Arquivo da categoria: Jorge Sampaoli

Supervalorizado? Esse gringo é mais um perna de anão!!!

Leia o post original por Craque Neto

Antes que me chamem de xenofóbico quero deixar claro que não tenho nada contra os estrangeiros. Pelo contrário! Adoro viajar e conhecer gente de todas as nacionalidades. Mas uma coisa é fato: técnico de futebol sempre teve dificuldades para trabalhar no futebol brasileiro. Muito em função da dificuldade da língua, é verdade. Mas também é verdade que os caras chegam aqui sem apresentar nada de consistente. Vejam o caso do argentino Jorge Sampaoli, que chegou aqui e em pouco tempo já foi exaltado por parte da imprensa como um gênio. Isso só porque trabalha a equipe do Santos de maneira […]

O post Supervalorizado? Esse gringo é mais um perna de anão!!! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: 10 sinais dados na primeira rodada do Brasileirão

Leia o post original por Perrone

1 – Santos

Não era fake news, o time de Sampaoli vai jogar pra vencer mesmo fora de casa e até com time misto. Mostrou isso ao bater o Grêmio em Porto Alegre por 2 a 1.

2 – Cariocas

Vasco, Fluminense e Botafogo confirmaram que neste momento estão bem atrás do rival Flamengo. O caso mais sintomático foi a derrota vascaína por 4 a 1 para o Athlético-PR, em Curitiba. Os tricolores não tiveram força para derrotar o Goiás, que retorna à elite, no Maracanã, e perderam por 1 a 0. O Botafogo comprovou na derrota por 2 a 0 para o São Paulo, no Morumbi, que o técnico Barroca terá muito trabalho para acertar o time.

3 – Flamengo

A vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, no Maracanã, mostrou como será difícil bater o time de Abel Braga quando pelo menos duas peças de seu forte elenco jogarem em alto nível. Na estreia, Bruno Henrique, autor de dois gols, e Everton Ribeiro, foram os destaques.

4 – Athlético-PR

Se alguém duvidava, o time paranaense sinalizou que está mesmo entre as forças do Brasileirão. Fez o que os mais fortes fazem quando pegam um time que não está bem. Atropelou o Vasco.

5 – Corinthians

O tricampeão paulista ainda é um time que oscila. Foi neutralizado pelo Bahia, cometeu falhas defensivas e perdeu por 3 a 2 fora de casa.

6 – Bahia

Roger Machado, estruturando o tricolor baiano, indicou ao vencer o duelo com Fábio Carille, que pode dar trabalho a adversários com maior poderio financeiro.

7 – Zé Rafael

O meia mostrou estar pronto para ser titular do Palmeiras. Felipão foi criticado por torcedores do time por pouco aproveitar Zé Rafael no Campeonato Paulista. Ele entrou no início do jogo contra o Fortaleza, após contusão de Ricardo Goulart, fez dois gols e deu uma assistência na vitória por 4 a 0.

8 – CSA

A equipe alagoana está muito atrás da turma. Não conseguiu equilibrar a partida com o Ceará, em tese também candidato a lutar contra o rebaixamento no Brasileiro, e perdeu de 4 a 0.

9 – Treinadores

Pouca coisa deve mudar no comportamento dos técnicos com a regra que implementou cartões amarelos e vermelhos para eles. Quem gosta de apitar o jogo continuou apitando. Caso de Mano Menezes, o primeiro a ser “amarelado”.

10 – Barreira

A regra que obriga adversários a manterem distância das barreira deve funcionar. Acabou com aqueles empurrões irritantes entre jogadores.

 

 

 

Opinião: deficiências e Santos forçaram Corinthians a jogar na retranca

Leia o post original por Perrone

Na opinião deste blogueiro, o Corinthians jogou excessivamente na retranca na partida em que se classificou para a final do Paulista não porque Carille quis, mas porque o Santos explorou bem duas de suas deficiências e o encurralou na defesa.

Como de costume, o time de Sampaoli marcou bem a saída de bola do adversário. Sair jogando da defesa sob pressão é uma das dificuldades corintianas. Apertados, os alvinegros com frequência apelam para os chutões. Outra deficiência da equipe é a transição com velocidade para o ataque. As bolas estouradas muitas vezes não encontravam ninguém do time de Itaquera na frente. Quando encontravam, chegavam a um comandado de Carille isolado, já que seus companheiros não partiam para o ataque com a velocidade necessária. Assim, o corintiano com a bola não enxergava um colega próximo para fazer o passe. Assim, a tendência era a bola ficar com os santistas, que rapidamente voltavam ao ataque.

O posicionamento ofensivo do Santos fazia o Corinthians se encolher para preencher os espaços na defesa. E o ciclo se repetia. Dificuldade para sair jogando, perda de bola ou chutões sem endereço ou para um companheiro isolado e volta da equipe do litoral ao ataque. Dois lances ilustram esse cenário: uma perda de bola de Pedrinho na defesa que resultou em chance do Santos barrada por Cássio e um chutão de Clayson para o campo de ataque vazio. Ambos ocorreram no primeiro tempo. Com essa rotina, o Corinthians errou 40 de seus 166 passes, de acordo com o site “Footstats”. O índice de acerto foi de aproximadamente 76%. Já o Santos acertou 473 trocas de bola e errou 50. Registrou acerto de aproximadamente 90,4%

O mais preocupante para Carille é o fato de as dificuldades para sair jogando diante de uma marcação avançada e a lentidão na transição ofensiva serem crônicas. Para pelo menos um membro da comissão técnica ouvido pelo blog, falta rapidez especialmente a Ralf para melhorar o rendimento nos contra-ataques, levando-se em conta seu poder de desarme. Uma alternativa seria a entrada de Richard, mas o reserva não mostra a mesma eficiência do titular na marcação. Ou seja, a equipe não ficaria tão bem protegida, em tese. Além disso, Richard ainda não mostrou um apoio ao ataque fora do normal.

Até domingo (14), quando acontece o primeiro jogo da final estadual com o São Paulo, o treinador corintiano certamente quebrará a cabeça para tentar impedir a repetição do que aconteceu no Pacaembu.

Antes de polêmica sobre VAR, Palmeiras rejeitou palestra da FPF

Leia o post original por Perrone

Antes da polêmica entre Federação Paulista e Palmeiras por conta do VAR, o alviverde recusou oferta da FPF para fazer uma palestra sobre o árbitro auxiliar de vídeo no clube. Consultada pela entidade, a direção palmeirense agradeceu, mas disse que já tinha participado de evento semelhante via Conmebol e CBF. A assessoria de imprensa da agremiação confirmou a informação ao blog.

Além de apresentações aos jogadores e comissões técnicas das equipes envolvidas nas quartas de final do Campeonato Paulista, a federação convidou treinadores para irem até a entidade para operar o equipamento de VAR. O corintiano Fábio Carille e o são-paulino Vagner Mancini foram até a entidade para fazer os testes. O palmeirense Felipão e o santista Sampaoli não apareceram.

A assessoria de imprensa de Felipão não fala com o blog, mas disse ao UOL Esporte que o “Palmeiras  não foi (à sede da federação em reunião sobre as quartas de final). Scolari é funcionário do Palmeiras.”. Por sua vez, o departamento de comunicação palmeirense disse que não chegou ao clube convite específico para o técnico testar o VAR. Também ao UOL Esporte, a assessoria de imprensa do Santos disse que Sampaoli não compareceu porque estava viajando com o time quando recebeu o convite.

Na fase de preparação para o uso do árbitro de vídeo, a FPF teve a intenção de deixar treinadores, jogadores, dirigentes e jornalistas operarem o sistema para sentir suas dificuldades. Este blogueiro operou o simulador do VAR. Além de Mancini, os são-paulinos Hudson, Hernanes e Lugano, superintendente institucional do clube, participaram dos testes, assim como o corintiano Andrés Sanchez.

Nas palestras realizadas nos clubes, a equipe da federação explica quando o árbitro de vídeo pode entrar em ação, os procedimentos a serem adotados pelos juízes em campo e o que espera do comportamento dos atletas. Dos oito participantes das quartas de final apenas o Palmeiras avisou que não gostaria de receber o estafe da FPF para a palestra.

Justamente no primeiro jogo do time nos mata-matas do Estadual, o empate em um gol com o Novorizontino, houve polêmica com o VAR. Os palmeirenses reclamam de um toque de Murilo Henrique com o braço antes do lance do gol do adversário. A federação respondeu em rede social com a imagem que a equipe de arbitragem utilizou para validar o lance, alegando que não houve infração. O clube respondeu afirmando que a federação tenta defender o indefensável.

Palmeiras e FPF se desentendem desde a final do Campeonato Paulista do ano passado, vencida pelo Corinthians no Allianz Parque. O time da casa alega que teve um pênalti a seu favor anulado após interferência externa na arbitragem, o que a federação nega ter acontecido.

Com Arthur Sandes, Diego Salgado e Eder Traskini, do UOL em São Paulo e colaboração para o UOL em Santos

É o salário atrasar pra maionese azedar!

Leia o post original por Craque Neto

Uma notícia que repercutiu na manhã desta segunda-feira foi o atraso de salários por parte da diretoria do Santos. Isso mesmo! Após o treino na Baixada a boleirada comentou sobre o fato que há algum tempo não acontecia por lá. Coincidência ou não o Peixe, que vinha fazendo a melhor campanha da classificação geral do Paulistão, perdeu para o Novorizontino na frente de sua torcida do Pacaembu. Aí não é nem tirar o mérito do time do interior, que vem de fato fazendo uma ótima campanha no grupo ‘B’ do Estadual (onde é vice-líder), mas é analisar o fraco futebol […]

O post É o salário atrasar pra maionese azedar! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

No Santos, Sampaoli escapa ileso de vexame diante do Ituano

Leia o post original por Perrone

Praticamente nada mudou na avaliação da diretoria do Santos sobre Jorge Sampaoli com a humilhante derrota por 5 a 1 para o Ituano, em Itu, no último domingo (3), pelo Campeonato Paulista. A análise é de que o treinador e os jogadores cometeram falhas, mas é cedo para crucificar o técnico.

O principal argumento é o de que o argentino ainda não tem o elenco fechado. Faltam reforços e isso precisa ser levado em consideração. Uma das prioridades é trazer um meio-campista. O clube tenta a contratação do peruano Cueva.

Há o entendimento na Vila Belmiro de que assim como é cedo para endeusar o argentino, seria precipitado massacrá-lo por conta da vexatória derrota no interior. Até parte da oposição, naturalmente mais feroz, compartilha essa ideia.

Opositores, porém, criticam a direção por lentidão nas contratações, queixa que Sampaoli também chegou a fazer. Por sua vez, os dirigentes argumentam que as dificuldades financeiras enfrentadas pelo clube tornam as negociações mais complexas. Alegam que até clubes com mais recursos enfrentam problemas para contratar.

Pesa a favor de Sampaoli o fato de a torcida estar a seu lado. A queda em Itu foi a primeira derrota do Santos sob o comando do argentino. Até então, a equipe havia vencido suas quatro partidas na competição e empatado um amistoso com o Corinthians.

 

No Santos, Sampaoli escapa ileso de vexame diante do Ituano

Leia o post original por Perrone

Praticamente nada mudou na avaliação da diretoria do Santos sobre Jorge Sampaoli com a humilhante derrota por 5 a 1 para o Ituano, em Itu, no último domingo (3), pelo Campeonato Paulista. A análise é de que o treinador e os jogadores cometeram falhas, mas é cedo para crucificar o técnico.

O principal argumento é o de que o argentino ainda não tem o elenco fechado. Faltam reforços e isso precisa ser levado em consideração. Uma das prioridades é trazer um meio-campista. O clube tenta a contratação do peruano Cueva.

Há o entendimento na Vila Belmiro de que assim como é cedo para endeusar o argentino, seria precipitado massacrá-lo por conta da vexatória derrota no interior. Até parte da oposição, naturalmente mais feroz, compartilha essa ideia.

Opositores, porém, criticam a direção por lentidão nas contratações, queixa que Sampaoli também chegou a fazer. Por sua vez, os dirigentes argumentam que as dificuldades financeiras enfrentadas pelo clube tornam as negociações mais complexas. Alegam que até clubes com mais recursos enfrentam problemas para contratar.

Pesa a favor de Sampaoli o fato de a torcida estar a seu lado. A queda em Itu foi a primeira derrota do Santos sob o comando do argentino. Até então, a equipe havia vencido suas quatro partidas na competição e empatado um amistoso com o Corinthians.

 

Argentino vai dar certo na Vila?

Leia o post original por Craque Neto

Mesmo com um desencontro de informações, a diretoria do Santos praticamente garantiu que o argentino Jorge Sampaoli será o novo técnico do clube para a próxima temporada. Ele chega para substituir o Cuca, que deixou a Vila no fim do Brasileirão. Mas a dúvida que fica é: será que finalmente iremos ver um treinador gringo dar certo em terras brasileiras? Sinceramente não acredito. Com exceção feita ao trabalho realizado na Seleção do Chile, onde ele deu sorte de pegar nas mãos a melhor geração da história do País, o restante da carreira como técnico foi bem meia boca. Aliás, as […]

O post Argentino vai dar certo na Vila? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Tranquilizado por Tite, Ganso descarta pedir para sair do Sevilla agora

Leia o post original por Perrone

Sem ser aproveitado no Sevilla, Paulo Henrique Ganso tem recebido constantes sondagens de clubes brasileiros. Santos e Grêmio estão entre os que já manifestaram interesse em repatriar o jogador. Porém, o meia e seu estafe não têm planos para pedir uma transferência agora em busca de mais visibilidade.

A recente conversa com Tite, que esteve na Espanha e disse entender o período de adaptação dele ao futebol espanhol, acalmou o atleta em relação às suas chances de disputar a Copa da Rússia. Por isso, encontrar um time para ser titular agora não é visto como algo fundamental em busca da vaga no Mundial do ano que vem.

A ideia é que o empresário do atleta, Giuseppe Dioguardi, só converse com a diretoria do Sevilla sobre o futuro do jogador após ao final desta temporada. A partir daí, se não houver a perspectiva de ele ser aproveitado, será sugerida a negociação com outro clube europeu para que Ganso jogue com frequência e conquiste seu espaço na seleção. Voltar ao Brasil no segundo semestre também não faz parte da estratégia. Seria um retrocesso. Além disso, a negociação com um clube brasileiro é vista como muito difícil por questões financeiras.

No momento, Ganso está convencido de que deve treinar sem reclamar, pois o time está bem, briga pelo título Espanhol e não há como criticar o técnico Jorge Sampaoli por sua ausência.

O que acontece com o Ganso?

Leia o post original por Craque Neto

Sempre exaltei o Paulo Henrique Ganso como um dos últimos grandes meias armadores do futebol brasileiro. Desses personagens raros que pensam o jogo e dão o toque de qualidade na partida. A bola que esse rapaz jogou no início da carreira no Santos é impressionante. Tanto é que muita gente colocava o Neymar como coadjuvante dele naquela dupla sensacional. Agora o que vem acontecendo com ele no Sevilla é de chamar a atenção. O técnico Jorge Sampaoli, que foi inclusive quem o indicou ao clube espanhol, só o critica e não tem lhe dado oportunidades. Segundo o comandante argentino o […]

O post O que acontece com o Ganso? apareceu primeiro em Craque Neto 10.