianos se sentirem confortáveis em relação à zaga.

 

Bastidores da venda de Arrascaeta têm 246 mil mensagens hostis e tensão

Leia o post original por Perrone

De Arrascaeta se transformou na contratação mais cara da história envolvendo clubes brasileiros depois de três dias de reuniões, momentos de tensão e alegação de centenas de milhares de mensagens ofensivas. Os encontros aconteceram em Montevidéu, no Uruguai, com os vários interessados na negociação que tirou o jogador do Cruzeiro e o colocou no Flamengo.

No ápice da polêmica, Arrascaeta e Daniel Fonseca, um de seus empresários, alegaram terem recebido em seus celulares cerca de 246 mil mensagens hostis de torcedores do time mineiro. Conforme apurou o blog, eles chegaram a falar em pedir a liberação do atleta na Fifa apontando falta de segurança para continuar em Belo Horizonte.

O argumento foi rebatido por André Cury, empresário que representou o Cruzeiro nas tratativas. Ele respondeu que, se fosse “fácil assim”, ninguém precisaria desembolsar uma fortuna para tirar Neymar do PSG, por exemplo. Bastaria vazar  o número de telefone dele para os torcedores e esperar a reação em cadeia.

O blog não conseguiu localizar Arrascaeta e Fonseca para falar sobre o assunto. Mas, no início do rompimento com seu ex-clube, o meia emitiu nota reclamando de mensagens ofensivas. Ele afirmou que depois da reunião em que Itair Machado, vice de futebol cruzeirense, e seu empresário se desentenderam por conta da primeira oferta do Flamengo, os números dos celulares de ambos se tornaram públicos. Imediatamente teriam virado alvos de centenas de mensagens com insultos e ameaças. Na ocasião, o uruguaio também disse que estava avaliando com seu estafe o que seria melhor para sua segurança.

Depois da discussão entre o vice do Cruzeiro e o empresário do meia, o clube de Belo Horizonte chamou Cury para representá-lo na tentativa de acordo. Então, o empresário foi para o Uruguai onde estava o jogador.

Das reuniões realizadas a partir de então, também participaram o outro agente de Arrascaeta, Javier Manzo, e Bruno Spindel, CEO do Flamengo, entre outras pessoas. De acordo com um dos participantes, até o representante de uma financeira que seria credora de um dos envolvidos no negócio chegou a ter assento numa das tratativas. Também foi apontada a presença de guarda-costas.

Na última segunda, por volta da 1h, uma das reuniões terminou com o negócio praticamente fechado. Na manhã seguinte, porém, houve nova divergência em relação a um valor que o Club Atenas, do Uruguai, tinha a receber do Cruzeiro. O impasse adiou o fechamento da transferência, que aconteceu após nova rodada de discussões.

A FIFA não é o PSOL

Leia o post original por Rica Perrone

Cruzeiro, Cruzeiro querido… Aliciamento de jogar, no grego, quer dizer “alicia”que significa “viadagem” e “mento” que significa “mimimi”. Você pode e qualquer outro ser humano vivo pode receber a oferta que quiser de onde quiser e decidir o que vai fazer. Pra isso existe contrato e você tem um com o Arrascaeta.  Use-o. Ir a…