Arquivo da categoria: mulheres

#Elenão. Então quem?

Leia o post original por Rica Perrone

Um pênalti não marcado aos 20 do primeiro tempo poderia ter mudado o resultado. Um pênalti não marcado aos 46 do segundo tempo não poderia. Mudou o resultado. O momento é tão importante quanto o fato. E dependendo do momento deturpa-se a consequência como convém. Eu jamais me incomodaria com pessoas democraticamente se unindo para…

Não é machismo

Leia o post original por Rica Perrone

No momento em que o mundo discute a fome, não se joga nem comida estragada fora. Quando se discute o casamento gay, não se brinca de chamar alguém de “viado”, e quando o machismo é o foco, sobra pontapés pra todos os lados, até para os que não merecem. Discute-se machismo e preconceito com o …

Seja gostosa

Leia o post original por Rica Perrone

Bunda durinha, coxa de quero-quero, barriga negativa, zero carbo, saúde perfeita e o instagram bombando. Parece que encontramos a tal receita da felicidade tão buscada há séculos, não?

Não.

Encontramos a receita de como parecer felizes. Ninguém é feliz sendo refém do corpo, do estética, do que vão falar da sua bunda. Não é possível que em 2017 a celulite seja mais prejudicial a uma mulher do que o seu caráter. E também não posso acreditar que realmente existam pessoas dispostas a malhar de segunda a sábado para não poder comer uma pizza no domingo.

Meu bem, tu não tá gostosa. Tá chata.

Gostosa é a mulher que sorri, toma cerveja se quiser, malha pra ficar legal e pra poder comer pizza na sexta.  Gostosas tem celulite. Gostosas tem pequenas imperfeições e ficam muito mais felizes com o nosso desejo ao vivo do que likes na internet.

Mulheres gostosas sorriem quando você leva um doce pra elas que elas “não podem comer”, e comem. As mais deliciosas mulheres do mundo acham que “estão enormes”.

Gostamos de vocês de biquini na praia fazendo pose de ladinho. Mas adoramos vocês de cabelo molhado, só de camiseta, sem nenhuma maquiagem ou pose saindo do banho.

Não, nós não temos a capacidade de ver estrias. É uma linha na pele que só vocês, mulheres, conseguem enxergar. Aliás, toda mulher que não tem nenhum defeito no corpo causa estranheza. Que diabos tu faz da vida pra ser tão perfeita?  Que horas você trabalha?

Gostamos de marquinha de biquini. Muito. Mas não deixe-as muito pequenas, porque nos tira o delicioso fator da descoberta.

Parem de achar que é “machismo” dizermos como gostamos de vocês.  É um pedido informal para que nos ouçam, tal qual as centenas de brincadeiras que ouvimos sobre a cerveja, a barriga, as datas, etc. No fundo, sabemos, é um “toque”.

Me conte o que você fez hoje, quem você conheceu, o que você descobriu. Não exatamente o que comeu, quanto correu e quanto mediu.

Eu não ligo pro seu percentual de gordura. Ficaria feliz se existisse um medidor semelhante para “conteúdo”, “leveza”, “bom humor”.

Muitos de nós, homens, também já estão nessa de viver em função da aparência sob o argumento da saúde.  Saúde é uma coisa, buscar a perfeição para cliques é outra. Nunca um prato de arroz, feijão e bife matará alguém. As pessoas mais felizes que conheço esperam a sobremesa com a mesma ansiedade que você espera seu endocrinologista.

O que nos mantém saudáveis é a felicidade, não os gominhos na barriga.

Ser igual a todo mundo não é sinal de personalidade, auto estima ou saúde. Ninguém tem muito apreço por um biscoito num pacote com 20 iguais a ele. Mas por uma boa fatia de torta de chocolate… quem sabe?

Tá chato. Exagerado. Não tira foto não, meu bem! Segura minha mão.  Assiste o filme comigo, come pipoca, suja essa mão e dá risada.  Pede sobremesa. Ri alto. Bebe um pouquinho comigo.  Ganha 1 kilo no fim de semana, você terá 5 dias pra perde-lo.

Não fale em dieta no jantar.  Não me culpe por te desejar assim, “tão gorda”.  Manda nudes, não seu cardápio da dieta. Não faz textão.

Pô, mozão… confia em mim. A gente não liga tanto assim.

abs,
RicaPerrone

Seja gostosa

Leia o post original por Rica Perrone

Bunda durinha, coxa de quero-quero, barriga negativa, zero carbo, saúde perfeita e o instagram bombando. Parece que encontramos a tal receita da felicidade tão buscada há séculos, não? Não. Encontramos a receita de como parecer felizes. Ninguém é feliz sendo refém do corpo, do estética, do que vão falar da sua bunda. Não é possível …

Não é machismo

Leia o post original por Rica Perrone

No momento em que o mundo discute a fome, não se joga nem comida estragada fora. Quando se discute o casamento gay, não se brinca de chamar alguém de “viado”, e quando o machismo é o foco, sobra pontapés pra todos os lados, até para os que não merecem. Discute-se machismo e preconceito com o …

Futebol feminino: “mina de ouro” inexplorada no Brasil

Leia o post original por Mion

Não são manequins! Morgan e Solo atacante e goleira( que posou nua) dos EUA sempre convidadas especiais de grandes festas..

Os empresários no Brasil ainda não se ligaram, mas logo a moda pode pegar e o futebol feminino tem tudo para virar uma “mina de ouro”. Os americanos estão na frente. Quem viu o último mundial observou a beleza de algumas jogadoras dos EUA e aposto que não foi por acaso. A goleira Hope Solo saiu nua da revista ESPN Magazine, vendeu milhões de exemplares. E constante é vista em festas especiais para promover o futebol feminino. Não foi por acaso que recentemente a americana Abby Wambach derrotou a nossa Marta como melhor jogadora do mundo ( Essa de bonita não tem nada, mas joga bola demais!). Eles acordaram que além da bola em campo, os dotes físicos femininos têm mais força que os dos homens. O Brasil ainda não acordou para este verdadeiro filão.

PITACO DO MION – Com certeza os empresários gananciosos vão refletir sobre o assunto e preferir agüentar os fricotes de algumas meninas bonitas a ficar de baba de um monte de marmanjo metido a celebridade.

O futebol feminino pode render muito mais em audiência e grana. No Brasil, se colocar um monte de meninas bonitas os jogos irão superar com facilidade a audiência das partidas dos homens. As mulheres odeiam assistir futebol, mas caso o marido ou namorado se interessem pelo jogo feminino, com certeza ficarão juntas só para criticar a beleza das jogadoras.

Vai ser um tal de “veja a celulite daquela”, “a boca dessa é feia”, “ui, que cabelo feio e assim por diante. Audiência total!

Cartolas esquecem as mulheres

Leia o post original por Wanderley Nogueira

A insensibilidade da cartolagem é crônica. Isso não é novidade para ninguém.

Estudo da Pluri Consultoria revela que é quase nenhuma a participação das mulheres nas bilheterias dos jogos de futebol.

As câmeras de emissoras de televisão costumam mostrar um casal abraçado ou uma moça bonita. Mas não passa disso.

O País hoje tem maioria de mulheres. E a metade mais bela da população é desprezada pelo futebol.

Nem é preciso repetir a importância do gênero em todos os setores de atividade. Mas os dirigentes do futebol não se esforçam para trazer a mulher consumidora ao esporte.

A pesquisa constata que a mulher se sente insegura nos estádios e reclama por não ter à sua disposição nenhum tipo de conforto. É constrangedor quando uma mulher caminha em direção ao famigerado “banheiro químico”.

Curiosamente, um dos pontos do levantamento de opinião registra que as mulheres “gostariam de ficar em um lugar coberto”, para proteger os cabelos.

O número de torcedores nos estádios é pequeno, diminui cada vez mais e os dirigentes não movem uma palha para atrair a mulher aos estádios.

É bem possível que os “avançados” responsáveis pelo futebol brasileiro entendam que lugar de mulher é cuidando da casa…

Corinthians só aparece em 1º no ranking de maior torcida do Brasil se a boa educação for deixada de lado. Como a regra de boas maneiras manda colocar as mulheres à frente, então o Flamengo é o líder!!!

Leia o post original por Milton Neves

Vamos parar com isso. O Corinthians não é o primeiro do ranking e ponto final.

Os números do Ibope são claros e podem ser consultados na tabela ao lado. Corinthians e Flamengo seguem empatados na liderança.

E o Timão, evidentemente, perde no critério de desempate… a educação!

Ora, se os dois clubes encabeçam a pesquisa, a etiqueta não manda que as mulheres sejam sempre as primeiras?

Então, entrega a taça para o Flamengo, que tem a Patrícia Amorim como presidenta e uma torcida composta em sua maioria pelo público feminino!

Agora, não custa nada dizer que torcida não ganha jogo. Caso contrário o próprio time da Gávea teria perdido de goleada para o São Paulo na reestreia do Luís Fabiano…

Da mesma forma que o último título de relevância do Corinthians não teria sido a conquista da Série-B em 2008…

Até porque time grande não joga a Copa do Brasil e o Campeonato Paulista nada mais é do que uma espécie de pré-temporada de luxo.

Aliás, o que adianta ter a maior torcida e não ganhar dentro de campo?