Arquivo da categoria: Cuca

Opinião: problema maior do São Paulo é perder tempo esperando Cuca

Leia o post original por Perrone

A derrota para o Palmeiras, por 1 a 0, fez a torcida do São Paulo explodir de novo contra a diretoria do clube. Foi mais um clássico perdido, porém, perder para um grande rival ou para qualquer outro time não é o principal problema da equipe do Morumbi neste momento. O grande drama é que o trabalho de Cuca, efetivamente, ainda nem começou. Aconteça o que acontecer na provisória era Vágner Mancini, ainda haverá uma reconstrução. Ou seja, enquanto os adversários tem um rumo definido e tendem a evoluir, os tricolores, em tese, vão voltar à estaca zero quando o novo treinador chegar.

É desesperador para a torcida saber que o time vai mal e a reorganização ainda nem começou. Por mais que Cuca passe diretrizes para Mancini, muita coisa vai mudar quando ele começar a ficar à beira do gramado.

Nesse cenário, é justo o são-paulino se voltar contra Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. O presidente voltou a ser xingado logo depois do gol do Palmeiras no Pacaembu. Parte da torcida também critica Raí, outro que merece ser cobrado.

A dupla é, na opinião deste blogueiro, é a principal responsável pela dramática situação atual. Claro que a gestão tem seus acertos. Raí por exemplo faz um importante trabalho de reestruturação de rotina no CT da Barra Funda com mentalidade profissional. Contratar Pablo foi outra decisão acertada, depois da ótima temporada feita por ele em 2018. A diretoria não tem culpa se o atacante ainda não rendeu da mesma forma em 2019.

Só que os dois dirigentes cometeram três erros graves e em sequência, na minha opinião. O primeiro foi demitir Aguirre na reta final do último Brasileirão. No geral, seu trabalho não foi tão ruim para justificar a queda naquele momento. Mais sensato seria esperar o final do campeonato, fazer uma avaliação e decidir o rumo a ser tomado.

A segunda falha foi efetivar Jardine como técnico. Era uma aposta de risco e que em caso de fracasso obrigaria o time a fazer mudanças com a temporada seguinte já em andamento. Deu errado. A falha custou a Libertadores e um atraso no planejamento.

Para completar, a diretoria optou por uma solução nada convencional aceitando esperar por Cuca e escalando Mancini como técnico interino. Um clube profissional não pode perder tempo. Sem dúvida Cuca é uma boa contratação, mas Leco e Raí parecem não terem calculado o quanto a espera por ele poderia prejudicar o time. Em qual momento do ano o novo treinador vai ter o time na mão, jogando como ele gosta? A temporada toda já não estará comprometida? Não seria melhor escolher outro técnico, mas que fosse uma solução imediata?

Não era difícil de prever o cenário pessimista. Por isso, é impossível não responsabilizar Leco e Raí pelo estágio atual da equipe. Pior para os são-paulinos é que não há o que a diretoria possa fazer, além de torcer para que Cuca chegue logo e como salvador da pátria, dando resultados imediatamente.

 

Opinião: discurso de Mancini mostra como SPFC se atrasa por Cuca

Leia o post original por Perrone

Ao explicar a ida de Diego Souza para o Botafogo, Vagner Mancini disse que “dentro do planejamento, daquilo que vai ser feito no São Paulo, optou-se por isso”. A declaração dada depois do empate deste sábado com a Ferroviária em um gol, no Pacaembu, mostra, na opinião deste blogueiro, o quanto o clube do Morumbi se atrasa ao esperar por Cuca.

A afirmação poderia ser completada com “depois que o novo treinador chegar”. O sinal de compasso de espera é claro. A explicação também dá a entender que a saída de Diego Souza foi um pedido de Cuca e que ele se livrou do desgaste de trombar com o veterano, pois chegará com a “casa arrumada” para iniciar seu trabalho. O plano parece ser o mesmo em relação a Nenê.

Ou seja, o São Paulo está se preparando para receber seu treinador quando deveria aproveitar o tempo de sobra sem a Libertadores para chegar no Brasileirão na ponta dos cascos. A equipe evolui devagar com Mancini. E corre alto risco de passar por mais mudanças com Cuca, retardando mais ainda sua evolução. A chance de chegar no Nacional mais afinado do que os rivais desgastados pela Libertadores vai diminuindo.

Prova desse atraso é a dependência que a equipe mostrou contra a Ferroviária em relação a Hernanes, autor do gol de empate. Apagado no primeiro tempo, ele foi o jogador tricolor mais importante na etapa final, atuando como segundo volante. Uma sequência executando a mesma função já poderia ter feito seu futebol crescer, mas o problema não é esse. Depender de veteranos é algo dramaticamente arriscado no Brasileiro.

O próprio São Paulo sentiu isso na pele no Nacional de 2018. Diego Souza e Nenê foram muito bem no primeiro turno e fizeram o torcedor sonhar com o título. No segundo, porém, caíram de rendimento e deu no que deu. É muito difícil para todo jogador se manter em alto nível durante o Brasileirão inteiro. Ainda mais para veteranos por causa de questões físicas. Com Hernanes não vai ser diferente. Nesse estágio do ano já era para a equipe do Morumbi ter mais gente dividindo a responsabilidade de decidir com ele.

Antony desponta como o futuro do São Paulo. Sua habilidade é acima da média do futebol brasileiro. A maturidade do destaque da última Copa São Paulo também. Mas ele precisa de um time com projeto e estilo de jogo definido para evoluir. Esse ritmo de “vamos tocando enquanto o professor não chega” é péssimo pra ele. Cuca tem muito a contribuir para a carreira da joia são-paulina.

Taticamente, o São Paulo evolui lentamente com Mancini. A questão não é se estaria melhor com Cuca. O ponto é que a partir da chegada do novo técnico, em tese, o São Paulo tem um rumo definido, não fica sujeito a subir dois degraus e descer um. A diretoria, mais uma vez, pode perceber o tamanho do risco de sua aposta quando for tarde demais.

O que tirar de positivo dessa bagunça?

Leia o post original por Craque Neto

Quem não acompanha muito futebol e vê o São Paulo na liderança de seu grupo deve achar que o time está bem estruturado e jogando o fino da bola. Mas nada disso! O Tricolor superou o Bragantino por 2 a 0 e voltou a vencer um partida após três rodadas sem vitórias no Estadual. Isso sem contar a ELIMINAÇÃO vergonhosa para o Talleres na pré-Libertadores. Muito dessa má fase vem da péssima gestão administrativa do clube. Aliás, não pode ser coincidência: desde 2015, ano em que o Leco assumiu a presidência, o São Paulo não é campeão e só acumula […]

O post O que tirar de positivo dessa bagunça? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Situação do São Paulo é bem preocupante .

Leia o post original por Nilson Cesar

O São Paulo tem uma equipe de futebol com bastante deficiência técnica . Quando isso ocorre precisa tentar com muita aplicação , transpiração e força . Não vejo nada disso no tricolor . Cuca foi contratado e só deve assumir em abril . O ano parece que já está perdido . Lutar por uma vaga na Libertadores deve ser uma meta no campeonato brasileiro . Erros consecutivos da diretoria e os jogadores não…

Fonte

Espera por Cuca incomoda aliados de Leco no São Paulo

Leia o post original por Perrone

Imagem: Marcello Zambrana/ AGIF

A forma encontrada pela cúpula do São Paulo para substituir André Jardine trouxe desgaste político ao presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, dentro da coalizão que apoia sua gestão. O cartola é criticado pela maneira como foram administradas as últimas horas de Jardine e até pelo fato de não ter consultado membros de grupos aliados sobre a decisão de esperar por Cuca. Raí, executivo de futebol, também é alvo dos disparos já que o tema está entre suas atribuições.

O blog ouviu três líderes de alas aliadas que se disseram descontentes. Mais dois conselheiros situacionistas afirmaram o mesmo. Um terceiro nome importante de apoio à situação preferiu não se manifestar sobre por participar diretamente da gestão. Todos falaram sob a condição de não terem seus nomes revelados.

As insatisfações começaram quando conselheiros viram Jardine dar entrevista coletiva sozinho após a eliminação na Sul-Americana diante do Talleres, sem as presenças de Raí e Leco. O sentimento é de que o técnico foi abandonado naquele momento.

Um dos principais motivos de incômodo é o fato de Leco e Raí terem aceitado esperar até abril para que Cuca assuma o comando do time efetivamente. Enquanto isso, o coordenador de futebol Vagner Mancini, que no início do ano havia descartado a possibilidade de treinar a equipe, segura a prancheta.

Esses críticos interpretam a opção pela espera como sinal de desespero por parte da direção e, para parte deles, até de amadorismo. Alguns pretendem questionar Leco sobre qual é o plano para o caso de o treinador interino sofrer uma série de derrotas e para a hipótese de Cuca ter problemas médicos e ficar sem condições de assumir integralmente o cargo em abril. Existem também questionamentos sobre o que fazer com Mancini se ele fizer o time deslanchar, apesar de o interino dizer não ter interesse em continuar no cargo.

Entre os apoiadores de Leco há também os que ficaram magoados por não terem sido ouvidos pelo presidente antes de a opção por contratar Cuca e esperá-lo ser tomada. Uma das ideias era sugerir que o clube tentasse a volta do colombiano Juan Carlos Osorio. Outra sugestão seria deixar Mancini assumir e costurar com o futuro treinador uma preferência ao São Paulo para quando ele estivesse apto a trabalhar. Cuca é muito bem avaliado pelos aliados do presidente, que só não concordam com a condição de aguardar sua liberação médica.

Vale lembrar que o presidente são-paulino não tem estatutariamente a obrigação de consultar conselheiros ou outros poderes do clube para fechar as contratações de técnicos ou jogadores. Quem defende o dirigente diz que ele e Raí mergulharam em reuniões para definir o futuro da equipe praticamente desde o final do jogo com o Talleres, na última quarta (13), até a amanhã seguinte. Ou seja, não tiveram tempo de ouvir a base aliada sobre o assunto. A intenção era fechar a negociação rapidamente para não deixar o time sem rumo. O anúncio foi feito no final da manhã de quinta (14).

Apesar do descontentamento, os queixosos não falam em retirar o apoio a Leco. Porém, ao menos uma ala pretende dizer ao dirigente que episódios como esse tornam difícil manter a unidade dessa base de sustentação. Como mostrou o blog, recentemente o presidente tricolor aumentou sua força política se aproximando de antigos opositores.

O blog tentou falar com Leco por meio da assessoria de imprensa do clube, mas não obteve sucesso.

 

Cuca é a melhor solução para tempos de instabilidade

Leia o post original por Craque Neto

Após o vexame da eliminação na Libertadores o São Paulo agiu rápido e já anunciou seu novo treinador. Trata-se do Cuca, que volta ao clube após 15 anos. Isso mesmo! Em 2004 foi ele que montou a base da equipe que no ano seguinte conquistaria a Libertadores e o Mundial de Clubes. Ele é um profissional sério, que trabalha muito forte os conceitos táticos e que não gosta de jogador migué e encrenqueiro. Tenho a convicção que para esse período de instabilidade ele será a melhor solução para acertar o vestiário do Tricolor. Agora não pense o Leco – e […]

O post Cuca é a melhor solução para tempos de instabilidade apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: São Paulo se aproxima do amadorismo ao esperar por Cuca

Leia o post original por Perrone

Chega a ser inacreditável que, depois de errar ao escolher André Jardine, o São Paulo decida esperar por Cuca com Vagner Mancini como treinador tampão. Solução provisória em qualquer ramo de atividade beira amadorismo. Não dá pra classificar de outra forma a opção feita pelo executivo de futebol tricolor, Raí, e pelo presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.

De acordo com Leco, Cuca precisa de dois meses para finalizar um tratamento médico e deve assumir efetivamente o trabalho em 15 de abril. Antes disso, segundo o dirigente, ele será visto no CT, mas sem desempenhar integralmente suas novas funções. Pode dar certo, mas acredito ser difícil a equipe não passar por mais um período de sofrimento. O treinador escolhido é um bom nome, só que para assumir imediatamente. Como aguentar a pressão da torcida para antecipar a chegada do novo técnico se Mancini não fizer o time voltar a vencer?

Por mais que Cuca passe as diretrizes, Mancini, coordenador técnico que prometera não atuar como técnico no Morumbi, tem o seu estilo, seu jeito de pensar à beira do gramado durante os jogos, sua forma de reagir. Assim, a estratégia escolhida condena o time a passar por três treinadores em cerca de dois meses. Como isso pode ser positivo para quem ainda busca um padrão de jogo, uma identidade? Entendo que seria melhor trazer outro profissional que pudesse chegar e comandar a equipe imediatamente.

Uma atitude amadora é exatamente o que São Paulo deveria evitar no momento em que a diretoria prega nos bastidores o profissionalismo. Raí está ali em nome de uma estrutura mais profissional. Porém, neste momento acaba de desgastar sua imagem encabeçando um projeto com jeito de gambiarra.

Tava indo tão bem, hein Raí?!

Leia o post original por Craque Neto

Eu, José Ferreira Neto, posso me declarar um grande admirador do Raí. Éramos rivais enquanto jogadores, mas não nego que ele me inspirava pra jogar bola. As boas atuações dele me forçavam a melhorar. Ainda assim, fora das quatro linhas, a gente sempre se encontrava. Formamos uma amizade legal. Tanto é que sempre o defendi onde estivesse. Só que não posso deixar de fazer minhas críticas ao profissional diretor de futebol do São Paulo. Na montagem do elenco para 2019 ele vinha fazendo um trabalho bem interessante. Contratou jogadores para posições pontuais e verdadeiramente fortaleceu o time. Já citei no […]

O post Tava indo tão bem, hein Raí?! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Cuca de volta ao Tricolor???

Leia o post original por Craque Neto

Esses dias o preparador físico Carlinho Neves, multicampeão por todos os clubes por onde passou, acertou seu retorno ao São Paulo. Isso mesmo! Ele deixou o Santos, onde estava recentemente, e acertou a volta ao time onde foi tricampeão do Brasileirão entre 2006 e 2008, além da Libertadores e do Mundial de Clubes de 2005. Uma atitude mais do que acertada da diretoria do Tricolor. E mais do que isso indica a grande possibilidade de que Cuca deva mesmo estar acertando seu retorno ao Morumbi. O torcedor vai me perguntar: como assim? Eles são parceiros de trabalho há muitos anos […]

O post Cuca de volta ao Tricolor??? apareceu primeiro em Craque Neto 10.