Arquivo da categoria: Vagner Mancini

Agora só rezando, viu?

Leia o post original por Craque Neto 10

O Corinthians recebeu o Athlético/PR na Neo Química Arena e os dois times acabaram fazendo um jogo bem agitado. No início logo de cara o Timão aparentava que iria empolgar o torcedor que estava ligado na TV e saiu na frente com o belo gol do Gustavo Mosquito. Aliás, verdade seja dita, esse rapaz jogou […]

O post Agora só rezando, viu? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Constrangedor

Leia o post original por Craque Neto 10

O Corinthians entrou em campo na noite desse domingo, em Itaquera, para encarar o o bom time do Grêmio. O Renato lançou a campo praticamente sua equipe titular, mesmo estando na fase final das principais competições que disputa. Já o Mancini teve a cara de madeira de mais uma vez apostar no Luan e no […]

O post Constrangedor apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Panelinha está ‘quebrando’ o Corinthians!

Leia o post original por Craque Neto 10

Já disse mais de uma vez que sou contra a violência de torcedores organizados. Até fui veementemente contra a ação dos Gaviões da Fiel que fizeram uma espécie de tocaia aos jogadores do Corinthians no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Agora posso falar a verdade? Eu tenho que me desculpar em parte com esses […]

O post Panelinha está ‘quebrando’ o Corinthians! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Quatro fatores que ajudaram a afundar o projeto corintiano para 2020

Leia o post original por Perrone

Veja abaixo quatro fatores que, na opinião deste blogueiro, colaboraram para o projeto do Corinthians em 2020 virar luta contra o rebaixamento no Brasileirão.

1- Apresentação de Tiago Nunes atrasada

O projeto corintiano para a atual temporada nasceu torto no momento em que a diretoria aceitou o pedido de Tiago Nunes para que ele começasse a treinar o time só em 2020, apesar de ter sido contratado no final de 2019.

Dessa forma, o treinador desperdiçou tempo precioso para conhecer o elenco. Se tivesse chegado antes, na opinião deste blogueiro, saberia melhor do que a equipe precisava e teria mais conhecimento do elenco. O tempo para implantar a mudança tática planejada por ele seria maior. Ironicamente, o técnico caiu pedindo tempo, algo que ele desprezou lá atrás, para a transformação dar certo.

2 – Falhas na montagem do elenco

Várias das dificuldades do Corinthians passam pela falta de um elenco equilibrado. Não há um armador e sobram volantes, o que causa uma anemia no setor de armaçāo.

O time foi montado praticamente sem jogadores rápidos, seja para fazer as transições com rapidez ou para quebrar as linhas defensivas adversárias.

Também faltam atletas com mobilidade e poder de marcação para pressionar a saída bola dos oponentes. Coelho tentou fazer isso com Luan e Jô, mas ambos têm dificuldades para exercer a função.

Venda de jogadores que fazem falta também entram no pacote. É o caso do zagueiro Pedro Henrique, negociado com o Athletico e que virou ausência sentida devido à  contusão de Danilo Avelar.

Na lateral esquerda, Tiago Nunes custou a encontrar um jogador que o agradasse. Quando Carlos Augusto se firmou na posição foi vendido para o Monza, da Itália.

O alvinegro também apostou em vários reforços que não deram certo. A maioria não dava sinais de que poderia funcionar.

Nessa lista merecem estar Sidcley, Yony González e Davó. Luan, na opinião deste blogueiro, foi uma tentativa válida porque, diferentemente dos outros, já jogou em alto nível. No entanto, até agora não vingou.

3 – Dificuldades financeiras

Os atrasos salariais têm sido frequentes no clube do Parque São Jorge neste ano. Os jogadores tiveram até que, em dia de jogo, desviar a atenção da partida para gravar um vídeo no qual negavam estarem articulando greve.

Uma manobra da direção para resolver o problema trouxe mais dor de cabeça. Na tentativa de ganhar tempo e agilizar a antecipação do dinheiro da venda de Pedrinho para o Benfica, a diretoria aceitou diminuir o preço de 20 milhões de euros para 18 milhões de euros.

Além disso, o alvinegro topou adiar o pagamento da primeira prestação de agosto de 2020 para o mesmo mês de 2021.

Só que até a semana passada a antecipação do valor total da venda não havia sido feita junto a uma instituição financeira estrangeira.

Conclusão, o time ficou sem Pedrinho, uma opção para armação, e ainda não aliviou sua situação financeira. Os portugueses bateram o pé pelo desconto porque o Corinthians desistiu de comprar Yony. Da quantia total, Will Dantas, empresário do jogador, tem direito a 30%.

3 –  Insistência com Coelho

Desde que demitiu Tiago Nunes, a diretoria corintiana decidiu apostar em Coelho, mesmo sem anunciar sua efetivação.

A cada rodada sob o comando do ex-lateral o time não mostrava evolução. E Andrés Sanchez, presidente do clube e antigo amigo de Coelho, seguia inerte,s contratar um substituto.

Depois de 7 jogos (três derrotas, uma vitória e três empates), o Corinthians anunciou Vágner Mancini. O anúncio da contratação foi feito horas depois de o alvinegro sacramentar sua entrada na zona de rebaixamento do Brasileirão, um marco nessa crise rascunhada meses antes com decisões que não sugeriam resultados animadores.

 

Torço para dar certo, mas verdade seja dita: não tem credencial!

Leia o post original por Craque Neto 10

A diretoria do Corinthians anunciou nesta segunda-feira (12) a contratação do Vágner Mancini para ser o novo técnico do time. Ele substituiu o interino Coelho, que não só não conseguiu os resultados como também andou destratando os profissionais de imprensa durante as entrevistas coletivas. De qualquer forma já antecipo que na minha visão o clube […]

O post Torço para dar certo, mas verdade seja dita: não tem credencial! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Torço para dar certo, mas verdade seja dita: não tem credencial!

Leia o post original por Craque Neto 10

A diretoria do Corinthians anunciou nesta segunda-feira (12) a contratação do Vágner Mancini para ser o novo técnico do time. Ele substituiu o interino Coelho, que não só não conseguiu os resultados como também andou destratando os profissionais de imprensa durante as entrevistas coletivas. De qualquer forma já antecipo que na minha visão o clube […]

O post Torço para dar certo, mas verdade seja dita: não tem credencial! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Torço para dar certo, mas verdade seja dita: não tem credencial!

Leia o post original por Craque Neto 10

A diretoria do Corinthians anunciou nesta segunda-feira (12) a contratação do Vágner Mancini para ser o novo técnico do time. Ele substituiu o interino Coelho, que não só não conseguiu os resultados como também andou destratando os profissionais de imprensa durante as entrevistas coletivas. De qualquer forma já antecipo que na minha visão o clube […]

O post Torço para dar certo, mas verdade seja dita: não tem credencial! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Torço para dar certo, mas verdade seja dita: não tem credencial!

Leia o post original por Craque Neto 10

A diretoria do Corinthians anunciou nesta segunda-feira (12) a contratação do Vágner Mancini para ser o novo técnico do time. Ele substituiu o interino Coelho, que não só não conseguiu os resultados como também andou destratando os profissionais de imprensa durante as entrevistas coletivas. De qualquer forma já antecipo que na minha visão o clube […]

O post Torço para dar certo, mas verdade seja dita: não tem credencial! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

De grana curta a D. Alves meia. O que substituto de Cuca vai encontrar

Leia o post original por Perrone

O futuro substituto de Cuca, que pediu demissão nesta quinta (26), vai encontrar um cenário desafiador no São Paulo, interinamente comandado por Vagner Mancini, coordenador técnico tricolor. Abaixo, veja quatro desses desafios.

1 – Aperto financeiro

O escolhido terá que conviver com a necessidade do clube de arrecadar uma quantia significativa vendendo jogadores no final do ano. Isso porque o orçamento do São Paulo para 2019 previa a arrecadação de R$ 120 milhões com a negociação de jogadores. O clube não divulgou números oficialmente, mas não esconde que essa meta não foi atingida. As principais receitas com transferências neste ano vieram das vendas de Morato (R$ 27,3 milhões) e Rodrigo Caio (R$ 22 milhões).

Gastos com contratações, a eliminação ainda na fase preliminar da Libertadores, dívidas não pagas por outros clube e uma mudança no sistema de pagamento das cotas de TV no primeiro semestre fizeram o São Paulo pegar mais de R$ 37 milhões emprestados nos seis primeiros meses de ano. Nesse cenário, é improvável que o próximo treinador possa pensar em grandes contratações, pelo menos no início de seu trabalho.

2 – Daniel Alves

Uma das primeiras decisões que quem substituir Cuca terá que tomar é em relação ao posicionamento do jogador da seleção brasileira. Para o ex-treinador, seria desperdício colocar o veterano na lateral direita, posição na qual atua na equipe de Tite. Ele preferia escalar o astro no meio-campo por entender que nesse setor seu talento pode ser mais útil ao time.

Apesar de demonstrar satisfação com a escolha do ex-chefe, Daniel ainda não apresentou seu melhor futebol, o que gera discussões entre analistas e no próprio clube sobre qual seria seu melhor lugar em campo.

3 – Torcida impaciente

Tempo para ajustar o time é o que o futuro comandante são-paulino não terá. Em meio a uma seca de títulos, os torcedores do São Paulo têm demonstrado pouca paciência com o time. Cuca e os jogadores foram alvo de protestos após a derrota por 1 a 0 para o Goiás na última quarta, no Morumbi.

4 – Dificuldade em casa

Outro obstáculo a ser superado é o jejum de vitórias no Morumbi. São três jogos seguidos sem vencer em casa. Antes da derrota para o Goiás, o São Paulo empatou com CSA (1 a 1) e Grêmio (0 a 0).

Aliados de Leco cobram reestruturação no departamento de futebol do SPFC

Leia o post original por Perrone

A pressão sobre Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, presidente do São Paulo, não é obra só da oposição e de parte da torcida. A base aliada do dirigente faz insistente cobrança por uma reestruturação no CT da Barra Funda.

O entendimento é de que se depois de várias trocas de treinadores e outros membros da comissão técnica, jogadores e diretores de futebol o clube não voltou a conquistar títulos é hora de mudar a filosofia de trabalho no departamento de futebol.

O mantra desses conselheiros e dirigentes é de que não pedem uma caça às bruxas, mas revisão dos métodos de trabalho com o objetivo de implantar nova estrutura no CT. Isso apesar de Raí ter introduzido novas práticas e rotinas profissionais no departamento.

De cara, os aliados de Leco pedem uma discussão sobre as funções de Raí, Lugano, Vágner Mancini e Alexandre Pássaro, gerente executivo, responsável, entre outras funções, por conduzir contratações. Querem saber se não há sobreposições de funções, discutir uma reorganização entre eles e a necessidade de o clube contar com os quatro profissionais, considerados caros por esses apoiadores do presidente.

Outro alvo é o setor de análise de desempenho. Sob o argumento de que vários jogadores foram contratados e não deram certo, pedem uma análise e mudanças nos métodos de avaliação de prováveis reforços. Cobram também mais atenção ao histórico disciplinar dos jogadores pretendidos.

O grupo diz que não prega necessariamente demissões. Fala em reciclagem dos profissionais por desconfiar de desatualização por parte desses funcionários.

O blog telefonou para Leco, mas ele não atendeu ao celular. No CT da Barra Funda o lema é de que não é o momento de dar justificativas, mas de trabalhar para o time reagir rapidamente.