Arquivo da categoria: Damião

Insistam!

Leia o post original por Rica Perrone

O rubro-negro vai dormir puto, é natural. Perdeu na Libertadores e mesmo sendo bem razoável a derrota lá como foi no Chile, há um sentimento de frustração nos dois jogos pelo que foi apresentado. E então eu lhes digo: insistam! Não desistam, não procurem vilões, nem atormentem o clube por resultados absolutamente comuns. Não transforme …

SP x Fla e o empate que atrapalha os dois lados

Leia o post original por Antero Greco

Antigamente, se dizia que 0 a 0 fora de casa era bom resultado. Hoje em dia, a máxima nem sempre vale. Nem para o mandante.

Foi o caso do clássico entre São Paulo e Flamengo, na tarde deste sábado. Ao não saírem do zero no Morumbi, os dois ficaram frustrados, porque veem seus projetos empacados.

Os tricolores continuam a rondar a zona de descenso – para consolo deles tem muita gente pior. Os rubro-negros alcançam o Palmeiras, na pontuação (54 para cada um), mas podem ver a diferença aumentar para três. Para tanto, basta que o líder passe pelo Santa Cruz, na segunda-feira à noite. Mesmo que perca, a turma alviverde não cede o primeiro lugar.

Mas e o futebol apresentado na tarde fria e cinzenta? Ruim, para lá e para cá. O mérito vai para o empenho. Não se pode negar que são-paulinos e flamenguistas correram, dividiram, catimbaram, lutaram. Até aí, normal e obrigação profissional. Isso não resultou em partida repleta de lances de emoção ou de qualidade técnica aceitável.

Para ser exato, as duas melhores oportunidades surgiram só no segundo tempo. Na primeira, Leandro Damião, que havia entrado no lugar de um apagado Guerrero, cabeceou à queima-roupa e Denis defendeu em duas fases. A outra veio com Chavez, que perdeu gol cara a cara, na defesa de Muralha. No mais, trivial variado, com lançamento aqui, cruzamento ali, cobrança de falta e escanteio acolá.

Pouco, bem pouco, para quem tenta sair da draga em que se encontra – no caso do São Paulo. Ou para quem luta pelo título – o Flamengo. A oscilação existe e comprova que não há supertime no Brasileiro. Por isso, a disputa, em cima e embaixo, continua aberta.

 

Damião, o “novo Damião”

Leia o post original por Rica Perrone

Se você quiser acabar com a carreira de um jogador promissor, lhe dê o rótulo de “novo alguma coisa”.  É estatístico. 90% das vezes, deu merda. Damião era o centroavante do Inter, fazia gol de todo jeito, foi pra seleção, propostas da Europa, badalação e então… “novo Careca”.  Pronto, a praga estava rogada. Vieram contusões, …

Love, Ganso, Damião, Pato ou Cleiton Xavier: neste Dia do Pendura, eleja qual jogador está devendo mais futebol no Brasil!

Leia o post original por Milton Neves

pendura

Hoje, 11 de agosto, é o popular Dia do Pendura, quando estudantes de Direito costumam ir a bares e restaurantes “pendurar” a conta.

A tradição, claro, é polêmica e causa confusões em estabelecimentos Brasil afora.

Mas, e no futebol brasileiro, quem está “pendurando” e devendo bom desempenho em campo?

Para começar, eu cito cinco atletas para ajudar escolha de vocês:

Vagner Love: contratado no começo do ano para ser o homem-gol do Corinthians, Love ainda não engrenou no Alvinegro. Aos 31 anos, será que ele ainda conseguirá dar a volta por cima?

Ganso: mesmo com três anos de São Paulo, o meia ainda não conseguiu convencer a exigente torcida tricolor. Inclusive, nos últimos tempos, andou flertando com o times dos EUA. Será que ele ainda conseguirá praticar aquele bom futebol que encantou a todos quando defendia o Santos ao lado de Neymar?

Damião: após deixar o Beira-Rio, Damião nunca mais conseguiu ter uma boa sequência. A passagem pelo Santos foi um fracasso e, no Cruzeiro, o centroavante já está no banco de reservas.

Pato: o atacante está muito bem sob o comando de Osorio, é verdade. Mas, convenhamos, ainda não chegou perto de fazer valer o dinheirama que o Corinthians gastou para contratá-lo, não é mesmo?

Cleiton Xavier: o meia retornou ao Palmeiras sob enorme expectativa. Entretanto, seis meses após a sua volta, o jogador ainda não conseguiu se firmar no time titular.

Vá até os comentários e eleja o atleta que está devendo mais futebol no Brasil atualmente.

Claro que os nomes citados acima foram apenas sugestões, você pode lembrar de outros atletas também!

Opine!

E o bonde do Damião seguiu pra Minas

Leia o post original por Kako Ferreira

bonde damiao
Ele chegou de bonde puxando um vagão cheio de esperança pro torcedor santista, infelizmente no meio do caminho a composição saiu dos trilhos, o retorno não foi o esperado e a maior contratação da história do Santos passou a ser munição e motivo para todas as infelicidades dentro do clube.

Em ano eleitoral, os oposicionistas, que não foram poucos, usaram e abusaram do “Projeto Damião” como ferramenta de ataque: seja pra dizer que seu alto salário desequilibrava o resto do time, que os treinadores eram obrigados a escala-lo por obrigação, que a negociação foi mal explicada (e foi mesmo) e que tudo de ruim dentro do elenco, foi desencadeado pelo cara.

Então um jogador que já não vinha numa fase boa recebe toda essa carga nas costas, desde o começo recebe marcação implacável da torcida, sofre contusões, aí, meu camarada, pode esquecer.
Não estou aqui apontado culpados pelo fracasso do “Projeto Damião”, o jogador é o menos culpado nessa história toda, ao menos esse é meu entendimento. Ele não tem culpa de ter sido contratado com a pompa que foi, fosse essa uma simples negociação ou um contrato de empréstimo, arrisco dizer que daria certo, como aposto minhas fichas nele no Cruzeiro.

O Santos acaba de empresta-lo ao Cruzeiro, que insistiu muito em te-lo no elenco. Veja bem, quem está contratando é o atual campeão brasileiro, o clube que tem acertado em projetos para montar equipes com jogadores e treinadores desdenhados pela imprensa, crítica e times. Portanto, não será nenhum absurdo se Damião tiver rum bom ano por lá, livre de toda essa carga que carregava nas costas por aqui.

Agora vejo torcedores que se esperneavam pra pedir a saída dele do time, que bombardeavam as redes sociais quando ele entravam em campo, sim, sempre pelas redes sociais já que esse tipo de torcedor de sofá nunca vai ao estádio, mas agora o mesmo tipo de pseudo-torcedor faz barulho e torra o saco alheio pelo empréstimo do camisa nove. Sejam ao menos coerentes com suas convicções né?

Estão atacando o novo presidente pela negociação, então vamos as contas, agora não é opinião, é matemática e olha que essa sempre foi a minha pior matéria na escola. Lembremos pois, que a devolução de Souza ao Cruzeiro fez parte da tratativa. Vamos aos números:

– Damião recebia 650 mil de salários, Souza 160 mil(acreditem), totalizando 9 milhões e 720 mil anuais, fora impostos, decimo terceiro e afins;
– O Santos devolve o volante ruivo ao Cruzeiro;
– O Cruzeiro passa a pagar 400 mil e o Santos 250 mil sobre o salário de Damião.
– Com isso o Santos passa a gastar 3 milhões por ano deixando de gastar 6 milhões 720 mil anuais.
– Mesmo o Cruzeiro levando 10% numa negociação de Damião, pro Santos foi um ótimo negócio.

No fim das contas, acho que o Santos fez um ótimo negócio.

Lembrando: Damião estava insatisfeito e novamente seria uma aposta que, certamente, a torcida não apoiaria em campo;
Lembrando parte 2: essa é uma opinião MINHA;
Lembrando parte 3: não apoiei e não apoio ninguém politicamente no Santos, nem conheço pessoalmente o novo presidente, não gaste teclas pra dizer que o estou defendendo!

Segue o jogo, que Damião seja feliz por lá e nós mais ainda por aqui.

Pra cima, deles Santos!

**

Twitter: @KakoFerreira
Fan Page: /Santistaiada

Deu a lógica! Felipão chama Fred, Jô e Jefferson e deixa “quarto elemento” em branco!!! Não seria a melhor oportunidade para Walter, Tardelli ou Alan Kardec terem suas merecidas chances??? E Fabuloso, Pato e “Damicão” estão totalmente fora dos planos???

Leia o post original por Milton Neves

sigam-me

Deu a lógica.

Felipão convoca Fred, Jô e Jefferson para as três vagas que restavam.

O tal “quarto elemento” não foi chamado.

E poderia ser outro atacante.

Walter é o mais preciso em atividade no país.

Alan Kardec é quem vive melhor momento.

Tardelli corre por fora, e vem jogando muita bola desde 2013.

Fabuloso, Pato e “Damicão” são “azarões” e dificilmente jogarão a Copa.

E Fred segue com problemas físicos.

Você confia no camisa nove da Seleção Brasileira?

Kardec merece chance?

OPINE!!!

Damião abre sua contagem, comemore e torça sem culpa

Leia o post original por Kako Ferreira


Finalmente Damião balançou as redes, embora seja apenas o quarto jogo dele com nossa camisa, tirou um caminhão das costas.

Damião chegou como a maior transação entre clubes brasileiros da história, chegou em um momento onde garotos da casa estavam resolvendo esse assunto aí, esse de balançar as redes. Muita pressão, muita cobrança e muita falta de bom senso por parte de alguns em seus comentários.

Leandro Damião não tem culpa de ser contratado nesse momento pelo Santos, o torcedor também não precisa ficar com sentimento de culpa ao torcer pelo cara. Não vou aqui me meter em finanças, assunto que não entendo, pra ficar “pitaqueando” regras em torno de cifras. Como um leigo, fico sim espantado com os valores envolvidos, assustado e temeroso que uma negociação milionária possa nos trazer malefícios futuros, mas tá feito, não adianta resmungar.

A camisa nove do meu time que entra em campo, carrega dentro dela o rapaz citado, nesse momento eu não penso em dinheiro, parceria, diretoria, presidência, comitê disso ou daquilo, penso no meu Santos em campo e quero vê-lo vencendo até disputa de palitinho. Portanto, torcedor santista, pode torcer sem culpa por ele, não só pelo rapaz com a nove, mas por qualquer outro que esteja em campo e vista nosso manto, desde que obviamente, o honre.

Quem me acompanha aqui ou na Rádio Santista sabe, essa não era uma contratação dos meus sonhos, cheguei a questionar e dizer que não precisávamos dele no momento, não nas bases que rolou, mas enfim, isso não importa mais. Perder tempo arrumando briguinhas virtuais, as vezes até na rua ou no estádio, é um baita atraso de vida, isso não resolve a sua ou a minha insatisfação, acho que o Santos é maior que tudo isso, sem contar que nesse momento, no campeonato que disputamos, estamos nas cabeças.

Santos x Atlético Sorocaba
Na partida derradeira, onde finalmente Damião estreou sua contagem de gols, na minha opinião, fez sua melhor partida, não só pelo gol, mas pelo conjunto, embora ainda esteja longe do que pode e do que acredito que irá render. Pudemos ver também, pra quem ainda duvidava, que ele e Gabriel podem sim, jogar juntos. Quem sai? Problema pro Oswaldão resolver.

Quem assistiu ao jogo de ontem no estádio, quem manja um pouquinho de futebol e observou a movimentação de Damião sem a bola, deu pra ter noção do que ele pode render quando bem municiado, claro que para isso tem que acertar as finalizações e afinar a sintonia com outros companheiros, é notório que gradativamente isso vem acontecendo, inclusive com Gabriel.

Fizemos um primeiro tempo onde não conseguíamos furar a retranca do Atl. Sorocaba, por mais que tentássemos a bola não chegava no pé de quem poderia finalizar, fora isso, não pegamos um adversário morto, eles tocam muito bem a bola e nos contra ataques chegavam com certa facilidade ao ataque, sorte nossa que o forte deles não é a finalização senão a situação seria diferente, nossa marcação falhou demais.

Nosso treinador acertou em cheio na substituição do intervalo, já que Cícero não vem rendendo como meia armador, sacou Leandrinho, trouxe nosso eventual capitão pra sua posição de origem, abrindo vaga pra Gabriel. O Santos foi outro, muito toque de bola envolvente e o gol número 1 de Damião, perdemos vários é verdade, fizeram falta principalmente quando o adversário conseguiu fazer o dele e cresceu na partida.

No fim das contas, “Ciço Furioso” salvou a pátria aos 45 do segundo tempo, de cabeça, um tiro certeiro no fundo do gol do bom goleiro Deolla. E então a torcida do contra, que estava com a partitura na página da sinfonia das cornetas, calou-se e foi obrigada a aplaudir um time que, mesmo cansado, lutou até o fim pra garantirmos três pontinhos no bolso.

A próxima partida é no Morumbi, nada melhor que um clássico pra voltarmos a praticar aquele futebol de encher os olhos de alguns jogos atras, quem sabe também reeditar uma das melhores partidas do Brasileirão do ano passado, onde vencemos o São Paulo com bola sobrando.

Por enquanto é isso…

Pra cima deles, Santos!

¨
CURTA O SANTISTAIADA!

Damião segue sina de Pato e Ganso, e pode virar “Damicão”!!! Melhor seria dar oportunidades aos garotos da base que estavam dando espetáculo!!! E o apito passou vergonha mais uma vez: Lusa “assaltada” e clássico carioca tenebroso!!!

Leia o post original por Milton Neves

micos

Leandro Damião ainda não “estreou” pelo Santos.

Apesar de jogar algumas vezes, o atacante está aquém do esperado.

Melhor seria deixar a dupla Geuvânio e Gabigol jogando junto.

Os jovens fizeram bonito no início do Paulistão e são “produtos” 100% santista.

Já o novo camisa nove custou muito caro e com dinheiro alheio.

Seria Damião um “Damicão”?

Seguindo casos de Ganso e Pato, contratações astronômicas que não fazem por onde dentro de campo.

E a rodada teve novamente problemas com o apito.

No sábado, a Portuguesa foi “assaltada” no Morumbi: gol legal do time lusitano mal anulado pela arbitragem.

E no clássico carioca mais patacoada.

Douglas cobrou falta com perfeição e a bola pingou dentro do gol.

O auxiliar que fica SÓ observando a linha não enxergou e não validou o tento.

Porém, em cobrança de falta de Elano, o goleiro Martin Silva espalmou já dentro do gol e o auxiliar do outro lado confirmou a entrada da bola.

Erros cruciais que seguem atrapalhando o futebol.

ACP_CBF_STJD definitiva-11

Quando a Fifa se renderá para a tecnologia?

E o que você espera de Damião: seleção ou um “micão”?

OPINE!!!

 

Felipão “redescobriu” Damião, artilheiro das Olimpíadas

Leia o post original por Mion

Damião foi o artilheiro das Olimpíadas. Depois sumiu da seleção, sem nenhuma justificativa convincente.

Damião foi o artilheiro das Olimpíadas. Depois sumiu da seleção, sem nenhuma justificativa convincente.

            Ninguém acerta ou agrada 100%. Até agora não dá para criticar as convocações do técnico Luis Felipe Scolari. Talvez exista algum questionamento sobre alguém, mas no geral possui uma linha de pensamento. As convocações seguem a lógica do treinador, dentro daquilo que pretende impor como base à seleção. Na lista dos selecionados para enfrentar a Bolívia, destaco principalmente o fato de chamar Leandro Damião do Inter.

Até agora não entendi a lógica do ex-técnico Mano Menezes: simplesmente riscou Damião do mapa após as Olimpíadas do ano passado. Damião foi o artilheiro da seleção brasileira e da competição com 6 gols: se não fosse ele, o Brasil teria capotado antes e a decepção seria maior. Pelo menos como opção de banco deveria continuar. Devo lembrar que com apenas 23 anos, atuou 141 vezes pelo Inter e marcou 84 gols, o que lhe confere hoje uma média de 0,6 gol por jogo. Marca respeitável ainda mais para um jovem que está amadurecendo.

Felipão fez justiça ao dar uma nova chance a Damião. Na época aconteceu algo estranho só pode ser interferência de bastidores que jamais saberemos. Também destaco as voltas de Jadson, Arouca e Osvaldo. Merecem mais oportunidades e testados outras vezes. Não adianta chamar só para ficar no banco, esquentando a cadeira.

O técnico brasileiro ainda não anunciou a escalação, mas a princípio vai aproveitar para observar novamente Ronaldinho mais solto. Aí reside a minha primeira crítica: continuo não entendendo porque insistir em Gaúcho, mesmo no auge da carreira nunca foi fantástico na seleção e poucas vezes decisivo. A princípio o Brasil inicia a partida com Jéferson, Jean, Dedé, Rever e André Santos; Ralf, Paulinho e Jadson; Ronaldinho Gaúcho, Alexandre Pato e Neymar. Calculo esta formação seguindo o perfil e a lógica de Felipão dentro de sua concepção tática. Vai testar Jean do Fluminense como opção na lateral. Isso significa que fora Daniel Alves não anda empolgado com os demais laterais brasileiros.

Além de Ronaldinho também não engulo o retorno de Jéferson no gol, sem carisma e não transmite confiança. Falta “pedigree” para ser goleiro da seleção. Poderia reforçar mais um pouco com Diego Cavalieri ou então se deseja preservar o Flu, chamar Cássio do Corinthians, já merece uma chance de verdade.

Na meia-cancha, gostaria de observar melhor Arouca e Paulinho. Acho que é seria uma dupla de volantes equilibrada com poder de marcação e velocidade qualificada na saída de bola. Ralf é um belo “cão de guarda”, dá segurança, entretanto limitado tecnicamente e pior na distribuição de jogo, qualidade fundamental na saída de jogo.

No ataque, se Ronaldinho não fosse escalação obrigatória, tentaria Alexandre Pato caindo pela direita, Damião no comando e Neymar na esquerda. De qualquer maneira, aos poucos Felipão vai tentando construir o mais rápido possível um padrão.

O verdadeiro desafio é lutar contra o tempo, já estamos em abril. Ao menos nas convocações têm acertado em torno de 80%, já é uma grande coisa. Lembra de gente que há muito tempo está jogando bola digna de ser lembrado e simplesmente foram ignorados por Mano Menezes, ou por imposição de interesses escusos da CBF ou empresários. Quem sabe?