Arquivo da categoria: Galo

Futebol é no campo

Leia o post original por Rica Perrone

Atrapalha, ajuda, é verdade. Mas futebol sempre foi disputado no campo e atrelar resultados a administração, honestidade e transparência nem sempre é muito inteligente. Basta ver que a maioria dos grandes clubes do mundo tem em seus momentos mais gloriosos algumas de suas diretorias mais corruptas e/ou incompetentes. Tal qual a CBF, hoje muito menos…

Os melhores do Brasil estão em Minas!

Leia o post original por Craque Neto

O ciclo dos Estaduais chegou ao fim e o que deu pra perceber é que tem muita equipe por aí sem um artilheiro nato. Daqueles que sabe de verdade por a bola na rede. Vejam o caso do São Paulo, que chegou na decisão do Paulistão e jogou as duas partidas finais sem um camisa 9 de ofício. Deu pra ver a tremenda dificuldade para colocar a bola na rede. Mesma coisa dá pra falar do Santos. Os goleadores do Peixe até aqui são Jean Motta e o paraguaio Derlis Gonzalez, dois jogadores que estão longe de serem referência de […]

O post Os melhores do Brasil estão em Minas! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Pitacos – Verdão ‘DEITA’ nos peruanos e Galo e Grêmio levam ‘PORRADA’!

Leia o post original por Craque Neto

Noite especial de terça-feira para os clubes brasileiros na Libertadores. Mais cedo o Palmeiras recebeu o modesto time peruano do Melgar no Allianz Parque. E nem o mais pessimista torcedor alviverde poderia esperar um resultado que não fosse uma vitória nessa segunda rodada da primeira fase. E a verdade é que o Verdão do Felipão passeou pra cima dos gringos. Em ritmo de treino abriu a vantagem de dois gols ainda na primeira etapa e só fechou o placar de 3 a 0 no segundo tempo com o belo gol do Deyverson. Aliás, muito se falou da briga de posição […]

O post Pitacos – Verdão 'DEITA' nos peruanos e Galo e Grêmio levam 'PORRADA'! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

O eterno “vexame”

Leia o post original por Rica Perrone

Todo ano acontece a mesma coisa. Nós olhamos a tabela, os elencos, achamos que estamos na Espanha e decretamos que tal time não vencer é vexame. Ignoramos o fator “formador”, que nivela muitas vezes pelos jovens talentos, o fator campo, a pressão, o estilo de jogo em cada país das Américas e no final tentamos…

Disputa no Brasileiro

Leia o post original por Flavio Prado

O calendário brasileiro muitas vezes é decisivo na definição dos campeonatos. Nos pontos corridos, o melhor time normalmente ganha, mas com nosso calendário apertado o melhor pode não ter como ganhar.

Não temos um time destacadamente superior aos outros no Brasil. Neste momento, Flamengo e Grêmio são os que mais agradam, mas isso no Brasil pode mudar muito rápido. Um exemplo claro disso é que o Corinthians, campeão brasileiro de 2017, já não existe mais, é outro time e com outra comissão técnica.

Com Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores e Copa Sul-Americana rolando simultaneamente e sem descanso, até porque os estaduais ocuparam 4 meses no calendário, os pontos corridos se transformam em uma competição de resistência e muitas vezes não é priorizado pelas equipes que apostam no mata-mata, até pelo impacto negativo que uma eliminação causa.

O Brasil tem 6 times vivos na atual Libertadores. Um deles, o Flamengo, lidera o Brasileiro. O time carioca abriu boa distância em relação aos outros times que estão na Libertadores, por isso imagino que os outros 5 irão priorizar as copas, até porque todos eles também estão na Copa do Brasil. Não é loucura imaginar que o único time da Libertadores que vai brigar pelo Brasileiro é o Flamengo.

O São Paulo está na cola do líder e tem apenas a Copa Sul-Americana como competição paralela ao Brasileirão. O time de Aguirre deve priorizar o Brasileiro, o time perde pouco, consequentemente soma pontos e pode levar vantagem na parte físcia em relação ao principal adversário, mas outros times também podem brigar.

Dentro da loucura que é o futebol brasileiro, o Internacional, que jogou a série B no ano passado, já tem um elenco a altura dos principais clubes do país neste ano. O time gaúcho não joga outra competição, também por isso é candidato ao Brasileiro sim.

O Atlético-MG é outro bem colocado no campeonato que não disputa outra competição. Sofreu na janela, mas tem condições de se ajustar.

Suas idéias não correspondem aos fatos

Leia o post original por Rica Perrone

Quando o Galo abriu mão dos titulares na Sulamericana o recado era claro: não dá pra disputar 3 campeonatos, vamos focar em dois. Sendo óbvio que a Copa do Brasil é o alvo mais realista e bem pago. Compreendi. Faria também. Acho a Sulamericana um torneio fraco e superestimado por ser “internacional”. Mas entendi que…

Quando tá valendo…

Leia o post original por Rica Perrone

A piada é velha, mas o contexto é novo. O Cruzeiro que é candidato a melhor time do país em 2018 enfrentou o rival, que vive um ano de poucas expectativas até por não estar na Libertadores, e tomou 3×0 no primeiro tempo, aliviando pra 3×1 no segundo, mas evitando tomar mais uns 2 ou 3 no segundo tempo.

Se quiserem falar em bola parada, que digam. Mas o Atlético jogou mais do que o suficiente pro placar que fez. A forma que sairam os gols não muda o fato do Galo ter conquistado a vitória e não achado numa bola qualquer.

Resolvido? Não, claro que não.  O Cruzeiro pode fazer 2×0 em qualquer time do mundo e não será nada anormal. Imagine num clássico.

Mas do primeiro turno pra final, a brincadeira foi séria. “Quando tava valendo….”.

A diferença de foco na temporada existe. Mas naqueles 90 minutos eu duvido que justificou. O Galo é mais um time de um treinador novato jogando um futebol de fato novo e crescente.

O Cruzeiro tem um grande time, joga bem muitas vezes, mas a realidade é que jogou 2 partidas que importavam em 2018. Perdeu as duas.

Tem sim diferença. O Cruzeiro precisa vencer um jogo importante, não só os protocolares. O Galo venceu o único que precisava (até aqui) no semestre. Tem jogo que vale, tem jogo que não vale.

E quando tá valendo…. tá valendo.

abs,
RicaPerrone