Arquivo da categoria: Grenal

Fim de picada ter gente IGNORANDO a agressão no Grenal

Leia o post original por Craque Neto 10

Sei que boa parte dos formadores de opinião do meio esportivo está concentrada no eixo Rio-São Paulo. Mas a verdade é que o futebol brasileiro ultrapassa barreiras e tem muito clube forte por aí. Acontece também muita coisa absurda e sem propósito pelo País. Viram a agressão da família no último Grenal? Pelo amor de Deus! O menino ganhou do atacante Luan sua camiseta do Tricolor. Ele estava felizão ao lado da mãe nas arquibancadas do Beira-Rio. Só que essa alegria durou pouco porque um batalhão de conselheiros e sócios colorados vieram agredi-lo. Uma senhora inclusive – reza a lenda […]

O post Fim de picada ter gente IGNORANDO a agressão no Grenal apareceu primeiro em Craque Neto 10.

O estranho foi em Abu Dhabi…

Leia o post original por Rica Perrone

Uma vez é sorte, duas talvez ainda seja. Por 2 meses pode ser fase. Por 6 é muito provável que seja trabalho.  Por mais de um ano torna-se indiscutível.  E então os resultados começam a flertar com a divino.

O Gremista gosta de Copas.  Ganhou as 3. Gosta de ser colocado em dúvida, montou um time de excluídos e os incluiu em sua história.

Trocou de estádio e carregou a alma na mudança.

Deu ao seu povo o que ele mais almejava: a América.

Gremista odeia o Inter, e ele esteve na série B. Quando de volta fez um campeonato estadual melhor até em virtude do Grëmio estar de ferias quase.  E no sonho mais perfeito do tricolor apaixonado ele sabia: vou chegar no sufoco, pego o Inter e os elimino.

Mais do que isso. Cruel, a vida fez com que o Inter pudesse evitar em casa até mesmo o confronto. Mas o Grêmio ganhou de novo e levou a decisao pras quartas.

Em casa, com baile de Jael, a ex-piada agora miss, o Tricolor atropela o Inter, dá olé, faz 3×0, vê o Arthur voltar a campo e fazer o dele.

Quando passa por Geromel, o Grohe salva. Quando todos esperam um chute, o Ramiro toca.  Quando o Jael parece que vai dominar de testa, passa de peito e de costas.

Que sonho é esse, gremista?

São fatos. Historia escrita e eternizada.  Diante disso tudo não paro de me perguntar: como que o Real Madrid conseguiu ganhar aquele jogo?

Sim, pois dentro do que o divino tem preparado para os tricolores o natural seria um 3×0 com expulsão do Cristiano e dois gols do Luan.

Fico feliz em ver tal história ser escrita. E com profunda pena de quem vier depois.  Eu nunca vi um Grêmio que dá tao certo como esse. Se combinar não sai tão bom. E se melhorar, acho que estraga.

abs,
RicaPerrone

Precisamos falar do Grenal

Leia o post original por Rica Perrone

Tem algumas coisas – e não são poucas – que sou meio radical. O Grenal precisa precisa ser matéria escolar com nota, prova, recuperação e os caralho.

Tal qual é dever moral de qualquer emissora detentora de direito de transmissão do clássico que ele seja disputado isoladamente de outros jogos, num horário nobre nacional e transmitido em rede. Se possível sem narrador, comentarista e reportagem.  Só com som ambiente.

É a maior partida de futebol do mundo onde o que menos se faz é jogar futebol. Embora esteja dentro dela o que há de mais importante no futebol.

É no Grenal que o par ou ímpar dá merda. Hoje deu. E que maravilha! Porque é pra isso que vemos futebol e ostentamos camisas e bandeiras: pelo direito a lamentar cenas lamentáveis.

Mas por um minuto de sinceridade, pense o quão lamentável seria não ter mais cenas lamentáveis para se lamentar?

Viva o Grenal. Ele nunca nos deixará sem as tais cenas. Simplesmente porque é um jogo onde até a bola é menos notada do que a intimidação, a rivalidade, a paixão, o ódio e o ambiente.

É possível jogar um Grenal sem a bola. Juro!

O que não é mais possível é permitir que crianças sejam domesticadas e catequizadas sem que este jogo seja parte da cultura nacional e não apenas local.

O Grenal é muito do que nos falta.  E dali se tira muito do que nos diferencia.

O futebol brasileiro respira aliviado quando há um Grenal, e por incrível que pareça e talvez você nunca vá entender, isso não tem nada a ver com a qualidade do jogo.

Tem a ver com a diferença brutal e tão pouco compreendida entre “entender de futebol” e “entender futebol”.

Do segundo quase ninguém entende. O Grenal é uma aula.

abs,
RicaPerrone

Como deve ser

Leia o post original por Rica Perrone

Grenal é a representação mais sul-americana de um jogo no Brasil.  Portanto, espera-se dele virilidade, força física, até brutalidade, porque não? Mas isso em campo. Fora dele o mimimi já chegou ao Grenal também.  Conseguiram polemizar um áudio de um treinador pra um “amigo”(do latim caguetas filhusde putis)  falando que passaria o trator no rival domingo. …