Arquivo da categoria: Internacional

Palmeiras e Flamengo no topo. As projeções para 2019

Leia o post original por Perrone

Palmeiras e Flamengo são disparadamente favoritos para vencer o Brasileirão. Também estão entre os candidatos ao título da Libertadores, mas com menos vantagem sobre outros concorrentes. O formato de mata-mata dá mais chances a times com elencos menos robustos de encarar os melhores.

Ainda bem organizados, Grêmio, Cruzeiro e Internacional serão muito fortes nas Copas. Ou seja, estão na briga pela Libertadores.

Com Hernanes e Pablo o São Paulo ganha força para brigar por todos os títulos que disputar. O problema, na opinião deste blogueiro, é a inexperiência de André Jardine. Controlar o vestiário, tenso em 2018, será uma prova de fogo para o novato

O Corinthians enfrentará mais um ano de reestruturação. Até agora, Ramiro é seu reforço mais interessante. Forte candidato ao título da Copa do Brasil. Se vencer o Brasileirão surpreenderá este blogueiro.

Atlético-MG também é forte candidato ao título da Copa do Brasil. Para brigar por Libertadores e Brasileirão precisa se reforçar.

Sampaoli precisará de tempo e de uma organização fora de campo que o Santos não teve na última temporada. Sem uma boa estrutura e reforços de qualidade será difícil pensar em algo além da Copa do Brasil.

Botafogo, Fluminense e Vasco começam o ano sem mostrar nada que que dê esperança de títulos para suas torcidas.

Palmeiras jogou mal e só empatou no Paraná .

Leia o post original por Nilson Cesar

O Palmeiras não fez um bom jogo e só empatou em Londrina diante do Paraná . Poderia estar bem mais tranquilo se tivesse vencido . O Inter perdeu e o Flamengo ganhou no Recife . O Palmeiras está a cinco pontos de vantagem do Flamengo e temos nove em disputa . O Verdão será campeão mas está distante de mostrar um grande futebol . O campeonato em termos de emoção está legal , mas tecnicamente não empolga . Continuo afirmando que o título para o Palmeiras virou obrigação e pode acontecer já no meio de semana .

VAR tem simpatia dos primeiros, mas ideia do Inter ainda não decolou

Leia o post original por Perrone

Pelo menos três dos outros quatro primeiros colocados do Brasileirão são simpáticos à ideia do uso do VAR nas últimas rodadas da competição, como propõe o Internacional. Porém, o projeto do time gaúcho (3º colocado) ainda não decolou.

De seis clubes indagados nesta segunda (29) sobre o tema pelo blog, apenas o Grêmio havia sido procurado pelo presidente do Internacional, Marcelo Medeiros.

O cartola colorado quer entregar um abaixo-assinado para a CBF pedindo o uso do VAR na reta final do Brasileirão.

“Sim (fui procurado pelo Inter). Eles vão fazer um documento. O Grêmio (5º colocado) mantém sua posição inicial de concordância, mas entende que (o assunto) deve passar pelo conselho técnico da CBF”, afirmou o presidente do tricolor gaúcho, Romildo Bolzan.

Ou seja, para a direção do gremista não basta a assinatura, é necessária uma reunião dos clubes da Série A na confederação para aprovar a novidade, o que evitaria eventuais questionamentos futuros.

Líder do campeonato, o Palmeiras também não foi procurado nesta segunda para tratar do tema. Mas, seu presidente, Maurício Galiotte, segue como defensor do uso do VAR o mais rapidamente possível. No entanto, procurada, a assessoria de imprensa do clube disse que a diretoria não comentaria a proposta do Inter.

O Flamengo é outro que não tinha recebido pedido do Internacional para assinar o documento. “Não foi procurado, mas sempre apoiei o VAR”, declarou ao blog Eduardo Bandeira de Mello, presidente do vice-líder do Brasileirão.

Já o São Paulo, quarto colocado, não respondeu sobre o assunto até a publicação deste post.

José Carlos Peres, presidente do Santos, sétimo na classificação do Nacional, também afirmou que não tinha sido procurado pelo Inter. Ele declarou que apoia o uso imediato do VAR “sem dúvida”.

O blog não conseguiu falar com a diretoria do Atlético-MG, que ocupa a sexta posição na tabela.

Fora da briga pelo título e ainda tentando se afastar da zona de rebaixamento, o Corinthians ainda não recebeu pedido para assinar o documento, segundo seu departamento de comunicação. O clube não se posicionou sobre o assunto.

 

 

 

 

 

Opinião: VAR no fim do Brasileirão seria injusto e não acabaria com erros

Leia o post original por Perrone

Marcelo Medeiros, presidente do Internacional, lançou movimento para colher assinaturas de todos os clubes da Série A pedindo para a CBF o uso do VAR nas sete últimas rodadas do Brasileirão.

Na opinião deste blogueiro a medida seria injusta e não acabaria com as pisadas de bola dos juízes.

Injusta seria porque muita gente já foi prejudica por erros de arbitragem na competição e  recebeu socorro da tecnologia. Suponha que um time teve um gol mal anulado no primeiro turno sem poder usar o VAR para mudar a decisão. E que agora esse clube tenha um tento invalidado pelo árbitro de vídeo contra a mesma equipe, mas de maneira correta. Seria justo? Não há um desequilíbrio?

Pode se argumentar que é melhor evitar erros tardiamente do que nunca. Então, vale mais usar o VAR só na reta final do que correr o risco de ver campeão e rebaixados serem definidos por falhas dos apitadores.

Esse é o ponto central. Acabamos de ver na final da Copa do Brasil duas decisões do VAR contestadas, uma pelo Cruzeiro e outra pelo Corinthians. O recurso mais atrapalhou do que ajudou.

Temos vários exemplos de decisões equivocadas apesar do “olho eletrônico”. Ou seja, a utilização do recurso ainda precisa de muitos ajustes, além de aprimoramento dos árbitros e mudança radical de comportamento dos atletas para não pressionarem os juízes.

Está claro que introduzir o VAR na reta final do Brasileiro não é garantia do fim dos erros de arbitragem. Ao contrário. Em tese, teríamos mais polêmica pela frente, além de um briga pra ver quem paga a conta.

Opinião: após ‘caso do replay’, Globo deve explicar seu papel no Nacional

Leia o post original por Perrone

Na opinião deste blogueiro, em parte, a diretoria do Internacional tem razão ao reclamar da Globo no episódio do gol de sua equipe anulado contra o Santos na última segunda (22).

Os colorados afirmam que se a emissora decidiu não mostrar o replay do lance até o juiz se posicionar, deveria ter feito isso nos outros jogos da rodada, em especial na partida entre Palmeiras e Ceará. Faz sentido. O modelo deveria começar a valer para todos na mesma rodada. De preferência com um comunicado oficial antes das partidas para o torcedor saber o que se passa.

Ao tomar a decisão de segurar a repetição do lance para não influenciar a arbitragem, o Sportv (canal do grupo Globo), ultrapassou a fronteira do jornalismo e invadiu a área técnica e de gestão da competição.

Arbitragem é assunto para quem organiza o campeonato, no caso a CBF, e não para quem o transmite.

Caso saibam da existência da prática das equipes de arbitragem de esperarem o replay para se posicionar, o Sportv e a Globo deveriam ter investido numa reportagem sobre o tema. Seria um golaço, um serviço para o futebol brasileiro. Armar uma pegadinha foi a pior escolha.

Outra questão é a situação do assinante que pagou para assistir ao jogo contando com uma série de confortos e ficou sem esse (o replay quase imediato). No lugar da informação instantânea, o assinante ficou com a dúvida até o juiz Ricardo Marques Ribeiro tomar uma decisão e a emissora liberar a imagem. O produto não foi entregue como vendido.

Em nota oficial, a Globo disse que “a transmissão da TV optou por não exibir o replay antes da decisão como é o protocolo da Fifa quando tem a produção de imagens com árbitro de vídeo”. O Brasileirão não tem o uso do VAR.

O comunicado diz ainda que o procedimento de segurar o replay foi adotado na final da Copa do Brasil (com VAR), entre Corinthians e Cruzeiro. E que valerá a partir de agora para todas as partidas transmitidas pelo Grupo Globo, mesmo sem árbitro de vídeo. Leia a nota completa clicando aqui.

Diante do posicionamento da rede de televisão, para este blogueiro é necessário que a Globo explique melhor para o público o papel que espera exercer nos campeonatos que transmite. Elá se considera parceira da CBF e de outras entidades na gestão das competições? O esclarecimento é necessário para sabermos com que olhos devemos assistir aos jogos pela TV. E o que o consumidor pode esperar e cobrar da emissora.

 

 

Raí sofre novas críticas da Independente, mas sua posição não é abalada

Leia o post original por Perrone

“Qual a prioridade agora, Raí, Diego Lugano e Ricardo Rocha?Ídolos dentro de campo. Fracasso fora dele. Diego Aguirre está na  conta de quem? Jogamos como nunca e perdemos como sempre. Perderam a mão do SPFC. Jogadores acordando de ressaca (em) véspera de jogos. Muita festa e pouco futebol.”

O texto acima foi postado pela Independente, maior torcida uniformizada do São Paulo, horas depois da derrota para o Internacional, por 3 a 1, no último domingo (15).

Foi o segundo ataque recente da uniformizada a Raí, Lugano e Ricardo Rocha. Críticas em tom semelhante já tinham sido feitas após a derrota no clássico para o Palmeiras.

Os ataques, no entanto, pelo menos até agora, não abalaram o prestígio de Raí como diretor executivo de futebol junto a cúpula são-paulina.

A avaliação interna é de que a torcida age com rancor por três vezes não ter conseguido um treino aberto para manifestar apoio ao time.

Outra análise é de que a atual sequência negativa não pode anular o período maior em que o time ficou na liderança do Brasileirão. Hoje é o quarto colocado.

Também é ponderado internamente que o trabalho de Raí é mais amplo, envolvendo a implementação de práticas profissionais no CT da Barra Funda. Ou seja, internamente, o sentimento é de que seria injusto avaliar seu desempenho de acordo apenas com os resultados imediatos obtidos pelo time.

 

Primeiros do Brasileiro capricham no desarme, mas abusam nos erros de passe

Leia o post original por Perrone

O jogador do seu time desarma o adversário, mas na sequência a equipe erra o passe e entrega a bola para o rival. A situação, irritante para o torcedor, é comum aos três primeiros colocados do Brasileirão.

Estatísticas do site “Footstats” mostram que Palmeiras, Internacional e São Paulo são eficientes no desarmes, mas erram muitos passes. Como semelhança, o trio também tem o capricho nos dribles e o alto número de cartões recebidos, entre outros fatores.

Terceiro colocado, o São Paulo é o time que tem o percentual mais alto de passes errados no campeonato: 12,9%. O Inter, vice-líder, erra 10%, pouco menos que o Palmeiras (10,1%). Nove equipes têm marcas melhores do que colorados e palmeirenses. Décimo primeiro colocado do Brasileirão, o Atlético-PR é o clube que menos falha nos passes com índice de erro de 7,6%.

Ao mesmo tempo em que os números sugerem um certo desleixo da trinca na hora de passar a bola, mostram eficiência no desarme. Ao lado do Flamengo, o Palmeiras ostenta a melhor média de desarmes certos: 18,9 por jogo. O São Paulo aparece em seguida (18,4) e o Colorado na sequência (17,3).

Os dados também indicam pouca preocupação do trio em evitar cartões amarelos. O time do Allianz Parque é o segundo mais advertido da competição com 80. Só Vitória levou mais amarelos. Foram 85 até aqui. O São Paulo é o terceiro nesse quesito com 77 advertências. O Inter está na quinta colocação (74).

Alviverdes e tricolores receberam ainda quatro vermelhos. Os colorados tiveram três expulsões até agora. O Flamengo está no topo da lista vermelha com 8.

A eficiência nos desarmes e o excesso de cartões não significa que os três primeiros do Brasileirão abdicam da fantasia. Pelo contrário. O ranking dos times que mais acertam dribles no campeonato reflete a posição dos três na classificação. O Palmeiras lidera com 122, seguido por Inter (117) e São Paulo (112).

Opinião: em Chapecó, Inter ‘esqueceu’ que briga pelo título

Leia o post original por Perrone

Sem mostrar um futebol compatível com quem briga pelo título brasileiro, o Internacional perdeu de virada por 2 a 1 para a Chapecoense nesta segunda em Santa Catarina.

A pressão adversária e o conformismo colorado foram tantos que parece até que os gaúchos se esqueceram de que com uma vitória abririam dois pontos de vantagem sobre o São Paulo. Com o fracasso, estão em segundo lugar com um ponto a menos do que os paulistanos.

O Inter deu espaços para o adversário, não se esforçou para marcar a saída de bola da Chape e ainda falhou na marcação no gol de empate dos donos da casa. Tanto ao não impedir o cruzamento de Eduardo como ao não bloquear o cabeceio de Leandro Pereira.

A postura que se esperava do vice-líder do campeonato foi exbida pela equipe que luta para evitar o rebaixamento. Coube ao time de Chapecó marcar o adversário em seu campo de defesa e jogar praticamente o tempo todo em busca da vitória. O prêmio veio com o segundo com de Leandro Pereira, desta vez de pênalti, na etapa final.

Foram 18 finalizações dos catarinenses (6 certas), contra 12 dos gaúchos (5 corretas), de acordo com o site “Footstats”.

Faltou aos comandados de Odair Hellmann entenderem que por mais eficiente que tenha sido jogar nos contra-ataques na competição até aqui, na reta final, quem quiser ficar com o caneco precisa mostrar mais do que isso.

Apenas no final da partida, com um jogador a menos após a expulsão de Cuesta, o Internacional atuou com a volúpia de quem almeja a taça. Porém, Jandrei defendeu pênalti cobrado por Leandro Damião.

Chegou a hora de os postulantes ao título jogarem com gana de vencer e intensidade também como visitante. Quem perceber isso mais cedo vai aumentar suas chances.

O Colorado parece não ter compreendido a necessidade de um futebol mais agressivo em Chapecó e deixou de somar três pontos que podem ser motivo de choro no final da competição.

Internacional é o novo líder!

Leia o post original por Nilson Cesar

Campeonato brasileiro pegando fogo. O Internacional é o novo líder da competição. São Paulo precisa esquecer arbitragem e voltar a ganhar. Corinthians em crise com novo treinador e o Palmeiras chegando cada vez mais. A competição promete ser extraordinária até o final. O Palmeiras que têm um elenco melhor que os outros pode até beliscar o título brasileiro. Grêmio,  também está  na parada. Estamos muito longe de termos o melhor campeonato do mundo. Temos sem dúvida um dos campeonatos mais disputados do planeta. Só nas duas últimas rodadas conheceremos o campeão. Isso é muito legal e garante emoção pra valer.

São Paulo continua líder. Palmeiras chegando e o campeonato embolando cada vez mais.

Leia o post original por Nilson Cesar

O campeonato brasileiro promete ser emocionante até as rodadas finais. Entendo que quatro equipes devem brigar pelo título até o fim. O campeão pode aparecer na penúltima ou até na última rodada. Isso é muito bom. Se não temos um campeonato brilhante ao menos em termos de disputa estamos entre os melhores do mundo. São Paulo, Internacional, Grêmio e Palmeiras devem brigar até o fim. Não acredito no Flamengo. São Paulo e Inter tem a vantagem de focar apenas no campeonato brasileiro. O bicho vai pegar e emoções estão mais do que garantidas.