Arquivo da categoria: SPFC

#TBT: Aristizábal

Leia o post original por Rica Perrone

Quando o São Paulo anunciou o tal de Aristizábal em 1996 ninguém sabia quem era. As coisas não eram faceis como hoje, não tinha internet e descobrir algo sobre um jogador colombiano era quase impossível sem ser via a opinião de um jornalista qualquer. Ele veio pro time de Parreira que contava com Muller, Almir,…

Foda-se o Leco

Leia o post original por Rica Perrone

Se o presidente do SPFC fosse o Lula, a diretoria toda formada por empreiteiros e o departamento de finanças orientado pelo Eike Batista, ainda assim não justificaria. Uma coisa é um clube perdido, outra coisa é um time desinteressado. Se encontram em algum momento da discussão, é claro, mas num geral podem se isolar um…

Opinião: entre grandes, só SPFC evoluiu no início da 2ª fase do Paulista

Leia o post original por Perrone

Na opinião deste blogueiro, entre os considerados grandes, o São Paulo foi o único time que evoluiu na abertura das quartas de final do Paulista em relação à sua média na competição. O nível baixo em que a equipe  se encontrava, tem peso decisivo nesse status. Porém, apesar de vacilar no gol do Ituano durante a vitória por 2 a 1, no último domingo (24), o clube do Morumbi apresentou um futebol competitivo, capaz de jogar em igualdade de condições com seus principais rivais estaduais.

Mancini deixou o time mais jovem e leve graças a jogadores como Luan, Igor Gomes, Liziero e Antony. As dificuldades na armação foram superadas e os são-paulinos frequentemente invadiram a área adversária. De acordo com o site “Footstats”, a equipe tricolor fez na partida 21 finalizações, sendo oito certas. Sua média no campeonato é de 12,6 arremates por jogo.

No entanto, a defesa voltou a bobear e levou um gol que mantém a briga pela vaga nas semifinais equilibrada. O treinador interino ainda precisa corrigir falhas de posicionamento no setor defensivo.

Em relação à sua partida anterior, em que foi derrotado por 4 a 0 pelo Botafogo, com vários reservas, o Santos evoluiu na vitória por 2 a 0 sobre o Red Bull. Em alguns momentos do jogo, o time de Sampaoli voltou a apresentar o toque de bola envolvente de seus melhores momentos no Estadual. Mas não dá pra dizer que houve evolução em relação à média do desempenho santista no campeonato.

Já o Corinthians regrediu um pouco no empate em um gol fora de casa com a Ferroviária. O time de Carille exagerou nas trocas de passes laterais, teve dificuldade na armação e para aproximar seus meias e atacantes, numa repetição de problemas que vinham diminuindo nas últimas rodadas. Depois de levar o gol, os corintianos tiveram dificuldade em fazer a leitura do jogo e reagir. Em suas apresentações anteriores, a equipe começava a mostrar entrosamento para fazer exatamente o que precisava.

Por sua vez, o Palmeiras penou mais do que deveria para empatar com o Novorizontino também em um gol. De novo, o time de Scolari não fez valer em campo a superioridade técnica de seus jogadores. Também de acordo com o “Footstats”, o alviverde fez apenas uma finalização certa a mais do que o rival: 7 contra 6. No total, os palmeirenses executaram 13 arremates diante de 11 do adversário.

Entre os times do interior, o Red Bull jogou abaixo do que apresentou na primeira fase. Novorizontino, Ituano e Ferroviária fizeram boas apresentações. O resumo é que apenas o Santos, em tese, entra na segunda rodada das quartas de final respirando mais aliviado, apesar de nada estar definido. Os outros três confrontos prometem ser mais emocionantes.

Voltamos

Leia o post original por Rica Perrone

O Corinthians limitado e guerreiro, o SPFC optando pela covardia e andando no campo. Um resultado que não é ruim para ninguém considerando a posição na tabela, o fator clássico, mas que ao mesmo tempo irrita ambos. O Timão porque foi prejudicado pela arbitragem num gol claríssimo onde o bandeira e o auxiliar de linha…