Arquivo da categoria: Neymar

Muito barulho pra pouca coisa

Leia o post original por Craque Neto 10

Só um louco pode dizer que o Neymar não é um grande jogador. Sempre deixei claro em meus comentários que pela qualidade certamente estaria escalado em toda e qualquer Seleção Brasileira de todos os tempos. Mas existe um fato: ele não sabe assumir o protagonismo de craque com inteligência e serenidade. Veja só, agora estão […]

O post Muito barulho pra pouca coisa apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Cristiano Ronaldo é muitos furos acima do Neymar .

Leia o post original por Nilson Cesar

Cristiano Ronaldo já tem 36 anos de idade, mas está muito acima do Neymar . Entendo que Neymar nunca chegará perto do futebol de Cristiano . O português é gênio de verdade . Jogador sério , atleta de verdade , objetivo e competente demais . Isso não quer dizer que Neymar não é craque . Craque é sim , mas está distante de ser gênio da bola . Não estou no grupo de “baba ovos “ do Neymar .

Fonte

Neymar é um bom jogador e ponto. Nada de gênio.

Leia o post original por Nilson Cesar

Já vi grandes jogadores atuando nestes meus quase 60 anos de idade. Neymar é um desses grandes jogadores e ponto. Querem transformar o cara em gênio. Ele não é . Talvez seja a necessidade de formar ídolos . Aqui é um País carente de grandes ídolos . Até entendo ver garotos de 20 anos de idade falando que Neymar é fenômeno . Ele está distante dos gênios de verdade do futebol que vi jogar .

Fonte

Acidente de trabalho. Nada mais!

Leia o post original por Craque Neto 10

Tem muita gente detonando o volante brasileiro Thiago Mendes, atualmente jogando pelo Lyon, por ter participado do lance que gerou a lesão no tornozelo do Neymar. Que me desculpem os entendedores de plantão mas na minha visão de comentarista e ex-jogador ele foi na bola. Dá pra ver nitidamente na imagem. Acho que só o […]

O post Acidente de trabalho. Nada mais! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Desfile de lendas do esporte até domingo realça vazio no futebol brasileiro

Leia o post original por Perrone

Este fim de semana é especial para quem gosta de esporte. Desde sexta (9) e até domingo dá para ver atletas que estão entre os maiores de todos os tempos em suas modalidades tentando fazer mais história. Nesse desfile de lendas em atividade, o futebol brasileiro deixa um buraco. Neymar, o principal astro e que participou da goleada da seleção brasileira por 5 a 0 sobre a Bolívia pelas eliminatórias, está longe de brigar pelo posto de maiores da história do futebol.

Situação bem diferente da vivida por um amigo do próprio Neymar: Lewis Hamilton. Neste domingo, no GP de Eifel, na Alemanha, o britânico pode igualar o recorde de 91 vitórias do alemão Michael Schumacher. O triunfo seria mais um passo para o piloto da Mercedes, hexacampeão mundial de Fórmula 1, conquistar a sétima taça e igualar o recorde de canecos de Schumacher.

No mesmo dia, dois assíduos frequentadores das lista de maiores tenistas de todos os tempos duelam na final de Roland Garros. Rafael Nadal, maior campeão do torneio com 12 taças, enfenta Novak Djokovic, número 1 do mundo e que tem um título na França. Em sua coleção de troféus, Djoko tem, por exemplo, oito taças do Aberto da Austrália.

Para fechar a degustação esportiva com ares de mitologia, a noite de domingo está reservada para LeBron James, um dos mais fantásticos jogadores que já pisaram numa quadra de basquete tentar levar o Los Angeles Lakers a fechar a série decisiva das finais da NBA contra o Miami Heat do craque Jimmy Buttler. A vitória na partida daria a James seu quarto título da NBA. O Heat tenta forçar o sétimo jogo.

Enquanto a decisão estiver rolando, o Corinthians, que tem apresentado um futebol horrível, estará enfrentando o Ceará pelo Brasileirão. A coincidência de data e horário parece ter sob encomenda para mostrar a carência de nomes icoônicos no futebol brasileiro neste momento. Isso já havia acontecido na sexta quando o Heat derrotou os Lakers numa partida eletrizante praticamente ao mesmo tempo em que o Brasil goleava a fraca Bolívia em Itaquera.

Neymar tem tudo para realizar uma grande Copa no Catar.

Leia o post original por Nilson Cesar

Embora tenha jogado mal e não conquistado a Champions , o adulto Neymar pode realizar uma bela copa no Catar .Esta amadurecendo como atleta profissional . Tem agora 28 anos e está aprendendo jogar para a equipe. Acho que com mais 2 anos na próxima Copa , Neymar pode ser um grande destaque . O problema dele foi sempre o individualismo . Isso o atrapalhou muito em sua carreira .

Fonte

Bayern, futebol sem palhacinho

Leia o post original por Fernando Sampaio

Neymar foi mais uma vez uma decepção na hora da decisão. Chegou exibindo a trilha sonora do parça na saída do ônibus, jogou muito mais preocupado com a individualidade, apático em campo, saiu chorando. Esta virando cena comum na sua carreira internacional. O PSG lutou até o final, teve chances de sair na frente e até mesmo levar para os pênaltis. Mppabé e Di Maria jogaram muito no primeiro tempo.

Fonte

Para estafe, final prova que apenas lesões derrubam Neymar

Leia o post original por Perrone

Antes de chegar à final da Liga dos Campeões, Neymar encarou lesões, atritos com a torcida do PSG e até acusação de estupro, considerada falsa pela polícia e pelo Ministério Público. Mesmo assim, o sentimento no entorno do jogador é de que não há uma virada, mas a constatação de que livre de lesões o brasileiro é protagonista.

Nas palavras de um integrante do estafe do astro do PSG, não existe jogador como Neymar, se ele estiver livre de contusões, e nessa condição ele sempre foi protagonista, por isso não há um ponto de virada recente na carreira do brasileiro.

Neymar sofreu nos últimos dois anos com lesões importantes. O mesmo integrante de seu estafe diz que, inteiro, ele é a essência do futebol brasileiro, com dribles e outros lances imprevisíveis.

Ajudar o time parisiense a derrotar o Bayern na final da Liga dos Campeões, neste domingo, é uma chance de validar esse discurso. Mas não só isso. No entorno de Neymar o pensamento é de que o título provaria que ele e seu pai acertaram ao apostarem na troca do Barcelona pelo PSG.

O time catalão foi eliminado pelo Bayern com uma impiedosa  goleada por 8 a 2.

Neymar se mudou para Paris com o discurso de que se move por desafios. Ajudar o Barça a conquistar outras vezes a Liga dos Campeões não teria o mesmo peso do que liderar o PSG em seu primeiro título, de acordo com esse raciocínio.

Venha ou não a conquista, não se pode esquecer que o brasileiro esteve perto de desistir do sonho francês. Ele chegou a negociar seu retorno ao Barcelona enquanto enfrentava dias difíceis em Paris.

Acho Mbappé o melhor jogador do PSG .

Leia o post original por Nilson Cesar

Entendo que Mbappé é o melhor jogador do PSG. Neymar também está vivendo um grande momento mas não é o melhor da equipe na minha opinião . Mbappé é o cara que facilita tudo para o time , inclusive para o Neymar . Trata-se de um talento raro . Mais jovem que Neymar , e para o conjunto ele é mais importante . Futebol se joga no conjunto , no coletivo . O francês que já é campeão do mundo é uma peça…

Fonte

Contra Atalanta, Neymar esteve confortável como nunca para liderar PSG

Leia o post original por Perrone

Neymar liderou o PSG na conquista da vaga nas semifinais da Liga dos Campeões de uma forma que poucas vezes fez com a camisa do time parisiense.

O brasileiro já teve atuações até melhores por sua atual equipe do que na vitória desta quarta (12) por 2 a 1 em cima da Atalanta. Mas, raramente exibiu pelo PSG um papel de líder tāo completo.

Além de representar a liderança técnica, teve cabeça fria para comandar os companheiros rumo à virada nos últimos minutos. Não sentiu a pressão.

Até sua comemoração teve vibração e interação com os companheiros dignas de dono do time. Mas um dono genoroso.

O abraço carinhoso em Tuchel ao final ajudou a consolidar a liderança exibida pelo brasileiro durante a partida.

Nem parecia que o astro da seleção brasileira já teve uma relação conflituosa com treinador, clube e torcida. Quem nāo conhece a história difícilmente acreditaria que o brasileiro já quis tirar dinheiro do bolso para deixar o PSG e voltar ao Barcelona.

Nāo me lembro de ter visto Neymar tāo confortável para liderar o time de Paris como nesta quarta.