Arquivo da categoria: Neymar

Após covid-19, agente ligado ao Barça doa 10 toneladas de alimentos em live

Leia o post original por Perrone

Recuperado após ser infectado pelo novo coronavírus, André Cury, empresário de jogadores e representante do Barcelona no Brasil, fez uma doação de 10 toneladas de alimentos durante a live do cantor Bell Marques no último sábado (25).

Em cinco horas de apresentação, o músico baiano arrecadou para ajudar no enfrentamento  dos efeitos da covid-19 220 toneladas de alimentos, além de máscaras, álcool em gel, óculos de proteção e R$ 740 mil. O dinheiro arrecadado foi destinado diretamente ao hospital Aristides Maltez, em Salvador.

“Estamos em momento muito delicado no mundo e principalmente nos países mais pobres como é o nosso caso: só sairemos mais fortes dessa se realmente ajudarmos uns aos outros. Não tem cabimento nenhum brasileiro passar fome no ano 2020”, disse Cury ao blog.

Ele e sua esposa se recuperaram em casa após testarem positivo para o novo coronavírus.

Entre outras operações, o agente participou da transferência de Neymar para o Barcelona.

 

Pandemia coloca em risco novo plano do Barcelona para tentar Neymar

Leia o post original por Perrone

A suspensão de jogos na Europa como parte das medidas de isolamento social contra o novo coronavírus ameaça o plano do Barcelona de voltar a tentar contratar Neymar.

O clube catalão estudava uma nova oferta ao PSG na próxima janela europeia de transferências, no meio do ano, antes da paralisação dos campeonatos.

Devido ao cenário de indefinição para o restante da temporada e a iminente perda de receitas, os cartolas do Barça tiraram o pé do acelerador em relação ao projeto Neymar.

A ideia agora é esperar por um panorama mais claro para o segundo semestre.

Porém, a análise atual no clube é pessimista. Há no Barcelona quem projete que a agremiação deixará de arrecadar 100 milhões de euros por conta dos efeitos da pandemia.

Na previsão mais pessimista, será muito difícil vender jogadores e conseguir um montante atraente para oferecer ao PSG pelo brasileiro.

Antes da suspensão das competições, o plano era voltar a tentar uma negociação envolvendo dinheiro e jogadores que interessem ao time parisiense.

Em agosto do ano passado, como mostrou o blog, o PSG recusou oferta de 150 milhões de euros mais dois jogadores em definitivo e um por empréstimo feita pelo Barcelona. Neymar colocaria 20 milhões de euros de seu bolso para tentar concluir a negociação.

Covid-19: agente que levou Neymar ao Barça se recupera após ser infectado

Leia o post original por Perrone

O Barcelona estava preparando uma nova proposta no meio da janela para o Neymar mas agora o clima é de incerteza por quê não haverá venda de jogadores para fazer caixa a estimativa do Barcelona é deixar de arrecadar 100 milhões de receitas durante a pandemia.

Representante do Barcelona no Brasil, o empresário André Cury se recuperou após testar positivo para o novo coronavírus no mês passado.

O agente, responsável por tratar da ida de Neymar ao Barcelona, entre outras negociações, fez um novo teste na última terça-feira, e o resultado foi negativo. Sua mulher também está recuperada da Covid-19.

“Foram só uns três dias de dor de cabeça, no começo. Tomei um analgésico, só. Hoje estou com a saúde completamente normal”, disse o empresário em rápida conversa com o blog.

Neymar é o jogador mais prejudicado pela parada por conta do Covid-19

Leia o post original por Perrone

Na opinião deste blogueiro, no futebol mundial, Neymar é o jogador que mais sai perdendo com a suspensão das competições por conta do combate ao novo coronavírus. Principalmente em relação a Champions League.

a interrupção acontece justamente na primeira temporada em que o brasileiro parece ter chances reais de liderar o PSG a conquista do almejado título europeu.

Sem lesões e sem carnaval, ele estava voando em campo no momento da paralisação. Liderou o time francês na classificação às quartas de final contra o Borussia Dortmund e acumula três gols e duas assistências em três partidas pela Liga dos Campeões, segundo dados do site especializado “WhoScored”.

Para todo jogador, a sequência de partidas é importante. Não se sabe como os grandes atletas que atuam na Europa vão voltar após esse período. E ninguém tem ideia de quanto tempo irá durar a suspensão das competições.

Neymar muitas vezes durante sua carreira demonstrou ser um craque muito influenciável por sua condição emocional. Para o bem e para o mal. Parecia haver recuperado a motivação de jogar pelo PSG. Demonstrava estar comprometido com time. Não dá para saber se ele retornará com essa confiança e com a mesma concentração.

Além disso, o brasileiro vem de temporadas em que foi prejudicado por problemas físicos. Agora ele estava em forma. Só precisava aproveitar o embalo.

O brasileiro vinha construindo um caminho que o colocava em boas condições de brigar pelo título de melhor do mundo na temporada.

Pode ser que ele volte aos gramados tão bem quando saiu. O que vai acontecer é uma incógnita. Mas é possível afirmar que a tendência, se não houvesse interrupção dos campeonatos, era de que ele continuasse brilhando.

Agora cabe a Neymar ter força mental e física para se manter no auge mesmo sem jogar. A tarefa é difícil para quase todos os atletas. Para mim, só não é tão complexa quando se trata do obcecado Cristiano Ronaldo. 

 

Opinião: Tite precisa mudar conceito para aproveitar bem trio do Flamengo

Leia o post original por Perrone

Tite só vai conseguir explorar todo o potencial do trio flamenguista que convocou para o início das Eliminatórias se der aos rubro-negros mais liberdade de movimentação do que costuma dar aos seus jogadores na seleção brasileira.

Na opinião deste blogueiro, o treinador deveria pensar seriamente em dar a titularidade para Gabigol, Bruno Henrique e Everton Ribeiro.

Porém, jogando juntos ou separadamente, os três funcionam melhor se deslocando constantemente por todos os lados do campo.

Por sua vez, Tite gosta que seus jogadores guardem posição para facilitar a recuperação da bola quando ela é perdida para os adversários.

Seria um enorme desperdício deixar Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol confinados em determinadas faixas do campo. Foi o que aconteceu com Neymar na Copa da Rússia, por exemplo.

O trio flamenguista desorienta as defesas rivais  com seus deslocamentos completados por subidas dos volantes.

Não tenho a pretensão de sugerir que o técnico da seleção brasileira tente repetir o esquema tático do Flamengo. Mas ele pode adicionar uma pitada de tempero rubro-negro à sua receita.

Imagino o desespero que seria para os adversários ver, por exemplo, Bruno Henrique, Gabigol, Neymar e Everton Ribeiro trocando rapidamente de posições e preenchendo espaços. Isso com Arthur ou Bruno Guimarães chegando de trás.

Seria bem interessante, mas é preciso que Tite desapegue de sua rigidez tática. O fato de ter convocado o trio flamenguista pode ser um indício de que o treinador pensa em aproveitar a trinca como ela atua por seu clube. Fazer algo diferente disso seria mais complicado e arriscado pelo curto tempo que os três jogadores teriam para se adaptar a  um esquema mais engessado.

Opinião: saída de Neymar do PSG seria saudável para jogador e clube

Leia o post original por Perrone

As recentes trocas de farpas entre Neymar e a comissão técnica do PSG indicam que a relação entre ambos está com prazo de validade vencido.

Os dois lados não se incomodam mais em manter as aparências e em evitar danos maiores.

Quando Thomas Tuchel não gostou de ver o jogador marcando sua festa de aniversário com a presença de companheiros de time, perto de um jogo de equipe, teria sido mais produtivo para o PSG debater o tema apenas internamente.

O mesmo vale para as queixas de Neymar sobre ter sido poupado pela comissão técnica antes da derrota contra o Borussia Dortmund pela Champions League, por 2 a 1. Hoje em dia, até um juvenil sabe que o mais prudente nesses casos é lavar a roupa suja em casa.

Porém, nas duas situações, técnico e jogador não se importaram com a turbulência que suas declarações poderiam causar. Agiram como aquele casal que não espera chegar em casa para discutir. Briga em meio ao almoço de família na frente de todos os parentes. De certa forma, já preparam os familiares para a possível notícia de uma separação.

Essa é a sensação que tenho em relação ao casamento entre Neymar e PSG: ele parece estar no fim.

No ponto em que a relação chegou o divórcio pinta mesmo como a melhor solução para todos.

Chega a fazer mal para a saúde quando um trabalhador exerce suas funções insatisfeito com as decisões de seus chefes. A recíproca é verdadeira.

Assim, será mais saudável para o brasileiro se ele deixar o clube parisiense num futuro próximo.

Por sua vez, o PSG ficaria livre dessa relação tóxica e do ambiente carregado que ela provoca. Isso apesar de Neymar estar fazendo una temporada muito boa. Com o dinheiro que pode entrar numa eventual venda, é possível contratar alguém para ter desempenho semelhante, mas num  ambiente pacífico.

Opinião: Tite precisa mudar. Ataque do Flamengo serve de inspiração

Leia o post original por Perrone

Tite tem suas convicções táticas, e não é de abandoná-las facilmente. Isso mesmo pressionado como agora, depois de mais um jogo ruim da seleção brasileira na derrota por 1 a 0 para a Argentina, nesta sexta (15). Na opinião deste blogueiro, pelo menos uma dessas certezas do treinador do Brasil já deveria ter sido deixada de lado antes da Copa da Rússia. Falo do sistema em que atletas guardam suas posições no campo ofensivo já se preparando para a retomada da posse de bola.

A falta de deslocamento de meias e atacantes facilita a vida dos defensores adversários. No último Mundial, por exemplo, Neymar foi desperdiçado fixo na beirada do campo, e Gabriel Jesus foi mais incentivado a marcar do que a buscar o gol.

Os maus resultados recentes empurram o treinador da seleção para repensar seu estilo de jogo. E uma boa fonte de inspiração é o ataque do Flamengo de Jorge Jesus. Meias e atacantes trocam de posições, dão opções para quem está com a bola e confundem a marcação adversária. É comum o rubro-negro invadir a área rival com quatro jogadores, por exemplo. A chance de o adversário se atrapalhar com um ataque em massa, rápido e flutuante é maior.

O técnico da seleção já rasgou elogios ao atacante flamenguista Bruno Henrique e, certamente, não o convocou mais vezes para evitar prejudicar o time de Jesus, que briga pelos títulos do Brasileirão e da Libertadores.

Mas não basta chamar Bruno Henrique e até mesmo seu parceiro Gabigol e amarrá-los à rigidez tática de Tite. É preciso explorar suas movimentações. Rodrygo também pode ser muito útil se o treinador do Brasil resolver dar outra cara para seu ataque, com mais movimentação e velocidade.

Claro que mudar radicalmente o jeitão da equipe na frente vai exigir ajustes atrás. Tite precisará revisar o seu normalmente sólido sistema defensivo. E não creio que ele se anime com a ideia. Esse é o dilema do treinador para sobreviver no cargo. Se não deixar pelo caminho alguns conceitos e perceber que tem jogadores que podem render muito com outro estilo de jogo, ele terá séria dificuldades para se manter no cargo.

Neymar no Flamengo? Para! Agora vai desandar a maionese, isso sim!

Leia o post original por Craque Neto 10

Nesta terça-feira (12) o pai do Neymar foi ao Ninho do Urubu, CT do Flamengo, se reunir com alguns dirigentes do clube. Segundo consta o tal empresário foi estreitar relações com o atual líder do Brasileirão. Posso falar? É que não dá mais pra perder o nacional, mas depois dessa tenho certeza que o título …

Neymar no Flamengo? Para! Agora vai desandar a maionese, isso sim! Read More »

O post Neymar no Flamengo? Para! Agora vai desandar a maionese, isso sim! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Defesa de Najila cobra isonomia e cita apoio de filho de Bolsonaro a Neymar

Leia o post original por Perrone

Em novo round de seu embate com o Ministério Público de São Paulo, a defesa de Najila Trindade levanta suspeita de diferença nos tratamentos dados para a modelo e Neymar. Em sua tese, cita até o bom relacionamento de Neymar com Jair Bolsonaro e uma manifestação pública de apoio de um dos filhos do presidente ao jogador, acusado de estupro. A acusação contra o astro do PSG foi arquivada.

No último dia 22, a promotora Mariana de Melo Saraiva Marangoni protocolou recurso para tentar modificar decisão que rejeitou denúncias contra Najila por suposta denunciação caluniosa, ao acusar Neymar de estupro, e por alegada tentativa de extorquir o pai do jogador.

Em seis de novembro, Cosme Araújo Santos, advogado da modelo, apresentou suas contrarrazões (documento no qual rebateu a argumentação da promotora). Um dia depois, a juíza Isaura Cristina Barreira manteve sua decisão e remeteu os autos para o Tribunal de Justiça de São Paulo julgar o recurso.

Na peça em que se manifestou, o defensor de Najila citou que o MP afirma que a rejeição das denúncias contra Najila tirou do jogador o direito de ser ouvido sobre a suposta extorsão e a “imputação de um crime falso”. Ainda de acordo com o MP, a acusação feita por Najila teve “amplas consequências que culminaram na exposição do fato a nível mundial”.

O advogado da modelo argumenta que, ao pedir o arquivamento do inquérito relativo ao suposto estupro, o Ministério Público  não teve a “mesma visão e entendimento isonômico”. Isso porque naquele caso a promotoria não considerou que estava sendo tirado de Najila o direito de ser ouvida num eventual processo sobre a acusação feita ao atleta.

Aqui a família Bolsonaro entra na história. “Será que é porque naquele inquérito o acusado é milionário e famoso ‘a nível mundial’? Será que tal posição do recorrente (MP) é porque o acusado Neymar, após os fatos em Paris, teve o privilégio de posar com o presidente da República, com o comentário na mídia de um dos filhos deste que disse que queria a condenação da recorrida (Najila)? Queremos crer que não, considerando que, no entender da recorrida, o Ministério Público ainda é uma das instituições mais respeitadas do país”.

Bolsonaro e Neymar se encontraram no Mineirão, na partida entre Brasil e Argentina pelas semifinais da última Copa América. Fora da competição por conta de lesão, o jogador já se defendia da acusação de estupro, que sempre negou. O momento foi registrado pelo presidente com foto em rede social. Por sua vez, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) defendeu o atleta publicamente e pediu a condenação da modelo.

Seguindo a narrativa de que o caso se trata do duelo entre os lados forte e fraco, Santos descreveu Najila na figura de uma “jovem, como tantas outras que são levadas para outros países, tratadas como objetos sexuais e, que até agora, a lei do minuto seguinte tem se tornado para a mesma uma eternidade de sofrimento, que vai de depressão a pensar na prática de suicídio”.

Neymar imaturo?

Em outro trecho das contrarrazões, o defensor da modelo coloca mais suspeitas sobre o Ministério Público e aproveita para atacar o jogador. “Presume-se que o objetivo (do MP) pode ser blindar um jovem ainda despreparado para a vida. Em que pese ser indiscutivelmente um grande jogador, existem contra este várias denúncias, que vão de mau pagador, agressor, ameaçador, dentre outras atitudes nefastas e recrimináveis, mas que, infelizmente, não é punido”, detonou Santos. Procurada pelo blog, a assessoria de imprensa de Neymar disse que não comentaria o assunto.

Para reforçar a tese de que o MP passa do ponto nas acusações contra sua cliente, o defensor tirou da cartola até Mauro Naves, repórter demitido pela Globo após seu nome aparecer no caso. Ele passou o telefone de Neymar pai para o primeiro advogado de Najila, José Egard Bueno.

“Por outro lado, pelo visto, como quer o recorrente, só faltou colocar na sua denúncia que o jornalista Mauro Naves perdeu seu emprego na Rede Globo de Televisão por causa da recorrida”, escreveu o advogado.

Najila contraditória?

Ao rejeitar a denúncia contra Najila, a juíza responsável pelo caso alegou, entre outros motivos, ausência de justa causa. No recurso interposto, a promotora afirma que a decisão “não está baseada em argumentos sólidos e concretos”.

Especificamente sobre a denúncia por denunciação caluniosa, a juíza entendeu que não foi comprovada a inexistência do crime de estupro, lembrando que o inquérito pode ser reaberto caso novas provas sejam apresentadas. No recurso, entre outros argumentos, a promotora diz que “diversos elementos de prova foram colhidos durante a investigação criminal, notadamente, pelos três depoimentos prestados pela denunciada Najila”, “em que se visualiza que ela apresentou três versões diferentes e contraditórias, das quais se denota evidente o seu dolo de imputar um crime que não aconteceu”.

Ex-presidente do Santos vai recorrer contra sua expulsão do clube

Leia o post original por Perrone

O ex-presidente do Santos Modesto Roma Júnior vai recorrer da decisão do Conselho Deliberativo de expulsá-lo do quadro associativo do clube por supostas irregularidades em sua gestão. Ele enxerga a medida como uma retaliação política e vê falhas no processo que terminou com a punição sendo aprovada em reunião na última terça (5).

Modesto entende que pode recorrer internamente, no próprio conselho, além de levar o caso para Justiça. “Vou recorrer, vou levar até o fim, mas como isso vai ser feito, a estratégia, meus advogados é que vão definir. Primeiro, preciso ser notificado”, afirmou o ex-cartola. Ele declarou que seus defensores vão resolver se já será apresentado um recurso na Justiça ou se primeiro esgotarão a defesa no conselho.

O ex-presidente se apoia no artigo 78 do regimento interno do conselho, que prevê possibilidade de recurso na junta revisora do órgão em caso de penalidades aplicadas a conselheiros alvinegros.

Entre outras queixas, Modesto alega que não teve acesso ao relatório da Comissão de Inquérito e Sindicância, que pediu e teve a expulsão aprovada. O blog enviou mensagem sobre o assunto para o presidente do conselho, mas não obteve resposta até a publicação deste post.

Na lista de motivos para pedir a expulsão estavam a reprovação das contas de 2017 e a contratação da empresa Quantum Solutions Limited para intermediar o recebimento da quantia paga pelo PSG referente ao direito de solidariedade relativa à transferência de Neymar do Barcelona para o clube francês. Modesto nega ter cometido irregularidades. “Claro que houve retaliação política”, disse ele.