Arquivo da categoria: wanderley nogueira

Bauza e os Urubus

Leia o post original por Wanderley Nogueira

Treinadores sempre devem tomar decisões ousadas e, claro, sempre esperam que elas dêem certo. O técnico do São Paulo, Edgardo Bauza, na partida contra o The Strongest, deixou Paulo Henrique Ganso, um dos melhores jogadores do elenco, no banco. Os urubus, claro, já rondavam ávidos por uma boa “carne argentina”, uma vez que uma derrota poderia lhe custar o emprego. Wanderley Nogueira comenta. Assista.

Será que jogador é capaz de apunhalar treinador?

Leia o post original por Wanderley Nogueira

Entra ano, sai ano, o time vai mal e quem paga é o treinador. Mas, exatamente por isso, é uma constante a “fritura” de treinadores. Será que os jogadores são capazes de apunhalar o “professor” pelas costas e assim causar sua demissão? Wanderley Nogueira comenta. Assista.

Carnavalesco da Tucuruvi confessa “inveja” de Paulo Barros

Leia o post original por Wanderley Nogueira

Wagner Santos, carnavalesco da Acadêmicos do Tucuruvi e o presidente da agremiação Hussein Abdo ElSelam, o Seu Jamil, falam sobre o protesto contra os jurados e a comparação com o carnaval do Rio de Janeiro, com direito a uma inusitada confissão: eles têm inveja de Paulo Barros, vitorioso carnavalesco do Rio de Janeiro. Assista a entrevista concedida a Wanderley Nogueira:


 

Jogador irregular apavora a Federação Paulista

Leia o post original por Wanderley Nogueira

PenapolenseCaso Penapolense deixa a FPF assustada e pode ajudar a Portuguesa de Desportos.

Vamos aos fatos: lembram todos que a Justiça Esportiva afirmou: ” assim que o julgamento terminou no Rio de Janeiro, a Lusa já estava punida e a punição valendo à partir daquele momento”.

E a Lusa dizendo que só poderia considerar-se punida, após a publicação da sentença.

Não valeram os apelos da Lusa e o STJD reafirmou a sua decisão.

E os membros do tribunal deram como exemplo a Justiça do Trabalho : ” Lá é assim. Acabou o julgamento, já está valendo” .

Pois bem, agora vamos ao Caso Penapolense.

O jogador Índio foi reintegrado ao Vasco da Gama com sentença proferida no dia 14/3.

A publicação foi feita no dia 17/3 pelo Tribunal Regional do Trabalho, 1a. Região, Rio de Janeiro.

Mas, no dia 16/3 o jogador atuou pela Penapolense contra o Corinthians.

Agora, a FPF diz que a presença dele só foi irregular contra o Ituano no dia 23/3.

Concorda com a tese de que “a sentença ainda não tinha sido publicada” .

Faz isso porque a irregularidade pode “arrebentar” com o Paulistão.

O artigo 214 do CBJD diz que jogador irregular faz o time, se vencer, perder seis pontos.

Se empatar, perderá quatro pontos e se for derrotado no jogo que escalou jogador irregularmente, perderá três.

Como o Penapolense empatou diante do Corinthians e perdeu para o Ituano, seguindo o que determina o artigo 214 , o time de Penápolis perderia 7 pontos.

Com essa perda, o adversário do São Paulo deveria ter sido o Linense.

Apavorada, a FPF mudou de opinião .

Seus dirigentes dizem que a decisão do TRT “só vale após a publicação”.

Com a Portuguesa, a opinião da cartolagem foi outra.

Nas próximas horas os dirigentes FPF vão tentar adoçar a direção do Linense...

Enquanto isso o Penapolense comemora e tem o convincente argumento de que foi induzido ao erro pela FPF .

No site da entidade, até ontem às 18h , Índio tinha condições de jogo, segundo a entidade paulista.

O “BID” da Federação não tem nenhum valor . Só está lá para atrapalhar…

Vale o BID da CBF .

Presidente da Pérola Negra defende redução do número de escolas

Leia o post original por Wanderley Nogueira

Wanderley Nogueira recebeu, nos estúdios da rádio Jovem Pan, o presidente da Pérola Negra, escola rebaixada no Carnaval 2014, Edilson Carlos Casal. Na entrevista, ele defendeu a redução do número de agremiações para uma melhor qualidade dos desfiles. Assista.


 

Como as escolas de samba conseguem patrocinadores?

Leia o post original por Wanderley Nogueira

O Carnaval movimenta milhões e aquece diversos setores da economia a cada ano. A captação de recursos favorece tanto as escolas quanto os patrocinadores, ainda que seja vetado merchandising explícito nos desfiles. Então, como fazer? O empresário Renato Cândido explica em entrevista a Wanderley Nogueira no JP Online Entrevista.


 

Corinthians reage e pode criar a “sala do pânico”

Leia o post original por Wanderley Nogueira

Mais de cem pessoas invadiram o CT Joaquim Grava e fizeram o Corinthians passar por momento de desespero.

O elenco ficou preso por mais de três horas em local , felizmente, de difícil acesso. Com pouca comida e água.

Os agressores estavam com pedaços de pau e facas.Panic Room

Bateram em funcionários , roubaram objetos, quebraram vidros , portas e danificaram a fachada.

E para surpresa dos ingênuos, ninguém foi preso.

Pior : dirigentes do clube conhecem quase todos os invasores e não prestaram queixa na delegacia mais próxima.

É bem possível que o Corinthians, sempre na vanguarda, promova mais uma inovação em clubes de futebol.

Deve criar a “Sala do Pânico” .

A ideia não é nova.

Vem desde 2002, quando Jodie Foster, Kristen Stewart, Forest Whitaker e Jared Lehto interpretaram com sucesso o filme de suspense norte-americano “The Panic Room” .

O enredo conta a história de uma mulher recém-separada que se muda com sua filha para um casarão, que possui um cômodo medieval e de extrema segurança, chamado de o “quarto do pânico” .

Ao se ver encurralada por invasores, ela e sua filha para se protegerem se abrigam na sala especial, onde há câmeras e elas podem vigiar os ladrões dentro da casa.

Claro que nem tudo funciona bem.

A moça descobre que os bandidos querem exatamente o que está naquele quarto.

A menina doente precisa de medicamentos e a mãe será obrigada a sair da sala para buscá-los, o que pode colocar a sua vida em alto risco.

Como no elenco do Corinthians, todos são saudáveis, esse perigo não existe.

Todos estarão protegidos até a chegada dos homens da lei…

Eleições no SPFC: Aidar promete grande time para o Brasileirão

Leia o post original por Wanderley Nogueira

Candidato apoiado pelo atual presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, Carlos Miguel Aidar destacou seus planos futuros em entrevista à Wanderley Nogueira. Aidar promete obras no estádio do Morumbi e um “grande time para disputar o Campeonato Brasileiro”. Assista a entrevista concedida a Wanderley Nogueira:


 

Ainda bem que Blatter não lembrou das obras para a população

Leia o post original por Wanderley Nogueira

O Brasil é o mais atrasado para fazer Copa. As palavras foram do presidente da Fifa, Joseph Blatter, em entrevista coletiva na Suiça. Ele disse também que em quase 40 anos trabalhando na Fifa nunca viu tamanha lentidão para preparar o evento, mesmo tendo cerca de 7 anos. A presidente Dilma Rousseff usou o Twitter parta contra golpear o estrangeiro. Assista o comentário de Wanderley Nogueira.