Arquivo da categoria: Santos

Primeiro turno do Brasileirão termina com defesa valendo menos do que antes

Leia o post original por Perrone

O primeiro turno do Brasileirão terminou com os donos das duas melhores defesa longe da disputa pelo título, desafiando a tendência dos últimos anos. Desde 2015 quem leva menos gols na competição levanta a taça.

A equipe menos vazada neste momento é o Corinthians, que levou 12 gols, ocupa a quinta posição e está a 10 pontos do líder, o Flamengo. A segunda melhor defesa é a do São Paulo, que viu sua rede ser balançada 13 vezes. A equipe de Cuca é a sexta colocada, também com uma desvantagem de 10 pontos para o primeiro colocado.

Entre os donos das quatro melhores defesas, só o Palmeiras, vice-líder, a três pontos do Fla, está neste momento na briga pela primeira posição. A equipe que trocou Felipão por Mano Menezes levou 14 gols. O quarto time menos vazado é o Bahia, com 16 tentos sofridos. Os comandados de Roger Machado estão na sétima posição, a 11 pontos do primeiro colocado do campeonato.

De 2015 pra cá, o campeão nacional sempre teve a melhor defesa. Foi assim com Palmeiras em 2018 e 2016 (empatado em gols tomados com o Athletico) e Corinthians em 2017 e 2015.

Na metade do campeonato deste ano, o primeiro colocado tem apenas a sexta melhor defesa. O Flamengo levou 18 gols no primeiro turno. São oito a menos do que o Palmeiras, campeão do ano passado, sofreu naquela competição toda. Terceiro na classificação, o Santos divide a sétima posição do ranking de menos vazados com Botafogo e Athletico, 10º e 11º colocados respectivamente. Cada um tomou 19 gols.

Por outro lado, a liderança do Flamengo valoriza o ataque.  Ninguém marcou mais gols do que o rubro-negro, agora comandado por Jorge Jesus. Foram 42 gols em 19 jogos. São impressionantes 12 tentos de diferença para o segundo e o terceiro colocados da competição. De 2014 para cá, só o Corinthians de 2017 terminou em primeiro sem ter o melhor ataque. Porém, só o Cruzeiro de 2014 foi campeão sem a defesa menos vazada. Ou seja, atualmente, o time de Jorge Jesus não segue a escrita de ser o mais eficiente tanto no ataque como na defesa para ganhar Brasileirão.

Cartolas exaltam chance de redução de encargos trabalhistas com ‘empresa’

Leia o post original por Perrone

Com Danilo Lavieri, do UOL, em São Paulo

Ao menos parte dos dirigentes brasileiros vê como um dos pontos principais do projeto para incentivar clubes a se transformarem em empresas mudanças nas relações trabalhistas com os jogadores e outros profissionais. Isso, apesar de assegurarem que essa não é a questão central, mas, sim, a reorganização do futebol nacional

A proposta mais avançada na Câmara prevê que os contratos de jogadores e membros de comissões técnicas com salários superiores a aproximadamente R$ 11 mil sejam regidos pelo direito civil, desde que as duas partes tenham sido assistidas por advogados de sua escolha e com uma série de garantias constitucionais. Isso significa que no lugar de parte do salário registrado na carteira de trabalho, atletas, treinadores e seus assistentes passariam a ser prestadores de serviço. A alteração reduziria os custos das agremiações com encargos trabalhistas.

Os cartolas também projetam seria reduzido drasticamente o número de ações movidas por ex-atletas e ex-treinadores na Justiça do Trabalho. Cobranças para equiparar direito de imagem a salário, assegurando benefícios, são comuns atualmente. “Hoje, você contrata um jogador por três anos, atendendo a legislação, com CLT (Consolidação das Leis de Trabalho) mais direito de imagem. E se ele não render? Pra você dispensar, jogador ou comissão técnica, é obrigado a pagar o restante do contrato, além das obrigações de FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), pagando multa de 40%”, disse ao blog José Carlos Peres, presidente do Santos.

O blog procurou a Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol) para ouvir sua opinião. Segundo seu presidente, Felipe Augusto Leite, a entidade precisa de mais informações sobre o tema. “Existem 111 projetos de lei no Congresso Nacional que tratam de mudanças no esporte. Esse texto ainda não chegou para nós. O que posso dizer é que precisamos de uma redação especial para tratar dessa relação (trabalhista entre jogadores e clubes). Nunca fizeram”, declarou Leite.

Ele ainda afirmou que o grande problema a ser atacado deve ser o desemprego no futebol, referindo-se aos clubes menores que não têm competições para disputar a temporada inteira e dispensam seus jogadores.

Nesta quarta (11), cartolas de alguns dos principais clubes brasileiros foram recebidos na Câmara e voltaram animados falando da disposição do presidente da casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em aprovar o projeto rapidamente.

 

Estatísticas mostram equilíbrio entre Fla e Santos também em fundamentos

Leia o post original por Perrone

Números do site “Footstats” mostram equilíbrio entre Flamengo e Santos, líder e vice-líder do Brasileirão, respectivamente, em uma série de fundamentos. Os dados mostram aproveitamento semelhante de ambos nesses pontos.

A equipe paulista é a que mais acerta finalizações no campeonato. Em média, são 6,9 arremates com precisão por jogo. O time comandado por Jorge Jesus é o segundo do ranking com marca de 6,4 por partida. Os números de conclusões erradas também são próximos. Média de 8,0 para o time de Jorge Sampaoli e de 7,8 para o Flamengo.

Os rivais também estão colados na relação de times que mais têm a posse de bola. O Santos divide a segunda posição com o Fluminense. Média de 57% para cada. O Flamengo é o quarto, com média 56%.

O equilíbrio persiste em relação aos passes. Os flamenguistas acertam em média, por jogo, 91,7% de seus passes contra 91.3% dos santistas. Consequentemente, o índice de erros do time de Jesus é de 8,3% diante de 8,7% do adversário na briga pelo título nacional.

O Flamengo é a equipe que mais faz desarmes com precisão no campeonato com média de 18,9 por jogo. Em quarto lugar, o Santos ostenta marca de 17,4 por partida. A disputa também é parelha em relação aos gols sofridos. O clube do Rio de janeiro viu sua defesa ser vazada 18 vezes, uma a mais que o rival. Porém, a vantagem flamenguista é larga nos gols marcados: 35 a 28.

São Paulo entre de vez na briga!

Leia o post original por Celso Cardoso

Em jogo que ninguém viu, exceto quem esteve na Arena da Baixada em Curitiba, o São Paulo deu passo enorme pra se colocar entre os candidatos ao título de Campeão Brasileiro de 2019. A equipe comandada por Cuca tem o melhor aproveitamento após a parada para a Copa América. Conquistou a quinta vitória seguida e já está a dois pontos do líder Santos. Se vencer o Vasco na próxima rodada e os rivais que estão à frente tropeçarem, no caso Flamengo por ter uma vitória a mais, embora tenha a mesma pontuação, e os santistas que lideram, o Tricolor assumirá a primeira colocação, algo inimaginável tempos atrás. Vale lembrar que o Palmeiras também está à frente dos são-paulinos no saldo de gols, mas não joga neste final de semana.

Não bastasse a euforia com a chegada de Daniel Alves que esteve em campo contra o Furacão, e Juanfran, poupado em Curitiba, o São Paulo parece ter ganhado a confiança necessária pra se colocar na briga. Chega forte e de maneira surpreendente. O futebol, só pra ser chato, ainda não é dos mais vistosos, está longe disso, na verdade; porém é competitivo o suficiente para ganhar o respeito da torcida, dos rivais e dos apostadores.

 

Campeão Brasileiro só vai aparecer nas rodadas finais.

Leia o post original por Nilson Cesar

O Campeonato Brasileiro está por demais de equilibrado. Só conheceremos o campeão nas rodadas finais. Palmeiras, Flamengo, Santos, São Paulo e Corinthians estão entre os favoritos. Acho que só nas 2 últimas rodadas que o campeão irá aparecer. Da metade do segundo turno em diante é que conheceremos quem tem de verdade café no bule. Palmeiras e Flamengo tem elencos com mais opções…

Fonte

Santos usa “haters” para explicar contrato polêmico com criminalistas

Leia o post original por Perrone

Num dos trechos polêmicos de seu relatório sobre as contas do Santos no primeiro trimestre deste ano, o Conselho Fiscal do clube questiona contrato de um ano feito com escritório de advocacia da área criminalista para atuar de forma preventiva. De acordo com o documento, a diretoria justificou a contratação alegando haver crescimento no número de “haters” agindo contra cartolas e funcionários nas redes sociais.

O órgão argumenta que por não considerar comum uma entidade esportiva contratar um escritório criminalista por um ano para atuar preventivamente, com pagamentos mensais, questionou o departamento jurídico do clube.

“A informação recebida foi a de que houve um crescente aumento de ofensas, sobretudo via redes sociais, a membros do CG (Comitê de Gestão) e a funcionários do clube, demandando muitas ações, optando-se por contratar um escritório fixo para barateamento dos custos”, diz o documento.

O Conselho Fiscal entende que o padrão é o clube contratar defensores na esfera criminal pontualmente, conforme houver a necessidade de ações na Justiça.

O órgão também afirma que está aguardando relatório do departamento jurídico com detalhes sobre os casos defendidos pelo escritório, que também atua nas ações que já existiam.

Não há no parecer o valor pago mensalmente ao escritório Malavasi Sociedade de Advogados, contratado em janeiro para prestar “serviços jurídicos na esfera criminal, de consultoria preventiva, extrajudicial, administrativa na defesa do contratante (Santos), e de seus prepostos e funcionários”.

O blog tentou ouvir a diretoria do Santos sobre o tema, mas não obteve resposta.

Conforme mostrou o blog, o relatório do Conselho Fiscal também detalha aluguéis de carros para jogadores e o presidente do Santos, José Carlos Peres, além de comissões pagas em contratações.

 

Um clássico do NÃO FALEI e CHUPA NETO… por enquanto!

Leia o post original por Craque Neto 10

Alguém aí viu o clássico entre São Paulo e Santos no Morumbi? Quase 50 mil torcedores pagantes e um baita jogo de futebol. Desses com jogadas bem trabalhadas e muitos gols. O Peixe ainda saiu na frente e deu a entender que a turma do Jorge Sampaoli iria seguir disparada na liderança do Brasileirão. Mas como eu previa, fraquejaram no momento de decisão – como já havia acontecido nas eliminações anteriores -, levaram a virada e perderam a partida por 3 a 2. O ‘Chupa Neto’ fica por conta da ótima atuação do atacante Alexandre Pato. Ele foi responsável por […]

O post Um clássico do NÃO FALEI e CHUPA NETO… por enquanto! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Saiba quanto o Santos topou pagar de comissão em cada contratação até março

Leia o post original por Perrone

Relatório do Conselho Fiscal do Santos  sobre as contas do primeiro trimestre de 2019 atesta que o clube gastou R$ 4.707.400 em pagamentos  de comissões por intermediações de oito contratações até o final de março.

O maior gasto foi na contratação de Soteldo. O documento mostra despesa de R$ 1,5 milhão em comissões só nessa operação. São R$ 360 mil em nome de Daniel Manucheri e R$ 1.140.000 para assessoria Twentytwo.

O segundo comissionamento mais caro foi gerado pela negociação com o técnico Jorge Sampaoli. Ficou acertado o pagamento de R$ 1.358.400 para a empresa Sport and Legal Services LLC.

Por intermediar a ida de Felipe Jonatan para a Vila Belmiro, a REC Sports Assessoria Esportiva assegurou comissão de R$ 336 mil. A mesma empresa faz jus a R$ 650 mil por intermediar o acerto entre Santos e o goleiro Everson.

Na contratação do lateral Jorge ficou acertado pagamento de R$ 280 mil a título de comissão para a Brasil Soccer Sports.

Para acertar com Jean Lucas, emprestado pelo Flamengo, o alvinegro se comprometeu a pagar comissão de R$ 280 mil para a Brasil Soccer Sports.

Já a contratação de Felipe Aguilar tem prevista comissão de R$ 400 mil divididos igualitariamente entre BB Soccer Publicidade e Marketing e MJF Publicidade e Promoções.

Já a chegada de Alan Cardoso gerou pagamento de comissão de R$ 63 mil para a GMR Sports.

O blog não conseguiu ouvir a diretoria do Santos sobre o relatório do Conselho Fiscal por meio de sua assessoria de imprensa.

 

 

Jeep e BMW para Peres e folha salarial de R$ 13,6 mi. As contas do Santos

Leia o post original por Perrone

Relatório do Conselho Fiscal do Santos relativo às contas do primeiro trimestre de 2019 aponta que o presidente José Carlos Peres passou a ter à sua disposição um Jeep alugado pelo clube e um BMW cedido em regime de comodato. Há ainda menção a veículos alugados para jogadores e funcionários.

O documento também aponta que o alvinegro registrou déficit no período contrariando previsão de superavit. Também existe registro de aumento das despesas com a folha salarial do elenco.

De acordo com o relatório, os veículos foram providenciados em fevereiro deste ano. O aluguel de um Jeep Compass para uso de Peres tem custo mensal de R$ 5.666,98 mensais.

Automóveis do mesmo modelo e custo foram alugados para Derliz Gonzales e Bryan Ruiz. Carro igual, segundo o documento, foi alugado para Jorge Sampaoli, mas devolvido em abril. No mesmo mês foi devolvida uma Mercedes GLA, alugada por R$ 2.186,02 mensais. Não há especificação de quem usava o automóvel. Outra devolução foi a de um Jeep Renegade apontado no relatório como sendo usado até então pelo funcionário Rodrigo Monteiro.

São citados ainda dois modelos do Jeep Renegade alugados para os funcionários Fernando Volpato e Monteiro e Marcelo Frazão.

O gasto mensal indicado pelo Conselho Fiscal com veículos até 17 de abril com veículos alugados foi de R$ 31.412. Com a devolução de três carros, a despesa por mês caiu para R$ 21.372,98.

O relatório afirma que o contrato de comodato com a BMW prevê também um veículo para Sampaoli. Porém, o órgão não obteve informações sobre se o acordo prevê custos para o Santos.

Deficit

Em trecho reservado para as finanças o documento registra que o clube teve deficit de R$ 18.203.348 no primeiro trimestre. Segundo o Conselho Fiscal a previsão orçamentária projetava superavit de R$ 13.408.840,59.

Segundo o relatório, a dívida a curto prazo do Santos passou de aproximadamente R$ 355,5 milhões em dezembro do ano passado para cerca de R$ 393,4 milhões no final de março deste ano.

Já o débito a longo prazo subiu de R$ 209,8 milhões em dezembro do ano passado para aproximadamente R$ 224,8 milhões em março de 2019.

Empréstimos

No primeiro trimestre o Santos fez, de acordo com o relatório, empréstimo junto ao BMG no valor de cerca de R$ 25,6 milhões. O gasto previsto com juros é de aproximadamente R$ 2,02 milhões.

Folha de pagamento

O Conselho Fiscal demonstra preocupação com as despesas do departamento de futebol. A conta é que em março o gasto com salários, direitos de imagem e encargos referentes ao time profissional foi de R$ 13.628.460.

O órgão sustenta que no primeiro trimestre de 2018 essa despesa foi de R$ 9.518.000.

Sem resposta

O blog tentou ouvir Peres e sua diretoria sobre o relatório por meio da assessoria de imprensa do Santos, mas não obteve resposta até a publicação deste post.

Queimei a língua? Por enquanto… sim.

Leia o post original por Craque Neto 10

Na manhã deste domingo (4) o Santos fez uma apresentação de gala na Vila Belmiro e goleou o Goiás por 6 a 1, com os zagueiros e o baixinho Soteldo jogando o fino da bola. O resultado faz o Peixe permanecer na liderança isolada do Campeonato Brasileiro e muita gente me encher o saco em relação as minhas críticas ao técnico Jorge Sampaoli. Posso falar? Por mais que o desempenho do time da Baixada seja incrível no principal torneio do País, não consigo acreditar nesse gringo. Aí o torcedor santista mais corneteiro vai dizer: “Por que???”. Simples! Não dá pra […]

O post Queimei a língua? Por enquanto… sim. apareceu primeiro em Craque Neto 10.