Arquivo da categoria: David

O maravilhoso Romero

Leia o post original por Rica Perrone

O Romero não joga nada. Acho que todo mundo concorda que falamos aqui de um jogador absolutamente mediocre e que sem recursos para brilhar no futebol.

O protagonismo jamais vai passar perto dele pelo futebol jogado. Mas nem só de técnica o esporte se promove. E inteligente é o cara que nota isso e faz de sua participação um negócio, um evento.

O Sonen no UFC é um lutador comum. Mas fala, provoca, causa tumulto e vende. Logo, se torna um dos tops. Porque esporte é entretenimento e quem gera entretenimento se torna relevante dentro dele.

Tá certo o Romero? Claro que não!

Mas o cara dá um carrinho no banco adversário (não agrediu ninguém), toma um chute, sai do jogo chamando o rival de pequeno e mete marra sendo titular do Corinthians, como que não vai ser protagonista a semana toda?

Aí vem os paladinos da ética detonar o cara. Óbvio que o Santos é grande.  Ele provocou, o David respondeu, tá otimo.

O que isso gerou? Horas de exposição na mídia das duas camisas, rivalidade, pauta pro próximo jogo, aflorou a paixão do torcedor na discussão do bar segunda-feira e não fez mal a NINGUEM.

Se chama “entretenimento”.

No Brasil ainda é um conceito novo. Dificil do brasileiro aceitar porque segundo a maioria aqui não pode ter pão e circo já que falta o resto. É o cara que pensa: ” a Síria em guerra e você ai almoçando..”.

Nem só de problemas é feita a vida. E nem só de gols é feito o futebol. Tem contexto, e ele se faz através de situações como a do Romero contra o Santos domingo.

Nem queria ver Santos x Corinthians na próxima.  Agora não perco por nada esse confronto.

O futebol só ganha com essas coisas que, segundo muita gente, é “desnecessária”.  Mas passam 2 horas falando disso toda segunda-feira.

abs,
RicaPerrone

O maravilhoso Romero

Leia o post original por Rica Perrone

O Romero não joga nada. Acho que todo mundo concorda que falamos aqui de um jogador absolutamente mediocre e que sem recursos para brilhar no futebol.

O protagonismo jamais vai passar perto dele pelo futebol jogado. Mas nem só de técnica o esporte se promove. E inteligente é o cara que nota isso e faz de sua participação um negócio, um evento.

O Sonen no UFC é um lutador comum. Mas fala, provoca, causa tumulto e vende. Logo, se torna um dos tops. Porque esporte é entretenimento e quem gera entretenimento se torna relevante dentro dele.

Tá certo o Romero? Claro que não!

Mas o cara dá um carrinho no banco adversário (não agrediu ninguém), toma um chute, sai do jogo chamando o rival de pequeno e mete marra sendo titular do Corinthians, como que não vai ser protagonista a semana toda?

Aí vem os paladinos da ética detonar o cara. Óbvio que o Santos é grande.  Ele provocou, o David respondeu, tá otimo.

O que isso gerou? Horas de exposição na mídia das duas camisas, rivalidade, pauta pro próximo jogo, aflorou a paixão do torcedor na discussão do bar segunda-feira e não fez mal a NINGUEM.

Se chama “entretenimento”.

No Brasil ainda é um conceito novo. Dificil do brasileiro aceitar porque segundo a maioria aqui não pode ter pão e circo já que falta o resto. É o cara que pensa: ” a Síria em guerra e você ai almoçando..”.

Nem só de problemas é feita a vida. E nem só de gols é feito o futebol. Tem contexto, e ele se faz através de situações como a do Romero contra o Santos domingo.

Nem queria ver Santos x Corinthians na próxima.  Agora não perco por nada esse confronto.

O futebol só ganha com essas coisas que, segundo muita gente, é “desnecessária”.  Mas passam 2 horas falando disso toda segunda-feira.

abs,
RicaPerrone

Palmeiras paga comissão a irmão de Barcos em operação para dar aumento a argentino, contra vontade de diretor financeiro

Leia o post original por Perrone

Barcos renovou contrato para ter aumento

Para renovar o contrato e dar aumento a Barcos, o Palmeiras se comprometeu a pagar comissão ao irmão e agente do argentino, David, contra a vontade do departamento financeiro. O caso gera revolta entre conselheiros e até diretores de Arnaldo Tirone.

A indignação acontece principalmente porque o grupo que elegeu o atual presidente criticava o que chamava de excesso de comissões pagas pela gestão anterior. Porém, a prática não diminuiu com o presidente que deixa o cargo na segunda.

No caso específico de Barcos, o pagamento é considerado desnecessário não só por se tratar de um atleta que já estava no clube. Mas principalmente porque o contrato não estava no fim e a renovação foi feita apenas para aumentar o salário do jogador. Ele recebia cerca R$ 200 mil e passou a ganhar pelo menos R$ 400 mil. Tirone chegou a dizer numa reunião com conselheiros que o valor inicial era baixo e que estudava um reajuste.

Antônio Henrique Silva, que cuida das finanças palmeirenses, afirmou que quando começou a tratar da renovação deixou claro que não pagaria comissão para o irmão de Barcos. Mas não sabe como terminou a operação, concluída por Tirone, segundo ele. Por sua vez, o presidente não atendeu aos telefonemas do blog.

Enquanto estava na oposição, o grupo de Tirone, que está em fim de mandato, bombardeou Salvador Hugo Palaia, ex-presidente interino. Isso porque ele pagou comissão a um agente para renovar contrato com Deola, que já estava no Palestra Itália. O entendimento é de que nesses casos  o clube deve deixar o pagamento ao agente para o jogador.

Por meio de sua assessoria de imprensa, Barcos afirmou que é normal empresários ganharem comissão. E que o fato de ser seu irmão, não desqualifica David como agente.

A comissão será paga em parcelas, mas o blog não teve acesso ao valor.