Arquivo da categoria: venda

Mais do que um jogador

Leia o post original por Rica Perrone

Eu fico realmente preocupado quando vejo pessoas do futebol discutindo o valor do Cristiano Ronaldo atrelado a sua idade e capacidade técnica de se acertar no time da Juventus. Eu tenho a impressão de que ainda acreditam que clube de futebol é um ideal e não uma empresa onde pessoas trabalham. Cristiano tem 33 anos…

Everton no SPFC: separemos as coisas

Leia o post original por Rica Perrone

Everton chegou ao São Paulo. Ótimo reforço.

Everton deixou o Flamengo. Uma perda sentida.

Everton custou 15 milhões ao SPFC. Um risco alto.

Everton rendeu 15 milhões ao Flamengo. Muito bem vendido.

Uma coisa não tem relação com outra. O fato dele ser um jogador “caro” na minha opinião não significa que não seja um bom jogador.

O Cristiano Ronaldo, por 1 bilhão, é “caro”. E é o Cristiano Ronaldo.

Há uma possibilidade do SPFC ter um prejuizo se isso não der certo. Essa possibilidade é bem menor de amanhã o Flamengo ver o Everton virar um jogador de, sei lá, 30 milhões.

Aos 29 anos é bem difícil acontecer. O limite do Everton parece já ter sido atingido, e não falamos aqui de um jogador de seleção mas sim de um “bom jogador”.

Gosto de vê-lo em meu time. Não sei se gosto do valor pago.

Mas também me cansa essa coisa do torcedor ter virado um fiscal de finanças. Eramos mais felizes quando hoje o tricolor estaria euforico com o reforço e foda-se quanto custou e o flamenguista puto, foda-se quanto ganhou.

Mas na era onde se comemora renda, se ostenta borderô e certidão mais do que títulos, eu compreendo o debate.

abs,
RicaPerrone

Everton e o retrato do futebol

Leia o post original por Rica Perrone

Hoje em dia o futebol é tecnicamente inferior ao que já foi um dia.  Acho que não precisa ir muito longe pra notar isso, basta ter bom senso.

Everton é um jogador de 29 anos que passa longe de ser fora de série. É um bom jogador, mas não tem status de destaque nem no seu clube. A não ser de 48 horas pra cá, onde o valorizaram por desespero.

O São Paulo busca o jogador por 15 milhões. Eu acho muito dinheiro, mas não acho um absurdo tipo os 40 milhões no Pratto.  O Flamengo recebeu a notícia e como o valor se aproxima da multa e ele pode perde-lo sem ter escolha, fez uma oferta de renovação.

O jogador ficou interessado, é óbvio. Qualquer um ficaria aos 29 anos ter luvas de uma transferência grande sem ter que ir pra China ou pra Arábia.

Absolutamente tudo dentro do normal. A não ser pra quem vive numa bolha.

 

A polêmica em torno disso tudo pra mim é mero clubismo. A megalomania rubro-negra em achar que um jogador não pode querer sair do clube somada a repentina glamourização do Everton. Outra parte bairrismo, onde até jornalistas se submetem ao ridículo de achar que por uma “fase” ruim o SPFC é um retrocesso pra algum jogador e sua vontade de ir tem que ser “explicada”.

Tanto faz. Meu ponto é que chegamos no dia em que o Higuain vale 100 milhões, o Everton é uma grande perda pro Flamengo e um grande reforço pro São Paulo. Que o Kleber Gladiador é esperado no Fluminense aos 34 anos e que o treinador que há 2 anos era chacota recebeu uma oferta de 850 mil. E recusou.

O Geuvanio ganha uma fábula, o Gabigol é craque, o Felipão é burro e Ramiro campeão da América apenas “agrega valor”.

O Alisson era convocado só por ser gaúcho e tinha fama por ser bonito. O Ganso era melhor que o Neymar, tal qual o Bale seria o melhor do mundo em alguns anos. Lembra? Esqueceu né?

O futebol precisa ser revisto. E não é nem por velhos dirigentes cansados, menos ainda por jornalistas que juram ter a solução de tudo enquanto tomam café ignorando a capacidade lógica de quem de fato entende, faz e vive futebol.

Eu  não sei qual a solução. Se eu soubesse fatalmente não estaria desse lado da mesa e sim do outro. Mas o futebol está sofrendo de ejaculação precoce em todos os sentidos.

abs,
RicaPerrone

Punição ao Barcelona impede São Paulo de ter Douglas até 2015

Leia o post original por blogdoboleiro

Douglas não vai ficar no São Paulo até junho de 2015, emprestado pelo Barcelona, como queria o clube brasileiro. Em conversa com o Blog do Boleiro, Ataíde Gil Guerreiro, vice-presidente de futebol, já descartou esta possibilidade: “Já esquecemos o empréstimo do Douglas. Mas a negociação para a ida dele ao Barcelona continua em pé e próxima de ser fechada”.

O time catalão, se quiser contratar Douglas, precisa fechar a transação até o dia 31 deste mês. A partir desta data, o Barcelona está proibido pela Fifa de contratar atletas até 2016. Nesta quarta-feira, a entidade máxima do futebol rejeitou um recurso do Barcelona que promete ir à Corte Arbitral do Esporte para reverter esta punição. O clube é acusado de negociação ilegal com jogadores menores de idade.

Fica então descartada a hipótese do time espanhol comprar os direitos econômicos de Douglas, deixando com que ele continue registrado pelo São Paulo, atuando com seguro, até o ano que vem.

Restaria a possibilidade do empréstimo. O Barcelona compraria Douglas e o emprestaria ao São Paulo. Mas aí, a janela brasileira para contratação de atletas do exterior já está fechada e o negócio ficou impossível.

O jogador aguarda pela assinatura dos contratos. Segundo Ataíde, isso deve acontecer nos próximos três dias. O dirigente garante que está tudo acertado. Esta versão foi reforçada pelo presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, na noite da quarta-feira quando o São Paulo venceu o Internacional por 1 a 0 em Porto Alegre.

Douglas, através de representantes, já iniciou conversas para acerto de salários e detalhes do contrato com o clube espanhol. Mas somente depois que a negociação entre São Paulo e Barcelona estiver oficializada, ele acerta definitivamente a mudança de clube.  

Alex Telles pode estar de partida

Leia o post original por Pedro Ernesto

As informações dão conta de que o Grêmio pode vender o lateral-esquerdo Alex Telles. O clube precisa de dinheiro, está fazendo economia em tudo que pode, mas arrecadar também é importante.

Aliás, não existe jogador no Grêmio que seja vendido e que possa fazer falta. São bons jogadores na maioria, mas nenhum que vá deixar saudades ou que não possa ser substituído. Saindo Alex Telles entra Wendell no time. Se sair Bressan, entra Werley, que para meu gosto é até mais jogador. Vale o mesmo para meio-campistas e atacantes. Não existe no grupo do Grêmio jogadores tecnicamente diferenciados.

O melhor jogador do Grêmio na atualidade não lhe pertence. É o zagueiro Rhodolfo, que é do São Paulo. Certamente o torcedor gremista vai entender a direção que poderá vender um ou dois jogadores para reforçar o caixa e pagar as contas mais urgentes.

Leandro

O atacante foi destaque no Palmeiras durante a Série B. Parece ter evoluído muito com seu futebol e até passagem pela Seleção, com gols marcados, ele conseguiu este ano. Sua provável volta para o Grêmio pode ser importante por ser um jogador de velocidade.

O único atacante que o Grêmio dispunha com velocidade era Vargas. Esta opção de jogo é importante para o treinador. A bola longa, em profundidade. Leandro tem essa característica e parece ter evoluído muito como jogador.

Conceitos

Abel Braga, na longa entrevista que deu na terça-feira, falou que gostaria de ter Edinho e Rafael Sobis de volta. Foi desautorizado pela direção colorada, ontem. O técnico mostrou conceitos de aproveitamento com jogadores que já trabalharam com ele.

Rafael Moura foi lembrado como um jogador importante, mas Abel pouco falou sobre o argentino Scocco, que este ano foi o craque da Libertadores. A direção parece atenta aos fatos e concorda com alguns conceitos do treinador e refuga outros.

É demaaaais!

Os envolvimentos pouco recomendáveis de torcedores do Vasco em brigas determinou que a Nissan cancelasse o patrocínio de quatro anos que tinha com o clube. A maioria dos dirigentes não se dá conta do malefício que as organizadas trazem para o clube.

Acho que este exemplo, com a empresa não querendo misturar sua marca com marginais, vai fazer muita gente mudar de opinião.

Neymar: é hora de fazer contas

Leia o post original por Wanderley Nogueira

Neymar chora na despedidaO Santos vendeu Neymar e recebeu R$ 40 milhões.

É um bom valor?

Valeu a pena segurá-lo ?

Deveria ter vendido antes?

Sem dúvida, esse é um assunto que permite muitas opiniões divergentes.

Para todos os gostos…

Entendo que alguns aspectos devem ser colocados em todas as análises.

Foram muitos os patrocínios para o Santos?

O clube ganhou muito dinheiro com publicidade?

Empresas de prestigio disputaram intensamente espaço na camisa do clube?

Qual a receita que conseguiu com merchandising?

Seus torcedores consumiram os produtos colocados nas prateleiras?

Foi possível perceber com nitidez o anunciado surgimento de novos torcedores?

Com o astro em campo, o público lotou os estádios?

A Vila Belmiro ficou pequena diante de tanto interesse em ver o jogador atuar na sua casa?

A maior e mais importante TV brasileira não abriu mão de transmitir jogos do Santos?

As pesquisas mostraram que como mandante em jogos contra time intermediários a audiência aumentou?

O clube aproveitou os últimos anos para pagar dívidas?

A maior exposição foi passageira ou permanente?

Muitas outras perguntas serão feitas nos próximos dias.

As respostas poderão ajudar a avaliar se foi correta a decisão do Santos de ter resistindo até agora.

Sim ou não?

Para Neymar e seu staff, também é o momento de refletir.

Foi melhor mesmo ter ficado até agora?

Lá fora sua evolução teria sido maior?

A boa concorrência não o teria aprimorado mais?

Defesas melhores, jogadores mais eficientes, jogo coletivo… Isso teria ajudado seu amadurecimento?

Dinheiro, como todos sabemos, tanto lá como aqui, não é e não será um problema.