Arquivo da categoria: Joseph Lee

Empresa cobra São Paulo por operação com Luis Fabiano

Leia o post original por Perrone

A empresa Kirin Soccer, do agente Joseph Lee, entrou com ação na Justiça para cobrar R$ 206.271,22 do São Paulo por uma operação envolvendo Luís Fabiano.

A empresa alega que, em 2015, durante a gestão de Carlos Miguel Aidar no clube do Morumbi, negociou a cessão do direito de preferência de compra de Luis Fabiano com o Fenerbahçe. Seus advogados alegam que a agremiação tricolor ficou de pagar 35 mil euros de comissão pelo serviço.

O valor corresponde a 10% dos 350 mil euros que o clube turco se comprometeu a pagar para ser prioritário numa eventual negociação do atacante.

Pelo trato, o São Paulo ficava obrigado a informar os turcos se recebesse uma oferta por Luis Fabiano. Por sua vez, o Fenerbahçe poderia fazer a contratação nas mesmas condições da proposta apresentada por outro time.

Na inicial, datada de 22 de junho, os advogados da empresa convertem os 35 mil euros para R$ 206,2 mil.

A Kirin alega que o São Paulo não pagou nem parte do valor combinado. Luis Fabiano não foi comprado pela equipe turca, mas a empresa sustenta que realizou o seu trabalho de negociar a preferência.

“Pois bem, passando por severa crise financeira e política, o SPFC buscou a requerente (Kirin) para que, em seu benefício, prospectasse oportunidades de negócios no mercado global,
preferencialmente, à época, envolvendo a transferência do atleta Luis Fabiano Clemente para alguma entidade de prática desportiva com sede no exterior, visto que seu contrato especial de trabalho desportivo estava prestes a expirar”, escreveram os advogados da empresa na ação.

O blog tentou ouvir o departamento jurídico são-paulino por meio da assessoria de imprensa do clube, mas não obteve resposta até a conclusão deste post.

Até ontem, a Justiça não havia analisado o pedido de cobrança, que inclui juros e correção monetária.

Na mira do São Paulo e de time italiano, Hernanes descarta peitar chineses

Leia o post original por Perrone

Interesses de um clube italiano e de outro brasileiro, além do desejo de Hernanes de não brigar com os dirigentes do Hebei Fortune. Esses fatores estão entre as dificuldades do São Paulo para conseguir o retorno do meio-campista.

O estafe do jogador mantém em sigilo o nome dos outros pretendentes que afirma existir. Nos dois casos, como em relação ao clube do Morumbi, as conversas estão apenas no início.

Os chineses já foram avisados sobre as sondagens que Hernanes recebeu. O atleta agora espera a diretoria do clube dizer para seu empresário, Joseph Lee, se aceita negociar.

As tratativas só vão avançar se o Hebei der sinal verde. Hernanes coloca como prioridade não se desentender com a diretoria do time. Por isso, a possibilidade de ele peitar os chineses para retornar ao brasil não é considerada em seu entorno. O contrato do brasileiro termina em dezembro de 2019.

Outra dificuldade é o alto salário que o jogador recebe na China, mas ele está disposto a ouvir propostas inferiores ao que recebe atualmente.