Arquivo da categoria: Fluminense

Quem voltou melhor?

Leia o post original por Rica Perrone

Dos 12 grandes, vi alguns. A tal parada de 30 dias normalmente gera expectativa de melhora e quase nada acontece na prática. Mas dessa vez, parece, não será bem assim. Flamengo – Melhorou consideravelmente. Apesar do jogo contra o CAP ter sido normal e com riscos de eliminação, houve melhora. No Maracanã, um baile contra…

Punir ou tratar? Que tal separar?

Leia o post original por Rica Perrone

A polêmica está de volta. Jogador dopado com cocaina é “vítima” pra alguns, vilão pra outros.  Eu vou morrer abraçado a minha “ignorancia” de achar que ninguém é vítima de um pó assassino que voa para as narinas de pessoas indefesas que estão trabalhando dignamente. E mais: vou morrer sabendo separar as funções. A Conmebol…

Olheiro cobra do SPFC suposta participação na venda de Ewandro em 2016

Leia o post original por Perrone

Francisco de Assis Alves, que se apresenta como olheiro, entrou com ação na Justiça para tentar receber 5% do que o São Paulo ganhou pela venda do atacante Ewandro, hoje emprestado ao Fluminense, para a Udinese, em 2016.

Procurado, o clube do Morumbi disse que ainda não foi notificado e que por isso não pode comentar o assunto.

No pedido inicial, escrito no último dia 12, Alves diz ter levado o jogador para o São Paulo em 2009. Relata que recebeu cerca de R$ 3 mil por isso. Ele calcula ter direito a R$ 565 mil pela transferência.

Sustenta ainda que em 2011 a diretoria de futebol amador encaminhou ao então presidente tricolor, Juvenal Juvêncio, uma comunicação interna (CI). Nela pedia autorização para elaboração de contrato de formação com Ewandro e cessão de 5% de seus direitos econômicos para Alves.

Pela versão do olheiro, no ano seguinte, nova CI foi emitida pedindo autorização para a confecção de um contrato de atleta profissional com Ewandro. E que no mesmo documento havia uma observação pedindo autorização para a elaboração de contrato de cessão de 5% dos direitos econômicos para Alves.

O olheiro argumenta na ação que após a venda de Ewandro, na ocasião emprestado ao Athletico, tentou receber o que acredita fazer jus. Porém, afirma ter ouvido do clube  do Morumbi que não há contrato de cessão de direitos e que por isso ele nada tem a embolsar.

Alves pede na Justiça que todos os contratos e comunicações internas referentes a Ewandro sejam apresentadas pelo São Paulo.

O olheiro sustenta que o repasse de 5% aos observadores era praxe no clube e que ele mesmo fez outros acordos iguais.

Alves também declara que os documentos apresentados por ele à Justiça comprovam seu merecimento à participação na receita gerada pela venda de Ewandro. Mas, segundo seus advogados, por “inação (inércia) do clube, dolosa ou não”, esse “direito não constou quando da lavratura do contrato profissional” de Ewandro.

Nesta segunda (24), foi determinada a redistribuição do processo da 3ª Vara Cível do Butantã para o Foro Central.  Isso porque a ação extrapola o valor de 500 salários mínimos para casos analisados pelas varas regionais.

Apesar de dizer não poder se manifestar sobre o caso já que o São Paulo ainda não foi notificado, Leonardo Serafim dos Anjos, diretor jurídico executivo  do clube, respondeu se era praxe a agremiação ceder porcentagens para olheiros.

“Até maio de 2015 a FIFA permitia a cessão de direitos econômicos para terceiros. Era comum os clubes brasileiros remuneram os olheiros dessa forma. Depois, foi proibido. Quem já tinha contrato de cessão tem seus direitos preservados”, explicou o dirigente são-paulino.

Ele não entrou no mérito se há um contrato de participação nos direitos econômicos de Ewandro com Alves.

Por sua vez, o olheiro calcula a venda do atacante em US$ 3 milhões (cerca de R$ 11,49 milhões em valores atuais).

Que curiosa relação existe ali, hein?

Leia o post original por Craque Neto 10

Acho que vou morrer e ainda assim não vou ver de tudo nesse futebol. Tem coisas que por serem aparentemente irrelevantes passam desapercebidos aos olhos da maioria das pessoas. Mas na verdade tem uma tremenda importância para outras. Veja o curioso caso de relacionamento recente entre Corinthians e Fluminense. No meio do ano passado a diretoria do Sr. Andrés Sanchez anunciou a contratação do volante Douglas. Oficialmente o Timão teria pago ao Flu quase R$ 5 milhões por esse rapaz. Não deu nem seis meses e ele foi emprestado de graça ao Bahia. De graça não! Deve ter parte dos […]

Porque Santos e Fluminense merecem os elogios mesmo sem as vitórias?

Leia o post original por Rica Perrone

Talvez o torcedor seja fácil de entender. Ele quer que ganhe, só assiste o time dele e nada que não for uma vitória do seu time é válido ou digno de elogios. Essa realidade é cada vez mais perturbadora na medida em que não ha “o jogo da tv”. O torcedor vê TODOS os jogos…