Arquivo da categoria: teimosia

Será que Felipão vai ignorar a melhor zaga do mundo?

Leia o post original por Mion

Filipi Luis e Miranda  entrosados no Atlético de Madri formam lado esquerdo defensivo mais seguro do mundo. Felipão respeitará a fase dos dois?

Filipi Luis e Miranda entrosados no Atlético de Madri formam lado esquerdo defensivo mais seguro do mundo. Felipão respeitará a fase dos dois?

Victor, Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Filipi Luis. Se futebol é momento, o técnico da seleção brasileira não pode fugir da coerência ou seja, da formação defensiva acima para iniciar a Copa do Mundo. Não é questão de gostar deste ou daquele. Victor operou milagres mais uma vez e se não fosse ele, Galo teria caído antes. Além disso, é o atual campeão da Libertadores e continua em grande fase transmitindo tranquilidade e segurança. Miranda e Filipi Luis, independente de ganharem a Champions League pelo Atlético de Madri, fazem parte da defesa menos vazada da Europa e a mais completa. Daniel Alves e Thiago Silva são unanimidade como os melhores do mundo em suas posições. Logo, caso Scolari opte por encaixar Daniel, Thiago, Miranda e Filipi terá a melhor retaguarda do mundo em sua seleção.

E os atuais titulares Júlio César, David Luis e Marcelo? O goleiro absoluto (segundo Scolari) da seleção brasileira resolveu disputar o campeonato norte-americano. Defende o Toronto que ocupa a 6ª colocação entre 10 participantes. Júlio César tomou 7 gols em 6 jogos, média acima de 1 por partida. São fatos, não opiniões. O torcedor brasileiro já não confia após lambança contra a Holanda na Copa na África e a fase atual também não recomenda. Estamos falando de uma Copa que começa daqui 40 dias.

Na zaga David Luis foi afastado da defensiva do Chelsea. Mourinho já liberou o brasileiro que deverá seguir outro caminho em agosto. Para não desvalorizar David e por não ter opções para a cabeça-de-área, o escala por ali, inclusive tem jogado bem. Como zagueiro, Mourinho, um dos melhores técnicos do mundo, considera estabanado e responsável por erros básicos. Inclusive, são claros, mas mesmo assim continua sendo um dos líderes de Scolari.

Não é diferente com Marcelo no Real Madri. Carlos Ancelotti, também profissional de alto nível, constatou que pelo lado esquerdo de sua defesa existia uma avenida. Marcelo está no banco e Real passou a ter uma retaguarda segura com português Coentrão, tanto que chegou à final da Champions League. São sinais claros enviados a Felipão, agora depende se está ou não disposto a ver. Só um detalhe, talvez o mais importante: Júlio César, David Luis, Marcelo e Fred, não são Marcos, Roque Júnior, Roberto Carlos e Ronaldo. Não chegam perto do talento dos campeões de 2002, além disso as seleções europeias evoluíram barbaridade em técnica e talento nos últimos 10 anos. Felipão coloca como prioridade a defesa, então o mais lógico é buscar os melhores, já que com exceção de Neymar, não tem talentos do meio pra frente. Nem estou citando Oscar, o meia titular do Brasil. Também reserva no Chelsea: Mourinho já colocou à venda. Entende que o brasileiro não arma, não define e nem marca com equilíbrio. Exerce apenas uma função, o que é muito pouco para uma função tão fundamental. Mourinho tem razão, na seleção já vimos isto.

Todo treinador possui suas concepções e as defende ferrenhamente. Nada contra, porque se abrir espaços para cornetadas, não conseguirá trabalhar. Entretanto um defeito frequente na classe é teimosia. Muitas vezes ‘bate o pé’ só para mostrar que manda ou não aceita mudar de opinião, pois encara como fraqueza, falta de personalidade ou ser influenciável. Declaram ser coerentes com suas convicções. Este pecado se torna capital quando algo está explícito, bem claro até mesmo para torcedores e não passa a ser admitido pelo “professor”.

É o caso de Felipão, infeliz declaração ao afirmar categoricamente Júlio César e Fred são titulares independente de qualquer coisa. Gastou velas boas com defuntos ruins. Parece que a língua fala e o “bumbum “paga (para ser educado). Júlio César não sensibiliza o torcedor e a favor de Fred apenas a excelente Copa das Confederações realizada há um ano, aliás de lá para cá praticamente não jogou. Caso não ocorra nenhum imprevisto, Felipão não mudará nada, levará até o fim sua decisão, mesmo que custe o hexa ou uma melhor campanha brasileira. Afinal, quem são Mourinho, Ancelotti, Brasil e a melhor zaga do mundo para mexer nas opções e decisões de Felipão?

 

 

 

Será que Felipão vai ignorar a melhor zaga do mundo?

Leia o post original por Mion

Filipi Luis e Miranda  entrosados no Atlético de Madri formam lado esquerdo defensivo mais seguro do mundo. Felipão respeitará a fase dos dois?

Filipi Luis e Miranda entrosados no Atlético de Madri formam lado esquerdo defensivo mais seguro do mundo. Felipão respeitará a fase dos dois?

Victor, Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Filipi Luis. Se futebol é momento, o técnico da seleção brasileira não pode fugir da coerência ou seja, da formação defensiva acima para iniciar a Copa do Mundo. Não é questão de gostar deste ou daquele. Victor operou milagres mais uma vez e se não fosse ele, Galo teria caído antes. Além disso, é o atual campeão da Libertadores e continua em grande fase transmitindo tranquilidade e segurança. Miranda e Filipi Luis, independente de ganharem a Champions League pelo Atlético de Madri, fazem parte da defesa menos vazada da Europa e a mais completa. Daniel Alves e Thiago Silva são unanimidade como os melhores do mundo em suas posições. Logo, caso Scolari opte por encaixar Daniel, Thiago, Miranda e Filipi terá a melhor retaguarda do mundo em sua seleção.

E os atuais titulares Júlio César, David Luis e Marcelo? O goleiro absoluto (segundo Scolari) da seleção brasileira resolveu disputar o campeonato norte-americano. Defende o Toronto que ocupa a 6ª colocação entre 10 participantes. Júlio César tomou 7 gols em 6 jogos, média acima de 1 por partida. São fatos, não opiniões. O torcedor brasileiro já não confia após lambança contra a Holanda na Copa na África e a fase atual também não recomenda. Estamos falando de uma Copa que começa daqui 40 dias.

Na zaga David Luis foi afastado da defensiva do Chelsea. Mourinho já liberou o brasileiro que deverá seguir outro caminho em agosto. Para não desvalorizar David e por não ter opções para a cabeça-de-área, o escala por ali, inclusive tem jogado bem. Como zagueiro, Mourinho, um dos melhores técnicos do mundo, considera estabanado e responsável por erros básicos. Inclusive, são claros, mas mesmo assim continua sendo um dos líderes de Scolari.

Não é diferente com Marcelo no Real Madri. Carlos Ancelotti, também profissional de alto nível, constatou que pelo lado esquerdo de sua defesa existia uma avenida. Marcelo está no banco e Real passou a ter uma retaguarda segura com português Coentrão, tanto que chegou à final da Champions League. São sinais claros enviados a Felipão, agora depende se está ou não disposto a ver. Só um detalhe, talvez o mais importante: Júlio César, David Luis, Marcelo e Fred, não são Marcos, Roque Júnior, Roberto Carlos e Ronaldo. Não chegam perto do talento dos campeões de 2002, além disso as seleções europeias evoluíram barbaridade em técnica e talento nos últimos 10 anos. Felipão coloca como prioridade a defesa, então o mais lógico é buscar os melhores, já que com exceção de Neymar, não tem talentos do meio pra frente. Nem estou citando Oscar, o meia titular do Brasil. Também reserva no Chelsea: Mourinho já colocou à venda. Entende que o brasileiro não arma, não define e nem marca com equilíbrio. Exerce apenas uma função, o que é muito pouco para uma função tão fundamental. Mourinho tem razão, na seleção já vimos isto.

Todo treinador possui suas concepções e as defende ferrenhamente. Nada contra, porque se abrir espaços para cornetadas, não conseguirá trabalhar. Entretanto um defeito frequente na classe é teimosia. Muitas vezes ‘bate o pé’ só para mostrar que manda ou não aceita mudar de opinião, pois encara como fraqueza, falta de personalidade ou ser influenciável. Declaram ser coerentes com suas convicções. Este pecado se torna capital quando algo está explícito, bem claro até mesmo para torcedores e não passa a ser admitido pelo “professor”.

É o caso de Felipão, infeliz declaração ao afirmar categoricamente Júlio César e Fred são titulares independente de qualquer coisa. Gastou velas boas com defuntos ruins. Parece que a língua fala e o “bumbum “paga (para ser educado). Júlio César não sensibiliza o torcedor e a favor de Fred apenas a excelente Copa das Confederações realizada há um ano, aliás de lá para cá praticamente não jogou. Caso não ocorra nenhum imprevisto, Felipão não mudará nada, levará até o fim sua decisão, mesmo que custe o hexa ou uma melhor campanha brasileira. Afinal, quem são Mourinho, Ancelotti, Brasil e a melhor zaga do mundo para mexer nas opções e decisões de Felipão?

 

 

 

Teimosia de Kaká custa caro

Leia o post original por Mion

Kaká pode rezar bastante, mas Mourinho não gosta de seu estilo de jogar.

Até entendo a posição de Kaká: não admite sair por baixo do Real Madri, mas se depender do técnico José Mourinho vai perder tempo. O técnico português não é admirador do futebol de Kaká. A fase do Real é terrível, empatou ontem em 0 a0 com o Racing e Kaká entrou no segundo tempo para jogar 15 minutos.

Kaká está perdendo tempo e queimando a sua imagem. No fundo não admite aquilo que é claro. A melhor opção seria retornar ao Brasil. Em casa poderia recuperar o seu futebol, nem que fosse por empréstimo. Kaká resiste também porque gostou de morar na Europa. A família está bem adaptada por lá. Se analisarmos o perfil pessoal de Kaká, ele é um europeu que nasceu no Brasil.

     Tanto em campo quanto fora dele. O brasileiro nunca foi boleiro. Educado, comportado e excelente profissional. Dentro de campo, um meia atacante forte, veloz e agudo na busca de gols. Tudo bem europeu. Talvez surja uma outra opção, Inglaterra ou mesmo a Itália. Kaká só precisa se convencer que no Real vai ficar marginalizado porque o chefe Mourinho não topa a seu jeito de jogar.