Arquivo da categoria: Cruzeiro

Quem voltou melhor?

Leia o post original por Rica Perrone

Dos 12 grandes, vi alguns. A tal parada de 30 dias normalmente gera expectativa de melhora e quase nada acontece na prática. Mas dessa vez, parece, não será bem assim. Flamengo – Melhorou consideravelmente. Apesar do jogo contra o CAP ter sido normal e com riscos de eliminação, houve melhora. No Maracanã, um baile contra…

Opinião: sete dúvidas que a volta do Brasileirão deixa

Leia o post original por Perrone

1 – Algo mudou para pior no Palmeiras?

Diferentemente do que havia feito até aqui, o Palmeiras não conseguiu apresentar com alguns titulares poupados desempenho semelhante ao do time principal. Especialmente no primeiro tempo do empate em um gol com o São Paulo. Ficou claro que a equipe sentiu a falta de Bruno Henrique e de sua zaga titular. Foi uma exceção ou o time de Felipão já não consegue manter o nível sem algumas peças?

2 – O Flamengo de Jorge Jesus sempre será uma máquina ofensiva?

A estreia do técnico português no Brasileirão foi de fazer o torcedor flamenguista enlouquecer de alegria. Mas o time será sempre ofensivo e eficiente como foi na goleada por 6 a 1 sobre o Goiás? O Flamengo vai jogar desta forma quando enfrentar adversários que brigam pelo título? Jesus vai conseguir equilibrar ataque e defesa para não virar um “toma mas faz”?

3 – A liderança do Palmeiras está ameaçada?

O alviverde foi para a parada durante a Copa América com status de praticamente imbatível na briga pelo título do Brasileirão. Sua apresentação abaixo da média contra o São Paulo, a vitória do Santos por 1 a 0 fora de casa sobre o arrumado time do Bahia e o massacre do Flamengo sobre o Goiás deixam a dúvidas no ar. A rodada marcou o inicio de uma nova fase na caça ao líder? Santos e Flamengo têm grandes chances de desbancar o time de Felipão? Ou foi apenas uma ligeira diminuição da diferença que acontece rotineiramente nas disputa pelo título brasileiro?

 

4 – Preparo físico é um dos principais problemas do São Paulo?

Antes da retomada do Brasileirão Cuca afirmou que a parada havia sido importante para igualar o elenco fisicamente. Mas, o desempenho no empate com o Palmeiras coloca seriamente em dúvida a condição física da equipe. O primeiro tempo são-paulino foi muito bom. Pato, Antony, Pablo, Hernanes e Tchê Tchê se movimentavam constantemente e confundiam a defesa rival. Na segunda etapa, porém, a queda de rendimento foi visível. Os tricolores se encolheram e convidaram o alviverde a empatar o jogo. O recuo foi uma opção tática de Cuca ou os jogadores perderam o fôlego? Ou foi um pouco de cada? A olho nu, dá pra dizer que Hernanes cansou. Teve também a contusão de Pablo. E vale lembrar que recentemente o preparador físico Carlinhos Neves pediu demissão.

5 – Carille não vai mesmo conseguir acertar o Corinthians?

Na volta ao Brasileirão, o alvinegro penou pra fazer 1 a 0 no CSA, penúltimo colocado. O que se viu foi a repetição de velhos problemas. Lentidão, excesso de erros de passes e finalizações, meias pouco produtivos, Pedrinho sem decolar, Sornoza abaixo do que se espera… Ou seja, quase nada foi resolvido nos treinamentos durante a Copa América. A boa novidade foi a estreia de Gil, que deu mais segurança à zaga. No restante, o corintiano ficou na dúvida: o técnico Fábio Carille sabe como arrumar o time?

6 – O Cruzeiro não vai conseguir jogar no Brasileiro no mesmo nível em que disputa Libertadores e Copa do Brasil?

Depois de uma atuação de gala na vitória por 3 a 0 sobre o Atlético-MG pela Copa do Brasil, o time de Mano Menezes teve uma queda brutal de rendimento e não saiu do empate em casa e sem gols contra o competente Botafogo. Pedro Rocha, destaque contra o Galo, simboliza a queda de rendimento cruzeirense. Acabou substituído diante do Bota.

7 – Até onde o Botafogo pode chegar?

Antes de o Brasileirão ser interrompido, já estava claro que Eduardo Barroca havia organizado o Botafogo. No retorno da competição, ele viu seu time arrancar um ponto diante do Cruzeiro no Mineirão. Resultado de respeito, apesar da queda de rendimento cruzeirense em relação à atuação anterior pela Copa do Brasil. Antes de o campeonato começar, parte dos analistas apontava o alvinegro do Rio de Janeiro como um time que brigaria para não ser rebaixado. Neste momento, porém, a equipe está na sexta posição. O Botafogo chegou ao seu limite ou dá pra conseguir mais?

 

 

Futebol é no campo

Leia o post original por Rica Perrone

Atrapalha, ajuda, é verdade. Mas futebol sempre foi disputado no campo e atrelar resultados a administração, honestidade e transparência nem sempre é muito inteligente. Basta ver que a maioria dos grandes clubes do mundo tem em seus momentos mais gloriosos algumas de suas diretorias mais corruptas e/ou incompetentes. Tal qual a CBF, hoje muito menos…

#TBT: Aristizábal

Leia o post original por Rica Perrone

Quando o São Paulo anunciou o tal de Aristizábal em 1996 ninguém sabia quem era. As coisas não eram faceis como hoje, não tinha internet e descobrir algo sobre um jogador colombiano era quase impossível sem ser via a opinião de um jornalista qualquer. Ele veio pro time de Parreira que contava com Muller, Almir,…

Para especialistas, explicação do Cruzeiro não afasta suspeita de infração

Leia o post original por Perrone

Dois especialistas em direito esportivos ouvidos pelo blog afirmaram que as justificativas dadas pelo Cruzeiro não são suficientes para afastar a acusação de que o clube infringiu regras da CBF, orientadas pela Fifa, em relação a transferências de jogadores.

Reportagem do “Fantástico” no último domingo (26) mostrou que a agremiação cedeu 20% dos direitos econômicos de dez jogadores para pagar um empréstimo de R$ 2 milhões feito junto ao empresário Cristiano Richard Machado dos Santos. Só que o regulamento de transferências impede a cessão de direitos relativos a atletas para empresários. A infração pode gerar uma série de sanções, incluindo a imposição de um período sem que o clube possa registrar novos jogadores.

Em entrevista coletiva nesta segunda, Itair Machado, vice-presidente remunerado de futebol, negou que os direitos tenham sido cedidos. Ele afirma que foram apenas dados como garantia de pagamento, assim, não houve infração, segundo ele.

Porém, segundo os dois advogados ouvidos pelo blog, só seria rechaçada a  infração se o contrato apontasse que o Cruzeiro pagaria o empresário assim que vendesse os jogadores. E repassaria a ele o dinheiro emprestado com juros praticados pelo mercado. E não repassando uma porcentagem dos direitos econômicos.

A tese é de que a partir do momento em que o clube fixou as porcentagens, permitiu que um empresário lucrasse com a venda dos direitos econômicos, o que é vetado pela Fifa. Os dois especialistas pediram para não terem seus nomes divulgados.

O blog teve acesso ao contrato assinado pelo presidente do Cruzeiro, Wagner Antônio Pires de Sá em 3 de abril de 2018. O documento leva o nome de “instrumento contratual de quitação de contrato de mútuo e outras avenças”.

A cláusula 1.1 diz “pelo presente instrumento, pretendem as partes formalizar a quitação do empréstimo (contrato de mútuo) firmado entre as partes em 01/03/2018 mediante as cláusulas e concessões estipuladas”.

A redação do item 2.1 deixa clara a transferência dos direitos para o agente: “em quitação ao contrato de mútuo firmado entre as partes, o cedente (Cruzeiro) oferece em pagamento (dação em pagamento) ao cessionário (empresário), e este declara receber e adquirir os percentuais dos direitos econômicos de atletas de futebol profissional conforme abaixo relacionado”. Ou seja, o documento não fala em usar os direitos apenas como garantia de que a dívida seria paga.

Para sustentar o argumento de que os direitos foram dados como garantia, Itair afirmou que o Cruzeiro chegou a pagar R$ 600 mil para o agente e que a dívida hoje é de R$ 1,4 milhão.  Declarou ainda que o pagamento do empréstimo foi repactuado em oito parcelas de cerca de R$ 190 mil.

Devia ter uma LAVAJATO no futebol!!!

Leia o post original por Craque Neto

Uma matéria publicada pelo Fantástico da TV Globo investigou muita coisa errada que vem acontecendo no Cruzeiro Esporte Clube. Os repórteres Rodrigo Capelo e Gabriela Moreira foram a fundo em absurdos que acontecem na Toca da Raposa, entre os quais dirigente assinando o próprio aumento e cartola colocando criança de 11 anos como parte de pagamento de outros negócios – e pior! sem o consentimento do pai. A reportagem caiu como uma bomba nas Minas Gerais e fez muita gente abrir o olho para a podridão que corrói o futebol brasileiro. Mas a verdade é que esse caso do Cruzeiro […]

O post Devia ter uma LAVAJATO no futebol!!! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Não precisamos tanto de dinheiro

Leia o post original por Rica Perrone

Talvez eu morra sem confirmação. Mas vou morrer afirmando que o futebol brasileiro é um caso raro, pra não dizer único, onde o dinheiro não represente a solução e talvez nem mesmo a melhor saída. Num país caótico, de economia destruída há anos, sem perspectiva de melhora a curto prazo, porque diabos um país formador…

Fica sussa que ele é japonês, viu Tite?!?

Leia o post original por Craque Neto

Alguém aí acompanhou o jogo entre Cruzeiro e Ceará pela rodada do Brasileirão? Pelo amor de Deus! O placar de 1 a 0 para o time mineiro só saiu graças a atuação sensacional do camisa 1 celeste. O nome dele? Fábio. Esse cara tem 38 anos e profissionalmente só atuou por três clubes na carreira. Jogou um pouquinho no Atlético/PR quando jovem, ganhou destaque no mundo da bola como goleiro do Vasco no início dos anos 2000 até chegar no Cruzeiro pra valer em 2005. Ali se transformou em mito, quebrando todos os recordes de atuações – mais de 800 […]

O post Fica sussa que ele é japonês, viu Tite?!? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: Flamengo x Corinthians é único confronto sem favorito na Copa BR

Leia o post original por Perrone

Na opinião deste blogueiro, Flamengo x Corinthians é o único duelo das oitavas de final da Copa do Brasil sem favorito. Os dois times ainda estão em fase de ajustes e se equilibram dentro de campo.

O elenco chefiado por Abel Braga é mais forte, porém a eficiência tática corintiana é capaz de dificultar o desempenho dos principais jogadores rubro-negros. A previsão é de dois jogos equilibrados.

Abaixo, a opinião sobre os demais confrontos.

Palmeiras x Sampaio Corrêa

É o mais desequilibrado. Em tese, o time misto de Felipão dá conta do recado sem sustos.

Internacional x Paysandu

Favoritismo disparado para o Inter, que tem elenco muito mais forte. A qualidade dos gaúchos deve prevalecer.

Atlético-MG x Santos

Pequeno favoritismo para os santistas. Hoje, o time de Sampaoli está num estágio de preparação mais avançado, tem um estilo de jogo bem definido, os jogadores sabem o que fazer com e sem a bola. O Galo ainda está se estruturando.

Grêmio x Juventude ou Vila Nova

Independentemente de quem passar, o time de Renato Gaúcho é favorito. O favoritismo só não é maior pelo futebol que os gremistas têm apresentado recentemente. O tricolor de Porto Alegre repetiu suas dificuldades no empate com o Avaí, nesta quarta (1º), em Florianóplis, pelo Campeonato Brasileiro.

Athletico x Fortaleza

O time paranaense é favorito, está entre os mais fortes do país. No entanto, o confronto é a chance de Rogério Ceni mostrar ser capaz de fazer algo diferente com um elenco tecnicamente inferior.

Cruzeiro x Fluminense

Confronto de treinadores de estilos bem diferentes. Mano Menezes prioriza a marcação e Fernando Diniz o toque de bola vertical. Pequeno favoritismo do time de Mano, que tem um trabalho mais longo no clube e é especialista em mata-matas. Os jogos devem ser bem atraentes por conta das filosofias distintas dos técnicos.

São Paulo x Bahia

Dois times que ainda buscam padrão de jogo. Favoritismo é do São Paulo, que evolui a cada partida e tem um elenco de peso, misturando juventude e experiência. Do lado baiano, porém, Roger Machado mostrou ser capaz de neutralizar times mais fortes. Fez isso na vitória por 3 a 2 sobre o Corinthians, em Salvador, pela primeira rodada do Brasileirão.