Arquivo da categoria: Najila

Najila vai depor na próxima segunda sobre vazamento de imagens íntimas

Leia o post original por Perrone

Najila Trindade foi intimada a depor na próxima segunda-feira (9) no inquérito que apura se Neymar ou alguém de seu estafe cometeu crime ao publicar em redes sociais trocas de mensagens com imagens íntimas da modelo. O depoimento foi marcado para a DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática) no Rio de Janeiro.

Cosme Araújo, advogado da modelo que acusou Neymar de estupro em caso arquivado pela Justiça, afirmou ter sido essa a primeira intimação recebida por sua cliente em relação à investigação sobre a divulgação das mensagens. Ele confirmou ao blog que ela irá prestar depoimento na data marcada.

O delegado Pablo Dacosta Sartori assina o documento que intima Najila, datado de 29 de agosto. Até então, ele aguardava envio de respostas dadas sobre o assunto pela modelo na delegacia que investigou o suposto estupro, negado por Neymar.

No inquérito no Rio de Janeiro, Araújo vai contar com dois outros advogados para defender sua cliente. São eles Natalie Anselmo da Silva e Ivo Lourenço da Silva Júnior.

 

Advogado de Najila vê contradição em arquivamento e planeja entrevista

Leia o post original por Perrone

Para Cosme Araújo, advogado de Najila Trindade, há contradições no parecer do Ministério Público pedindo o arquivamento da denúncia de suposto crime de estupro contra Neymar. Ele também aponta problemas na decisão da Justiça, que acatou o pedido de arquivamento, assim como já havia questionado o desfecho do inquérito policial desfavorável à sua cliente.

Ao blog, o representante da modelo afirmou que vai agendar uma entrevista coletiva em São Paulo para apresentar sua opinião com detalhamento técnico. Por isso, não se aprofundou em suas queixas, como em relação às supostas contradições do MP.

“Não poderia ter pedido arquivamento, porque há justa causa para a deflagração de ação penal”, disse o advogado.

Ele cita o artigo 155 do Código de Processo Penal para justificar a tese.

 “O juiz formará sua convicção pela livre apreciação da prova produzida em contraditório judicial, não podendo fundamentar sua decisão exclusivamente nos elementos informativos colhidos na investigação, ressalvadas as provas cautelares, não repetíveis e antecipadas”, diz o artigo citado pelo advogado.

Ou seja, em seu entendimento, a Justiça não deveria ter se baseado apenas no inquérito policial e na recomendação do MP. Mas, sim, ter deixado o processo judicial correr em busca da elucidação do caso.

Apesar da contestação, Araújo não pode recorrer contra o arquivamento. O caso só pode ser reaberto se aparecerem novos elementos que justifiquem tal decisão.

Ex-advogado de Najila responde a Neymar pai, e juiz arquiva caso

Leia o post original por Perrone

José Edgard Bueno, primeiro advogado de Najila Trindade (Crédito: Suamy Beydoun/AGIF)

José Edgard da Cunha Bueno Filho, primeiro advogado de Najila Trindade na acusação de estupro e agressão contra Neymar, e seus sócios num escritório de advocacia responderam à interpelação do pai do jogador na Justiça. Treze perguntas sobre a participação deles no episódio, incluindo questões sobre o relacionamento de Bueno com Mauro Naves, tinham sido feitas como parte de uma medida para eventuais ação penal e/ou indenizatória sob a acusação de difamação contra os advogados.

Nesta quinta (11), o juiz Ulisses Augusto Pascolati Júnior determinou o arquivamento dos autos após o autor tomar ciência, considerando prestadas as explicações pedidas por Neymar da Silva Santos na notificação. Nesses casos, é comum o caso ser arquivado depois de os interpelados responderem. Agora, cabe ao pai do astro do PSG decidir se entrará com ação por difamação contra os advogados ou não.

Leia mais:

Davi Tangerino, um dos advogados de Neymar pai, disse ao blog que está de férias, não sabe do andamento dos caso e por isso só poderá se manifestar quando retomar ao trabalho. Por meio de sua assessoria de imprensa, Bueno afirmou que não comentaria o assunto.

Bueno é acusado de tentar extorquir o Neymar mais velho para que Najila não apresentasse queixa contra seu filho. Ao negar essa acusação, o advogado escreveu em carta obtida pelo UOL Esporte que foi vítima de uma armadilha ao se reunir com representantes do jogador para tentar um acordo. Essa e outras declarações motivaram o pedido de explicações na Justiça.

Na resposta à interpelação, sem responder à cada indagação pontualmente, Bueno e seus sócios afirmaram que suas declarações só foram dadas para esclarecer a opinião pública sobre o encontro com representantes de Neymar diante do que chamam de ataque a suas honras, numa referência à acusação de extorsão. Ao mesmo tempo, afirmam que jamais tiveram a intenção de atingir a honra do pai do jogador.

Eles sustentam que a reunião, ocorrida num apartamento de Neymar pai em São Paulo, “teve por objetivo buscar, na via extrajudicial, acordo na esfera cível, acerca dos danos causados, segundo a narrativa” de Najila. Também alegam que queriam evitar eventual ação penal pública na França, onde teriam ocorrido o estupro e as agressões. Neymar nega ter cometido os crimes.

Na resposta, os ex-representantes da modelo também afirmam considerar judicialmente descabido o pedido de explicações feito por Neymar pai. Isso por inexistirem, segundo eles, frases ambíguas ou dúbias que ofendam a honra de Neymar pai e que demandariam esclarecimentos. “Não obstante o presente pedido de explicações pareça prestar-se somente para tentar constranger os interpelados com descabida distribuição de natureza criminal, esses são os esclarecimentos que cumpria aos interpelados responder”, diz o fim da resposta.

Bueno não respondeu se conhece Mauro Naves, demitido da Globo por seu envolvimento no episódio, e se conseguiu com o jornalista o telefone do pai de Neymar, como indica mensagem anexada à interpelação. O blog apurou que advogado e o ex-funcionário da emissora de TV são amigos de longa data.

Advogado insiste em acareação e diz que Najila não teme encarar Neymar

Leia o post original por Perrone

(Crédito: Nelson Almeida/AFP e Reprodução)

Cosme Araújo, o advogado de Najila Trindade, vai pedir para que a delegada Juliana Bussacos responda formalmente ao seu pedido de acareação entre Neymar e sua cliente, que acusa o jogador do PSG de estupro. O procedimento não é usual em casos de acusação do tipo (o jogador nega ter cometido o crime) para evitar constrangimentos à suposta vítima.

Como mostrou o UOL Esporte, a Polícia Civil decidiu não atender ao pedido, mas a delegada evitou descartar a medida por escrito. Assim, ela pode ser usada se aparecerem novos elementos que tornem o confronto de versões necessário. Mas porque o representante da modelo insiste na ideia? O que ele espera com uma eventual acareação?

Mais sobre o caso:

Polícia teria imagens de Neymar chegando a hotel em Paris

Araújo explicou ao blog que vai pedir uma resposta formal porque só soube da decisão da delegada por meio da imprensa. Para ele, pedir a acareação “é uma demonstração inequívoca de que Najila não tem receio de ficar frente a frente com uma pessoa tão famosa” (e que ela acusa de estupro e agressão).

Outro argumento é o de que se Najila não se sente constrangida em ficar diante de Neymar, a delegada não poderia ser acusada futuramente de constranger a modelo. Araújo alega que colocar um diante do outro pode “robustecer as evidências”, ajudando a polícia a solucionar o caso.

Mas como? “Seria possível observar a reação de cada um nas respostas, analisar a expressão corporal. Se alguém estiver mentindo, pode deixar transparecer. Nesses momentos, quem está mentindo pode entrar em contradição”, afirmou o advogado.

Na opinião dele, a acareação poderia esclarecer as diferenças entre os relatos dos dois sobre o episódio num quarto de hotel em Paris. Principalmente se Neymar usou camisinha, se Nagila pediu para que ele batesse em suas nádegas e se a relação foi consensual, como afirmou o jogador à polícia. A   modelo, por sua vez, sustenta que pediu para ele parar de bater e que não queria fazer sexo com o atleta porque ele não havia levado camisinha.

Ex-advogado de Najila e atual minimizam valor de suposto vídeo completo

Leia o post original por Perrone

Com Felipe Pereira, do UOL, em São Paulo

O suposto vídeo completo gravado por Najila Trindade em seu segundo encontro com Neymar em Paris e que estaria desaparecido virou uma das peças mais comentadas na acusação de estupro contra o jogador. Porém, tanto o atual advogado da modelo como o primeiro representante dela minimizam a importância das imagens misteriosas.

Segundo Cosme Araújo, que agora trabalha para Najila, o vídeo com supostamente sete minutos e que estaria num tablet e num celular desaparecidos “não tem muita coisa além do que já foi mostrado”.

“Tem ela voltando novamente, sentam na cama, ele começa consolá-la, ‘vai dar tudo certo’, ela diz, ‘não, mas você me bateu ontem, esse tipo de coisa’”, disse Araújo em entrevista coletiva nesta terça (18).

José Edgard Bueno, primeiro advogado a cuidar do caso para Najila também trabalhava com a linha de raciocínio de que o suposto vídeo completo não tinha grande relevância, conforme apurou o blog.

No entendendimento do ex-advogado da modelo, a gravação só seria fundamental se Neymar negasse que se encontrou com ela num quarto de hotel em Paris.

Como o jogador do PSG nunca negou o encontro, o argumento é de que a gravação perdeu importância.

Outro fator que diminui a relevância da gravação na concepção dos dois advogados é o fato de ela ter acontecido uma noite após o suposto estupro. Ou seja, o vídeo não poderia ter registrado o crime. Seria valioso se tivesse captado uma confissão do atleta o que não foi mencionado pelos dois advogados.

A versão da filmagem já conhecida, com um minuto de duração, mostra Najila agredindo Neymar e reclamando que ele teria batido nela e a abandonado na noite anterior.

Apesar de falarem sobre o vídeo, Bueno e Araújo afirmam que não tiveram acesso à suposta versão completa. Indagado sobre o motivo de a modelo ter dito inicialmente que a gravação integral era importante para esclarecer o caso, o atual defensor disse que ela pensou dessa maneira por não ser advogada.

Por sua vez, enquanto estava no caso, Bueno havia orientado a modelo a sustentar uma acusação de agressão, não de estupro. Neymar diz que o sexo foi consensual e que Najila pediu para que ele desses tapas nas nádegas dela.

Advogado diz que Najila é vítima de fanáticos

Leia o post original por Perrone

“Najila (Trindade) está sendo vítima de energúmenos da sociedade, de fanáticos do futebol”. A afirmação é de Cosme Araújo, advogado da modelo que acusa Neymar de estupro. O jogador nega a acusação.

Em entrevista ao blog, ele mostrou incômodo com ataques à cliente nas redes sociais e até em frente à delegacia em que Neymar prestou depoimento em São Paulo.

Najila virou alvo de comentários ofensivos na internet que a tratam como uma golpista que teria preparado armadilha para o jogador do PSG.

Araújo chegou a enviar para este blogueiro foto de uma camisa da seleção brasileira vendida por um ambulante com a inscrição “Najila 171” como demonstração da hostilidade contra a modelo.

“Está havendo um preconceito muito grande, a mulher não pode dizer que foi estuprada se o homem for rico”, completou o advogado.

Ao defender a versão de Najila, Araújo relembra o caso de Mike Tyson. O ex-pugilista foi condenado por estupro depois de Desiree Washington dizer que entrou voluntariamente no quarto de hotel do ex-boxeador, então em atividade, mas não consentiu a relação sexual.

Muitos dos que ofendem Najila afirmam que o fato de ela ter ido para Paris com a intenção de fazer sexo com Neymar enfraquece sua versão.

“As pessoas não lembram do caso de Mike Tyson? Se lá a mulher aceitou ir pro quarto, mas não quis fazer sexo, por que não pode ter acontecido algo parecido com a Najila?” , disse o advogado.

Araújo, que vive em Ilhéus, na Bahia, deve chegar a São Paulo na próxima terça para cuidar do caso.