Arquivo da categoria: razoável

Não existe time de grande qualidade no futebol do Brasil .

Leia o post original por Nilson Cesar

É fato que não temos nenhum time de grande qualidade técnica no futebol do Brasil . Isso é explicável . O garoto diferente surge e já vai embora rapidamente. Esse é o preço que pagamos e não adianta cobrar um campeonato em alto nível técnico . Temos sim um campeonato muito disputado , mas de qualidade técnica apenas razoável . O Palmeiras irá ganhar a competição e o time é bem razoável . Imaginem os demais . Para se ter um grande nível técnico teríamos que manter os caras aqui no Brasil . Isso é absolutamente impossível . Portanto meus amigos é o que temos para o momento .

Até quando Felipão vai engolir o “razoável” Ronaldinho?

Leia o post original por Mion

Chega de um Ronaldinho razóável. Simpatia,carisma e fama não ganha jogo.

Chega de um Ronaldinho razóável. Simpatia,carisma e fama não ganha jogo.

        Razoável. Curto e grosso.Esta foi a definição do técnico Luis Felipe Scolari ao comentar a atuação de Ronaldinho diante do Chile. Ao conceituar Gaúcho neste parâmetro, a lógica e coerência eliminam as chances dele ser chamado para a Copa das Confederações. E não foi razoável apenas contra o Chile, em todos os jogos em que foi chamado pelo ex-tecnico Mano Menezes nunca passou de regular. Muito pouco para garantir convocação e muito menos pensar em ser titular.

Inclusive, Felipão também ficou na categoria “razoável” quando mudou o time. Tirou Jádson que se movimentava e criava alguma coisa – o segundo gol aconteceu após passe inteligente e preciso do meia são-paulino para Pato- e manteve Ronaldinho, inoperante tocando de lado, muitas vezes fugindo do jogo. Sumidaço!

A meia-cancha chilena engoliu a brasileira. Com Ronaldinho o setor atua com um a menos e veja que Felipão escalou Ralf como “cão de guarda”, pouco adiantou. O time do Chile é ótimo, nada de espetacular, agora se teve toda esta facilidade na meia-cancha com total liberdade de trabalhar a bola, imagine  Espanha, Alemanha, Argentina e outras seleções melhores qualificadas no setor. Até entendo a dificuldade de Felipão: convocar Ronaldinho e deixá-lo no banco sofrerá muita pressão. Na Copa de 2002 o treinador apostou em Ronaldo Fenômeno e por isso não levou Romário. Imagine a confusão interna, imprensa e torcida caso o baixinho ficasse no banco? A fama atrapalha, cria a imagem de absoluto e intocável. Até um jogar apenas ótimo como Emerson do Corinthians (sem compará-lo em talento com Ronaldinho) cria confusão caso fique no banco do Timão. Ficar no banco jamais passaria em branco caso Felipão decidisse convocar Ronaldinho para deixá-lo no banco.

Ronaldinho não tem a menor condição de ser titular da seleção. Ficar na reserva cria um problema em termos de ambiente com sérios reflexos no grupo. Até agora teve atuações razoáveis, logo Felipão não deve pensar muito. Chegou a hora de esquecer Ronaldinho, deixar de lado a ostentação do ex-melhor do mundo. Isso é passado e faz tempo, quase 10 anos. O Brasil precisa de uma meia-cancha forte, competitiva e criativa. Com este perfil três jogadores se enquadram nas meias: Oscar e Jádson estão bem a frente, Paulo Henrique Ganso começou a jogar, entretanto precisa evoluir muito mais. Felipão já deu todas as chances possíveis, agora cada semana perdida significa muito, o tempo acabou. E Ronaldinho na seleção também.