Arquivo da categoria: Santos

É o salário atrasar pra maionese azedar!

Leia o post original por Craque Neto

Uma notícia que repercutiu na manhã desta segunda-feira foi o atraso de salários por parte da diretoria do Santos. Isso mesmo! Após o treino na Baixada a boleirada comentou sobre o fato que há algum tempo não acontecia por lá. Coincidência ou não o Peixe, que vinha fazendo a melhor campanha da classificação geral do Paulistão, perdeu para o Novorizontino na frente de sua torcida do Pacaembu. Aí não é nem tirar o mérito do time do interior, que vem de fato fazendo uma ótima campanha no grupo ‘B’ do Estadual (onde é vice-líder), mas é analisar o fraco futebol […]

O post É o salário atrasar pra maionese azedar! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Areia, lama e grama rala ‘enterram’ fama do gramado da Arena Corinthians

Leia o post original por Perrone

Em pouco menos de cinco anos, o gramado da Arena Corinthians foi de exemplar a motivo de críticas de jogador do próprio clube e de adversários. A decadência do campo, até então, motivo de orgulho dos alvinegros, é pontuada por queixas de grama rala e excesso de terra para cobrir supostas falhas.

No último domingo, o goleiro Cássio e o atacante santista, Rodrygo, reclamaram publicamente da situação da grama, após o clássico entres as esquipes pelo Campeonato Paulista. No entanto, o blog apurou que comentários sobre problemas com o campo também foram feitos internamente por jogadores do São Paulo após a derrota por 2 a 1 para o rival pelo Estadual, no mês passado.

Entre os são-paulinos, ainda conforme apuração do blog, o comentário interno foi de que o gramado estava duro, ralo e que as falhas estavam cobertas com areia e algo similar a um corante verde.

Cássio, por sua vez, “jogou areia” publicamente na fama do gramado alvinegro. “Até nos próprios gols tem muita areia, difícil, tento pegar na bola mas a bola não sai bem”, disse o ídolo corintiano ao explicar uma falha no clássico com o Santos.

Também depois do empate sem gols entre os rivais alvinegros, o santista Rodrygo se queixou. “O gramado está muito diferente do que (aquele em) que jogamos no ano passado, cheio de lama, meio estranho ali no meio”, afirmou o jogador do Santos ao SporTV.

O blog procurou a World Sports, empresa responsável pelo gramado do estádio corintiano, mas foi informado de que, por conta de cláusula contratual, a empresa só poderia se manifestar por intermédio do clube. Já a assessoria de imprensa do Corinthians afirmou que não comentaria o assunto.

No final de janeiro, Andrés Sanchez, presidente alvinegro, declarou que o gramado estava prejudicado por um fungo que o atacou. O discurso interno da diretoria atualmente é de que a situação do campo melhorou e que ele estará bom para os mata-matas do Campeonato Paulista.

Santos sofre derrota em ação na qual ex-preparador cobra mais de R$ 375 mil

Leia o post original por Perrone

No último dia 7, o Santos sofreu derrota na Justiça do Trabalho em ação movida pelo preparador físico Rodolfo Mehl, demitido em 2017 ao lado de Levir Culpi. A 5ª Vara do Trabalho de Santos deu 15 dias a partir da notificação para o clube pagar mais de R$ 375 mil a seu ex-funcionário. A decisão ainda pode ser modificada.

O juiz Wildner Izzi Pancheri rejeitou liminarmente embargos do Santos à execução (ação pela qual o devedor discorda de questões relativas ao pagamento ao credor). Ele também deferiu pedido de Mehl para a execução definitiva de valores que não foram objeto de recurso (os demais são alvos de execução provisória).

Os cálculos apresentados pelo magistrado são: R$ 375.274,24 de valor principal líquido, R$ 642,34 de contribuição previdenciária, R$ 22.156,77 de imposto de renda R$ 25.120,41 de honorários advocatícios e R$ 19.845.000 de contribuição previdenciária patronal.

“A execução provisória deve prosseguir até a penhora, parando ao alcançar esta fase processual, uma vez que o julgamento dos embargos pode tornar-se inócuo, caso a sentença seja modificada por meio de recurso. Além disso, não há penhora concretizada nestes autos garantindo o Juízo”, escreveu o juiz.

Valorizar jogo ruim é de doer, hein?

Leia o post original por Craque Neto

Pouco antes de entrar no ar com o Terceiro Tempo do Milton Neves na Band acompanhei quase que toda a partida entre Corinthians e Santos em Itaquera. E por mais que a galera da Globo quisesse transformar o clássico em um jogo importante e emocionante, o que deu pra ver foi uma partida sem graça e de poucas chances reais de gols. Eu como sou meio ranzinza e crítico do futebol, perguntei ao Velloso e o Leão, que estavam ao meu lado, para saber se eu estava sendo muito radical. Mas não é que eles concordaram comigo? Estava tão ruim […]

O post Valorizar jogo ruim é de doer, hein? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Santos desiste de tentar suspender Neymar por seis meses no CAS

Leia o post original por Perrone

Foto: Charles Platiau/Reuters

O Santos desistiu de tentar suspender Neymar dos gramados por seis meses por conta de suposta irregularidade na transferência dele para o Barcelona, em 2013. Porém, o clube brasileiro segue pedindo no CAS (Corte Arbitral do Esporte) uma indenização de aproximadamente 55 milhões de euros por entender que foi ludibriado pelo atleta e pelo time catalão.

A Fifa já havia rejeitado o pedido santista. Então, o clube recorreu ao CAS, mas recentemente retirou por escrito o pedido de gancho. Procurado por meio de sua assessoria de imprensa, o Santos afirmou que não comenta ação em trâmite.

VEJA TAMBÉM:

Santos brinca com publicação de Neymar nas redes sociais

O processo segue com as outras pretensões alvinegras e na próxima fase terá audiência na Suíça. A ação foi iniciada na Fifa em 2015. Sob a presidência de Modesto Roma Júnior, a agremiação do litoral alegou que o atleta teria quebrado seu contrato e ferido o regulamento de transferências da Fifa e o código disciplinar da entidade.

A principal reclamação é de que Neymar teria começado a negociar sua transferência enquanto ainda estava sob contrato com o Santos e sem autorização do clube. A defesa do jogador nega irregularidades e apresenta como um de seus argumentos carta assinada pelo então presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, já falecido, autorizando em 2011 o jogador a iniciar tratativas com equipes interessadas.

Apesar de não ter sido responsável por entrar com a ação, o atual presidente santista, José Carlos Peres, já estava no comando quando foi tentado o recurso no CAS.

Clássico tão diferente e tão igual ao mesmo tempo

Leia o post original por Craque Neto

Casa cheia no Allianz Parque para acompanhar o duelo entre Palmeiras e Santos no Paulistão. Era a partida que reunia os líderes de seus grupos e colocava frente a frente duas equipes com estratégias bem distintas. O Verdão do Felipão é um time mais tático que tem como prioridade a parte defensiva. Não à toa é a melhor defesa da competição com apenas dois gols sofridos em oito partidas. Do outro lado o ofensivo Jorge Sampaoli, que faz do Peixe o melhor ataque DISPARADO com 16 gols nos mesmos oito jogos. Quando começou o jogo eu sinceramente achava que a […]

O post Clássico tão diferente e tão igual ao mesmo tempo apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Clássico tão diferente e tão igual ao mesmo tempo

Leia o post original por Craque Neto

Casa cheia no Allianz Parque para acompanhar o duelo entre Palmeiras e Santos no Paulistão. Era a partida que reunia os líderes de seus grupos e colocava frente a frente duas equipes com estratégias bem distintas. O Verdão do Felipão é um time mais tático que tem como prioridade a parte defensiva. Não à toa é a melhor defesa da competição com apenas dois gols sofridos em oito partidas. Do outro lado o ofensivo Jorge Sampaoli, que faz do Peixe o melhor ataque DISPARADO com 16 gols nos mesmos oito jogos. Quando começou o jogo eu sinceramente achava que a […]

O post Clássico tão diferente e tão igual ao mesmo tempo apareceu primeiro em Craque Neto 10.

No Santos, Sampaoli escapa ileso de vexame diante do Ituano

Leia o post original por Perrone

Praticamente nada mudou na avaliação da diretoria do Santos sobre Jorge Sampaoli com a humilhante derrota por 5 a 1 para o Ituano, em Itu, no último domingo (3), pelo Campeonato Paulista. A análise é de que o treinador e os jogadores cometeram falhas, mas é cedo para crucificar o técnico.

O principal argumento é o de que o argentino ainda não tem o elenco fechado. Faltam reforços e isso precisa ser levado em consideração. Uma das prioridades é trazer um meio-campista. O clube tenta a contratação do peruano Cueva.

Há o entendimento na Vila Belmiro de que assim como é cedo para endeusar o argentino, seria precipitado massacrá-lo por conta da vexatória derrota no interior. Até parte da oposição, naturalmente mais feroz, compartilha essa ideia.

Opositores, porém, criticam a direção por lentidão nas contratações, queixa que Sampaoli também chegou a fazer. Por sua vez, os dirigentes argumentam que as dificuldades financeiras enfrentadas pelo clube tornam as negociações mais complexas. Alegam que até clubes com mais recursos enfrentam problemas para contratar.

Pesa a favor de Sampaoli o fato de a torcida estar a seu lado. A queda em Itu foi a primeira derrota do Santos sob o comando do argentino. Até então, a equipe havia vencido suas quatro partidas na competição e empatado um amistoso com o Corinthians.

 

No Santos, Sampaoli escapa ileso de vexame diante do Ituano

Leia o post original por Perrone

Praticamente nada mudou na avaliação da diretoria do Santos sobre Jorge Sampaoli com a humilhante derrota por 5 a 1 para o Ituano, em Itu, no último domingo (3), pelo Campeonato Paulista. A análise é de que o treinador e os jogadores cometeram falhas, mas é cedo para crucificar o técnico.

O principal argumento é o de que o argentino ainda não tem o elenco fechado. Faltam reforços e isso precisa ser levado em consideração. Uma das prioridades é trazer um meio-campista. O clube tenta a contratação do peruano Cueva.

Há o entendimento na Vila Belmiro de que assim como é cedo para endeusar o argentino, seria precipitado massacrá-lo por conta da vexatória derrota no interior. Até parte da oposição, naturalmente mais feroz, compartilha essa ideia.

Opositores, porém, criticam a direção por lentidão nas contratações, queixa que Sampaoli também chegou a fazer. Por sua vez, os dirigentes argumentam que as dificuldades financeiras enfrentadas pelo clube tornam as negociações mais complexas. Alegam que até clubes com mais recursos enfrentam problemas para contratar.

Pesa a favor de Sampaoli o fato de a torcida estar a seu lado. A queda em Itu foi a primeira derrota do Santos sob o comando do argentino. Até então, a equipe havia vencido suas quatro partidas na competição e empatado um amistoso com o Corinthians.