Arquivo da categoria: Novak Djokovic

Deu a lógica, deu Djokovic

Leia o post original por Fernando Sampaio

Nas últimas 65 finais de Grand Slam, 62 tiveram a presença de Federer, Nadal ou Djokovic. Desde Roland Garros 2005, apenas três decisões não contaram com a presença dos três tenistas que lideram o tênis mundial nos últimos 17 anos. As exceções foram: Marin Cilic x Kei Nishikori – US Open 2014; Andy Murray x Milos Raonic – Wimbledon 2016 e Dominic Thiem x Alexander Zverev – US Open 2020.

Fonte

Itália brilhando em Roland Garros

Leia o post original por Fernando Sampaio

Pela primeira vez na Era do Aberto que começou em 1968, a Itália coloca três tenistas nas oitavas de final de um mesmo Grand Slam. Matteo Berrettini (#9), Jannik Sinner (#19) e Lorenzo Musetti (#76) estão entre os dezesseis finalistas em Paris. No total, onze italianos entraram na chave principal de simples do Aberto da França. Lorenzo Musetti tornou-se o sexto tenista desde 2000 a chegar nas…

Fonte

Djoko, Rafa e Federer na terceira rodada em Paris

Leia o post original por Fernando Sampaio

Djokovic, Nadal e Federer avançaram a terceira rodada em Roland Garros. Os três estão na parte de cima da chave e apenas um deles poderá chegar a final em Paris. Na terceira rodada, o sérvio enfrentará o lituano Ricardas Berankis, número 93 do mundo. O espanhol terá pela frente um jovem talento, Rafa enfrentará o britânico Cameron Norris, número 45. O suíço jogará contra o alemão Dominik Koepfer…

Fonte

Desfile de lendas do esporte até domingo realça vazio no futebol brasileiro

Leia o post original por Perrone

Este fim de semana é especial para quem gosta de esporte. Desde sexta (9) e até domingo dá para ver atletas que estão entre os maiores de todos os tempos em suas modalidades tentando fazer mais história. Nesse desfile de lendas em atividade, o futebol brasileiro deixa um buraco. Neymar, o principal astro e que participou da goleada da seleção brasileira por 5 a 0 sobre a Bolívia pelas eliminatórias, está longe de brigar pelo posto de maiores da história do futebol.

Situação bem diferente da vivida por um amigo do próprio Neymar: Lewis Hamilton. Neste domingo, no GP de Eifel, na Alemanha, o britânico pode igualar o recorde de 91 vitórias do alemão Michael Schumacher. O triunfo seria mais um passo para o piloto da Mercedes, hexacampeão mundial de Fórmula 1, conquistar a sétima taça e igualar o recorde de canecos de Schumacher.

No mesmo dia, dois assíduos frequentadores das lista de maiores tenistas de todos os tempos duelam na final de Roland Garros. Rafael Nadal, maior campeão do torneio com 12 taças, enfenta Novak Djokovic, número 1 do mundo e que tem um título na França. Em sua coleção de troféus, Djoko tem, por exemplo, oito taças do Aberto da Austrália.

Para fechar a degustação esportiva com ares de mitologia, a noite de domingo está reservada para LeBron James, um dos mais fantásticos jogadores que já pisaram numa quadra de basquete tentar levar o Los Angeles Lakers a fechar a série decisiva das finais da NBA contra o Miami Heat do craque Jimmy Buttler. A vitória na partida daria a James seu quarto título da NBA. O Heat tenta forçar o sétimo jogo.

Enquanto a decisão estiver rolando, o Corinthians, que tem apresentado um futebol horrível, estará enfrentando o Ceará pelo Brasileirão. A coincidência de data e horário parece ter sob encomenda para mostrar a carência de nomes icoônicos no futebol brasileiro neste momento. Isso já havia acontecido na sexta quando o Heat derrotou os Lakers numa partida eletrizante praticamente ao mesmo tempo em que o Brasil goleava a fraca Bolívia em Itaquera.

Sérvia vence ATP Cup

Leia o post original por Fernando Sampaio

O evento foi um sucesso. A primeira edição da ATP Cup reuniu 24 equipes de 3 a 5 jogadores e foi disputada em 3 sedes australianas. As cidades de Sidney, Brisbane e Perth receberam de 03 a 12 de janeiro as maiores estrelas do tênis mundial masculino. Diferente da Copa Davis, a ATP Cup vale pontos para o ranking mundial. Na final, Sérvia e Espanha se enfrentaram e o confronto foi decidido na…

Fonte

US Open 2019 distribuirá U$ 57 milhões

Leia o post original por Fernando Sampaio

O US Open 2019, cuja chave principal terá início nesta segunda-feira, baterá o recorde mundial do tênis ao distribuir mais de US$ 57 milhões aos participantes. Com premiação igual para homens e mulheres, os campeões na chave de simples receberão US$ 3.850.000 cada um, cerca de R$ 15 milhões. Nada mal. Quem perder na primeira rodada leva U$ 58.000,00. Os jogadores que perderem na segunda rodada…

Fonte

US Open 2019 distribuirá U$ 57 milhões

Leia o post original por Fernando Sampaio

O US Open 2019, cuja chave principal terá início nesta segunda-feira, baterá o recorde mundial do tênis ao distribuir mais de US$ 57 milhões aos participantes. Com premiação igual para homens e mulheres, os campeões na chave de simples receberão US$ 3.850.000 cada um, cerca de R$ 15 milhões. Nada mal. Quem perder na primeira rodada leva U$ 58.000,00. Os jogadores que perderem na segunda rodada…

Fonte

Thiem bate Djoko e chega à final em Paris

Leia o post original por Fernando Sampaio

Foi uma verdadeira batalha. O austríaco Dominic Thiem bateu Novak Djokovic, número 1 do mundo, e chegou pela segunda vez na final de Roland Garros. A partida começou na sexta-feira, foi interrompida pela chuva, e terminou sábado após 4 horas e 13 minutos, parciais 6/2, 3/6, 7/5, 5/7 e 7/5. Thiem é o primeiro austríaco a chegar em duas finais de Grand Slam, superando assim Thomas Muster…

Fonte

Nadal e Djokovic vencem fácil na estreia

Leia o post original por Fernando Sampaio

Novak Djokovic e Rafael Nadal garantiram seus lugares na segunda rodada do Aberto da França. Nadal derrotou o jovem alemão Yannick Hanfmann por 6-2, 6-1 e 6-3. O espanhol de 32 anos continua sendo o favorito para vencer em Paris, apesar de Djokovic estar em ótima forma. O maior campeão de Roland Garros, com onze títulos no saibro francês, enfrentará Yannick Maden na segunda rodada.

Fonte

Nadal brilha em Roma

Leia o post original por Fernando Sampaio

Rafael Nadal arrasou na final do Masters 1000 de Roma. Depois de três eliminações seguidas nas semifinais, o espanhol enfim conquistou seu primeiro título em 2019. O canhoto de Mallorca conquistou a nona taça no Foro Itálico com uma bela vitória em cima do sérvio Novak Djokovic, e com direito a um ‘pneu’ inédito sobre o número 1 do mundo, parciais de 6/0, 4/6 e 6/1, em 2h25 de confronto.

Fonte