Arquivo da categoria: Marlone

Juiz vê indício de conluio em caso com Corinthians, Penapolense e agentes

Leia o post original por Perrone

Com Pedro Lopes, do UOL em São Paulo

O Juiz Paulo Guilherme Amaral Toledo, da 1ª Vara Cível de São Paulo, vê indícios de conluio na operação de compra de Marlone envolvendo Corinthians, Penapolense e empresários em 2015. O imbróglio é objeto de uma ação de cobrança avaliada em cerca de R$ 2,1 milhões, movida pela Penapolense contra o Corinthians, alegando calote no pagamento de parte do valor da transferência do jogador.

O caso começou simples: a Penapolense acionou o Corinthians na Justiça, alegando falta de pagamento de parte dos valores da contratação – Marlone estava registrado pelo clube do interior de São Paulo quando a operação aconteceu. Uma série de terceiros, entretanto, com os quais a Penapolense tinha dívidas trabalhistas, peticionaram no processo e conseguiram penhorar parte expressiva dos valores que viessem a ser pagos pelo alvinegro.

Investidores entraram na ação afirmando que eram eles, e não a Penapolense, os verdadeiros detentores dos direitos econômicos de Marlone, e a quem o Corinthians deveria pagar os R$ 2,1 milhões. São eles Fernando Garcia, por meio da empresa Luis Fernando Assessoria Esportiva, a GT Sports Assessoria Esportiva e o empresário Marcus Vinicius Sanchez Secundino. Embora seja a autora da ação, a Penapolense não contestou a alegação.

Desde maio de 2015 investidores estão proibidos, no Brasil, de serem detentores de direitos econômicos de jogadores, mas os contratos anteriores à proibição ainda são válidos. Os investidores alegam que adquiriram os direitos de Marlone antes da proibição. Fernando Garcia tem influência na Penapolense, e muitos de seus clientes passam pelos registros do clube do interior.

O UOL Esporte apurou que os investidores teriam registrado o jogador como forma de mantê-lo vinculado a um clube e não correr o risco de perderem o investimento feito no atleta. O Corinthians, na ação judicial, alega que não pagou por estar com problemas de caixa em virtude da pandemia do novo coronavírus e por aguardar a definição se deve pagar aos empresários ou à Penapolense.

O juiz responsável pelo caso, entretanto, não aceitou as alegações. Na última decisão, desta semana, Paulo Guilherme Amaral Toledo determinou que o Corinthians pague a dívida, e ameaçou abrir um inquérito criminal por desobediência. O magistrado também questiona a postura da Penapolense: “manifeste-se o exequente PENAPOLENSE quanto ao prosseguimento da cobrança. Sob pena de reconhecimento de CONLUIO com o executado CORINTHIANS e também aplicação ao exequente PENAPOLENSE da MULTA por ato atentatório à dignidade da justiça (“atempt of Court”) prevista no CPC 77, §1º, considerando que faz quase UM ANO que o CORINTHIANS está confessadamente inadimplente em relação ao acordo de fl. 120/122, em valor expressivo de mais de R$2.100.000”. A decisão ainda exige que o clube do interior explique porque não adota medidas contundentes para cobrar o Corinthians.

Procurado pela reportagem, o advogado da Penapolense, Aldo Giovani Kurle, afirmou que não poderia comentar o processo em andamento.

Procurado, Fernando do Garcia disse não saber sobre o processo e sugeriu que a reportagem procurasse o Corinthians. Por sua vez, o clube afirmou, por meio de seu departamento de comunicação, que prefere não se pronunciar por se tratar de uma ação que envolve terceiros.

Vale lembrar que Fernando Garcia é ex-conselheiro do Corinthians e irmão de Paulo Garcia, provável candidato à presidência do clube no final do ano.

Integrantes da oposição alvinegra questionam o fato de Fernando ter longo histórico de negociações com o Corinthians desde a primeira passagem de Andrés pela presidência. O empresário é amigo do atual presidente.

Corinthians calcula alívio de 30% em folha salarial com fim de contratos

Leia o post original por Perrone

A diretoria do Corinthians espera se livrar de um gasto mensal de aproximadamente R$ 3,8 milhões com jogadores que terão seus contratos encerrados no final de dezembro. O valor corresponde pelo menos a cerca de 32% da atual folha de pagamento do time. Hoje, a despesa mensal com salários, incluindo atletas emprestados a outras equipes, está entre R$ 11 milhões e R$ 12 milhões, conforme apurou o blog.

Porém, a direção ainda não sabe quanto poderá economizar de fato, já que reforços serão contratados. Neste momento, Tiago Nunes, que comandará o Corinthians a partir da próxima temporada estuda o elenco e a necessidade de reforços.

Na lista dos jogadores que aliviarão os gastos corintianos com o fim de seus compromissos a maioria está emprestada e tem pelo menos parte de seus salários bancada pelo alvinegro. Entre os que vão ficar sem contrato e não renovarão estão Giovanni Augusto e Marlone, emprestados ao Goiás, Guilherme, que está no Fluminense, e Paulo Roberto, que atua por empréstimo no Fortaleza.

Internamente, os cartolas corintianos são pressionados para mudar sua política de contratações reduzindo as chances de trazerem atletas que não conseguem espaço no elenco e acabam emprestados com ao menos parte de seus vencimentos pagos pelo alvinegro.

 

 

Como pode quase 100 jogadores profissionais? Depois reclamam de falta de grana…

Leia o post original por Craque Neto 10

Através do amigo jornalista Rodrigo Vessoni fiquei sabendo da informação de que a diretoria do Corinthians mantém na folha salarial nada mais, nada menos do que 92 jogadores com contrato profissional. Entre esses apenas 36 deles trabalham no time principal sob o comando do técnico Fábio Carille. O restante é um tal de rasgar dinheiro do clube que dá raiva em qualquer torcedor. Veja só, outros 32 jogadores o Corinthians paga para jogarem em outros times. Isso mesmo! Chegou no Timão, não deu certo e como tem contrato em vigência – e pra não tumultuar – foi emprestado. São os […]

O post Como pode quase 100 jogadores profissionais? Depois reclamam de falta de grana… apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Fama de caloteiro pega mal demais!

Leia o post original por Craque Neto

Sabe aquele ditado ‘Devo, não nego e pago quando puder’? É exatamente assim que tem se comportado a atual diretoria do Corinthians sob a administração do presidente Roberto de Andrade. De acordo com a justiça o clube tem poucas horas para acertar a dívida de três jogadores que totalizam um valor de R$ 3 milhões aproximadamente. Caso contrário pode sofrer penhora de seus bens. É brincadeira? Pra piorar fiquei sabendo que a dívida é pelos jogadores Marlone, Kazim e Vílson. Todos jogadores pouco aproveitados no elenco. O primeiro sequer atua no clube atualmente. O que mais me incomoda é saber […]

O post Fama de caloteiro pega mal demais! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Seis por meia dúzia?

Leia o post original por Craque Neto

Depois de muitas críticas e reconhecer o baixo rendimento de Marlone com a camisa do Corinthians, a diretoria correu atrás e acertou uma troca por empréstimo do meia-atacante com o jogador Clayton do Atlético/MG. Posso ser sincero? Não sei se o torcedor pode se empolgar com esse negócio. Vejam só, chegou ao Timão em 2016 porque fez uma boa temporada com a camisa do Sport. Foi pedido do técnico Tite. Mas de lá para cá somou mais momentos negativos do que positivos. Fez 40 jogos e 9 gols. Analisando o rapaz que vem, Clayton, ele é mais jovem. Tem 21 […]

O post Seis por meia dúzia? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Se arrependimento matasse, hein?

Leia o post original por Craque Neto

Olha como é a vida de comentarista e crítico de futebol… desde o ano passando quando critiquei as contratações milionárias de nomes como Giovanni Augusto e Guilherme muito corintiano virou a orelha pra mim. Ficaram bravos porque eu como ídolo do clube, teoricamente, não poderia falar mal da atitude dos dirigentes. Ou seja, de certa forma os caras ficam bravos comigo e ignoram os desmandos dos cartolas que queimam o dinheiro dos cofres adoidado. Muitas vezes um dinheiro que nem existe, diga-se de passagem! Vejam só o caso do Giovanni Augusto! Há 14 meses esse rapaz se tornou um dos […]

O post Se arrependimento matasse, hein? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Em dois meses, Marlone vai de jogador de mais de R$ 10 mi a moeda de troca

Leia o post original por Perrone

Com Dassler Marques, do UOL, em São Paulo

No começo do ano, o Atlético-MG ofereceu 3 milhões de euros (cerca de R$ 9,9 milhões na cotação atual) por Marlone com pagamentos em parcelas semestrais. O time paulista bateu o pé para receber o montante à vista e o negócio não foi feito. Os corintianos ficariam com a metade do valor, pois possuem 50% dos direitos econômicos.

Na noite desta segunda, ficou bem encaminhada a troca do meia pelo atacante Clayton, do Galo. Os dois empréstimos serão sem cobrança em dinheiro.

Procurado pelo blog para explicar o motivo de agora o Corinthians aceitar emprestar sem dinheiro na negociação um jogador que não vendeu recentemente por 3 milhões de euros, o diretor de futebol Flávio Adauto não respondeu à mensagem enviada.

Porém, alguns fatos são claros. No começo do ano, a maior parte da Fiel era contrária à saída de Marlone, visto como uma das esperanças da torcida num momento em que o time não tinha contratado nenhum reforço de peso, ficando atrás dos rivais. Os torcedores ainda reclamavam de a equipe não ter conseguido vaga na Libertadores deste ano.

Além disso, o presidente Roberto de Andrade sofria um processo de impeachment. Nesse cenário, tomar uma medida impopular como vender um jogador importante sem conseguir um reforço notável seria arriscado.

O tempo passou, o alvinegro apresentou Jadson como sua principal contratação, aos poucos Marlone perdeu espaço no time e a torcida se esqueceu dele. O jogador, então, procurou a diretoria e pediu para sair já que o Galo ainda tinha interesse em seu futebol.

Só que agora os mineiros não estão dispostos a tirar quase R$ 10 milhões dos cofres.

Por outro lado, o Corinthians quer um atacante veloz como Clayton para dar mais poder de fogo ao seu econômico ataque. Então, a troca agrada aos dirigentes corintianos.

Do lado mineiro, a negociação envolve um jogador que foi alvo de investimento considerável e agora é usado como moeda. Clayton foi comprado no ano passado junto ao Figueirense por 3 milhões de euros, mas hoje está longe de render o que o Galo esperava.

Cristiano Ronaldo bate Messi, e o Corinthians tem a primeira decepção de 2017!

Leia o post original por Milton Neves

cristiano vencedor

É, corintiano…

Pelo jeito, o ano será bem complicado mesmo.

Afinal, o único “título” que o Timão poderia vencer em 2017 acabou não vindo.

No prêmio Puskas, Marlone caiu na “Lei de Milton”: “Favoritô, perdeu…”.

Paciência…

Mas a “Lei de Milton” não deu o ar da graça no prêmio “The Best”.

Como já era esperado, Cristiano Ronaldo foi considerado o melhor jogador de 2016.

Mas, para mim, o mais merecido foi o prêmio Fair Play dado ao Atlético Nacional.

Jamais nos esqueceremos do que os colombianos fizeram por nós nos dias mais tristes da história do futebol brasileiro.

No mais, Marta mais uma vez bateu na trave, e o prêmio de melhor jogadora ficou com a americana Carli Lloyd.

Confira abaixo os outros premiados:

Melhor treinador: Claudio Ranieri

Melhor treinadora: Silvia Neid

Seleção do ano: Neuer (Bayern de Munique), Daniel Alves (Juventus), Piqué (Barcelona), Sergio Ramos (Real Madrid) e Marcelo (Real Madrid); Modric (Real Madrid), Kroos (Real Madrid), Iniesta (Barcelona), Messi (Barcelona), Suárez (Barcelona) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

E aí, o que você achou dos resultados?

Opine!

Pedida de R$ 5 milhões à vista emperra ida de Marlone para o Galo

Leia o post original por Perrone

O Corinthians aceitou a oferta do Atlético-MG de 3 milhões de euros (cerca de R$ 10,1 milhões) e mais o perdāo da dívida referente à compra de Giovanni Augusto por Marlone. Porém, o negócio ainda nāo saiu por causa do pedido alvinegro de receber 1,5 milhāo de euros (cerca de R$ 5 milhões à vista).

A oferta inicial do Galo, rejeitada pelo clube paulista, foi de R$ 1 milhāo no ato da assinatura do contrato. Os mineiros agora tentam subir esse valor, mas nāo estāo dispostos a pagar a quantia exigida.

Em dificuldades financeiras, os corintianos enxergam no recebimento à vista por Marlone um reforço importante de caixa para os compromissos de início de ano.

Por 3 milhões de euros, o time de Belo Horizonte ficaria com 100% dos direitos econômicos de Marlone. O Corinthians é dono de 50%, mas ainda deve para o Penalolense pela compra. Quatro prestações estão atrasadas.

Atrasos obrigam Corinthians a pagar à vista R$ 2,1 mi por Marlone

Leia o post original por Perrone

Na virada do ano, venceu e nāo foi paga pelo Corinthians mais uma parcela de R$ 150 mil referente à compra de 50% dos direitos econômicos de Marlone junto ao Penapolense.

Sāo quatro prestações em atraso. A dívida chegou a R$ 600 mil.

O contrato firmado entre as partes determina que, a partir da quarta parcela em atraso, a dívida, incluindo as prestações futuras, deve ser cobrada à vista. Faltam outros dez pagamentos de R$ 150 mil. Ou seja, o Corinthians pode ter que pagar de uma só vez R$ 2,1 milhões (R$ 600 mil atrasados mais R$ 1,5 milhāo a vencer).

O blog nāo conseguiu localizar a diretoria do Penapolense para saber se o débito será cobrado à vista.

Emerson Piovezan, diretor financeiro corintiano, nāo atendeu às ligações e nem respondeu mensagem enviada pelo blog.

A dívida pode ser usada como instrumento de pressāo para a venda de Marlone para o Atlético-MG, já que o Galo assumiria pelo menos as parcelas futuras.