Arquivo da categoria: mística

Pela lógica o Corinthians irá se classificar !

Leia o post original por Nilson Cesar

O Corinthians deve ganhar o seu jogo diante do Oeste e o São Paulo deve vencer o Guarani . Com esses resultados lógicos o Corinthians irá se classificar para a próxima fase do Paulistão . Sinceramente eu não acreditava nisso . Embora venha jogando mal , quando o Corinthians chega , ele vem forte sempre . O Guarani mostrou fraqueza e perdeu seu jogo para o Botafogo de Ribeirão Preto.

Fonte

Até na Libertadores jogar em casa com torcida vira mito

Leia o post original por Mion

 

O Morumbi lotado pode ajudar, mas não significa ampla vantagem para o São Paulo.

O Morumbi lotado pode ajudar, mas não significa ampla vantagem para o São Paulo.

     Como o futebol mudou. Semana passada escrevi um comentário aqui neste blog que rendeu muitos comentários no site “Voz do Coxa” do amigo Albano. Afirmei e continuo afirmando: jogar em casa não tem tanto peso como antigamente e hoje vou mais longe, nem aquela história de torcida ser fundamental, a tal camisa 12 está enfraquecida na decisão de um jogo. Antes que entendam mal explico: há uns 10 anos jogar no Parque Antártica com a torcida do Verdão empurrando, era casca grossa conseguir pelo menos um empate. Hoje não tem mais isso. O Maracanã era sagrado para o Flamengo. Quem caía lá, era peixe morto. Nos últimos 10 ou 15 anos, não vi nada que justifique esta mística e a transforme em realidade. E agora a Taça Libertadores, disputa em que jogar em casa significava “meia vitória” conquistada os fatos contrariam esta crença. 

Veja o caso do jogo entre Corinthians e Millonarios. Sem a Fiel, o Timão impôs a sua melhor qualidade técnica e em ritmo de treino ganhou por 2 a 0. Literalmente treino porque não tinha ninguém (além dos quatro com liminares na justiça) nas arquibancadas. O Timão nem forçou, jogou fácil e venceu. Se estivesse em um dia ruim e empatasse a partida, parte da imprensa daria respaldo ao fato da Fiel não estar presente. Faria aquele discurso demagógico populista para ganhar audiência e puxar saco de torcedor: se a Fiel estivesse lá o Timão ganharia.

Até aqui a grande maioria dos times que jogou em casa pela Libertadores perdeu. Lembro bem o desespero dos clubes quando enfrentavam o Boca no La Bombonera. Até craques tarimbados tremiam, aquela torcida fazia muita gente suar de medo antes do jogo. O Toluca, um time de médio porte, foi lá e engoliu o Boca, torcida e estádio. Vou lembrar que o Grêmio perdeu o título da Libertadores para o Boca jogando no sagrado Olímpico e em 2006, o campeão mundial São Paulo sucumbiu no Morumbi lotado (71 mil torcedores), diante do Inter por 2 a1. Os gaúchos ignoraram a enorme torcida e o campeão mundial. Tudo isso comprova que o futebol brasileiro ainda vive muitos paradigmas e místicas que foram quebrados há muito tempo. A mídia ainda tenta manter vivo algo que faz parte do passado bem distante.