Arquivo da categoria: Grêmio

Quem voltou melhor?

Leia o post original por Rica Perrone

Dos 12 grandes, vi alguns. A tal parada de 30 dias normalmente gera expectativa de melhora e quase nada acontece na prática. Mas dessa vez, parece, não será bem assim. Flamengo – Melhorou consideravelmente. Apesar do jogo contra o CAP ter sido normal e com riscos de eliminação, houve melhora. No Maracanã, um baile contra…

Times que ficam menos com a bola dominam Brasileiro

Leia o post original por Perrone

Ficar mais com a bola do que o adversário não tem sido bom negócio no Brasileirão. Nenhum dos três primeiros colocados (Palmeiras, Atlético-MG e Corinthians) tem média de posse superior a 50%.

Além disso, entre os times que mais ficam com a bola em seu poder, só o Santos aparece entre os cinco primeiros colocados.

O caso mais emblemático é o do líder Palmeiras. A equipe de Felipão é apenas a 17% no ranking de posse de bola, segundo o site especializado Footstats. Sua média é de 46%, superior apenas às marcas de Bahia e de CSA e Goiás, que se enfrentam nesta segunda (27).

O Fluminense, time que mais tem a redonda sob seu domínio com média de 58%, é o 15º colocado do campeonato. Empatados em segundo lugar nesse quesito com média de 56%, Botafogo, Grêmio e Santos,  ocupam respectivamente 10º, 17º e 5º lugares no Nacional.

Na parte de cima da tabela, o vice-líder Atlético-MG segue o estilo palmeirense de ter a bola por menos tempo do que os rivais e ostenta média de posse de 49%. É o décimo colocado nesse critério.

O Corinthians, terceiro na tabela e famoso pelo estilo de contra-ataques adotado por Fábio Carille, tem média de 50% de posse de bola, ocupando a 9ª posição nesse ranking.

Além do gosto pelos contra-ataques, a pouca posse de bola de times que estão bem na tabela pode ser explicada por gols marcados no início e que obrigam o adversário a propor o jogo e pela marcação sob pressão que faz o oponente trocar passes laterais e para trás.

 

Opinião: cinco lições deixadas pela quinta rodada do Brasileirão

Leia o post original por Perrone

1 – Dudu é o melhor jogador do Brasileirão – Neste momento, ninguém supera o palmeirense. Ele é mais decisivo e regular do que seus concorrentes.

2 – Pedrinho pode ser a solução para melhorar criação do Corinthians – Contra o Athlético ele entrou no lugar de Jadson, num momento delicado para o alvinegro e deu conta do recado. Mostrou visão de jogo e precisão para servir companheiros, além de fazer um gol. Carille deveria experimentá-lo mais vezes como principal armador do time, que sofre tanto para criar jogadas.

3  – Felipe Melo não muda – Jogando bem e com o Palmeiras passeando em campo, o volante foi agressivo em discussão com  o santista Jean Mota e  levou amarelo. Na saída de campo, após a vitória de sua equipe por 3 a 0, voltou com o velho papo de que o futebol está chato, cheio de mimi e não assumiu o erro. Está cansativa essa história.

4  – Passou da hora de Renato Gaúcho acordar o Grêmio – A penúltima colocação no Brasileirão não pode mais ser considerada como um efeito colateral momentâneo para quem prioriza a Libertadores. Terminar a quinta rodada nesta posição significa que o treinador gremista precisa fazer a equipe responder rapidamente. Tem muito campeonato pela frente, mas demorar para reagir pode criar uma perigosa bola de neve.

5 – Sidão tem poder de reação – O goleiro do Vasco entrou pressionado no jogo contra o Avaí (1 a 1), depois de suas falhas contra na derrota por 3 a 0 para o Santos e de passar pela constrangedora situação de receber o prêmio de carque do jogo. Ele provou em campo, com uma atuação segura, fazendo importantes defesas, que se recuperou rapidamente do golpe.

Paulistas começam dominando o Brasileirão.

Leia o post original por Nilson Cesar

Palmeiras , Santos e São Paulo estão na ponta do campeonato brasileiro. A tendência é que as equipes de São Paulo permaneçam na ponta durante bom tempo. O Santos jogando um futebol muito bonito. Palmeiras eficiente e com resultados e o São Paulo apostando nos garotos. Vejo ainda Cruzeiro, Internacional, Flamengo e Grêmio brigando pelo título até as últimas rodadas. Quem vai ganhar com isso é o…

Fonte

Análise: os “moles” que Grêmio deu para Fluminense

Leia o post original por Perrone

Achou que Renato Gaúcho não explicou direito ao que se referia quando disse que o Grêmio “deu mole” para o Fluminense na derrota por 5 a 4 no último domingo (5), em Porto Alegre? Este post tenta identificar quais foram essas molezas. Veja a seguir.

1 – Rival livre

A defesa gremista se preocupou com a bola e não marcou Yony González, que ficou livre para fazer o primeiro gol do Fluminense.

2 – Saída de bola

Esse foi o “mole” mais óbvio dado pelo Grêmio. Mesmo marcado, no um contra um, Julio César insistiu em tentar passar por Luciano, perdeu e levou seu segundo gol no jogo. O goleiro demorou demais porque quis dominar a bola. Poderia ter tocado de primeira para seu lado esquerdo buscando Kannemann. O zagueiro deveria ter se aproximado do colega em apuros para facilitar o passe.

3 – Roubadas de bola

Faltou eficiência nos desarmes para o Grêmio tirar a bola do adversário. De acordo com o site “Footstats”, especializado em estatísticas, o time de Renato Gaúcho acertou 14 desarmes contra 27 do Fluminense.

4 – Bola parada

Em cobrança de falta, ninguém marcou Luciano, que cabeceou  livre. No rebote, Matheus Ferraz fez o terceiro do Flu. Bobeada clássica na bola parada.

5 – Desperdício

Enquanto o jogo estava empatado em quatro gols, o Grêmio perdeu três boas chances para desempatar. A mais clara delas com André, que furou ao tentar mandar para o gol. Pouco depois, o Fluminense fez o quinto.

6 – Falha na área

No final do jogo, outro erro de marcação. Eram seis jogadores contra seis na área gremista, sem contar o goleiro. Mesmo assim, González ficou livre pra pegar o rebote e marcar o gol da vitória do Fluminense.

Brasileirão cheio de gols!

Leia o post original por Nilson Cesar

Brasileirão começou cheio de gols. Sensacional a média de gols no campeonato Brasileiro. Só espero que continue dessa forma. O jogo Fluminense 5 x Grêmio 4 foi sensacional. Espero que nenhum dos treinadores mandem as suas equipes se tornarem retranqueiras. Acho que podemos ter o campeonato com o maior numero de gols em média. Temos aqui o campeonato mais disputado do mundo . Espero ver mais jogos…

Fonte