Arquivo da categoria: Uncategorized

Seleçãozinha leva sufoco desnecessário, mas deixa ótima impressão

Foto: CBF

Brasil 4 x 2 Alemanha

Francamente, não estava muito animado com o início da seleção brasileira nas Olimpíadas de Tóquio, não.

Principalmente depois do esquisito amistoso da semana passada contra os Emirados Árabes Unidos.

O time sub-23 de nosso país venceu por 5 a 2, é verdade.

Mas passou por um sufoco danado durante o duelo, deslanchando a fazer gols só nos minutos finais.

Por isso, me pegou de surpresa a boa vitória da equipe comandada por André Jardine que vinha se desenhando no primeiro tempo do duelo dos jogos olímpicos.

E logo contra a Alemanha, que sempre teve uma base muito forte.

E o escrete canarinho poderia ter feito muito mais.

O Brasil foi piedoso com os alemães e acabou levando sufoco danado nos minutos finais da partida.

E logo contra eles, que não tiveram dó da gente em 2014…

Mas o fato é que o Brasilzinho hoje poderia ter feito até 71 a 1 que mesmo assim não estaríamos vingados do que aconteceu no Mineirão em 2014.

Para ficar quite mesmo, o escrete canarinho precisa enfiar 7 a 1 na seleção alemã nas semifinais de uma Copa disputada lá na Alemanha.

Enquanto isso não acontecer, ainda não estaremos vingados.

E, por isso, ouso dizer que jamais nos vingaremos deles.

Paciência…

Mas, olha, pode ser que o bi olímpico pinte neste ano, hein?

O time, apesar do sufoco final, é interessante e, aparentemente, está ficando cada vez mais entrosado.

Tomara!

E você, amigo internauta, o que achou da estreia da seleção olímpica?

Opine!

Com essa bolinha, o Palmeiras não terá chances contra o SP!

Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Palmeiras 1 x 0 Universidad Católica

A gente sabe que a colônia italiana do Brasil é muito religiosa. 

Então será que foi por isso que o Palmeiras teve tanta pena nesta noite do Universidad… Católica?

Afinal, gente, sejamos francos, era para o Verdão ter metido 5 ou 6 gols no nada mais que esforçado time chileno. 

Marcou apenas um, com Marcos Rocha, e depois meteu “milhares” de bolas na trave. 

Aliás, Sebastián Pérez, goleiro da Católia, foi o melhor jogador em campo. 

Mas contou, é claro, também com enorme colaboração do ataque alviverde… 

Abel precisa treinar a pontaria do pessoal, hein?

É, porque se pecar assim nas finalizações no Choque-Rei das quartas de final, ficará pelo caminho, viu?

Mas falando sério: neste grande clássico que pintou na Libertadores deste ano, está tão na cara que vai dar São Paulo, mas tão na cara… que vai mesmo! 

E por três motivos:

O Verdão tradicionalmente treme na base contra o Tricolor no torneio continental (oito jogos com seis vitórias são-paulinas e dois empates). 

O São Paulo, se estiver completo, tem condições de vencer qualquer time da América do Sul. 

E porque nesta temporada o Alviverde só levou na cabeça quando encontrou a equipe de Crespo (duas derrotas e um empate). 

Então é isso, meus amigos. 

Está aí a minha aposta. 

E a sua?

Opine! 

Assim como Lebron James e Everson, veja outros ‘irmãos gêmeos’ do esporte

Everson, sem dúvida alguma, viveu ontem a grande noite de sua carreira. 

Impressionante como ele conseguiu desestabilizar os jogadores do Boca Juniors na decisão por pênaltis. 

E, em sua cobrança, ainda deu aula aos jogadores de linha de como bater uma penalidade. 

E a sua noite foi tão mágica que eu até bolei uma mensagem que Lebron James, seu irmão gêmeo do esporte, poderia ter mandado para ele após a partida. 

I was very happy with the magic night of my twin brother Everson yesterday at Mineirão. He detonated the argentines on penalties! And now I declare that I’m one more member of Massa do Galo, o Maior de Minas” (Lebron James).

Tradução: “Fiquei muito feliz com a noite mágica de meu irmão gêmeo Everson ontem no Mineirão. Ele detonou os argentinos nos pênaltis! E declaro agora que sou mais um integrante da Massa do Galo, o Maior de Minas”.

Mas Lebron e Everson não são os únicos “clones”, não. 

Temos muitos outros “irmãos gêmeos” no esporte. 

Confira abaixo: 

O locutor Ulisses Costa e o técnico Gilson Kleina

Arnaldo Tirone (ex-presidente do Palmeiras) e o cantor Chitãozinho

O atacante Wellington Nem e o humorista Murilo Couto

A jornalista Larissa Erthal e a atriz norte-americana Demi Moore

O saudoso treinador Cláudio Coutinho e o astro John Travolta

O uruguaio Suárez e o saudoso humorista Bussunda

O jornalista Chico Lang e o ator britânico Bernard Fox, que fez o personagem Dr. Bombay, do seriado “A Feiticeira”

O goleiro Júlio César e Buzz Lightyear, herói do desenho Toy Story

Rubens Barrichello e o ator Robin Williams

O piloto Lewis Hamilton e o ex-presidente norte-americano Barack Obama

O meia Valdívia e a atriz Fernanda Torres

O atacante chileno Vargas e a cantora Maria Gadú

Ronaldo, hoje comentarista, ex-goleiro do Timão e Babyssauro, da “Família Dinossauros”

Rogério Ceni e Luciano Hulk

Paulo Roberto Martins, o Morsa e uma morsa de verdade…

Carlos Alberto Parreira e o saudoso Ronald Golias

Flávio Murtosa e o Baixinho da Kaiser

O genial e saudoso Diego Armando Maradona e Fabiano, da dupla César Menotti e Fabiano

O ex-centroavante Magrão e o jornalista Ricardo Capriotti

O ex-lateral santista Léo e Mad, consagrado das capas da revista de humor norte-americano

Júnior, ex-lateral do Palmeiras e São Paulo e Leci Brandão

João Leite, o “Goleiro de Deus” e Kledir Ramil, da dupla gaúcha Kleiton e Kledir

Felipão e o ator Gene Hackman

O lateral corintiano Fagner e Tamy `Gretchen´ Miranda

Cássio e Greg do seriano `Todo Mundo Odeia o Chris´

O ex-centroavante Careca e o romântico cantor norte-americanoLionel Richie

O atacante Barcos e o cantor Zé Ramalho

Ex-jogadores e treinadores, Marinho Peres e Écio Pasca

Enzo Ferrari, ainda em seus tempos de piloto, e o alemão Ozil

Ailton Lira e o saudoso piloto de F1 James Hunt

J. Hawilla e o técnico Marcelo Oliveira

Neto e o ator Kevin Costner

Diego Costa, atacante brasileiro naturalizado espanhol, e o ator Juliano Cazarré

O saudoso Ricardo Boechat e o grande ator norte-americano Ed Harris

O piloto Tony Kanaan e o ator norte-americano Vin Diesel

Milton Neves nos anos 70 e seu filho Fábio Lucas Magnoni Neves

E aí, o que achou dos “irmãos gêmeos” do esporte?

Opine!

Palmeiras é o meu favorito no Brasileirão .

O Palmeiras é o meu favorito para conquistar o Brasileirão . Só vejo o Flamengo brigando até o fim com o Verdão . Flamengo que parece que resolveu voltar a jogar com o comando do Renato Gaúcho . O campeonato mais uma vez será decidido nas rodadas finais. Atlético MG do Cuca também estará lutando até o final . Não acredito em nenhuma outra equipe brigando pelo título . Aguardo em nível de disputa…

Fonte

Stefani define calendário e nova parceria

Hayley Carter sofreu uma lesão no pé durante a disputa de Wimbledon e só deve retornar ao circuito em 2022. Com a norte-americana fora do circuito, a paulista Luisa Stefani, 23 do mundo nas duplas, atuará nas duplas com a canadense Gabriela Dabrowski, atual 14ª do mundo, com a qual foi vice-campeã ano passado no WTA 500 de Ostrava, na República Tcheca. Luisa Stefani também definiu seu calendário…

Fonte

Jô acorda os corintianos, que tiravam soneca vendo o jogo contra a Chape…

Foto: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Chapecoense 0 x 1 Corinthians.

Não conseguir dormir é muito complicado.

O estresse da vida atual, turbinado pela pandemia, torna essa necessidade fisiológica ainda mais complicada.

Mas assistir os jogos do Corinthians parece ser uma boa alternativa, pois dão muito sono…

É um convite e tanto para aquela soneca!

E a torcida corintiana, creio, estava cochilando durante a modorrenta partida, até que Jô deu um “currupeio” na entrada da pequena área e finalizou para anotar o único gol da partida, aos 15 minutos da etapa final.

O primeiro tempo foi um horror.

O Corinthians até teve mais posse de bola, mas somente Mosquito, em raras vezes, levou algum perigo, como autêntico ponta.

Mas, cruzar a bola para quem, não é mesmo?

Nos 45 minutos finais, tudo se encaminhava para mais um período de boa soneca para quem assistia quando aconteceu o gol atacante.

No final, a Chape partiu para o tudo ou nada mas parou em pelo menos uma ótima defesa de Cássio, em arremate de Foguinho.

De qualquer forma, como diz o ditado popular, apenas mudando a ave, “de grão em grão, o Gavião enche o papo…”

E, melhorando no setor defensivo, Sylvinho vai conseguindo fazer o que pode com o limitado elenco alvinegro, para ao menos ficar na primeira folha da tabela do Brasileiro, em décimo lugar…

Será que tem como melhorar um pouquinho e conseguir subir um pouco mais?

Sinceramente, não creio…

Aliás, é ano para apenas respirar com alívio se não ficar flertando com o Z-4…

OPINE!

Santos contraria todos os prognósticos e vai brigar pelo G-4 do Brasileiro

Santos 2 x 1 Athletico-PR

“O Santos se regenera como ninguém”.

A genial frase acima infelizmente não é minha, e sim do companheiro Alexandre Praetzel, da Rádio Bandeirantes. 

E como foi feliz o comentarista gaúcho nesta afirmação, não é mesmo?

É que é realmente impressionante como o time da Baixada sai de terra arrasada facilmente e, como em um toque de mágica, já está brigando “nas cabeças” de novo. 

E tem sido assim novamente no Brasileirão deste ano. 

Eu mesmo, confesso, cheguei a apostar que a equipe comandada por Fernando Diniz brigaria contra o Z-4 no Nacional de 2021.

Mas, pelo andar da carruagem, o Peixe vai, na verdade, brigar pelo G-4. 

E a vitória de hoje, contra o Athletico-PR, até então sensação do campeonato, nos passa essa impressão.

Marinho voltou a jogar bem, Marcos Guilherme caiu como uma luva na equipe, Camacho foi belo presente do Corinthians e os meninos da inesgotável fonte da Vila Belmiro começaram a ganhar confiança. 

Portanto, é possível, sim, sonhar com uma boa colocação neste Brasileiro.

E xô, fantasma do rebaixamento! 

Vá assombrar os assustados alvinegros lá do Parque São Jorge (risos). 

Opine!

Brasileirão vive o pior momento técnico da história!

Foto: Rubens Chiri/SPFC

Por aqui, algumas vezes na última semana, falei sobre a diferença abissal que é assistir um jogo da Eurocopa e outro da Copa América. 

Parecem dois esportes diferentes, não é mesmo? 

Mas, infelizmente, não é apenas no futebol protagonizado por seleções que o continente sul-americano está deixando a desejar, não. 

Nossos clubes também viraram piada se comparados com equipes do resto do mundo. 

Tanto que, nos mundiais, o futebol sul-americano só passa vergonha desde 2012, quando o Corinthians venceu o frágil Chelsea, lotérico campeão da Champions daquele ano. 

Nem dos mexicanos conseguimos vencer mais… 

Bem, mas vamos focar no nosso país. 

O nosso Brasileirão, que até umas duas décadas atrás contava com jogadores de renome em quase todos os times, hoje vive uma pobreza técnica de dar dó. 

O miserável Majestoso da última quarta ajuda a comprovar tal tese. 

Não tivemos sequer uma grande chance de gol durante um dos clássicos mais importantes do país! 

Uma vergonha! 

E qual a explicação para tudo isso?

Existem dois grandes motivos. 

O primeiro, claro, é a falta de planejamento, que culmina na eterna crise financeira de nossos clubes. 

E isso faz com que o clubes europeus venham buscar no nosso futebol os craques cada vez com menos idade. 

Hoje ele em dia eles levam nossas “joias” com apenas 16 ou 17 anos. 

Ou seja, sobra para os nossos clubes os jovens que não são tão bons assim – para não dizer ruins – e os veteranos que já não têm espaço no futebol europeu, no mundo árabe ou na China. 

Por isso que eu afirmo, sem medo de errar, que o futebol brasileiro de clubes passa por seu pior momento técnico da história. 

Você concorda?

Opine! 

Não é uma delícia ver a seleção alemã se dando mal?

Inglaterra 2 x 0 Alemanha

Na vida, sou adepto na máxima que diz que não devemos torcer contra ninguém, porque o mal reverte. 

Ah, mas como o futebol é a coisa mais importante dentre as menos importantes, eu me vejo no direito de torcer contra alguns times e seleções. 

Por exemplo, pelo que aconteceu no Japão em 2011, não posso ver o Barcelona em campo que já começo a secar. 

O mesmo, evidentemente, acontece quando o Corinthians está jogando (trauma de infância por ter tantos amigos malas corintianos na minha Muzambinho). 

E, dentre as seleções, desde 2014, passei a secar “um pouquinho” a Alemanha também. 

É óbvio que os 7 a 1 foram construídos mais pela nossa incompetência do que por méritos deles. 

Mas foi muito marcante o que aconteceu no Mineirão naquele dia. 

Por isso, até comemorei a classificação da Inglaterra para as quartas de final da Eurocopa, com os 2 a 0 diante dos alemães em Wembley. 

E dessa vez sem gol irregular, como aconteceu na vergonhosa final da Copa do Mundo de 1966, quando as duas seleções se enfrentaram no mesmo estádio. 

Aliás, aquele foi o único título da seleção inglesa, que é mais ou menos como o meu Galo. 

Ambos sempre são apontados como favoritos aos títulos que disputam mas, no final, decepcionam… 

Vamos ver se os ingleses desta vez quebram esse jejum.

E sem apito-amigo, hein?

Opine! 

É cedo para dizer que Crespo está na corda bamba?

Foto: Cesar Greco/SPFC

É, minha gente, o mundo da bola realmente gira numa velocidade inacreditável. 

Afinal, se há um mês eu dissesse para vocês que o ótimo São Paulo de Hernán Crespo passaria as cinco primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro sem vencer e somando apenas dois pontos, vocês certamente me chamariam de louco, certo?

Mas, ao que parece, a comemoração do título paulista diante do Palmeiras foi um tanto quanto exagerada. 

A brava ressaca após a conquista ainda não passou. 

Como dizem, quem nunca come melado, quando come se lambuza. 

Mas acontece que, apesar de ter sido uma taça muito comemorada, o Paulistão ainda não foi suficiente para matar a fome de títulos do sempre exigente torcedor são-paulino. 

E este início de Brasileirão já começa a preocupar a turma lá pelos lados do Morumbi. 

É que com o desempenho pífio nas primeiras rodadas, não é exagero algum já colocar o time de Crespo fora da briga pelo título. 

Aí sobram os mata-matas.

E, com a bolinha que tem jogado, o São Paulo não passa pelo bravo Racing na Libertadores. 

E na Copa do Brasil, dependendo do adversário que o sorteio determinar, o Tricolor, se continuar jogando tão pouco, também não resistirá. 

Por isso tudo que eu bolei a pergunta da manchete. 

Será que ainda é muito cedo para afirmar que Crespo já corre sérios riscos no Morumbi?

Ou ela já está mesmo ameaçado?

Para mim, se cair em algum dos mata-matas, ele vai acabar rodando. 

E para você?

Opine!