Arquivo da categoria: Pedrinho

Opinião: cinco lições deixadas pela quinta rodada do Brasileirão

Leia o post original por Perrone

1 – Dudu é o melhor jogador do Brasileirão – Neste momento, ninguém supera o palmeirense. Ele é mais decisivo e regular do que seus concorrentes.

2 – Pedrinho pode ser a solução para melhorar criação do Corinthians – Contra o Athlético ele entrou no lugar de Jadson, num momento delicado para o alvinegro e deu conta do recado. Mostrou visão de jogo e precisão para servir companheiros, além de fazer um gol. Carille deveria experimentá-lo mais vezes como principal armador do time, que sofre tanto para criar jogadas.

3  – Felipe Melo não muda – Jogando bem e com o Palmeiras passeando em campo, o volante foi agressivo em discussão com  o santista Jean Mota e  levou amarelo. Na saída de campo, após a vitória de sua equipe por 3 a 0, voltou com o velho papo de que o futebol está chato, cheio de mimi e não assumiu o erro. Está cansativa essa história.

4  – Passou da hora de Renato Gaúcho acordar o Grêmio – A penúltima colocação no Brasileirão não pode mais ser considerada como um efeito colateral momentâneo para quem prioriza a Libertadores. Terminar a quinta rodada nesta posição significa que o treinador gremista precisa fazer a equipe responder rapidamente. Tem muito campeonato pela frente, mas demorar para reagir pode criar uma perigosa bola de neve.

5 – Sidão tem poder de reação – O goleiro do Vasco entrou pressionado no jogo contra o Avaí (1 a 1), depois de suas falhas contra na derrota por 3 a 0 para o Santos e de passar pela constrangedora situação de receber o prêmio de carque do jogo. Ele provou em campo, com uma atuação segura, fazendo importantes defesas, que se recuperou rapidamente do golpe.

Laboratório da CBF ARREBENTA com clubes brasileiros!

Leia o post original por Craque Neto

Nunca algo é tão ruim que não possa piorar. Nesta quarta (15) o técnico André Jardine (ex-São Paulo) divulgou a lista de convocados para o Torneio de Toulon, que será disputado entre os dias 1º e 15 de junho, na França, e servirá como uma espécie de preparação para a Seleção Olímpica. No grupo ele incluiu nomes de alguns jogadores que atuam no futebol brasileiro – o que me surpreendeu, diga-se de passagem!-, como por exemplo os meias corintianos Pedrinho e Mateus Vital, além dos atacantes Pedro, do Fluminense; e Antony do São Paulo. Em primeiro lugar me causa estranheza a […]

O post Laboratório da CBF ARREBENTA com clubes brasileiros! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Posicionamento de Pedrinho vira desafio para Carille

Leia o post original por Perrone

De volta ao Corinthians, Fábio Carille terá Pedrinho como um de seus principais desafios, desde que o jogador não seja negociado antes do início da temporada.

No entorno do atleta, o treinador é avaliado como alguém que não soube explorar as principais características da revelação alvinegra.

A principal crítica é pelo fato de Pedrinho ser escalado como ponta direita. Na base ele atuava pelo meio, numa função mais próxima à de um meia-atacante, servindo  seus companheiros constantemente. Pedrinho continuou sendo usado pelo lado após a saída de Carille.

No estafe do jogador existe a convicção de que atuar centralizado é fundamental para que ele decole.

A avaliação é de que se Carille insistir com Pedrinho pela ponta, a carreira do jovem correrá risco de sofrer atraso em termos de evolução. Automaticamente, o Corinthians veria sua principal revelação atualmente não se valorizar no mercado como esperado.

Nesse cenário, as decisões do treinador em relação a Pedrinho terão impacto no clube além do campo de jogo.

 

De olho em Pedrinho, Borussia planeja deixar atleta até 3 meses sem jogar

Leia o post original por Perrone

Interessado em Pedrinho, o Borussia Dortmund tem um projeto para deixar o jogador entre dois e três meses praticamente sem atuar, caso a contratação do corintiano se concretize.

Nesse período, o meia-atacante faria trabalhos físicos para ganhar massa muscular. O plano foi apresentado para o atleta e seu estafe na reunião que tiveram no dia seguinte à final da Copa do Brasil, vencida pelo Cruzeiro. Ainda de acordo com o discurso dos alemães, Pedrinho ganharia força sem perder velocidade.

A ideia agradou a Will Dantas, empresário do meia-atacante. A avaliação é de que o clube teria paciência com o brasileiro para que ele pudesse estrear mais forte. Não há receio de o jovem perder ritmo de jogo.

Esse planejamento, em tese, encerra a chance de o Borussia adquirir Pedrinho e permitir que ele fique no Corinthians até a janela europeia de transferências no meio do ano.

Apesar do minucioso plano apresentado para Pedrinho, o Borussia não voltou a se reunir com o representante do atleta e nem informou a ele se está em negociação com o alvinegro.

Tal situação frustra a expectativa do estafe do meia-atacante, que apostava numa rápida investida dos alemães para levar o jogador.

Leia também:

Pedrinho admite interesse do Dortmund, mas diz que fica no Corinthians

Clubes interessados em Pedrinho ficam longe de valor que anime Corinthians

Clubes interessados em Pedrinho estão longe de valor que anime Corinthians

Leia o post original por Perrone

Recentemente, a diretoria do Corinthians tem recebido constantes sondagens de clubes do exterior interessados em Pedrinho, mas até agora ninguém acenou com uma quantia que animasse os alvinegros a iniciar negociação.

Pelo menos dois dos times atraídos pelo meia-atacante chegaram a falar em valores. Porém, nenhum mostrou disposição em pagar mais de 10 milhões de euros pelo jogador, segundo duas fontes com trânsito na diretoria corintiana. A quantia é considerada insuficiente pelos dirigentes para começar a discutir uma possível transferência.

Quem já procurou diretamente o meia-atacante foi o Borussia Dortmund. Um dia após a final da Copa do Brasil, vencida pelo Cruzeiro, dirigentes do clube alemão se reuniram com Pedrinho e detalharam um plano de carreira para ele. Até um psicólogo entrevistou o jogador.

Na ocasião, o estafe da revelação alvinegra se empolgou e esperava que o time alemão tentasse uma definição rápida sobre a contratação. No entanto, até a manhã desta terça (27), o Borussia não havia voltado a procurar Will Dantas, empresário de Pedrinho, para marcar nova reunião.

A avaliação no estafe do atleta é de que o time alemão ainda tem interesse no jogador, mas concluiu que está longe de poder oferecer uma quantia que atenda aos interesses do Corinthians.

A multa contratual de Pedrinho é usada como referência pelo clube paulista para tentar elevar o preço do meia-atacante. Ela está fixada em 50 milhões de euros (R$ 219,8 milhões). O clube não fala publicamente por quanto venderia sua revelação.

O Corinthians tem 70% dos direitos econômicos de Pedrinho, que tem contrato até dezembro de 2020. O restante pertence à empresa de Dantas, que mantém uma parceria com Giuliano Bertolucci para negociar seu cliente. O empresário parceiro é amigo de longa data de Andrés Sanchez, presidente do Corinthians.

 

Verdade X Galinha dos ovos de ouro

Leia o post original por Craque Neto

Recentemente critiquei o jogador Pedrinho, do Corinthians, pelo desempenho irregular que ele vem tendo nas últimas temporadas. Por mais que a torcida o considere xodó e que ele dê uma movimentação diferente quando entra em campo, é fato que ele vem fazendo muito pouco perto da expectativa que depositam nele. Muito pouco mesmo. Eu particularmente o considero um meio-campista normal. Eu e todos os técnicos que passaram por lá. Não à toa ele sempre foi reserva. Mas foi eu falar isso na TV para o empresário dele dar um chilique monstro. A ponto inclusive de me ofender publicamente. Só quero […]

O post Verdade X Galinha dos ovos de ouro apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Quando COMEÇOU o ciclo do Pedrinho???

Leia o post original por Craque Neto

Após a derrota na final da Copa do Brasil para o Cruzeiro o empresário do meia-atacante Pedrinho, Will Dantas, veio através das mídias sociais reclamar do fato da comissão técnica escalar pouco o jogador. Em tom de total desabafo o rapaz disse claramente que “o ciclo dele acabou no Corinthians’. Engraçado, né? Ele pode elogiar o moleque e dizer aos quatro cantos que é uma das maiores promessas do futebol brasileiro, mas sinceramente queria saber quando COMEÇOU o ciclo dele no futebol? Quando??? Fui analisar os números do rapaz e ele tem SÓ 3 gols em mais de 60 partidas […]

O post Quando COMEÇOU o ciclo do Pedrinho??? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Agente de Pedrinho diz que clube europeu tentará definir compra em 7 dias

Leia o post original por Perrone

Segundo Will Dantas, um dos empresários responsáveis pela carreira de Pedrinho, em até sete dias um clube europeu tentará acertar a compra do corintiano.

Na manhã desta quinta (18), horas depois da final da Copa do Brasil, o jogador participou de uma reunião com representantes da agremiação interessada, conforme apurou o blog. Dantas também estava presente.

“Estamos conversando com três clubes. O que está mais forte disse que pretende matar a questão rapidamente, em uma semana. Não quer dar chance para outros times”, disse o agente sem revelar o nome dos interessados.

Ainda segundo o empresário, outras duas equipes teriam interesse em Pedrinho, mas não abriram conversa.

De acordo com Dantas, por enquanto, o Corinthians não foi procurando pelo clube que mostrou maior interesse. “Eles queriam antes ouvir o Pedrinho, saber se ele tem interesse em jogar no país. Posso dizer que eu ouvi tudo o que queria ouvir. Apresentaram um projeto para ele, querem fazer um trabalho para ele ganhar força sem perder agilidade”, declarou o empresário. Ainda não foram discutidos salários.

Segundo o agente, se a compra for concretizada, o clube europeu pode deixar Pedrinho jogando pelo Corinthians até o fim do ano ou negociar para que o atleta apenas treine no alvinegro até dezembro, já que a janela de transferências para a Europa está fechada.

Dantas diz que o clube interessado observa o jogador desde os 17 anos e que enviou representantes nos dois jogos da final da Copa do Brasil.

Pedrinho, de 20 anos, tem contrato com o alvinegro até 2020. Sua multa rescisória é de 50 milhões de euros (cerca de R$ 212,3 milhões).

Com Diego Salgado, do UOL, em São Paulo

Agente de Pedrinho diz que clube europeu tentará definir compra em 7 dias

Leia o post original por Perrone

Segundo Will Dantas, um dos empresários responsáveis pela carreira de Pedrinho, em até sete dias um clube europeu tentará acertar a compra do corintiano.

Na manhã desta quinta (18), horas depois da final da Copa do Brasil, o jogador participou de uma reunião com representantes da agremiação interessada, conforme apurou o blog. Dantas também estava presente.

“Estamos conversando com três clubes. O que está mais forte disse que pretende matar a questão rapidamente, em uma semana. Não quer dar chance para outros times”, disse o agente sem revelar o nome dos interessados.

Ainda segundo o empresário, outras duas equipes teriam interesse em Pedrinho, mas não abriram conversa.

De acordo com Dantas, por enquanto, o Corinthians não foi procurando pelo clube que mostrou maior interesse. “Eles queriam antes ouvir o Pedrinho, saber se ele tem interesse em jogar no país. Posso dizer que eu ouvi tudo o que queria ouvir. Apresentaram um projeto para ele, querem fazer um trabalho para ele ganhar força sem perder agilidade”, declarou o empresário. Ainda não foram discutidos salários.

Segundo o agente, se a compra for concretizada, o clube europeu pode deixar Pedrinho jogando pelo Corinthians até o fim do ano ou negociar para que o atleta apenas treine no alvinegro até dezembro, já que a janela de transferências para a Europa está fechada.

Dantas diz que o clube interessado observa o jogador desde os 17 anos e que enviou representantes nos dois jogos da final da Copa do Brasil.

Pedrinho, de 20 anos, tem contrato com o alvinegro até 2020. Sua multa rescisória é de 50 milhões de euros (cerca de R$ 212,3 milhões).

Com Diego Salgado, do UOL, em São Paulo

Opinião: VAR falha por não reduzir pressão no juiz e poder de interpretação

Leia o post original por Perrone

O uso do VAR na finalíssima da Copa do Brasil entre Corinthians e Cruzeiro, nesta quarta (17), foi tão vergonhoso que parece obra de quem é contra a tecnologia com o objetivo de descartá-la.

Porém, na verdade, é reflexo do fato de a novidade não explorar os principais benefícios que poderia trazer para o futebol. São eles: acabar com a pressão de jogadores sobre os árbitros e reduzir o poder de interpretação dos juízes.

Tanto no pênalti marcado contra o Cruzeiro, como no golaço de Pedrinho, Wagner do Nascimento Magalhães foi pressionado por atletas para consultar o VAR. Em seguida, com a cabeça cheia de argumentos despejados pelos jogadores, foi interpretar o lance no vídeo. E interpretou de maneira errada nas duas ocasiões.

Ou seja, a vantagem da precisão e da frieza que a tecnologia trouxe para o jogo sucumbiu diante de um juiz sujeito a pressões.

Nada mudou. E é difícil mudar a cultura centenária do jogador brasileiro de infernizar o árbitro. Mas dá para obter um resultado imensamente melhor. Basta buscar inspiração em outros esportes.

No vôlei e no tênis os competidores têm direito a pedir a verificação por vídeo por um determinado número de vezes. Se a reclamação faz sentido, o pedido não conta como usado. Caso a decisão do juiz não seja alterada pela tecnologia, o solicitante passa a ter um “desafio” a menos para fazer.

No caso do futebol, método semelhante diminuiria o poder da equipe de arbitragem de decidir quando o VAR deve ser acionado. Ao mesmo tempo, poderia reduzir drasticamente a pressão sobre o juiz. Já que no lugar de reclamar bastaria ao capitão do time fazer o desafio eletrônico.

Utopicamente, o ideal seria os jogadores praticamente não terem contato com o árbitro, já que não sabem se comportar. Na Fórmula 1, por exemplo, por conta das características do esporte, o piloto que infringe as regras recebe a notícia da punição por rádio depois que ela já foi tomada, sem chance de espernear.

Outras medidas de transparência poderiam ser tomadas para ajudar a salvar o olho eletrônico no futebol. Colocar no telão dos estádios, em tempo real, o lance examinado pelo VAR é fundamental para o público ser respeitado.

Enquanto ajustes não forem feitos, o valioso recurso será apenas uma maneira teatral de manter antigos vícios. No final, o torcedor é feito de palhaço, como aconteceu com corintianos e cruzeirenses em Itaquera. Quem pagou ingresso foi lesado, mesmo que tenha sido um erro grave para cada lado. Prejudicado também foi Pedrinho. Quanto não valeria para seu futuro e evolução assinar uma pintura de gol em final de campeonato?