Arquivo da categoria: Turner

Opinião: Palmeiras acerta ao não aceitar contrato longo com a Globo

Leia o post original por Perrone

Na opinião deste blogueiro, o grande acerto da diretoria do Palmeiras ao bater o pé por suas reivindicações na negociação com a Globo diz respeito ao tempo de contrato.

Aceitar um acordo de seis anos é dar um cheque em branco para a emissora. Digo isso pensando na internet, nas redes sociais. Desde que elas surgiram, sempre ficaram em plano secundário nas discussões entre Tvs e clubes.

Hoje, porém, é indiscutível o potencial que existe na transmissão pela internet. Parcela considerável dos torcedores já está acostumada a assistir jogos pelo computador ou pelo celular. As novas gerações já manuseiam esses dispositivos desde o berço.

A tendência desse mercado é crescer muito. Certamente, a transmissão pela internet valerá bem mais daqui a seis anos do que hoje. Por isso, o Palmeiras faz bem em pensar num prazo mais curto para acertar um eventual contrato com a Globo para a transmissão de jogos em canal aberto e outras mídias.

A emissora sabe do potencial da internet. Tanto que suas transmissões na TV estão cada vez mais conectadas à ela. Claro, o trabalho dos executivos da Globo é tentar garantir exclusividade nesse filão nas transmissões pelo maior tempo possível. Não há sacanagem nisso. Não existe vilão ou mocinho no roteiro.

Agora, o Palmeiras parece ter se ligado num ponto para o qual muitos clubes não deram a justa importância. Não se pode tratar a transmissão de jogos por esses novos meios como um chocolatinho na negociação.

Na opinião deste blogueiro, um prazo curto para respeitar as evoluções tecnológicas e sua capacidade de gerar receita é mais importante neste momento do que discutir a redução de valores proposta pela Globo pelo fato de o Palmeiras ter assinado com a Turner para transmitir seus jogos na TV fechada.

É legítimo imaginar que num futuro próximo a transmissão pela internet seja mais valiosa do que pela televisão. Os clubes precisam ter isso em mente. Acredito que a Globo já tenha.

Cartolas que fecharam com EI agora dizem não temer retaliação da Globo

Leia o post original por Perrone

Com Felipe Pereira, do UOL Esporte, em São Paulo

Durante as negociações com o Esporte Interativo (EI) tanto clubes que aceitaram a proposta da emissora como os que a recusaram repetiram o mantra de que temiam represálias da Globo. Porém, agora que o acordo para a transmissão dos jogos do Brasileiro em TV fechada entre 2019 e 2024 foi oficialmente anunciado, o discurso mudou.

Os cartolas que acertaram com o EI passaram a afirmar que não existirão retaliações, como a Globo deixar de passar partidas de seus times na TV aberta. Ou oferecer a eles contratos ruins. Por sua vez, a Globo sempre negou a possibilidade de vingança.

“Nas semifinais do Paulista, a Globo vai passar na TV aberta Santos x Palmeiras. Isso é uma prova de que não tem retaliação”, disse Modesto Roma Júnior, presidente santista e cartola que mais havia afirmado temer represálias. Vale lembrar que o Palmeiras ainda não decidiu com quem fará acordo.

“Eles entenderam que o cenário mudou e que não adiantaria retaliar”, declarou Mário Celso Petraglia, presidente do Atlético-PR.

“O Bahia é líder de audiência no Estado com larga vantagem sobre o segundo colocado. Você acha que a Globo vai deixar de fora nossos jogos?”, afirmou Marcelo Sant’Ana, presidente do Bahia.

Vitório Piffero, do Internacional, foi na mesma linha. “Eles não fariam isso com milhões de telespectadores. Não seria inteligente”, disse.

Quem trata com os cartolas sobre transmissão também notou a mudança do sentimento deles em relação a Globo. “Não sei qual o motivo, mas eles estão muito mais relaxados (sobre como serão tratados na TV aberta)”, contou Bernardo Ramalho, diretor da Turner, proprietária do EI.

Nesta terça, na apresentação do seu projeto para o Brasileirão, com 14 clubes (incluindo o Santa Cruz, que diz estar fechado com a Globo) das Séries A e B, a empresa também falou do efeito que sua entrada teve no mercado para os times. “Por causa da nossa participação haverá R$ 2 bilhões em dinheiro novo para os clubes”, disse Edgar Diniz, vice-presidente de conteúdo esportivo da Turner. No cálculo feito por ele estão a quantia que a emissora ofereceu a mais aos clubes em relação à proposta inicial da Globo e o aumento proposto pela concorrente após a ação do Esporte Interativo.

CADE pede explicações para Globo e clubes

Leia o post original por Rica Perrone

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) tem como objetivo orientar, fiscalizar, prevenir e apurar abusos do poder econômico, exercendo papel tutelador da prevenção e repressão do mesmo. Pois bem.  O CADE não está cego com relação a disputa entre Globo x Turner (EI) pelos direitos de TV dos clubes brasileiros a partir de 2019. Como …

Veja como concorrente mina Globo em conversas com clubes

Leia o post original por Perrone

Em busca de fecharem acordo com pelo menos oito clubes, executivos da Turner, dona do Esporte Interativo (EI), tentam, em conversas com dirigentes, minar os argumentos usados pela Globo para renovar o contrato de transmissão dos jogos do Brasileirão em TV fechada a partir de 2019. Até agora, só o Santos afirmou publicamente ter aceitado a proposta da concorrente da Globo por um acordo de seis anos. Abaixo, veja como a Turner tem bombardeado o discurso e a oferta da emissora rival para os cartolas.

Redução de cotas

Durante as reuniões representantes da Turner tem se esforçado para desconstruir o argumento usado pela Globo com os dirigentes de que a atual crise financeira no país tornou difícil a venda de anúncios em jogos de futebol. Por conta dessa tese, a primeira proposta de renovação previa uma redução nos valores do contrato atual.

Os representantes do EI usaram até uma tabela publicada pelo Meio & Mensagem, veículo especializado em informações sobre marketing, mídia e comunicação, em outubro de 2015, para convencer os cartolas de que a situação não é tão feia para a emissora da família Marinho. O quadro traz as quantias arrecadadas pela Globo com patrocínio no futebol desde 2010, já incluindo os valores de 2016. A reportagem mostra que houve um aumento de 9,2% nos preços cobrados pela Globo dos patrocinadores de 2015 para 2016. A cota total passou de R$ 225 milhões para R$ 245,7 milhões. Só que a mesma matéria registra que essa foi a menor evolução de patrocínio do futebol da emissora desde 2010. Na conta não entra a temporada de 2014, por causa de mudanças no sistema de cotas provocadas pela Copa do Mundo no Brasil.

Importância da TV fechada

Os executivos da Turner tentam demonstrar para os cartolas que os jogos em TV por assinatura são, sim, importantes para a Globo porque asseguram excelente audiência para o Sportv, canal fechado do grupo. É comum os dirigentes dizerem que a Globo não paga bem por essa modalidade porque tem pequeno retorno financeiro com ela. O discurso dos donos do EI, então, passou a ser de que sua concorrente valoriza seu canal fechado. E que quem não valoriza, segundo eles, são os cartolas, pois vendem os jogos em sinal fechado por pouco dinheiro. Nessa discussão, como mostrou o blog, a Turner disse aos clubes que oferece pouco mais de nove vezes o que a Globo paga pelas partidas em TV fechada.

Patrocinadores na tela

Uma das promessas feitas pelos executivos da Turner é mostrar os painéis com patrocinadores dos clubes nas entrevistas dadas por jogadores, treinadores e dirigentes. Acontece que Globo e outras emissoras costumam usar imagens fechadas em que até patrocínios em bonés não aparecem. Como mostrou o Blog do Rodrigo Mattos, os donos do Esporte Interativo também prometem falar o nome dos anunciantes que batizam estádios.

 

TV aberta

Os executivos da Turner ouviram que cartolas temem que a Globo não compre seus jogos jem TV aberta, caso fechem com o EI. Em resposta, eles tentam convencer os dirigentes de que é desinteressante para a concorrente transmitir o Campeonato Brasileiro sem todos os clubes. De acordo com essa tese, a Globo acabaria adquirindo também as partidas de quem assinou com o Esporte Interativo na TV por assinatura para ter a competição completa. Além disso, a Turner assegurou que comprará os direitos de transmissão para canal aberto, mesmo sem saber ainda o que fazer com eles, se os times não conseguirem vender para ninguém.

Fim das partidas às 22h

Uma das críticas atuais de alguns cartolas e de grande parte dos torcedores é de que a Globo realiza jogos às 22h, tarde para quem vai ao estádio e tem que acordar cedo no dia seguinte, o que, em tese, prejudica a venda de ingressos. Em sua proposta, a Turner garantiu que nunca pedirá partidas com início depois das 21h30.

 

São Paulo comemora ter ‘dobrado’ Globo e fica perto de renovar contrato

Leia o post original por Perrone

Oficialmente, o São Paulo não fala sobre as negociações com Globo e Esporte Interativo (EI) pelos direitos de transmissão do Brasileirão em TV Fechada a partir de 2019. Porém, internamente, os cartolas do clube comemoram terem exigências atendidas pela emissora da família Marinho. Assim, afirmam que estão perto de assinar a renovação contratual com ela.

O discurso é que, depois de aceitarem conversar com a Turner, dona do EI, conseguiram arrancar da Globo um contrato muito melhor do que o atual.

Uma das cobranças feitas pelo São Paulo era para receber luvas, como oferece a Turner. A proposta original da Globo prevê uma antecipação de dinheiro no ato da assinatura, mas a verba é descontada parceladamente da quantia restante que o clube terá a receber. A diretoria tricolor não quer esse desconto.

Inicialmente, a emissora também estabeleceu uma redução nos valores pagos atualmente.

De acordo com o Blog do Rodrigo Mattos, porém, após a entrada da Turner no circuito, a Globo acenou até com uma mudança na divisão de cotas, que atualmente prevê fatias maiores para Corinthians e Flamengo.

O São Paulo é um dos clubes mais cobiçados pela Turner, que só levará adiante seu projeto se tiver a assinatura de oito times. Executivos da emissora dão como certo que fecharão com Santos, Fluminense, Grêmio, Internacional, Atlético-PR, Coritiba e Bahia. Portanto, faltaria mais uma equipe para o negócio decolar.

 

LEIA MAIS:

Com concorrência, Globo acena alterar divisão de cotas, mas tem obstáculos
Pelo Brasileiro, EI oferece em contrato falar naming rights do estádio
Globo agora ganha rivais também na disputa pelos direitos da Copa do Brasil
Turner diz a clubes que paga cerca de 9 vezes mais que Globo por TV fechada
Rival da Globo garante compra de jogos também para TV aberta, dizem clubes
Globo fecha com 7 clubes, e pay-per-view ‘ameaça’ castigar quem não assinar

Santos vê retaliação da Globo por negociar com concorrente. Emissora nega

Leia o post original por Perrone

A diretoria do Santos está incomodada com o fato de o time ter apenas um jogo com transmissão pela Globo anunciado no Campeonato Paulista até agora, contra o Corinthians, pela primeira fase. A FPF divulgou a programação de televisionamento só das dez primeiras rodadas.

A situação do time de Lucas Lima hoje é igual, por exemplo, à do São Bento, que também só tem programada na Globo partida diante do Corinthians.

Nos bastidores, a direção santista afirma que está sofrendo retaliação da Globo por negociar a transmissão dos jogos do clube em TV fechada no Brasileirão a partir de 2019 com o EI (Esporte Interativo), pertencente ao Grupo Turner.

O alvinegro do litoral é um dos times mais animados da negociação. Os cartolas acreditam que, se assinarem com o EI, o Santos vai sumir de vez da grade Globo até o fim do contrato atual do Brasileirão, válido até o final de 2018. Tradicionalmente, os santistas reclamam de pouca exposição.

Em nota, o departamento de comunicação da Globo disse que a emissora ficou surpresa com o relato do blog de desconforto dos dirigentes do Santos, negou retaliação e afirmou que a escolha dos jogos depende da audiência gerada pelas equipes.

“Além da citada negociação não dizer respeito à TV aberta, a Globo ainda não definiu todos os jogos que serão exibidos na primeira fase. Só escolhemos até a décima rodada das 15 da primeira fase. Nas cinco últimas certamente haverá outro jogo do Santos. Os jogos são escolhidos em função do interesse do público e, portanto, da audiência”, diz a nota da Globo.

A emissora também citou partidas transmitidas no ano passado para afirmar que não existe retaliação ao Santos: “Como termo de comparação, em 2015, também exibimos dois jogos do Santos na primeira fase. Sem vínculo, portanto, com qualquer negociação ou outro critério que não seja o do interesse do público”.

Porém, o site da FPF registra três jogos do Santos na Globo na primeira fase do Paulista de 2015, dois deles nas dez primeiras rodadas da competição, mais do que o programado atualmente.

A direção alvinegra avalia que se os jogos do time na Globo diminuírem poderá ouvir queixas de seus patrocinadores pela redução de exposição na emissora. Mas, mesmo assim, a análise é de que compensa assinar com o Esporte Interativo por questões financeiras, por acreditar que terá mais espaço com a nova parceira e por que a mudança de emissora representaria uma chacoalhada importante no futebol brasileiro.

Como o blog mostrou nesta quarta, a Turner afirma nas reuniões com os clubes que sua proposta total é cerca de nove vezes superior ao que a Globo paga pela transmissão em TV fechada.

Enquanto encaminha um amargo divórcio com a Globo, o Santos já vive em clima de namoro com o EI, que comprou os direitos para transmitir o amistoso de pré-temporada da equipe com o Bahia, outro interessado em mudar de canal.

 

Rival da Globo garante compra de jogos também para TV aberta, dizem clubes

Leia o post original por Perrone

Um dos principais temores dos cartolas que negociam a venda dos direitos de transmissão do Brasileirão em TV fechada, a partir de 2019, para o Esporte Interativo (EI), sempre foi não ter com quem negociar os jogos em sinal aberto. Isso porque a previsão é de que a Globo não se interesse, como uma forma de retaliação aos “rebeldes” e que outras emissoras não tenham dinheiro para a operação.

Porém, cartolas envolvidos na negociação afirmam que o problema foi solucionado. Contam que a Turner, dona do Esporte Interativo, topou incluir no contrato uma cláusula que obriga o canal a comprar também os direitos para TV aberta. Isso desde que os clubes não consigam fazer a venda até o início do Brasileirão.

A empresa não tem interesse na transmissão em sinal aberto, então, provavelmente, tentaria repassar a baixo custo os direitos para outra concorrente da Globo.

Pelo acordo que está sendo costurado, a Turner pagaria R$ 600 milhões pela transmissão em TV fechada e mais cerca de R$ 210 milhões pelos direitos em sinal aberto, se for necessário.

Para assinar o contrato, a empresa quer a participação de no mínimo oito clubes. Sete tem conversado desde início das negociações. São eles, Santos, Fluminense, Grêmio, Internacional, Coritiba, Atlético-PR e Bahia, que está na Série B. O São Paulo passou a participar depois das conversas, ao mesmo tempo em que negocia com a Globo.

A Turner não comenta o assunto.

 

Negociação com concorrente da Globo prevê 2 jogos por rodada na TV fechada

Leia o post original por Perrone

Em reunião na última quarta-feira, os departamentos jurídicos da Turner, dona do Canal Esporte Interativo, e representantes de clubes que negociam com a emissora discutiram detalhes de um eventual contrato para transmissão de jogos do Brasileirão em TV fechada a partir de 2019 por seis anos.

Ficou acertado que, se o compromisso for firmado, só poderão ser transmitidos até dois jogos por rodada. O limite é uma imposição dos clubes. Os cartolas avaliam que a exibição de mais partidas dificultaria a venda dos direitos para TV aberta.

Para as tratativas vingarem, no entanto, são necessárias as assinaturas de pelo menos oito clubes. Esse é o número mínimo que a Turner considera viável para comprar os direitos. O EI só poderia transmitir jogos envolvendo duas equipes com as quais têm contrato. Partidas entre um desses times e um adversário comprometido com a Globo ficariam sem transmissão.

Modesto Roma Júnior, presidente do Santos e principal entusiasta da negociação entre os cartolas, é também o mais otimista em relação a conseguir as oito assinaturas. Grêmio, Internacional, Fluminense, Atlético-PR e Coritiba são times da Série A do Brasileiro, além do alvinegro do litoral paulista, que conversam com a Turner desde o início das negociações, o que não é garantia de que vão assinar o contrato.

A empresa oferece aos clubes R$ 600 milhões, que seriam divididos da seguinte forma: 50% em fatias iguais, 25% de acordo com a audiência e 25% conforme o desempenho em campo das equipes.

Assinar com o Esporte Interativo é uma obrigação. A Globo já sacaneou demais o Santos e o futebol brasileiro.

Leia o post original por Odir Cunha

Bem, acho que o título já disse tudo o que eu queria. Uma emissora de tevê que assumiu o controle do futebol brasileiro e cismou que o País só deve ter dois times ricos; que agiu para desmanchar a liga dos clubes e controlar as agremiações com mimos aos seus presidentes; que tornou o esporte mais popular do Brasil coadjuvante de suas novelas apelativas; que reduziu drasticamente o público médio nos estádios ao marcar os jogos noturnos para o horário insólito das 22 horas; que manipula a política dos clubes e da Seleção Brasileira – e que, por tudo isso, também é uma das grandes culpadas pela vergonha dos 7 a 1 e 3 a 0 -; enfim, uma emissora que usa o futebol e mantém os clubes cativos, precisava ter concorrentes à altura.

É uma dádiva dos céus que uma emissora assim perca os direitos da transmissão do nosso futebol para o Esporte Interativo, hoje propriedade da Turner Broadcasting System Latin America, que vem com uma mentalidade mais generosa e democrática para lidar com o futebol brasileiro, pagará mais aos clubes e tornará possível a volta dos horários compatíveis para o torcedor que gosta de ir ao estádio.

Esperamos, todos os santistas, que o pronunciamento do presidente Modesto Roma à Jovem Pan seja sincero. Continuar atrelado à Globo é assinar o atestado de pequenez eterna, pois para a emissora carioca só há dois times no Brasil. A Turner saberá valorizar a internacionalidade do Santos. Neste assunto estamos ao lado do presidente e esperamos que ele não ceda, apesar dos mimos que, sabemos, a Globo tem lhe oferecido.

Abaixo-assinado contra o Santos se comprometer com um novo estádio pequeno em Santos e deixar, definitivamente, de mandar seus jogos em São Paulo.

Segue a lista de quem é contra o Santos se envolver na construção de um estádio para 25 mil pessoas ao lado da Vila Belmiro e deixar, definitivamente, de mandar seus jogos em São Paulo, onde mora a maior parte de sua torcida.

Alegam que as despesas para jogar no Pacaembu são muitas, mas ninguém explica as “despesas diversas”. O que se sabe, por exemplo, é que enquanto os clubes da Capital viajam a Santos e jogam no mesmo dia, a comissão técnica e os jogadores do Santos fazem questão de que o clube lhes pague a hospedagem em um bom hotel de São Paulo. Assim fica mesmo difícil ter um bom lucro nos jogos no Pacaembu, que, em média, atraem públicos três vezes maiores do que a Vila Belmiro.

O Santos não precisa ser parceiro de nenhum estádio pequeno em Santos. Ele precisa usar de maneira eficiente e competente os estádios da Capital – como Pacaembu, Canindé e o próprio Alianz Parque. Precisa pensar grande e confiar na imensa torcida que tem na Grande São Paulo e em todo o Brasil.

Lembro, ainda, que os conselheiros eleitos das chapas de Modesto Roma, José Carlos Peres e Fernando Silva somam 195 pessoas. Portanto, este abaixo-assinado já superou este número. Se quiser ver seu nome na lista, deixe nome, RG ou número de sócio nos comentários.

1. Ademir Joaquim Teles, RG 20.715.269-X, Sócio 40.401.
2. Aderbal Pereira de Matos, RG 15181775, Sócio Rei 65841-00.
3. Adriano Macena Santos, RG 28.239.975-6.
4. Adriano Navarro da Silva, RG 49613430-9, Sócio 160688.
5. Adriano Riesemberg, RG 1.783.603-0, Sócio 04171.
6. Affonso Parisi Junior, RG 9.633.653-5 PR.
7. Ailton Luiz F. do Carmo, RG 33.328.042 8.
8. Alan da Silva Leite, RG 44.411.708-8, Sócio 58000.
9. Alaudio de Souza, RG 47138361.
10. Alberto Martins de Souza, RG 20.449.814.
11. Alberto, Sócio 60369.
12. Alex Rosendo, RG 30.108.483-X.
13. Alexandre Peixoto de Almeida, RG 26.750.818-9, Sócio 45065.
14. Alexandre Silva do Nascimento, RG: MG11339159.
15. Alexsandro Aparecido Silva, RG 27.519.726-8.
16. Aline Maria do Nascimento, RG 35.250.948-x.
17. Amilton dos Santos Ferreira, RG: 53.209.103-6.
18. Anderson Neves Rossi, RG 48.188.895-0.
19. André Barros Pirovic Zanin, RG 50.614.129-9.
20. André Luiz Marini, RG 5.138.969-7.
21. André Luiz Villaça Micheletto, RG 32.453.186-2, Sócio 46285-00.
22. André Oliveira, RG: 20574262-2, Sócio 068098.
23. Anselmo Narangeira Rovati, RG 42.639.865-8, Sócio 58100.
24. Antônio Luciano Ceron, RG 4.182.905.
25. Antonio Luis, RG 10710660-7.
26. Antonio Mauro de Sousa, RG 9177641-7.
27. Augusto Rodrigues Munhoz, RG 34.960.736-9.
28. Benval Ferreira da Silva, Sócio 38814.
29. Bruno Eugênio Costa, RG 340259954.
30. Bruno Sebastian Roque, RG 43.709.664-6.
31. Caio Augusto da Cruz, RG 28189516-8, Sócio 55933.
32. Caio Fernando Boeira, RG 4.335.8352-6.
33. Carlos Alberto Ansaloni, RG 10.778.891-3.
34. Carlos Alberto, RG 19650826, Sócio 64972.
35. Carlos Eduardo Tonelotti Grecco, RG 29548453-6, Sócio 40211.
36. Carlos Henrique dos Santos Mendonça, RG 43.758.771-X.
37. Carlos José Muniz, RG 16.696.165-6.
38. Cássio Henrique Mazzer, RG 14330942, Sócio 0160830.
39. Cássio Roberto Lino, RG 27.856.831-2, Sócio Rei 74686.
40. Cesar Almeida, RG 16.902.957-8.
41. Cezar Le Petit, RG 14 474 392, Sócio 76166, RG 14 474 392.
42. Christian da Silva Soares Lima, RG 22.976.894-5, Sócio 131177.
43. Claudio Correa, RG 7592164.
44. Claudio Favarin, RG 9.551.593, Sócio 14.756.
45. Claudio Roberto Brandalise, RG 1134028-8.
46. Cleber Rocha Coelho, RG 304615870, Sócio 148584.
47. Clodoaldo Pereira Azevedo, RG 23.306.648-2, Sócio 46.818.
48. Clovis Cimino, RG 4.449.447, Sócio 28.989.
49. Cristiano Dias Figueiroa, RG 24.554.233-4.
50. Daniel Galvão de Camargo, RG 32.805.853-1.
51. Daniel Lucas, RG: 6.209.494.
52. Daniel Roberto Carpentieri Censi, RG 361544479, Sócio 148508.
53. Daniel Santos Andrioli, Sócio 46327.
54. Daniel Vader, RG 34.569.405-3.
55. Danilo Caio Valente Simões, RG 24.281.795-6.
56. Davi Cláudio Maria, RG 22.489.128_5.
57. Denilson G. Sousa, RG 27000.766-0.
58. Diego dos Reis Terlone de Oliveira, RG 14672999 MG.
59. Douglas M. Casarini, RG 25434189-5.
60. Douglas, Sócio 60268.
61. Edilson, Sócio 60174.
62. Edison R E Bertoncelo, RG 25493722-6, Sócio 61027.
63. Edmilson Almeida de Souza, RG 45.914.326-8.
64. Eduardo Batista de Souza, RG 27.873.484-4, Sócio 48.609.
65. Eduardo Faria Igesca, Sócio: 074013.
66. Eduardo Santana dos Santos, 48.726.869 – 6, Sócio 160952.
67. Eduardo Sebastiao Soares, RG 24365146-6.
68. Eduardo Simas, RG 6789714-9, Sócio 64375.
69. Eduardo Vital Barbosa da Luz, RG 1281530085.
70. Efigênio, RG 14 674 863-3.
71. Elcio Jorge de Oliveira, RG 5.472.957-9 SP.
72. Ernesto Franze, RG 9.004.615, Sócio 6662.
73. Everton Borges da Silva, RG 33.328.356-9
74. Fabiano Accorsi , RG.18.502.405-1, Sócio 37.784.
75. Fabiano R. Lima dos Santos, RG 26304378-2.
76. Fabio de Souza Lima, RG 29322996X, Sócio 74436.
77. Fabio Toledo Martins, RG. 32.795.731-1.
78. Fabrizio Elbel, RG 29530893-x.
79. Fagner Vinicius da Costa Borges, RG 41.605.665-9.
80. Felipe Luis Boschi Rubinger, RG M9.307.663, Sócio Rei 53508e.
81. Fernanda Soares Fernandes, RG 34.020.219-1.
82. Fernanda Verusca Leite Santana, RG – 0796515697.
83. Fernando Oliveira Paulino, RG 22.539-777-8, Sócio 38628.
84. Flavio Jose de Sousa, RG 278731284, Sócio 64445.
85. Francisco de Sales Silva, RG 27.135.583-9.
86. Gabriel Melo de Oliveira, RG: 13983317-08, Sócio 48471.
87. Gerson Mauro Becil Nogueira, RG 8.686.123.
88. Gian Martins Goncalves, RG 40044434-3.
89. Gildo Ferreira Alves, RG 20. 711. 932-6.
90. Gilmar Curitiba, Sócio 60355.
91. Glecimar de Carvalho Mól, RG 23.862.940-5, Sócio 47570.
92. Guilherme dos Santos Castilho Cunha, RG 35178020-8, Sócio 51653.
93. Guilherme Pinheiro Guedes, RG 2.746.675.
94. Guilherme Vaz de Oliveira Resstom, RG 13.162.252-8.
95. Helcius José Campeão Vale, RG 44.582.233-8.
96. Helio de Faria Merheb Junior, RG 9858804.
97. Igor Dias Bonifácio, RG: 18.878.024.
98. Irair Leite de Moraes, RG 5.077.784-SSP-SP, Sócio 48733.
99. Jair Sergio de Moraes, RG 17007505-9.
100. Jardel Soares Fernandes, RG 34020220-8, Sócio 159967.
101. João Borges Laurindo, RG 12.516.729-x.
102. João Eduardo da Silva de Faria, Sócio 167143.
103. João Gustavo Lechinieski, RG 27749997-5, Sócio 41713.
104. João Lucas Miqueleto Reis, RG 47287942-X.
105. João Paulo da Silva, RG 43.102.845-x.
106. João Sanchez, RG 12.857.790, Sócio 38640.
107. Johnni Xavier Padilha, RG 10 892 965 0.
108. Jorge Issamu Makibara, RG 8272649.
109. José Alexandre Perozini, Sócio 38.069.
110. José Antônio Fernandes, RG 8.348.757-8.
111. Jose Antonio, RG 5.046,048.
112. José aparecido Braga, RG 503.058.169-34.
113. José Aparecido da Silva, RG 15.617.411, Sócio 38.784.
114. José Carlos Roncato Junior, RG 29.543.341-3.
115. José Clévinson Vieira Adão, RG 11.708.243-0.
116. Jose Eduardo Battilani, RG 9.109.973-0.
117. José Flavio Ferreira Junior, RG 26.268.133-x.
118. Jose Luis de Meira, RG-3900985-4 PR.
119. José Maria Rodrigues, RG 25.015.608-8.
120. José Tenório de Aquino, RG 7.149.062-0.
121. Kenji Okamoto, RG 8.658.113.
122. Kleber dos Santos Correia, RG 24.408.982-6, Sócio 144155.
123. Kleber Martins, RG 302382641, Sócio 148326.
124. Leandro Cosmo de Sousa, RG 43.904.953-2, Sócio 69574.
125. Leonardo Fernandes Emiliano Silva, RG 36433341.
126. Luan Santos, RG 48.207.118-7.
127. Lucas Nascimento, RG 49.396.574-9, Sócio 59517.
128. Lucas Pires de Freitas, RG 455918351, Sócio 58658.
129. Luciano Emiliano Pereira, RG 24.358.158-0.
130. Luciano Rodrigues Gargel , RG 43.796.229-5, Sócio 45063.
131. Luismar Ferreira Arantes, RG 1.077.502.
132. Luiz Antonio Nunes Conceição, Sócio 30888.
133. Luiz Louzada de Castro, Sócio 42852.
134. Luiz Sergio Pimenta, RG 3.164.917.
135. Luiz Tomaz do Nascimento Filho, RG MG-2.531.265.
136. Marcello Centeno, RG 08521802-25 BA , Sócio 39183.
137. Marcello Pereira Delgado, RG 34450872-9, Sócio 74197.
138. Marcelo Carvalho da Silva, RG 20962185.
139. Marcelo José Bernardes Pereira, RG 21729568.
140. Marcelo Lucio Fernandes, Sócio 47726-00.
141. Marcelo Tecelão, RG 9.189.470-0, Sócio 42076.
142. Marcio Alves, RG 28.173.189-5.
143. Marcio Rodrigues Ferreira, RG 29100964-5.
144. Marco Aurélio de Góes Monteiro, RG 14.344.613-7.
145. Marcos Antonio Rosetti, RG 5.9334459-9.
146. Marcos C Andrade, RG 16.263.769-X, Sócio 45.968.
147. Marcos de Oliveira Campos, RG 25079804-9.
148. Marcos Queiroz, RG 16.750.884-2.
149. Marcus Eduardo Siqueira, RG 10935258 MG.
150. Maria Do Carmo Soares Fernandes, RG 9.192.328-1.
151. Mariana Seno, Sócia 157524.
152. Matheus Silva Castro, RG, 29.456.399-4, Sócio 053789.
153. Matheus Soares, RG 34.289.740-8.
154. Matheus Varela, RG 42.395.771-5.
155. Mauricio Silva, RG 8.053.457.
156. Mauro M.N.Ferri, RG 16152044.
157. Michel Silva Santos, RG 40.486.674-8.
158. Moisés Vieira dos Santos, RG 189316640, Sócio 148941.
159. Monica Tenorio de Aquino, RG 32.931.392-7.
160. Nelson Alexandre Renner Soares, RG 24.898.845-1.
161. Nicholas Payton O´Neal, RG 37154944-9.
162. Odair José Valentin, RG: 24.796.112-7.
163. Odair Pinto de Oliveira, RG 17.014.092-1.
164. Odir Cunha, RG 5.769.731, Sócio 41.487.
165. Otacílio José Tenório de Aquino, RG 7.149.062-0.
166. Otavio Crozoletti Costa, RG 49.008.265-8.
167. Paulo B, Sócio 155565.
168. Paulo Gonçalves Silva, RG 19.865.448.
169. Paulo Henrique Peres Alexandrino, RG 43.095.966-7, Sócio 074379.
170. Paulo Roberto Perez Salvino, RG 3.086.909SC.
171. Paulo S Cabral, RG 13034869, Sócio 42904.
172. Pedro Carlos Pereira Neto, RG 12.993.332.
173. Pedro Henrique Nery da Silva, 43.994.389-9, Sócio 61842.
174. Pedro Okner, RG 17. 709. 669.
175. Plínio Tibério Pinho Ramos, RG 12.310.350.
176. Rafael Soares Barcelos, RG 40.307.329-7.
177. Raphael de Paula Vazes, RG 1399461 MS.
178. Reginaldo Evaristo, RG 5.937.347, Sócio 6012.
179. Reinaldo Guedes do Nascimento, RG 48.109.397-7.
180. Renato Martins Bernardes, RG 19.939.418, Sócio 138433.
181. Renato Soares da Silva, RG 10.131.490-1.
182. Renato Vilela Ferreira, RG 32.273.927-5, Sócio 69575.
183. Ricardo Sudo, RG 15674492, Sócio 56837.
184. Ricardo Teixeira, RG 23.634.904-1.
185. Rildo Demarqui Pereira, RG 27.120.837-5.
186. Roberto Deguchi , RG 6582420.
187. Roberto Dias Álvares, RG 4.139.568-0.
188. Roberto Gallo, Sócio 161399.
189. Roberto Lizuka, RG 13.270.377-4, Sócio Contribuinte.
190. Rodrigo Jose Silva, RG 43.128.101-4.
191. Rodrigo Souza de Araújo Pinto, RG 24.492.857-5, Sócio 57218.
192. Roger Bassetto, RG 15.165.517, Sócio 158858.
193. Rogério dos Santos Nascimento, RG 29690076X.
194. Rogério Eduardo B Sciamana, RG 23017108-4.
195. Rômulo Narciso Nunes Machado, RG 332533840.
196. Ronny William de Carvalho, RG 29.902.036-8.
197. Santiago Viana Laranjeira, RG 43.268.555-8.
198. Sérgio Alves Nicolau, RG 39.627.755-X, Sócio 166176.
199. Sergio Elias Cardoso, RG 6.578.080-2.
200. Sergio Tomasoni, RG 12.722.657-6, Sócio 44.033.
201. Sidney dos Santos Luzio Junior, Sócio nº 56245.
202. Sidney Humberto Cavalcante Dourado, RG 18.269.067.
203. Silvanir, Sócio 158412.
204. Silvio Correia de Campos, RG 19.544.892, Sócio 160513.
205. Tales Maciel Dos Santos, RG 1565709209.
206. Thiago Lopes Rodrigues, RG: 43.682.852-2
207. Thiago Melo Santos, RG 30.531.749-0.
208. Thiago Otto Kruszieslki Bredow, RG 7.542.516-3.
209. Tiago Guedes, RG 41.350.096-2, Sócio.
210. Vagner Correa, Sócio 38486.
211. Valeska das Graças de Jesus, RG 30.304.802-5.
212. Vicente de Paulo Guimarães Priante, RG 39.920.021.6.
213. Vinícius da Silva Conde, RG 47.087.375-9.
214. Vinícius de Souza Costeira Leite, RG 37.397.587-9, Sócio-Rei 56957.
215. Vitor Almeida, RG 42.860.633-7.
216. Vitor Antonio dos Santos, RG 10.795.631-7, Sócio Contribuinte.
217. Wagner José de Almeida Garcia, RG 852.959 MT, Sócio.
218. Waldomiro Jayme Filho, RG 6.785.486.
219. Walter de Arruda Camargo, Sócio 44920.
220. Washington de Souza Luz, RG 30.803.918-X.
221. Willian Andrade, RG 10.926.436-9.
222. Willian Marcus Oliveira, RG 10362639.
223. Willyan Beleze de Souza, RG 7.510.410-3.

E você, o que acha disso tudo?