Arquivo da categoria: Gilvan de Pinho Tavares

Ele arruma grana e empresta até avião. Conheça o ‘paizão’ do Cruzeiro

Leia o post original por Perrone

Após uma difícil negociação, o Cruzeiro acerta o preço para fechar mais uma contratação. Porém, precisa do dinheiro rapidamente para não correr o risco de ver o pretendido ir parar em outro time. Mas o que fazer se levantar milhões numa instituição financeira não é simples, nem sempre o clube interessado tem crédito e os juros são ameaçadores? Basta telefonar para Pedro Lourenço de Oliveira, o principal colaborador cruzeirense atualmente. Foi isso que a diretoria fez várias vezes para montar o time que acaba de conquistar seu segundo título brasileiro consecutivo.

Pedrinho dos Supermercados BH, como é conhecido o sócio-diretor da rede que lhe rendeu o apelido, é conselheiro cruzeirense, apesar de ter sido vice-presidente do Vila Nova-MG, e montou um império em seu ramo.

“Faz muita diferença ter uma pessoa como o Pedro ajudando. Às vezes você precisa de dinheiro rápido para uma contratação e ele consegue isso. Sempre que precisamos, pedimos ajuda para o Pedro, que nunca negou”, disse ao blog Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro. “O Palmeiras conta com um presidente que tem condições e empresta para o clube, nós temos o Pedro”, completou o cartola.

No entanto, o dirigente não revela quais os atletas que Pedrinho ajudou a contratar, nem entrega quanto o clube deve para o conselheiro, mas diz que paga juros inferiores aos praticados no mercado. “Ele não empresta pelos juros, é para ajudar mesmo. Nós é que fazemos questão de pagar juros para o Pedro não ter prejuízo”, afirmou Gilvan.

Entre os principais empresários do futebol brasileiro, o comandante da rede mineira de supermercados é visto como um investidor que tem fatias de atletas cruzeirenses. Mas Gilvan nega que hoje ele tenha parte dos direitos econômicos de jogadores. “Outras diretorias pediram para ele comprar porcentagens, mas hoje o Pedro não tem nada. Ele ajuda o clube”.

E a colaboração não é só com dinheiro vivo. “Uma vez, não conseguia voo para ir a uma defesa do Cruzeiro no STJD, no Rio. Liguei, pedi o avião dele e ele emprestou imediatamente”, contou Gilvan.

Pedro também fez várias parcerias comerciais com o clube. Sua empresa aparece nos painéis exibidos durante entrevistas coletivas dos cruzeirenses, já estampou a camisa da equipe, foi uma das patrocinadoras do time de vôlei , e o empresário teve lojas de produtos oficiais do time.

O envolvimento e a gorda conta bancária fazem com que Pedrinho seja cotado por conselheiros cruzeirenses para substituir Gilvan, que tem mandato até 2017. Mas o atual presidente diz que o empresário ainda não terá tempo para assumir o cargo quando a próxima votação chegar. A rede, que começou com um supermercado fundado por Pedro em 1996, tem mais de 120 unidades em Minas Gerais. “Um dia, certamente, ele será dirigente do clube, mas o Pedro já me confidenciou que não poderá ser na próxima eleição”, afirmou Gilvan.

Até lá, Pedro seguirá ouvindo constantemente o som de moedas tilintando que o computador de sua sala emite cada vez que a cadeia de supermercados atinge R$ 1 milhão em vendas, conforme mostrou reportagem na versão digital do jornal mineiro ‘Hoje em Dia”.

Cartolas usam escudo de clube e até título de outra gestão em busca de voto

Leia o post original por Perrone

Panfletos de Andrés e outros candidatos sujaram o entorno do Itaquerão neste sábado

Panfletos de Andrés e outros candidatos sujaram o entorno do Itaquerão neste sábado

 

Escudo do clube, título conquistado durante a gestão de outro dirigente e vitórias históricas fazem parte do arsenal usado por dirigentes na tentativa de caçar votos e triunfar nas eleições deste domingo. Veja como Corinthians, Cruzeiro e Vasco apareceram nas campanhas de Andrés Sanchez, Gilvan de Pinho Tavares e Roberto Dinamite.

Reprodução de material de campanha de Andrés na Internet

Reprodução de material de campanha de Andrés na Internet

Andrés Sanchez – Impossível separar o Corinthians da campanha de seu ex-presidente e responsável pela arena do clube. A exposição do alvinegro no material de campanha dele é tanta que até patrocinadores do time, como a Caixa Econômica, banco público, acabam aparecendo. É o que acontece num depoimento dado por Cássio ao estafe do candidato a deputado federal pelo PT e exibido na conta da campanha no Facebook. O apoio ao cartola foi gravado no CT alvinegro e o atleta estava com camisa do clube. O volante Ralf também gravou uma manifestação de apoio ex-presidente. Andrés deixou o cargo em 2011, mesmo assim, cita títulos do ano seguinte em seu material. “Mas a coroação de todo o trabalho e planejamento realizado por Andrés veio depois, em 2012, com a conquista dos sonhados títulos “Libertadores” e “Campeonato Mundial”, diz trecho publicado no site da campanha, que não esquece as obras do estádio corintiano e que usa o escudo do clube em sua capa. Neste sábado, véspera de votação e dia do jogo da equipe contra o Sport, o estafe de Andrés postou o seguinte no Facebook: “Hoje, vai Corinthians. Amanhã, vai Andrés”. Pelo menos parte dos integrantes do programa de fidelidade Fiel Torcedor recebeu por e-mail propaganda eleitoral do cartola. Andrés não fala com o blog, por isso não pôde ser ouvido.

Gilvan de Pinho Tavares – A página da campanha para deputado estadual do presidente do Cruzeiro faz referências ao escudo do clube e pega carona nas conquistas do atual campeão brasileiro e líder do Nacional sob o comando de Gilvan. “Um Estado, uma bandeira azul e um coração apaixonado”, “Amor pelo Cruzeiro e paixão pelo povo mineiro”, “Campeão nos estádios, vencedor no Estado”, “Somos Loucos & somos Cruzeiro & somos Gilvan” são alguns dos slogans da campanha do candidato pelo Partido Verde. “Não usei o Cruzeiro na campanha. Só no final, o candidato [a deputado federal] que faz dobradinha comigo achou melhor colocar o escudo e algumas frases sobre o Cruzeiro porque a torcida está muito satisfeita com a minha administração. Relutei, mas me disseram que não havia problema e acabei aceitando. Não preciso disso, o torcedor sabe quem eu sou. Também não tem ninguém do clube pedindo votos pra mim. Na minha campanha não coloquei dinheiro, ela foi basicamente feita com torcedores pedindo votos pelas redes sociais”, disse Gilvan ao blog

Roberto Dinamite – Candidato a deputado estadual no Rio pelo PMDB, o presidente vascaíno não usa o escudo do clube em seu site oficial de campanha. E nem cita a sua administração, responsável pelo fato de o time disputar atualmente a Série B. Talvez por causa da queda, Dinamite prefira destacar na página suas glórias como jogador do clube, lembrando jogos e gols históricos.