Arquivo da categoria: Inglaterra

A zebra chegou

Leia o post original por Rica Perrone

Conforme previsto por qualquer pessoa de bom senso, a Copa flertava com uma zebra. Nas semi, havia duas. Na final, uma delas chegou. A Croácia é a “surpresa” que aproveitou o chaveamento para fazer história. Se não temos das 32 seleções nenhuma que tenha enchido os olhos, temos uma imagem para guardar dessa Copa fraca…

Opinião: Colômbia é mais uma seleção a jogar melhor do que o Brasil na Copa

Leia o post original por Perrone

A vitória da Colômbia por 3 a O sobre a Polônia neste domingo foi um convite à reflexão a respeito do futebol que a seleção brasileira tem apresentado na Rússia.

Os colombianos deram espetáculo  derrotando um time mais forte do que a Costa Rica, adversário capaz de segurar o empate com o Brasil até os acréscimos.

A Colômbia nunca esteve entre as favoritas pra vencer o Mundial, diferentemente do Brasil. Porém, com sua atuação contra a Polônia passou a ser mais um time na Rússia que fez pelo menos uma partida bem melhor do que a equipe de Tite.

No mesmo pacote estão Espanha, Portugal, França e Bélgica. Deixo a Inglaterra de fora porque sua melhor apresentação foi contra o Panamá, bem mais fraco do que Costa Rica e Suíça.

Assim, são pelo menos cinco seleções que já atingiram nível melhor do que o Brail na Copa. Não é  pouco.

Nesse cenário, é fundamental que os comandados de Tite façam uma grande atuação contra a Sérvia no encerramento da fase de grupos. É preciso chegar nas oitavas com mais confiança.

Ilustre desconhecido do povo brasileiro?

Leia o post original por Craque Neto

Se perguntar nas ruas do Brasil se alguém sabe quem é Harry Kane, provavelmente vão achar que é algum dos netos da Rainha Elisabeth. Pois é, mas não é não! Trata-se de um dos maiores jogadores do mundo. Artilheiro nato. Jogador forte, raçudo e com um incrível poder de finalização. Com a camisa do Tottenham, um time médio da Inglaterra, ele fechou a temporada passada com 56 gols. Ou seja, Kane foi o maior goleador da Europa deixando para trás craques como Messi e Cristiano Ronaldo. Aliás, falta ao centroavante inglês o marketing dos grandes nomes do futebol mundial. Ele […]

O post Ilustre desconhecido do povo brasileiro? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: Inglaterra anula armas de Tite em teste digno de Copa do Mundo

Leia o post original por Perrone

Diante da Inglaterra, em Londres, Tite experimentou, enfim, dificuldades parecidas com as que deve encarar na Copa da Rússia. Mesmo desfalcado, o adversário anulou as principais armas da seleção brasileira e segurou o empate sem gols. Apesar de jogar em casa, os ingleses pouco se arriscaram em busca da vitória.

Com uma marcação compacta, a seleção europeia impediu, na maior parte do jogo, as triangulações que o Brasil gosta de fazer. Diante de uma marcação em bloco, Neymar, Gabriel Jesus e Coutinho, que seriam fundamentais para desmontar a organização inglesa com lances individuais, pouco conseguiram fazer. Paulinho teve dificuldade para ajudar o ataque por causa da falta de espaço. Quando teve uma excelente chance no primeiro tempo mandou a bola para longe do gol. Na etapa final, após Neymar entortar os rivais e dar um presente para ele, o volante parou no goleiro adversário.

No finzinho, Neymar conseguiu usar mais sua habilidade, fazer bons lances, mas nada de sair gol.

Lendo assim, pode parecer que o Brasil jogou mal. Mas não foi uma má apresentação. A defesa se posicionou bem, a transição defensiva funcionou, e os ingleses não conseguiram contra-atacar.

O teste foi importante para Tite ter mais noção dos pontos que precisa melhorar. Principalmente contra adversários fortes taticamente e que se preocupam mais em defender do que em atacar, como foi a Inglaterra nesta terça. Rivais assim devem ser comuns no Mundial.

A Fifa mordeu e chacoalhou. Suárez é suspenso por 9 jogos e não pode passar perto dos estádios por 4 meses

Leia o post original por Quartarollo

A Fifa foi dura com Luís Suárez. Puniu o atacante uruguaio com 9 jogos oficiais e mais 4 meses de suspensão de qualquer atividade esportiva. Não pode nem entrar em estádios. Ainda pagará uma multa de 100 mil francos. O … Continuar lendo

Campeões passam vergonha no Brasil

Leia o post original por Neto

Espanhóis se desesperam com eliminação na Copa

Espanhóis se desesperam com eliminação na Copa

A primeira fase da Copa do Mundo ainda não acabou. Mas na minha visão já estão definidos quais são os grandes vexames dessa edição. Quem passou mais vergonha pra mim foi a Espanha, que defendia o título e acabou eliminada no início. A tão temida Fúria tomou um vereio de bola da Holanda e perdeu para o Chile sem ver a cor da bola. Quem diria, hein? Decepção total. Outro time que não encaixou no Brasil foi a Itália. Apesar dos bons valores individuais e o tradicional talento para se organizar taticamente, essa turma do Cesare Prandelli não deu liga por aqui. Os fanáticos tetracampeões estão fora.

E a Inglaterra? Pelo amor de Deus! A verdade é que com exceção feita ao time campeão de 66, o restante acumula uma vergonha atrás da outra em Copas. Esse ano veio para o Brasil uma molecada que tem uma fama danada na Europa. Mas os caras mal conseguiram andar por aqui. O ‘English Team’ não conseguiu uma vitória sequer em três partidas. Ridículo! Se servir de consolo o tal de Wayne Rooney finalmente fez um gol em Copas (na derrota para o Uruguai). Mas assim como o restante da equipe passou vergonha. Aliás, se esses caras jogassem 10% da fama que eles tem no esporte, os ingleses seriam campeão disparados em todas as Copas.

Espanha, Inglaterra e Itália: seis títulos mundiais colocados em campo em vão. Será que as campanhas ruins nessa Copa aconteceram por causa da má preparação ou incompetência de jogadores e treinadores. Uma questão polêmica a se discutir.

No grupo da morte quem “matou” foi a Costa Rica. Inglaterra “morreu” e Itália e Uruguai jogam a vida na última rodada

Leia o post original por Quartarollo

A Costa Rica é a grata revelação dessa Copa do Mundo. Depois dos surpreendentes 3 x 1 sobre o Uruguai, bateu a Itália, 1 x 0, com autoridade e ainda teve um pênalti claro de Chiellini em Campbell pouco antes … Continuar lendo

Santos tem de defender sua condição de clube formador

Leia o post original por Odir Cunha

aaa neymar

Essa Copa tem escancarado algumas evidências. Uma delas é que é essencial, para que o futebol das seleções nacionais seja forte, que os países consigam formar craques. Não basta ter muito dinheiro e comprar os craques de fora. Se não se consegue formá-los em casa, dá no que estamos vendo, por exemplo, na Inglaterra. Com um campeonato poderoso, competitivo, clubes imensos e ricos, a Inglaterra tem uma seleção nacional com poucas opções no ataque, já que a maioria dos melhores atacantes que atuam no país vem de outras nações.

O mesmo se pode dizer da Espanha, onde os milionários Real Madrid e Barcelona compram o melhor que há no mercado do futebol, mas ao mesmo tempo fecham as portas para as revelações espanholas. O resultado é uma seleção nacional envelhecida, que não se renovou desde a última Copa e também por isso sofreu o vexame da eliminação precoce.

Isso escancara a importância do clube formador para a revitalização do futebol mundial. E o Santos, um desses clubes que tem o dom de revelar craques, deve se bater com unhas e dentes para que esta condição seja valorizada.

Em primeiro lugar, o Santos precisa agir politicamente e interceder para que a lei que rege o futebol brasileiro seja aprimorada e garanta melhor os direitos dos clubes formadores. Como ela está, é insuficiente. É inadmissível que o clube perca o direito sobre seus jogadores jovens mediante a interferência desse obscuro personagem chamado empresário.

Ora, se um clube treina, ampara, orienta e dá oportunidade aos jogadores jovens, por que depois precisa negociar com empresários os contratos desses mesmos meninos que revelou? Este é um absurdo que deve ser corrigido. A que dirigente de clube pode interessar uma situação dessas, a não ser ao corrupto, que se aproveita da presença de um intermediário para levar dinheiro por fora?

Até a maioridade, nenhum garoto deveria ter empresário. Seu passe deveria ser apenas ligado ao clube formador. Ponto. Se menores não podem trabalhar no Brasil, por que menores que jogam futebol podem até assinar contrato e ter empresários?

Outra providência, um tanto mais radical, mas provavelmente providencial, é estabelecer uma idade limite para que o jogador possa sair do Brasil. Jogador infantil ou juvenil registrado em um clube brasileiro, só deveria ter permissão para jogar fora do País com 23 anos.

O vôlei brasileiro só conseguiu crescer, se consolidar e formar a melhor seleção masculina do mundo, depois que Carlos Arthur Nuzman conseguiu estabelecer em 23 anos a idade limite para a saída dos atletas do Brasil.

Com isso, o mercado interno se fortaleceria, o nível do futebol praticado se elevaria sobremaneira, os patrocinadores voltariam a investir no futebol, o público voltaria aos estádios e a tevê bateria recordes. Enfim, o mercado do futebol brasileiro, sempre por um fio, se consolidaria.

Seria cercear a liberdade e o crescimento profissional dos jovens atletas brasileiros? Não creio. A vida útil de um jogador de futebol pode ir a 34, 35 anos, desde que se cuide, como é o caso de Zé Roberto, Seedorf e tantos outros. E os jogadores que se destacarem, ganharão altos salários mesmo sem sair do Brasil.

Ao impedir a enxurrada de jovens valores ainda imberbes para o exterior, o Brasil estaria dando um passo decisivo para tornar o seu mercado interno de futebol um dos mais valiosos do planeta.

Como clube formador, que depende disso para continuar competitivo, o Santos precisa ter uma posição política mais atuante para alterar a legislação vigente e salvaguardar seus interesses que, afortunadamente, são os mesmos que podem fortalecer o futebol e a seleção nacionais.

Você não acha que o Santos deve agir para garantir os direitos do clube formador?