Arquivo da categoria: Santos

Quem voltou melhor?

Leia o post original por Rica Perrone

Dos 12 grandes, vi alguns. A tal parada de 30 dias normalmente gera expectativa de melhora e quase nada acontece na prática. Mas dessa vez, parece, não será bem assim. Flamengo – Melhorou consideravelmente. Apesar do jogo contra o CAP ter sido normal e com riscos de eliminação, houve melhora. No Maracanã, um baile contra…

Opinião: sete dúvidas que a volta do Brasileirão deixa

Leia o post original por Perrone

1 – Algo mudou para pior no Palmeiras?

Diferentemente do que havia feito até aqui, o Palmeiras não conseguiu apresentar com alguns titulares poupados desempenho semelhante ao do time principal. Especialmente no primeiro tempo do empate em um gol com o São Paulo. Ficou claro que a equipe sentiu a falta de Bruno Henrique e de sua zaga titular. Foi uma exceção ou o time de Felipão já não consegue manter o nível sem algumas peças?

2 – O Flamengo de Jorge Jesus sempre será uma máquina ofensiva?

A estreia do técnico português no Brasileirão foi de fazer o torcedor flamenguista enlouquecer de alegria. Mas o time será sempre ofensivo e eficiente como foi na goleada por 6 a 1 sobre o Goiás? O Flamengo vai jogar desta forma quando enfrentar adversários que brigam pelo título? Jesus vai conseguir equilibrar ataque e defesa para não virar um “toma mas faz”?

3 – A liderança do Palmeiras está ameaçada?

O alviverde foi para a parada durante a Copa América com status de praticamente imbatível na briga pelo título do Brasileirão. Sua apresentação abaixo da média contra o São Paulo, a vitória do Santos por 1 a 0 fora de casa sobre o arrumado time do Bahia e o massacre do Flamengo sobre o Goiás deixam a dúvidas no ar. A rodada marcou o inicio de uma nova fase na caça ao líder? Santos e Flamengo têm grandes chances de desbancar o time de Felipão? Ou foi apenas uma ligeira diminuição da diferença que acontece rotineiramente nas disputa pelo título brasileiro?

 

4 – Preparo físico é um dos principais problemas do São Paulo?

Antes da retomada do Brasileirão Cuca afirmou que a parada havia sido importante para igualar o elenco fisicamente. Mas, o desempenho no empate com o Palmeiras coloca seriamente em dúvida a condição física da equipe. O primeiro tempo são-paulino foi muito bom. Pato, Antony, Pablo, Hernanes e Tchê Tchê se movimentavam constantemente e confundiam a defesa rival. Na segunda etapa, porém, a queda de rendimento foi visível. Os tricolores se encolheram e convidaram o alviverde a empatar o jogo. O recuo foi uma opção tática de Cuca ou os jogadores perderam o fôlego? Ou foi um pouco de cada? A olho nu, dá pra dizer que Hernanes cansou. Teve também a contusão de Pablo. E vale lembrar que recentemente o preparador físico Carlinhos Neves pediu demissão.

5 – Carille não vai mesmo conseguir acertar o Corinthians?

Na volta ao Brasileirão, o alvinegro penou pra fazer 1 a 0 no CSA, penúltimo colocado. O que se viu foi a repetição de velhos problemas. Lentidão, excesso de erros de passes e finalizações, meias pouco produtivos, Pedrinho sem decolar, Sornoza abaixo do que se espera… Ou seja, quase nada foi resolvido nos treinamentos durante a Copa América. A boa novidade foi a estreia de Gil, que deu mais segurança à zaga. No restante, o corintiano ficou na dúvida: o técnico Fábio Carille sabe como arrumar o time?

6 – O Cruzeiro não vai conseguir jogar no Brasileiro no mesmo nível em que disputa Libertadores e Copa do Brasil?

Depois de uma atuação de gala na vitória por 3 a 0 sobre o Atlético-MG pela Copa do Brasil, o time de Mano Menezes teve uma queda brutal de rendimento e não saiu do empate em casa e sem gols contra o competente Botafogo. Pedro Rocha, destaque contra o Galo, simboliza a queda de rendimento cruzeirense. Acabou substituído diante do Bota.

7 – Até onde o Botafogo pode chegar?

Antes de o Brasileirão ser interrompido, já estava claro que Eduardo Barroca havia organizado o Botafogo. No retorno da competição, ele viu seu time arrancar um ponto diante do Cruzeiro no Mineirão. Resultado de respeito, apesar da queda de rendimento cruzeirense em relação à atuação anterior pela Copa do Brasil. Antes de o campeonato começar, parte dos analistas apontava o alvinegro do Rio de Janeiro como um time que brigaria para não ser rebaixado. Neste momento, porém, a equipe está na sexta posição. O Botafogo chegou ao seu limite ou dá pra conseguir mais?

 

 

Flamengo impressiona!

Leia o post original por Celso Cardoso

Enfim o Brasileirão está de volta depois da pausa de quase um mês para a realização da Copa América.

Atenções voltadas para o clássico “Majestoso” no Morumbi, no sábado. O São Paulo em busca da redenção e o Palmeiras afim de mostrar que segue forte e inalcançável. No fim, nem uma coisa, nem outra. O Tricolor foi melhor no primeiro tempo, o Verdão no segundo e nada de muito empolgante. O time de Cuca segue na parte intermediária na tabela, enquanto os pupilos de Felipão observam a aproximação do Santos que venceu o bom Bahia já no final do jogo com gol de Sanchez. Os santistas agora estão só três pontinhos atrás do líder, façanha fantástica do argentino Sampaoli.

Logo em seguida na tabela de classificação figura um incrível Flamengo, autor da maior goleada no campeonato até aqui. Sob o comando de Jorge Jesus, o Mengão já havia deixado lampejos de bom futebol no meio de semana diante do Athlético em Curitiba, pela Copa do Brasil. Mas contra o Goiás, que jornada. Com Arrascaeta e Gabigol inspirados os cariocas meterem seis e chegam voando com farol aceso pressionando quem está na frente. Logo deve encostar pedindo passagem, embora já possa ser visto no retrovisor.

O Corinthians também fez a lição de casa. Discreto, como sempre, venceu de maneira básica. Econômico, mas competitivo. Tem um jogo a menos, o que deixaria o Timão em quarto caso venha a vencer o Goiás em jogo adiado da sétima rodada com data ainda a ser definida.  Até lá, entretanto, muita coisa ainda pode rolar.

Clubes de SP e federação fazem tuitaço por volta de cerveja aos estádios

Leia o post original por Perrone

Os quatro principais clubes de São Paulo, alguns do interior e a Federação Paulista de Futebol promovem nesta sexta (28) um tuitaço a favor da volta da venda de bebidas alcoólicas, especificamente cerveja nos estádios paulistas.

A partir das 12h, eles passaram a promover em seus perfis no Twitter a hasthag #LiberaBrejaSP. A ideia é pressionar o governador João Doria (PSDB) a sancionar a lei que autoriza a volta da comercialização das bebidas alcoólicas nas arenas estaduais.

“Estádio de futebol é o único local onde é proibido beber cerveja em São Paulo. A Assembleia Legislativa já liberou, agora está nas mãos do governador para sancionar. É hora de mudar isso! #LiberaBrejaSP”, diz mensagem padrão do movimento.

Apesar de o projeto ter sido aprovado pela Assembleia Legislativa, o governador antecipou que iria vetá-lo por considerar a medida inconstitucional. A PGE (Procuradoria Geral do Estado), como faz com todos os projetos aprovados, analisou o texto. Nesse caso, indicou a Doria sua inconstitucionalidade. O entendimento é de que o Estatuto do Torcedor veta a venda. Assim, uma lei estadual passaria por cima de outra federal, o que seria inconstitucional.

Porém, deputados favoráveis ao projeto, a FPF, dirigentes de Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos e de pelo menos parte das agremiações do interior defendem a constitucionalidade dele. Entre outros pontos, afirmam que o Estatuto do Torcedor não veta a venda claramente.

Os cartolas enxergam um enorme potencial para aumentar a arrecadação em seus estádios com a eventual liberação da venda de bebidas alcoólicas. Por limitações no teor alcoólico é provável que apenas cerveja seja comercializada caso a lei seja sancionada. O projeto também permite a publicidade de fabricantes da bebida nas arenas.

Se Doria mantiver o veto, a assembleia ainda pode tentar derrubá-lo. Porém, passar por cima do governador seria uma atitude radical e que geraria desgastes inclusive entre aliados dele. Por isso, deputados defensores do projeto passaram os últimos dias tentando o diálogo.

 

Peres diz ter acordo para pagar imagem atrasada a Sampaoli em até 15 dias

Leia o post original por Perrone

José Carlos Peres, presidente do Santos,  disse ao blog que fez um acordo com Jorge Sampaoli para quitar em até duas semanas pagamento de direito de imagem atrasado.

Imagem um mês (atrasada) e já foi acordado colocar em dia em no máximo 15 dias”, escreveu o dirigente santista em mensagem de aplicativo de celular.

O cartola afirmou que os pagamentos de salários do treinador registrados em carteira de trabalho estão em dia.

Como mostrou o blog, o técnico chegou a cobrar o clube por e-mail de atraso em parte de seus vencimentos que deveria ter sido paga em junho.

Sampaoli cobra Santos por atraso em pagamento por escrito

Leia o post original por Perrone

Jorge Sampaoli cobrou o Santos de atraso em seu pagamento por escrito.

José Carlos Peres, presidente santista, não respondeu  à mensagem enviada por este blogueiro sobre o tema.

Porém, fonte próxima ao dirigente afirmou que a notificação sobre o atraso foi feita por e-mail. Pela mesma versão, só houve atraso referente à quantia relativa a direito de imagem que já  deveria ter sido paga neste mês.

O relato também é de que Sampaoli sempre age assim diante de atrasos.

 

#TBT: Aristizábal

Leia o post original por Rica Perrone

Quando o São Paulo anunciou o tal de Aristizábal em 1996 ninguém sabia quem era. As coisas não eram faceis como hoje, não tinha internet e descobrir algo sobre um jogador colombiano era quase impossível sem ser via a opinião de um jornalista qualquer. Ele veio pro time de Parreira que contava com Muller, Almir,…

Porque Santos e Fluminense merecem os elogios mesmo sem as vitórias?

Leia o post original por Rica Perrone

Talvez o torcedor seja fácil de entender. Ele quer que ganhe, só assiste o time dele e nada que não for uma vitória do seu time é válido ou digno de elogios. Essa realidade é cada vez mais perturbadora na medida em que não ha “o jogo da tv”. O torcedor vê TODOS os jogos…

Sampaoli é um fanfarrão da bola! Quem acredita?

Leia o post original por Craque Neto 10

Acompanhei atentamente pela Rádio Craque Neto o jogo de volta entre Santos e Atlético/MG. Depois do empate sem gols em Minas o Peixe tinha a oportunidade de garantir a vaga nas quartas da Copa do Brasil dentro do Pacaembu. Mas posso falar? Com o Sampaoli no banco não dá. Me desculpem. Sei que tem um monte de gente que paga pau pra esse argentino, mas a verdade é que ele é um fanfarrão como treinador. Muda a escalação toda hora e desequilibra tudo quando só lança o time pra frente. Nitidamente o gol da vitória do Galo, marcado pelo Chará […]

O post Sampaoli é um fanfarrão da bola! Quem acredita? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Santos reclama de insegurança jurídica sobre Rodrygo. CBF vê caso para STJD

Leia o post original por Perrone

O Santos não conseguiu se entender com a CBF e se queixa de insegurança jurídica sobre escalar o atacante Rodrygo contra o Atlético-MG na próxima quinta (6), pela Copa do Brasil.

Chamado para disputar o Torneio de Toulon com a seleção olímpica o jogador não se apresentou. Porém, ele segue oficialmente convocado. Com dúvidas sobre sua situação de jogo no Brasileirão, o clube o deixou de fora na vitória por 1 a 0 sobre o Ceará no último domingo (2).

A queixa entre os santistas é de que a CBF não teria respondido oficialmente se o atleta pode ou não ser escalado enquanto durar a convocação. Ou seja, a comissão técnica teme escalar Rodrygo e depois ver a equipe ser punida pela atitude.

Procurada pelo blog, a assessoria da CBF confirmou que Rodrygo continua convocado. E que se ele jogar nesse período caberá ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) analisar se é caso de punição para o clube ou não.

Também explicou que Rodrygo e os outros atletas que não se apresentaram à seleção olímpica não foram dispensados da convocação, apesar da impossibilidade de serem aproveitados, porque a CBF entendeu que seria uma injustiça com as equipes que cederam seus jogadores.

A entidade alega que fez a convocação depois de conversar com os clubes envolvidos e decidir chamar apenas um de cada time. O Corinthians se prontificou a ceder dois: Mateus Vital e Pedrinho, que estão na França. Renan Lodi, do Athletico vive situação semelhante à enfrentada por Rodrygo.

O Código Brasileiro de Justiça Desportiva prevê que o clube que ordenar que um atleta não atenda à convocação para a seleção pode ser punido com multa entre R$ 100 e R$ 1oo mil. Para isso precisa ser provado que houve determinação da agremiação e não vontade do atleta de se ausentar.