Arquivo da categoria: Mano Menezes

Opinião: 10 sinais dados na primeira rodada do Brasileirão

Leia o post original por Perrone

1 – Santos

Não era fake news, o time de Sampaoli vai jogar pra vencer mesmo fora de casa e até com time misto. Mostrou isso ao bater o Grêmio em Porto Alegre por 2 a 1.

2 – Cariocas

Vasco, Fluminense e Botafogo confirmaram que neste momento estão bem atrás do rival Flamengo. O caso mais sintomático foi a derrota vascaína por 4 a 1 para o Athlético-PR, em Curitiba. Os tricolores não tiveram força para derrotar o Goiás, que retorna à elite, no Maracanã, e perderam por 1 a 0. O Botafogo comprovou na derrota por 2 a 0 para o São Paulo, no Morumbi, que o técnico Barroca terá muito trabalho para acertar o time.

3 – Flamengo

A vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, no Maracanã, mostrou como será difícil bater o time de Abel Braga quando pelo menos duas peças de seu forte elenco jogarem em alto nível. Na estreia, Bruno Henrique, autor de dois gols, e Everton Ribeiro, foram os destaques.

4 – Athlético-PR

Se alguém duvidava, o time paranaense sinalizou que está mesmo entre as forças do Brasileirão. Fez o que os mais fortes fazem quando pegam um time que não está bem. Atropelou o Vasco.

5 – Corinthians

O tricampeão paulista ainda é um time que oscila. Foi neutralizado pelo Bahia, cometeu falhas defensivas e perdeu por 3 a 2 fora de casa.

6 – Bahia

Roger Machado, estruturando o tricolor baiano, indicou ao vencer o duelo com Fábio Carille, que pode dar trabalho a adversários com maior poderio financeiro.

7 – Zé Rafael

O meia mostrou estar pronto para ser titular do Palmeiras. Felipão foi criticado por torcedores do time por pouco aproveitar Zé Rafael no Campeonato Paulista. Ele entrou no início do jogo contra o Fortaleza, após contusão de Ricardo Goulart, fez dois gols e deu uma assistência na vitória por 4 a 0.

8 – CSA

A equipe alagoana está muito atrás da turma. Não conseguiu equilibrar a partida com o Ceará, em tese também candidato a lutar contra o rebaixamento no Brasileiro, e perdeu de 4 a 0.

9 – Treinadores

Pouca coisa deve mudar no comportamento dos técnicos com a regra que implementou cartões amarelos e vermelhos para eles. Quem gosta de apitar o jogo continuou apitando. Caso de Mano Menezes, o primeiro a ser “amarelado”.

10 – Barreira

A regra que obriga adversários a manterem distância das barreira deve funcionar. Acabou com aqueles empurrões irritantes entre jogadores.

 

 

 

Título da Copa do Brasil tem marcas de simplicidade e eficiência de Mano

Leia o post original por Perrone

A conquista da Copa do Brasil pelo Cruzeiro com a vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians, em Itaquera, tem as marcas da simplicidade e eficiência dos times de Mano Menezes.

Avesso a esquemas táticos mirabolantes, o treinador levou o clube mineiro ao seu sexto título na competição apostando numa equipe compacta e eficiente nos contra-ataques.

Mano fez do Cruzeiro uma equipe fria, que sabe sofrer na defesa, para usar uma expressão da moda, e que costuma ser perigosa quando tem a chance de matar as partidas.

O título mostra que no futebol cheio de novas definições táticas, muitas usadas para renomear antigas práticas, a velha guarda de treinadores ainda pode triunfar. Que o diga Mano, campeão das duas últimas edições da Copa do Brasil e que neste ano já tinha levado o Campeonato Mineiro.

Cruzeiro campeão sem discussão ! Bem melhor que o Corinthians .

Leia o post original por Nilson Cesar

O Cruzeiro é o campeão da Copa do Brasil de 2018 e não há o que discutir . O árbitro com o Var errou duas vezes . Não existiu pênalti para o Corinthians e o gol do Corinthians foi legal . O gol do Pedrinho foi legal . Cruzeiro ganhou em Belo Horizonte e também em Itaquera . Corinthians precisa lutar para não cair no campeonato brasileiro . Corinthians precisa reforçar e muito para 2019. Técnico novo e jogadores novos é o que precisa o Timão . Cruzeiro seis vezes campeão da Copa do Brasil e Mano Menezes mostra o quanto é competente . Deu a lógica .

Estatísticas mostram Corinthians próximo do Cruzeiro em semifinal

Leia o post original por Perrone

Após a abertura das semifinais da Copa do Brasil, Jair Ventura foi alvo de uma avalanche de críticas por conta do desempenho extremamente defensivo no 0 a 0 com o Flamengo no Maracanã. Já Mano Menezes recebeu tratamento bem diferente depois da vitória cruzeirense por 1 a 0 sobre o Palmeiras em São Paulo.

Porém, dados do site “Footstats” mostram desempenho semelhante de Corinthians e Cruzeiro em fundamentos importantes.

Os dois times fizeram o mesmo número de finalizações. Foram quatro para cada lado. O dado sugere que a diferença entre as equipes não foi tanta em termos de volúpia ofensiva, mas de eficiência.

Os corintianos acertaram apenas um arremate, enquanto os mineiros fizeram três conclusões perfeitas, uma delas se transformou no gol da vitória. Os dois clubes passaram o segundo tempo inteiro sem finalizar.

Acusado por comentaristas de abdicar de jogar, o Corinthians teve apenas 33,1% de posse de bola no Maracanã. O despenho é bem próximo do que o Cruzeiro obteve no Allianz Parque: 33,7%.

Os comandados de Jair foram um pouco superiores aos de Mano no quesito média de passes certos: 82% x 81%.

Para brecar as jogadas adversárias, os corintianos fizeram três faltas a mais do que os cruzeirenses: 16 a 13.

 

 

Lado AZUL em festa nas Minas Gerais

Leia o post original por Craque Neto

Tem muita gente que não gosta do sistema de trabalho do técnico Mano Menezes. Acham ele retranqueiro e paneleiro. É óbvio que ele tem sim seus defeitos, sobretudo no trato com a imprensa. Mas é inegável que esse cara sabe fazer três coisas: montar elenco, armar uma equipe taticamente e se defender. Já não é de hoje que ele vem fazendo um grande trabalho no comando do Cruzeiro. Na primeira passagem dele na Raposa ele fez a melhor campanha do returno do Brasileirão de 2015. Depois de uma passagem frustrada pelo futebol chinês, onde ele encheu mais ainda os bolsos, […]

O post Lado AZUL em festa nas Minas Gerais apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Quero ver o Andrés tirar o Mano do Cruzeiro, viu?

Leia o post original por Craque Neto

Carille já deu adeus ao Corinthians! Deve passar no CT Joaquim Grava nesta quarta-feira apenas para se despedir dos atletas e funcionários do clube. No lugar dele o ex-auxiliar Osmar Loss assume a equipe já a partir do jogo desta quinta contra o Millonarios da Colômbia pela Libertadores. E por mais que a direção do clube – leia-se Andrés Sanchez – diga que o Loss está prestigiado para ser o novo comandante, no meu entendimento estão dando a ele apenas uma chance de seguir com o trabalho até a parada da Copa do Mundo. Se surpreender positivamente, pode ser que […]

O post Quero ver o Andrés tirar o Mano do Cruzeiro, viu? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Cruzeiro perde. E foi um jogaço

Leia o post original por Antero Greco

O torcedor do Cruzeiro vai dormir aborrecido nesta terça-feira. Constatação gritante. Não é nada satisfatório ver o time estrear com derrota na Libertadores – e por 4 a 2. Não era isso que se previa para quem iniciou a temporada a todo vapor – ao menos no plano doméstico.

Mas, se serve de conforto, viu um jogaço contra o Racing, no El Cilindro, em Buenos Aires. Ritmo intenso do início ao fim. E, sem exagero, se tivesse empatado estaria de bom tamanho. O Cruzeiro mostrou futebol para encarar o rival argentino.

Por que levou quatro, então?

Porque não teve Fábio, o que não significa que Rafael tenha falhado. Mas o titular dá outro status. Porque não teve Edilson e Leo, importantes na defesa. E o setor defensivo cochilou em momentos cruciais. Perdeu também porque Fred ficou apenas alguns minutos em campo; sentiu contusão, precisou sair cedo.

Mas o Cruzeiro caiu sobretudo porque o Racing tem Lautero Martinez. O que o moço jogou merece destaque e nota 10 com louvor. Ele desmontou o rival brasileiro, não só por ter feito os três primeiros gols, mas pela movimentação, deslocamentos, passes. Foi um tormento.

E o Cruzeiro não soube pará-lo. Não houve marcação atenta sobre Martinez. Não sou favorável à marcação homem a homem, algo superado no futebol. Porém, há casos em que jogadores que estejam “com a macaca” requeiram atenção redobrada. E isso não ocorreu.

O Cruzeiro também oscilou, o que é admissível diante das adversidades do placar. Começou bem e sentiu o golpe do primeiro de Martinez. Mesmo assim, reagiu e empatou com Arrascaeta. Daí, levou o segundo, sempre do Martinez, antes do intervalo.

No segundo tempo, voltou em busca de novo empate e… lá veio o terceiro. Com falta de Robinho, diminuiu. Quando imaginava o 3 a 3, veio a estocada final com Solari. Não tinha mais como reagir.

Mano Menezes colocou a equipe para a frente, e isso é bom. Mano tem alternativas para torná-la mais criativa. Agora, preciso cuidar da defesa, que só tinha sofrido um gol… só que no Campeonato Mineiro. O que é bem outra história.

A classificação virá, sem susto, se seguir esta conta: vencer as três como mandante e garantir dois ou três pontos como visitante (o que significa dois empates ou uma vitória fora). O chacoalhão de hoje pode ser útil lá na frente.

 

Velloso questiona por que grandes técnicos recusam Verdão

Leia o post original por Craque Neto

Após recusa de Mano Menezes e Abel Braga, o ex-goleiro Velloso, ídolo do clube, questionou o porquê de grandes técnicos não aceitarem treinar o Palmeiras em 2018.  

O post Velloso questiona por que grandes técnicos recusam Verdão apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Rotina de troca de técnicos no Palmeiras ajudou Cruzeiro a manter Mano

Leia o post original por Perrone

O histórico palmeirense de trocas de treinadores na mesma temporada nos últimos anos pesou a favor da decisão de Mano Menezes de renovar contrato com o Cruzeiro, conforme apurou o blog.

Desde 2013, com Gilson Kleina, o alviverde não completa uma temporada sem mudar de treinador. Em 2017, o interino Alberto Valentim é o terceiro a comandar a equipe, que contou antes com Eduardo Baptista e Cuca.

Tal rodízio no comando não combina com os planos de Mano, defensor da tese de que os treinadores precisam de tempo para atingir os resultados esperados. Nesse ponto, o Cruzeiro falou a mesma língua que ele ao oferecer contrato até dezembro de 2019.

O atual campeão da Copa do Brasil avaliou que seria mais interessante dar continuidade a seu trabalho do que começar do zero em outro clube. Ainda que esse clube fosse o Palmeiras, que com a ajuda das parceiras Crefisa e FAM é um dos clubes do país com mais poder de fogo para contratar.

Mano ouviu da diretoria cruzeirense que seus pedidos por reforços serão atendidos e que o time na próxima temporada será competitivo. Além disso, recebeu considerável valorização financeira.

Nesse cenário, o técnico avaliou que não seria hora de mudar de ares.