Arquivo da categoria: Estudiantes

Dá gosto de ver o ‘Imortal’, hein?!

Leia o post original por Craque Neto

Sei que boa parte da mídia do Sudeste pouco se importa com o futebol jogado nas demais regiões do País. Eu como um comunicador de São Paulo, que apresenta um programa local, fico muitas vezes limitado em analisar apenas os clubes do Estado. Afinal são os jogos deles que passam por aqui. Mas a Libertadores talvez seja uma oportunidade de analisar melhor outros times. O Grêmio do Renato, por exemplo, vem jogando uma bola redonda. O treinador tem até algumas dificuldades técnicas, é verdade. Mas compensa isso com uma parte tática ajustada e a disposição da boleirada. Acompanhei a partida […]

O post Dá gosto de ver o 'Imortal', hein?! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Páginas imortais

Leia o post original por Rica Perrone

Era 44 do segundo tempo quando uma bola parou nas mãos do goleiro argentino e o Grêmio lamentava mais uma chance perdida.  O time recuava para recompor já no auge do desespero quando alguns poucos gremistas viravam as costas e iam deixando a Arena. Alguns chegaram a ir embora. Outros olhavam para trás entre a…

Libertadores da América se ganha com futebol, força e pegada.

Leia o post original por Nilson Cesar

Nem sempre a melhor equipe tecnicamente acaba conquistando a Libertadores da América. Essa é uma competição que precisa muito mais além do futebol. O Grêmio perdeu para o Estudiantes e senti um time que precisava ter colocado um pouco mais de alma e coração. Para o Estudiantes que é inferior tecnicamente sobrou garra e vontade de vencer. Acho que o Grêmio irá se classificar jogando em casa, mas a lição serviu . Renato Gaúcho irá cobrar do seu time muito no jogo de volta. A marca do Grêmio sempre foi a pegada mas  no jogo na Argentina não consegui enxergar a equipe com essa sua característica que sempre foi muito forte. Estou apostando no Grêmio no jogo de volta.

Sorte, Azar ou Trabalho?

Leia o post original por Odir Cunha


Você pode achar que o Santos está com um pouco de azar, pois justo quando teria Bruno Henrique de volta ao ataque, este se machuca e o mesmo ocorre com Sasha.

Mas você também pode achar que o Santos está com sorte, pois mesmo quando não tem alguns titulares consegue se sair bem, como na convincente vitória por 2 a 0 sobre o Estudiantes.

Poém, se você analisar bem, verá que mais do que sorte ou azar, o que importa mesmo é o bom trabalho da comissão técnica e dos jogadores – veja que alguns deles parecem viver a melhor fase de suas carreiras.

Hoje o Santos treina mais, estuda mais, trabalha mais, é mais profissional. Só isso não garante vitórias e títulos, mas aumenta muito as chances de que isso ocorra. Apoie o seu, o nosso Santos e não se arrependerá. Vá aos jogos, fique sócio, vamos jogar com o time!

Clique aqui para saber como ficar sócio do Santos.

O que você pensa sobre isso?


Noite decisiva na Vila

Leia o post original por Odir Cunha


Na Argentina foi assim. Como será nesta terça?

Uma Vila Belmiro lotada e inflamada é o que se espera nesta terça-feira, a partir das 21h30, quando o Santos recebe o Estudiantes para um jogo decisivo pela Copa Libertadores. Uma vitória e o Alvinegro Praiano estará praticamente classificado em um dos grupos mais difíceis da competição. Não tenho nenhuma dúvida de que os jogadores e o técnico Jair Ventura farão o máximo por um triunfo consagrador.

Entendi perfeitamente a frustração e as queixas após a derrota para o Bahia, sábado, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Perder com um gol no último lance do jogo é devastador. Tenho alguma coisa a falar sobre o episódio, mas preferi esperar as cabeças esfriarem. Ocorre que em uma de minhas pesquisas jornalísticas estudei justamente as causas de os times grandes entrarem em crises permanentes, e essa ansiedade dos torcedores por mudança de técnicos e contratações é uma das mais importantes.

Por seguir a paixão volúvel do torcedor, hoje o Santos paga cinco técnicos: o atual, Jair Ventura, e ainda deve gordas somas a Dorival Junior, Levir Culpi, Enderson Moreira e Osvaldo de Oliveira, demitidos por gestões anteriores. O caso de Levir é chocante. Faltavam apenas dois meses para encerrar seu contrato, mas como foi demitido antes, agora tem mais de um milhão e meio de reais a receber do Santos. Para um time que anda com as finanças combalidas, isso é um pesadelo.

Já li de mais de uma pessoa que o Santos tem de trocar Jair Ventura por um técnico “mais ousado”. Isso é uma loucura. Jair é excelente e, ao menos de mim, tem total apoio para trabalhar com calma e chegar ao Santos ideal. A história mostra que os melhores times são os que mantêm os técnicos por mais tempo.

Outro motivo que leva os clubes à ruína é contratar jogadores a torto e a direito. Antes, os chamados clubes de massa acreditavam que podiam contratar jogadores caros, pois seus torcedores pagariam, lotando estádios. Muito raramente isso dava certo e o que se via na grande maioria dos casos é a dívida e a fila aumentarem. Flamengo e Corinthians sempre foram o maior exemplo dessa temerária filosofia.

O correto é pesquisar o mercado e contratar certo, levando em conta não só a qualidade técnica, mas também o valor e o potencial de valorização do jogador. Os últimos clubes de sucesso no Brasil adotaram essa fórmula. Os que quiseram dar um passo maior do que a perna estão em dificuldades. O equívoco de tantas contratações caras e ruins – não só do Santos, mas de tantos outros clubes brasileiros – tem de ser evitado a todo custo.

Quando escrevo que devemos ter paciência, alguns reclamam. Mas é a impaciência do torcedor que levou tantas agremiações a assumir dívidas que não poderiam e nem podem pagar. Temos de apoiar os jogadores que hoje vestem nossa camisa e, com a nossa confiança, tirar deles o melhor que podem dar.

O time que para muitos é o melhor do mundo, o Barcelona de Messi, acaba de ser eliminado na Champions League pela coadjuvante Roma após ter aberto uma vantagem de três gols na primeira partida. Pelo que sei os torcedores catalães não destruíram o Camp Nou e nem ameaçaram seus jogadores. Sabem que assim é o futebol e estarão dispostos a apoiar a equipe nos próximos embates.

É essa atitude, de não desistir nunca, de renascer das cinzas, que espero dos santistas, sempre. Estou certo de que, em primeiro lugar, só podemos contar com nós mesmos. Por isso insisto que devemos nos associar ao clube e, sempre que possível, comparecer aos jogos e divulgar positivamente o nosso Santos. Finanças equilibradas, o resto virá em um piscar de olhos.

Confio que este jogão de terça-feira vai nos fazer esquecer a tristeza de sábado. Assim é o futebol. E a vida. E cíclico como é, um dia o futebol nos levará novamente ao olimpo, ao ponto mais alto que a alegria de um torcedor pode atingir. Mas será preciso paciência, trabalho e fé.

Libertadores: venda de ingressos na Vila e nos postos autorizados começa neste sábado (21)

Clique aqui para saber como ficar sócio do Santos.

E você, o que acha disso?


Obrigado Vanderlei!

Leia o post original por Odir Cunha

Com quatro defesas difíceis à queima-roupa, Vanderlei segurou a vitória sobre o Estudiantes, na Argentina, e colocou o Santos na liderança de seu grupo na Libertadores. Arthur Gomes marcou o único gol do jogo aos 18 minutos do primeiro tempo, após correr por 88 metros e pegar o rebote de um arremate de Sasha que bateu no pé da trave.

Com exceção do inspirado Vanderlei, não foi uma partida primorosa do Santos no aspecto técnico, já que a equipe perdeu inúmeros contra-ataques e sua defesa também não marcou tão bem o pouco criativo ataque argentino, mas o time merece nota 10 pelo espírito de luta, cujo exemplo foi, novamente, o volante Alison. Além dele, os destaques foram Lucas Veríssimo, Dodô e Sasha.

Com o resultado o Santos tem seis pontos e duas vitórias no grupo 6 e estará classificado se vencer os jogos em casa contra o próprio Estudiantes e o Real Garcilaso, do Peru. No segundo turno, sua única partida no campo do adversário será em Montevidéu, contra o Nacional.

O técnico Jair Ventura escalou o time com Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Renato (depois Gustavo Henrique) e Jean Mota; Rodrygo (Diogo Vitor), Arthur Gomes (Léo Cittadini) e Eduardo Sasha.

O Estudiantes, do técnico Lucas Bernardi, jogou Andújar, Facundo Sanchéz, Schunke, Desábato e Campi; Iván Gomez, Gastón Giménez (Pavone), Lucas Rodríguez e Lattanzio (Cascini); Melano e Otero.

Prepare-se para comemorar a 1ª Semana Santos

A partir da próxima segunda-feira, dia 9, o Santos Futebol Clube comemorará o seu aniversário de 106 anos com uma série de eventos que prosseguirão até sábado, dia 14, com a estreia do time no Campeonato Brasileiro.

Esses eventos formarão a 1ª Semana Santos, que a partir desta data deverá ser realizada todos os anos. Em 2018 o calendário da semana é o seguinte:

Segunda-feira (09)
Horário: 18 horas
Local: Memorial das Conquistas (rua Princesa Isabel, s/n – Vila Belmiro)
Evento: Vernissage – Exposição Osmar Santos.
Aberto ao público e gratuito.

Terça-feira (10)
Horário: 19 horas
Local: Câmara Municipal de Santos (Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, 1 – Vila Nova)
Evento: Entrega do título de cidadão emérito de Santos ao presidente do Santos FC José Carlos Peres.
Aberto ao público.

Quarta-feira (11)
Horário: 20 horas
Local: Restaurante Tasca do Porto (rua Quinze de Novembro, 112 – Centro de Santos)
Evento: Sabores do Mundial: comemoração do 1º título mundial do Santos FC x Benfica com jantar, estreia da ‘Resenha dos ídolos’ e exposição do acervo do jogo.
Mediante apresentação de convite. Informações sobre a venda serão divulgadas em breve.

Quinta-feira (12)
Horário: 19h30 / 20h30
Local: Business Center
Evento: Inauguração do Business Center em São Paulo e lançamento da nova coleção de uniformes Umbro.
Evento exclusivo para convidados.

Sábado (14)
Horário: 11 horas
Local: Pacaembu
Evento: Jogo Sereias da Vila x Portuguesa
Horário: 15 horas
Local: praça Charles Miller em frente ao Estádio do Pacaembu
Evento: Santos Day – Super Match Day com diversas atrações.
Horário: 21 horas
Local: Pacaembu
Evento: Jogo Santos FC x Ceará

E você, o que acha disso?


Ninguém tem tantos motivos

Leia o post original por Rica Perrone

Todo mundo quer ganhar a Libertadores. Do mais favorito ao mais vira-latas dos candidatos, todo torcedor em algum momento se pega pensando em “como seria se…”. Eu já fui em muito jogo na vida e a maioria deles fico na arquibancada que é onde gosto de ver futebol. Já vi times ganharem e perderem a …

River leva o tri e igual São Paulo e Santos

Leia o post original por Fernando Sampaio

riverO Tigres mostrou o melhor futebol da competição.

O River Plate levou.

Faz parte, no mata-mata nem sempre ganha o melhor.

O campeão sempre tem mérito.

Isso é óbvio.

No caso do River não dá pra dizer que seja fraco. Não é como Once Caldas ou outros exemplos da Copa do Brasil. O time argentino foi melhor na final e mereceu o título. Não adianta ser primeiro na primeira fase. Cresceu na hora certa.

O River entrou para o seleto grupo de apenas 9 clubes com mais de dois títulos na competição.

Independiente tem 7 títulos, não ganha desde 1984, há 31 anos.

Boca Juniors tem 6 títulos.

Peñarol tem 5 títulos, não ganha desde 1987, há 20 anos.

Estudiantes tem 4 títulos.

Olímpia, Nacional, São Paulo, Santos e River tem 3 títulos.

Nacional é o único dos tricampeões que sumiu do mapa depois dos anos 80, não ganha há 27 anos.

 

Foto Juan Mabromata / AFP