Arquivo da categoria: san lorenzo

Tomando sufoco na ‘Libertinha’? Cadê o ‘Real Madrid’ das Américas???

Leia o post original por Craque Neto

O Palmeiras foi a Buenos Aires encarar o San Lorenzo pela terceira rodada da primeira fase da Libertadores. Todo mundo só falava do Verdão manter os 100% de aproveitamento, ainda mais porque a equipe do ‘Papa’ está uma baba no campeonato local, onde fechou em vigésimo segundo colocado em uma tabela de 26 equipes. Mas não é que o tão valorizado ‘Real Madrid das Américas’, que tem o elenco mais forte e milionário do País, PERDEU o jogo? Pois é, 1 a 0 em mais uma falha do goleiro Weverton. Sabe o que mais me chamou a atenção. O técnico […]

O post Tomando sufoco na 'Libertinha'? Cadê o 'Real Madrid' das Américas??? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

E o Flamengo, hein? Que vergonha dessa jogadorzada!

Leia o post original por Craque Neto

Ontem estava com dores de cabeça e acabei dormindo mais cedo. E para minha surpresa acordei pela manhã e descobri que o Flamengo acabou eliminado da Libertadores pelo San Lorenzo da Argentina com o gol no último minuto. Ou seja, o time rubro-negro entrou na rodada líder de seu grupo e acabou fora. Isso só pode ser brincadeira, né? Veja bem, a torcida está pegando no pé dos dirigentes do clube, mas será que eles tem culpa mesmo? Poxa vida! Os caras pagaram milhões de dívidas e montaram um baita elenco para o Flamengo brigar pela taça da competição continental. […]

O post E o Flamengo, hein? Que vergonha dessa jogadorzada! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Uma nova forma de cair

Leia o post original por Rica Perrone

O Flamengo tem na Libertadores um desejo incompatível com seu histórico. Fazem dela uma “meta” comum quando na realidade o rubro-negro jamais fez parte dos protagonista dos torneio. Pelo contrário, joga mal pra cacete. É eliminado toda hora das mais diversas formas e sob as mais repetidas crises que tornam o dia seguinte no previsível “Brasileiro …

O reencontro

Leia o post original por Rica Perrone

O Maracanã está para o Flamengo como qualquer estádio particular está para seu dono no mundo todo. A idéia de um estádio de todos é bastante contestável toda vez que o Flamengo entra em campo. Diria que se os dois pudessem falar, implorariam aos dirigentes para jamais sequer sugerirem a idéia de um outro estádio. …

Pitacos – Libertadores mostra Flamengo melhor que Palmeiras

Leia o post original por Craque Neto

Acabei de acompanhar a rodada dos clubes brasileiros na Libertadores e pra mim o Flamengo está um pouco na frente do Palmeiras de uma maneira geral. No Maracanã o Rubro-Negro carioca detonou com o tradicional time argentino do San Lorenzo, que até outro dia era campeão continental. A verdade é que o Mengão encaixou uma gringaiada boa de bola e está se entrosando aos poucos. Ter no elenco um meia como o Diego e um atacante como Guerrero é pra poucos. Sinceramente acho o Flamengo, desde que dedicado, um sério candidato ao título dessa edição da Libertadores.  Nesse grupo 4 […]

O post Pitacos – Libertadores mostra Flamengo melhor que Palmeiras apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Corinthians empata e coloca pressão no São Paulo

Leia o post original por Fernando Sampaio

corinthiansFesta sem gol.

Itaquerão lotado.

Clima cordial entre brasileiros e argentinos.

Nem parecia Libertadores.

O Corinthians sofreu sem Guerrero, encontrou um adversário bem armado e não conseguiu colocar a bola na rede. O San Lorenzo chegou a dominar alguns momentos da partida. Os dois campeões recentes da Libertadores fizeram uma partida equilibradíssima. Deu a lógica, o empate agradava as duas equipes

O Timão está classificado.

O San Lorenzo está vivíssimo e vai terminar a fase de grupos com goleada no Danúbio.

Já o São Paulo precisa bater o Corinthians no Morumbi.

Façam as suas apostas.

 

Share This:

O recado que veio do San Lorenzo

Leia o post original por Antero Greco

O Corinthians precisou de cinco rodadas para fazer um jogo mais complicado na Libertadores. E a parada dura veio diante do San Lorenzo, no empate por 0 a 0, na noite desta quinta-feira, em Itaquera. O campeão da Libertadores do ano passado deu trabalho aos rapazes de Tite, tirou-lhes os dois primeiros pontos e deixou um recado para o que vem em seguida na competição, quando ela virar confronto direto.

A pista foi simples e prática: um adversário que bloquear o mei-campo alvinegro tem possibilidade, ao menos, de arrancar-lhe empate. Pois foi o que fez o time argentino. Congestionou o setor, segurou descidas sobretudo de Elias, autor do gol na partida de ida em Buenos Aires, além de dificultar movimentação de Jadson e Renato Augusto. Com isso, Emerson e Vagner Love foram menos acionados e mais facilmente anulados.

Mesmo assim, o Corinthians chutou mais a gol do que o San Lorenzo, que na teoria precisava vencer para manter chances de seguir adiante. (O empate não foi desastroso, pois leva a definição da segunda vaga para a última rodada.) O goleiro Torrico foi um dos destaques, com boas defesas. Cássio apareceu em um momento delicado, além de bolas chutadas para fora.

Outro reflexo do bloqueio no meio-campo foi a permanência de Fagner e Uendel mais na defesa. Os laterais corintianos dessa vez desceram menos ao ataque, ficaram fixos. Ou seja, a marcação forte quem exerceu foi o San Lorenzo e roubou iniciativa que em geral é corintiana.

Ficou evidente, ainda, que já na segunda metade da fase final o Corinthians decidiu não arriscar-se, não forçar. Já que estava difícil entrar na área argentina – não funcionou em a troca de Love por Danilo –, a alternativa foi ficar com o ponto garantidor da vaga e guardar forças para os clássicos de domingo (Palmeiras pelo Paulistão) e de quarta (São Paulo pela Libertadores). Nesta etapa o objetivo já foi alcançado.

 

Elias desequilibra o Timão

Leia o post original por Rica Perrone

Se houve uma mudança considerável no setor de criação do Corinthians nesta noite ela se deve a inteligente anulação de Elias. O treinador do San Lorenzo deixou uma linha de 4 homens prendendo os volantes do Corinthians. Elias era o cara que vinha de trás, que pegava a defesa armada e desequilibrava com a movimentação […]