Arquivo da categoria: Mirassol

Federação adverte empresa por problemas com catracas na estreia do SPFC

Leia o post original por Perrone

A Federação Paulista advertiu por meio de notificação a empresa responsável pelo sistema de ingressos do São Paulo por conta de problemas na estreia do time no Campeonato Paulista. Em seu comunicado para a Total Acesso, com cópia ao clube do Morumbi, a entidade lista as falhas que detectou no último sábado no Pacaembu, pede explicações até a próxima quarta (23) e ainda diz que a companhia será descredenciada em caso de reincidência. O descredenciamento impede a participação em jogos que tenham a FPF como organizadora.

Notificações semelhantes foram enviadas para Omni, por falhas em Bragantino x Guarani, e Acesso Mais, devido a falhas em Red Bull x Palmeiras, ambos pela primeira rodada do Estadual de 2019. As três advertências foram confirmadas ao blog pela federação.

Antes da vitória são-paulina por 4 a 1 sobre o Mirassol, torcedores tiveram dificuldades para entrar no Pacaembu. Na notificação, a federação afirma constar no relatório do jogo que catracas não funcionaram adequadamente. Aponta também erros e atraso no momento da manobra de transferência de energia para o gerador, catracas que pararam de funcionar, falta de configuração nas antenas de comunicação e outros problemas com ingressos.

De acordo com o documento feito pela FPF, centenas de torcedores foram afetados por conta dos problemas na entrada do estádio. “Iremos responder ao ofício da Federação Paulista na data estipulada. Na ocasião abordaremos as causas dos problemas ocorridos no Pacaembu e apresentaremos quais as medidas preventivas a serem adotadas para os próximos jogos, visando mitigar problemas futuros”, disse ao blog David Jesus, da Total Acesso. Por sua vez, o São Paulo repetiu que está apurando o ocorrido, como havia dito em nota oficial.

A respeito dos problemas na partida do Bragantino, Alex Marques, gerente da Omni, declarou que foram disponibilizados pelo time de Bragança Paulista poucos bilheteiros e que já houve uma conversa para que o fato não se repita. Ele disse também que a notificação foi cancelada pela FPF. Porém, o blog apurou que o cancelamento ocorreu por causa de um nome escrito de maneira errada e que em seguida outro comunicado com o mesmo teor foi enviado.

O blog não conseguiu ouvir a Acesso Mais sobre as ocorrências registradas no duelo entre Red Bull e Palmeiras, em Campinas. A notificação emitida pela FPF alega que dois portões foram abertos com 30 minutos de atrasos provocando filas e tumultos. Relata também que crianças acabaram entrando no jogo sem os ingressos de gratuidade que servem para ajudar no controle de público.

 

Sheik salvou! Mas Timão continua limitado taticamente…

Leia o post original por Craque Neto

Acabou o jogo do Corinthians contra o Mirassol na Arena de Itaquera e o time do Fábio Carille sofreu para vencer por 1 a 0. Belo gol do Emerson Sheik no finalzinho, diga-se de passagem! Com o resultado o Timão está garantido para a disputa da fase final do Paulistão. Entretanto, posso falar? Apesar do treinador ter encaixado e acertado uma nova forma da equipe jogar, isso fez com que a engrenagem ofensiva dependa muito dos meias Jadson e Rodriguinho. Ou seja, quando um ou os dois não funcionam bem, a coisa não anda como o esperado. Antes o Jô […]

O post Sheik salvou! Mas Timão continua limitado taticamente… apareceu primeiro em Craque Neto 10.

SP e vitória para espantar pressão

Leia o post original por Antero Greco

Começo de temporada é complicado, principalmente para time grande. Muitos jogadores estão fora de forma, mas os desafios aparecem de cara, com os Estaduais. Estes torneios simpáticos, tradicionais e em crise, não têm acrescentado muito. Porém, fazem cada estrago, sobretudo se as vitórias demoram para aparecer!

O São Paulo já começava a sentir os efeitos de oscilar. Estreou com derrota no Paulistão e empatou em seguida. Por isso, foi para Mirassol preocupado. Novo tropeço e tome ambiente tenso para o clássico com o Corinthians, no sábado. Sem contar o caso Cueva para resolver…

Dorival Júnior mandou a campo o que tem de melhor no momento e abandonou de vez a conversa de escalar time misto, colocar os titulares aos poucos e coisas do gênero. Foi com tudo e na base do seja o que Deus quiser. O Mirassol na dele, sem nada a perder.

E até que o São Paulo buscou o jogo. Partiu para cima, empurrou o rival para o próprio campo, tentou a sorte, finalizou. Com Petros na função que antes era de Hernanes e com Diego Souza como referência na frente. Fechou o primeiro tempo melhor. Pode não ter sido uma maravilha, mas tinha mostrado o suficiente para vantagem. Que não veio.

Na segunda parte, houve queda, o que é compreensível, pelo estágio de preparação dos times e pelo tempo quente em Mirassol. Mesmo à noite, a temperatura anda alta que só. Tanto que Petros sentiu o baque e saiu na metade. Uma maneira de preservar-se para o sábado. Entrou Lucas Fernandes.

Pouco antes, Brenner também tinha ido pro banco, com Caíque no lugar dele. E o rapaz foi bem. Deu velocidade aos contragolpes tricolores. As finalizações aumentaram, o goleiro Fernando Leal trabalhou bem e parecia que o viria outro 0 a 0 por aí.

Até que Diego Souza espantou a zica e abriu o placar aos 38. Foi um alívio, o São Paulo tirou uma tonelada das costas. Ficou tão leve que chegou ao segundo, com Marcos Guilherme, aos 44.

Agora é ver se estará relaxado (no bom sentido) para enfrentar o Corinthians. Era imprescindível vencer, e o São Paulo conseguiu. Ótimo para desanuviar.

Palmeiras pé no chão volta a dar esperança para sua torcida

Leia o post original por Quartarollo

kleina

kleinaDepois daqueles 6 x 2 diante do Mirassol muita gente, inclusive eu, achou que a coisa ia degringolar lá pelas bandas do Palmeiras. A diretoria deu mão forte ao treinador, deu-lhe retaguarda e os jogadores se envergonharam e resolveram jogar … Continuar lendo

Garoto Giva marca duas vezes e garante vitória dramática

Leia o post original por Odir Cunha

giva - pro
Giva marcas seus primeiros dois gols como profissional, dá a vitória ao Santos contra o Mirassol e ganha a posição de centroavante (Ricardo Saibun/ Divulgação Santos FC)

Com dois gols o garoto Giva, de 20 anos (que a equipe do Sportv chamou de “Giba” o tempo todo) começou e terminou a virada que deu ao Santos uma vitória dramática sobre o Mirassol, na Vila Belmiro, elevando o time para a segunda posição no campeonato. Sem Neymar, Montillo e Cícero o Santos sofreu para superar o modesto adversário. Quem esperava uma goleada, como nos tempos do Cirque du Soleil, viveu uma noite de Circo dos Horrores.

Ainda bem que o determinado Giva queria o jogo e queria gols. Sem a sua vontade, o Alvinegro Praiano teria amargado mais um daqueles resultados inexplicáveis, pois boa parte da equipe se satisfazia em tocar de lado.

Se você tem um goleiro que não sabe repor a bola e três zagueiros veteranos que não querem dar velocidade ao jogo, o resultado só pode ser uma seqüência de passes laterais que não levam a nada. Pena que o Santos tenha copiado a parte mais chata do estilo do Barcelona…

Mas até que o Alvinegro Praiano começou bem e criou boas oportunidades, desperdiçadas por Miralles. Puxa, como o argentino voltou mal! Está difícil dizer quem está pior: ele ou André. Ontem ficou evidente que o centroavante titular só pode ser o Giva.

E também deve ter ficado evidente para Muricy que não precisa ter medo de colocar garotos no time, pois ao menos eles têm mais vontade… Bem, Felipe Anderson ainda deve ser chamado de garoto? Ontem ele novamente parecia uma barata tonta em campo, e para encerrar com chave de ouro sua participação, ainda foi expulso. Acho que o Santos deve estudar com carinho a próxima proposta real pelo seu passe. O garoto tem Muricyfobia. Sua cura deve depender da distância que mantiver do professor.

Mesma doença que, por sinal, aflige Patito, também expulso ontem. Não me pergunte se as expulsões foram merecidas. Creio que o árbitro, o tal Bragueto, estava compensando o segundo gol do Giva, que ele deveria ter anulado, pois Patito estava impedido e abriu as pernas para a bola passar, atrapalhando o goleiro.

E se você quiser saber porque o Bragueto validou o gol, apesar do aceno de seu auxiliar, eu diria que ele também estava compensando, pois em cinco minutos o Santos reclamou de três pênaltis, e o primeiro deles foi, sim. A bola bateu na mão do zagueiro do Mirassol, creio que o rapaz não tenha tido a intenção de tocá-la, mas ocorre que ela ia em direção ao gol, e nesse caso a não marcação do pênalti beneficiou o infrator. Nos outros lances acho que sua senhoria foi bem.

Santos tem de pensar na renovação do time

A partida contra o Mirassol mostrou quão lento e quão previsível é este Santos, que vive dos arroubos de um ou outro garoto que escapa do veto de Muricy.

Arouca ainda dá uns piquezinhos com a bola, mas chega perto da área e não tem o dom de enfiar um passe fatal. Bruno Peres marca e apoia mal. Às vezes parece que sua jogada vai dar certo, mas nunca dá. Renê Junior marca bem, mas também não tem o dom do passe e é meio lento para decidir o que fazer.

Léo desta vez apoiou pouco. Não tem mais gás para ir e vir. A dupla Edu Dracena e Durval é experiente, mas lenta e sem poder de recuperação. Para variar, o gol do Mirassol foi marcado depois de um escanteio que cruzou a pequena área do Santos. O miolo da zaga santista continua com problemas.

“Mas Odir, não jogaram Neymar, Montillo e Cícero, sem contar o Émerson Palmieri, que vinha sendo titular, e o Marcos Assunção. Com o time completo o Santos seria outro” – o leitor me lembrará, provavelmente irritado.

Sim, com o time completo, tudo indica que o rendimento da equipe seria outro. Mas não deixa de ser preocupante perceber que tantos jogadores santistas são capazes de mostrar tão pouco a ponto de quase deixar escapar uma vitória certa contra o humílimo Mirassol, na Vila Belmiro.

Reveja os melhores momentos de Santos 2, Mirassol 1:

E você, o que achou de Santos 2, Mirassol 1?