Arquivo da categoria: Racismo

Passar pano para ofensa racista contra Marinho é alimentar próprio racismo

Leia o post original por Perrone

É assustador ver que há muitos comentários nas redes sociais passando pano para o comentarista chef Fábio Benedetti, da Rádio Energia 97FM, que usou fala racista para criticar a expulsão do santista Marinho contra a Ponte Preta.

Houve até quem escrevesse para Benedetti em seu perfil no Twitter: “estou com você, não achei nada demais  nas suas palavras” .

Como assim? Vamos lembrar, o chef afirmou que diria o seguinte para Marinho, que é negro, numa hipotética conversa com o jogador se estivessem no mesmo grupo de whatsapp: “Eu vou falar assim: ‘você é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo uma semana para pensar sobre o que você fez.”

Quem não vê nada demais nessa fala e ainda se dá ao trabalho de tornar tal sentimento público é no mínimo um racista saindo do armário.

Há também quem diga que o chef é gente boa, mas fez uma piada infeliz. Ignorar que senzala e piada não cabem na mesma frase é alimentar o racismo estrutural no país.

Afastado pela rádio, Benedetti usou as redes sociais para se desculpar e informar que pediu desculpas diretamente a Marinho. “Mais uma vez, quero pedir desculpas ao Marinho e a todos que se sentiram ofendidos pelo meu comentário infeliz!”, diz o comentarista ao encerrar seu pronunciamento.

O chef demonstra não entender que não se trata de se sentir ofendido. Ele ofendeu até que não sabe sobre o episódio. Para se retratar com todos que atingiu, primeiro teria que escrever suas desculpas em todos os idiomas possíveis. É só ver o movimento global “Blacks Lives Matter” para entender isso.

Benedetti também não compreende que seu comentário não foi infeliz, foi racista. Admitir isso é fundamental se ele quiser mudar. Caso contrário, continuará com seu preconceito guardado no peito, pronto para dar uma escapadinha e agredir muitos através de um.

Isso com o escudo dos ilusionistas que transformam em “mimi” o que não conseguem justificar. Esses querem transformar as desculpas do chef numa borracha capaz de apagar o racismo estrutural.

Para os defensores do autor da fala racista informo que não rola. E não é só isso. Se você minimiza o chicote verbal que estalou na alma de Marinho, cuidado. Provavelmente há um racista dentro de você louco para sair e dar suas chicotadas por aí. Se é que já não saiu.

“Ódio do bem”

Leia o post original por Rica Perrone

Imagine um cachorro latindo descontroladamente e fazendo xixi no lugar errado. O dono, humano, vai até ele, late de volta e urina em sua caminha para “educa-lo”. Não faz o menor sentido, faz? Pois então. A reação ao machismo com frases liberadas como “morte ao penis”, “macho escroto”, “odeio macho”, entre outras é exatamente uma…

Censurar o preconceito só o piora

Leia o post original por Rica Perrone

Estou vendo pessoas revoltadas com o fato de muitos preconceituosos terem saído do armário e estarem dizendo o que pensam na internet. Destilando ódio que antes ficava encubado. E eu lhes digo sem a menor dúvida: que bom que estão falando! E aí você pensa: “você está maluco, Rica? Acha legal o cara ser racista,…

Salve-nos, Felipe!

Leia o post original por Rica Perrone

Eu já não via esperanças quando ele voltou.  Achei que estavamos fadados ao futebol de Sandys de chuteiras, os gols todos marcados pelo nosso senhor Jesus e mais nenhuma irreverência, ousadia e alegria. Ou melhor, “ousadura”. Felipe é a melhor coisa que tem acontecido por aqui. Não exatamente pelo que joga, embora seja muito bom …

Não há racismo

Leia o post original por Rica Perrone

“Criticam o Cristovão porque ele é negro”.  Essa é a uma das frases mais covardes em troca de audiência que já vi na mídia esportiva. E agora Eurico, de onde pouco se espera, diz que concorda. Que estão perseguindo o cara por “racismo”. Ora, Eurico, faça-me o favor. Você é branco pra caralho e ouve …

Volta, Odvan!

Leia o post original por Rica Perrone

Eu não consigo atrelar cabelos e selfies a desempenho. Fosse assim, Cristiano Ronaldo, o mais “gazela” de todos, não seria o exemplo de profissionalismo que é. O jogador moderno se depila porque o homem moderno o faz. Não porque jogam bola. Tiram selfies porque nós tiramos, e fazem cabelinhos invocados porque nós também fazemos e …

Porque eu não luto contra o preconceito

Leia o post original por Rica Perrone

Lá vem um grupo de cariocas! “Povo feliz e maneiro”. Lá vem um sambista! “Um cara maneiro, simples e do povo. Tipo Zeca Pagodinho”. Tenho um amigo japonês. “Um cara mega disciplinado e muito inteligente”. Tudo isso é preconceito. E não é contra isso que lutamos, meramente porque não há ninguém discriminado nestes casos. Se um …