Arquivo da categoria: Ricardo Goulart

Negócio da China?

Leia o post original por Craque Neto

Quando o Palmeiras acertou a contratação do Ricardo Goulart enchi a boca para falar que se tratava da maior contratação de um clube brasileiro no ano. E não digo só pela grana investida no negócio, mas também porque o cara realmente é muito bom de bola. Vinha de temporadas incríveis na China defendendo a camisa do Guangzhou Evergrande. Chegou a ser artilheiro e eleito o bola de ouro do País asiático. É brincadeira??? Veio a peso de ouro com a diretoria do Verdão gastando uma ‘bala’ violenta para repatriá-lo. Mas a notícia de que ele estaria praticamente acabado para o […]

O post Negócio da China? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Para Palmeiras, aproveitar pouco os reforços faz parte do planejamento

Leia o post original por Perrone

Zé Rafael é um dos reforços pouco aproveitados por Felipão. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Felipão tem apanhado nas redes sociais por aproveitar pouco a maioria dos seis reforços contratados pelo Palmeiras para esta temporada. Porém, para a diretoria está tudo dentro do roteiro, conforme a estratégia do clube para 2019. Assim, o discurso alviverde é de que não há desconforto com as escolhas do treinador.

Para entender esse raciocínio é importante lembrar que o alviverde não desmanchou o time campeão brasileiro do ano passado. A partir daí, a tese da diretoria é que em sua maioria os reforços buscados são jovens promissores, o que não vale para o já experiente Ricardo Goulart, titular de Felipão. O entendimento da direção foi o de que se os principais jogadores permaneceriam não era uma questão de vida ou morte trazer atletas prontos para a titularidade.

VEJA TAMBÉM:

A conversa é de que a intenção foi buscar jogadores com grande potencial. E sem pressa para aproveitá-los. O mais importante seria adaptá-los ao clube, à comissão técnica, aos companheiros, ao estilo de jogo do time, à cidade, aos rivais, à torcida e até a imprensa local.

Por essa versão, o plano é preparar os reforços para entrarem aos poucos até ficarem prontos para substituir os campeões brasileiros. É o caso de Zé Rafael, contratado depois de se destacar no Bahia. O meia de 25 anos está sendo preparado para ocupar o posto de Dudu, na hipótese de ele ser vendido. Hoje, no entanto, a máxima é de que Dudu é quem precisa ser cobrado para decidir jogos, não Zé Rafael. Ao mesmo tempo há a compreensão de que peças fundamentais na conquista do Brasileirão tenham mais oportunidades em caso de alguns desempenhos ruins. Ao mesmo tempo, nada impede os mais jovens de atropelarem os medalhões.

Arthur Cabral, 20 anos e que arrebentou pelo Ceará, segundo a lógica da direção palmeirense, esta sendo moldado para repor uma futura saída de Borja. O colombiano, porém, está mal e não consegue se manter no time titular. Mesmo assim, Arthur só jogou 68 minutos. Apesar do pouco tempo em campo, o atacante já fez um gol. Existe a avaliação no clube de que uma contusão no púbis, tratada logo em sua chegada à Academia, atrasou a trajetória de Arthur no alviverde.

O volante Matheus Fernandes, de 20 anos, contratado junto ao Botafogo, também está na lista dos que a diretoria considera como sendo forjados. Neste caso, especificamente para cobrir uma eventual saída de Bruno Henrique. Matheus passou por um intenso trabalho de reforço muscular. O meio-campista não foi nem inscrito no Campeonato Paulista. Nesse ponto, entra em campo outro argumento palmeirense: o limite de 26 atletas profissionais inscritos por clube no Estadual. No Brasileirão, esse número subirá para 40. Por isso e pelo fato de ser um campeonato mais longo a expectativa é de que todos tenham mais oportunidades.

Dentro do planejamento para este começo de temporada, a comissão técnica sente falta de Carlos Eduardo, que foi contratado para de cara ser mais aproveitado. O clube gastou cerca de R$ 25 milhões para tirá-lo do Pyramidis, do Egito, por entender, que não tinha nenhum atacante rápido como ele. Porém, o jogador não foi bem no começo e acabou retirado da lista do Paulista depois de machucar o tornozelo. A análise é de que sua velocidade fez falta na derrota por 1 a 0 para o San Lorenzo, na última terça, pela Libertadores, na Argentina. No clube, há quem aponte que ele sentiu emocionalmente o peso do clássico contra o Corinthians, pela primeira fase, e que por isso não foi bem. Seria um dos sintomas de que o atacante de 22 anos ainda precisa ser lapidado, assim como outros de seus novos companheiros em busca de afirmação no Palmeiras.

 

 

Pitacos – Goulart é o diferencial do NOVO Verdão e Timão BRILHA na Argentina

Leia o post original por Craque Neto

Começo meus ‘Pitacos’ da rodada desse meio de semana falando do jogo isolado do Paulistão entre Palmeiras e Ituano no Allianz Parque. No primeiro tempo o Verdão encurralou o adversário e abriu o placar de 2 a 0, dois gols do recém-chegado Ricardo Goulart, que fazia sua estreia como titular da equipe do Felipão. Na etapa final o Ituano correu atrás do prejuízo e conseguiu diminuir com Serrato. Mas logo depois um MILAGRE aconteceu! O Borja fez gol. Mas também né? Assistência do Goulart, que já deu suas credenciais e promete ser o diferencial desse NOVO Verdão idealizado pela diretoria. […]

O post Pitacos – Goulart é o diferencial do NOVO Verdão e Timão BRILHA na Argentina apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: as 10 melhores contratações no Brasil para 2019

Leia o post original por Perrone

O ranking leva em conta as contratações confirmadas oficialmente pelos clubes até as 8h deste sábado (19). Confira abaixo.

1 – De Arrascaeta – Flamengo

O reforço da Gávea é o que existia de melhor no mercado para quem buscava um organizador. Com seis assistências no último Brasileirão, ele ficou atrás apenas de Dudu (11) e Ricardo Oliveira (7) nesse quesito de acordo com o site Footstats. Dono de dribles certeiros e belos gols, deverá dar outra pegada para o Flamengo. Com 24 anos, ainda tem potencial de revenda para fazer com que o clube recupere o alto investimento feito nele.

2 – Gabriel Barbosa – Flamengo

O fato de ter sido artilheiro do Brasileirão de 2018 com 18 gols justifica a posição de Gabigol na lista. A contratação só não é melhor porque foi por empréstimo.

3 – Pablo – São Paulo

Com 26 anos, ex-atacante do Athlético-PR era a melhor alternativa depois de Gabigol em termos de goleadores. Ele marcou 12 gols no Brasileirão, um a menos em relação a Ricardo Oliveira e a mesma marca de Diego Souza. Por ser mais jovem do que a dupla de veteranos, é uma escolha mais interessante na opinião deste blogueiro.

4 – Hernanes – São Paulo

A contratação do volante merece destaque não só pela técnica e poder de liderança do jogador, mas também por sua afinidade com o clube. Em outra equipe, sem a mesma facilidade de adaptação, talvez as chances de sucesso não fossem tão grandes.

5 – Ricardo Goulart – Palmeiras

Apesar de estar se recuperando de lesão, o reforço palmeirense ostenta bons números na China. Versátil, ele dá boas alternativas para Felipão, como jogar dentro e fora da área. O entrosamento dele com o treinador torna a negociação melhor ainda.

6 – Zé Rafael – Palmeiras

O meia chamou a atenção de vários dos principais clubes brasileiros pela boa temporada que fez vestindo a camisa do Bahia. O fato de ter ido para um time já bem estruturado, montado, deve facilitar a  adaptação e ajudar em seu desenvolvimento.

7 – Ramiro – Corinthians

Versátil, já que pode jogar como volante, meia e ponta, e com boa qualidade nos passes, o ex-gremista se encaixa perfeitamente no estilo de jogo de Fábio Carille.

8 – Arthur Cabral – Palmeiras

Destaque do Ceará no ano passado, é excelente aposta para quem está disposto a lapidar um jovem atacante. Será útil no esquema de rodízio de jogadores a ser armado por Felipão e ao mesmo tempo terá a chance de evoluir atuando ao lado de companheiros técnicos.

9 – Felipe Vizeu – Grêmio

Boa aposta para o ataque. Só não é melhor por se tratar de empréstimo. Ou seja, é uma solução temporária.

10 – Réver – Atlético-MG

Capitão na conquista do título da Libertadores de 2013, pelo Galo, ainda é capaz de dar segurança à zaga. Boa opção quando a procura é por um zagueiro experiente.

Goulart é excelente, mas vai aguentar a pressão?

Leia o post original por Craque Neto

Como antecipei AQUI no Blog  há mais de um mês, em uma notícia dada pelo narrador Rogério Assis durante o ‘Os Donos da Bola’ da Band, o Palmeiras não só confirmou como até já apresentou o atacante Ricardo Goulart como reforço do clube para esta temporada. Ele chega por empréstimo de uma temporada cedido pelo bilionário Guangzhou Evergrande e terá possivelmente o maior salário do futebol brasileiro – incríveis R$ 3 milhões mensais (maior parte bancada pelos chineses). Não nego que sempre tive uma admiração por esse rapaz. Ele ainda é um jovem de 27 anos e tem muito o […]

O post Goulart é excelente, mas vai aguentar a pressão? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Por que é difícil para o Palmeiras contratar Ricardo Goulart?

Leia o post original por Perrone

O discurso na diretoria do Palmeiras é de que não há negociação encaminhada pelo atacante Ricardo Goulart. Pelo contrário, a contratação é vista neste momento como muito difícil.

Existe uma série de complicadores. Um dos principais é o fato de o alviverde considerar inviável pagar ao Guanghzou Evergrande pelos direitos relativos ao brasileiro. Além disso, a direção palmeirense não acredita na disposição dos chineses de emprestar o jogador. O empréstimo é visto como única opção.

Ainda que a transferência temporária aconteça, será necessário Goulart aceitar receber do clube brasileiro bem menos do que ganha na China. A informação no Palmeiras é de que ele embolsa cerca de R$ 3 milhões mensais.

Por fim, se toda essas barreiras forem superadas seria preciso vencer a concorrência com outros clubes brasileiros. Essa é a parte menos complicada já que o time paulista tem uma das melhores situações financeiras entre os clubes do Brasil. Outro ponto é a amizade de Goulart com Felipão e Alexandre Mattos, diretor de futebol.

Em um cenário hipotéticO, para a negociação vingar, Goulart teria que se esforçar para convencer seus atuais patrões a aceitarem uma saída por empréstimo. E ainda encontrar uma fórmula para que o Palmeiras não tenha que desembolar integralmente o montante referente ao seu salário.

Verdão busca artilheiro na China pra substituir Dudu

Leia o post original por Craque Neto

Que o Dudu deve mesmo estar deixando o Palmeiras é uma coisa praticamente confirmada. Foi um combinado dele com a diretoria segurar até o final dessa temporada antes de consumar a transferência provavelmente para algum clube chinês. O curioso é que é justamente de lá que deve vir o substituto dele para o Verdão. Segundo disse o narrador Rogério Assis, o Canhão, durante o programa ‘Os Donos da Bola’ da Band o acerto do clube alviverde com o artilheiro brasileiro Ricardo Goulart está consumado. Para quem não lembra esse atacante foi duas vezes campeão do Brasileirão defendendo o Cruzeiro em […]

O post Verdão busca artilheiro na China pra substituir Dudu apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Verdão quer formar SUPERTIME para 2019!

Leia o post original por Craque Neto

Quando falo que a conquista do Brasileirão é pouco para o torcedor do Palmeiras, não é em tom de provocação. Tenho certeza que é o mesmo sentimento de todos. Poxa vida! A grana que o Verdão tem colocado em seu departamento de futebol é uma coisa incrível! Era para buscar títulos muito mais importantes. E pelo visto a sina do tão sonhado e inédito Mundial de Clubes ainda persiste na cabeça da diretoria e principalmente na mente da ‘Mamãe’ Leila Pereira, dona da patrocinadora master do clube. Tive a informação que o Palmeiras estaria atrás de três grandes jogadores para […]

O post Verdão quer formar SUPERTIME para 2019! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Palmeiras vê Ricardo Goulart como sonho distante

Leia o post original por Perrone

Contratar Ricardo Goulart para a próxima temporada é visto hoje como um sonho distante pela diretoria do Palmeiras. O jogador pensa em voltar ao Brasil, se não conseguir ir para a Europa, mas uma série de fatores fazem a direção alviverde ter poucas esperanças.

O atacante tem contrato com o Guangzhou Evergrande até 202o, é ídolo em seu clube e os chineses não precisam se desfazer de seus principais nomes para colocar dinheiro em caixa. Assim, uma compra não seria barata. Ele custou cerca de R$ 50 milhões ao seu atual time.

Nesse cenário, a avaliação da diretoria palmeirense é de que a negociação em definitivo custaria um valor que o clube não pode gastar. A alternativa seria convencer os chineses a emprestar o atacante. Mas por que eles topariam ceder um de seus principais jogadores sem uma bela compensação financeira? Os palmeirenses não acreditam que Goulart consiga dobrar os dirigentes de sua equipe a fim de ter a saída facilitada.

Porém, ainda que o brasileiro fosse emprestado, haveria outro problema para solucionar. O salário do atacante na China é muito acima do que o Palmeiras paga. Ou seja, de novo, seria preciso contar com a boa vontade do Guangzhou para quitar uma parte substancial dos vencimentos dele em caso de empréstimo. A diretoria palmeirense não crê nisso. E se ocorresse uma transferência definitiva, também seria necessário negociar uma importante redução nos salários de Goulart. E pra tudo dar certo, seria necessário vencer a concorrência de outros times brasileiros. Essa é, em tese, a parte menos complicada.

Por tudo isso, o Palmeiras só acredita na contratação se houver uma improvável reviravolta na situação do goleador.

Por enquanto, o alviverde monitora Goulart. O diretor de futebol Alexandre Mattos mantém contato com o atleta.

 

Quero gritar gol em mandarim

Leia o post original por Antero Greco

Crônica do jornalista Roberto Salim.

Eu quero gritar gol em mandarim.

Como se fala escanteio na língua do Mao? E impedimento?

Estão levando nossos melhores jogadores para a China? Então quero ver os jogos do campeonato de lá. Não passam o campeonato Espanhol, Russo, Ucraniano, Inglês, Italiano, Francês? Eu quero o Chinês.

O Luxemburgo está lá, o Felipão, o Mano.

Tem 25 craques tupiniquins ensinando a moçada, suando a camisa, ganhando dinheiro: o tal do yuan.

Eles bem que poderiam levar também alguns dos nossos dirigentes que estão sendo procurados pelo FBI.

Poderiam levar também alguns de nossos narradores, comentaristas, estatísticos.

Por que não?

Já pensou o clássico entre o Guangzou e o Shandong?

De um lado, Felipão escalando Ricardo Goulart e mandando o time do Guangzou cruzar bolas à moda gaúcha para uma cabeçada salvadora do Elkeson.

Do outro, o Mano todo retrancado com o Shandong, colocando o Jucilei para conter o avanço inimigo.

Um de nossos comentaristas falaria do nó tático com que os técnicos gaúchos se enrolaram.

No intervalo do jogo, os anúncios chineses mostrando passeios pela Muralha da China e viagens de barco pelo Rio Li.

O anúncio do novo filme do genial Zhang Yimou.

E um comercial de alimento falando das graças recebidas por quem come o Bolo da Lua.

E mais um milhão de tipos de chás e pimentas.

E a culinária de Cantão?

Ah, seria muito mais divertido que os campeonatos que passam todo fim de semana.

Pelo menos poderíamos ver nossos ídolos que estão indo embora todo dia.

Estou com saudade de Ricardo Goulart, Luis Fabiano, Paulinho, Diego Tardelli, Renato Augusto, Jadson. Até do “profexô” já sinto saudade, ele que está no Tianjin, da Segunda Divisão.

Ô, “profexô”, como será que se grita gol em mandarim?