Arquivo da categoria: wendell lira

Kaká, sempre bom caráter!

Leia o post original por Milton Neves

kaka

Sabem que eu já vi e revi na TV o discurso de Wendell Lira “trocentas” vezes e não canso de me emocionar?

Como é fantástico ver um garoto simples se tornando o centro das atenções do mundo da bola, mesmo que por alguns segundos.

E, de tantas vezes que vi o vídeo, percebi um detalhe fantástico.

O olhar de carinho, emoção, torcida e orgulho de Kaká enquanto Wendell fazia seu doce agradecimento.

Confiram no player abaixo.

Sensacional, não é mesmo?

Kaká, sempre bom caráter!

Opine

Brasileiro humilde destoa na festa da Fifa

Leia o post original por Antero Greco

A cerimônia anual dos Melhores do Mundo, patrocinada pela Fifa (e hoje também com apoio da “France Foot-ball”), soou como grande hipocrisia. A entidade que manda no futebol anda com prestígio no fundo do poço, ao ser ver envolvida em escândalo de corrupção bravo.

Para algum distraído, vale lembrar que o presidente Joseph Blatter foi afastado; o secretário-geral, Jerome Valcke, demitido: o presidente da Uefa, Michel Platini, está suspenso; e diversos integrantes foram parar na cadeia ou respondem a processos por sonegação, lavagem de dinheiro e outros crimes correlatos.

Ou seja, a credibilidade da Fifa é semelhante à de uma nota de 3 reais, ou de 3 dólares, se preferir.

Ainda assim, a festa desta segunda-feira em Zurique transcorreu como se tudo estivesse na maior normalidade, como se fora patrocinada por uma empresa ilibada. Os craques compareceram, assim como técnicos, dirigentes, ex-jogadores. Público na maior elegância, adequado para a gala e circunstância do momento.

Nenhum “a” a respeito dos inquéritos policiais encabeçados pelo FBI, nem um pio sobre a ausência de Blatter. Nenhum jogador a manifestar contrariedade. Todo mundo sorridente, asséptico, limpo. Todos coniventes, a começar pelos premiados.

Gente do calibre de Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar, Iniesta tem cacife para marcar posição. Um gesto que fosse chamaria a atenção. Uma ausência acintosa faria estrago saudável.

Nada.

O mundo do futebol é hipócrita.

A única nota de ironia, que destoou do falso glamour, foi a vitória do humilde e simples Wendell Lira, no quesito gol mais bonito. Um jovem operário da bola, do provinciano Goianésia, desbancou Messi e Florenzi (Roma), os outros concorrentes.

Essa foi engraçada, um tapa na cara da Fifa. Pelo menos isso.

PS. O prêmio para o Messi? Mais um, bola cantada, merecido. E nenhuma surpresa. O mundo só olha para o futebol da Europa. Segue o jogo.

Lógica com Messi e deliciosa zebra com Wendell Lira: é o mundo aplaudindo o talento! E no ano que vem Neymar será o número 1!

Leia o post original por Milton Neves

messi e wendel

Deu a lógica no prêmio Bola de Ouro da FIFA.

Pela quinta vez, Lionel Messi foi eleito o melhor jogador do mundo, deixando para trás Cristiano Ronaldo, o segundo, e Neymar, o terceiro.

Mas o craque brasileiro pode ficar tranquilo, pois a sua presença na decisão deste prêmio foi apenas um “aquecimento”.

No ano que vem ele já chegará como favorito, podem ter certeza.

Afinal, com a idade chegando, a tendência é que Messi e Cristiano comecem a jogar em um nível mais baixo do que já apresentaram em suas carreiras.

Enquanto Neymar ainda não mostrou ao mundo nem 41.86% do talento que Deus lhe deu.

Mas o ponto alto da noite mesmo foi a entrega do Prêmio Puskas, que premia o gol mais bonito do ano.

Concorrendo nada menos do que com Messi e com o italiano Alessandro Florenzi, o desconhecido Wendell Lira acabou ficando com o troféu por conta do golaço marcado de bicicleta contra o Atlético-GO.

E o discurso do ex-jogador do Goianésia?

Simplesmente sensacional!

E essa não foi a única vitória do nosso futebol na premiação.

Quatro brasileiros foram escolhidos para a seleção de 2015: Daniel Alves, Thiago Silva, Marcelo e Neymar.

Neuer (Alemanha), Sergio Ramos (Espanha), Iniesta (Espanha), Pogba (França), Modric (Croácia), Messi (Argentina) e Cristiano Ronaldo (Portugal) completaram a equipe.

E isso que estamos em má fase, hein?

Opine!

Um golaço do desconhecido Wendell Lira põe Goianésia no mapa

Leia o post original por Quartarollo

Goianésia entrou no mapa mundial do futebol graças a um golaço de Wendell Lira, então jogador do clube do mesmo nome da cidade goiana, no dia 11 de março deste ano contra o Atlético Goianiense.

A ironia das ironias. O jogador, que segundo votação da Fifa fez um dos dez gols mais bonitos da temporada, está sem emprego.

Foi demitido do Tombense há poucos dias e procura clube. Agora só vai conseguir para o ano que vem, mas terá um status melhor do que há dois dias já que foi indicado para o gol mais bonito do ano na Fifa.

O seu gol está certamente a altura dos seus concorrentes diretos. Não fica nada a dever a Messi saindo do meio-campo para marcar contra o Atlético Bilbao; está no mesmo nível do golaço de Tevez ainda na Juventus contra o Parma; do golaço do meio-campo de Alessandro Florenzi, da Roma, contra o Barcelona, na Liga dos Campeões e da jogadora Carli Loyd, dos Estados Unidos, contra o Japão no Mundial Feminino do Canadá.

Há outros gols bonitos, mas eu elegi esses os melhores. Pelo menos para o meu gosto são esses os mais lindos.

Há gols em Campeonatos mais importantes que o goiano, mas levei em consideração a plástica, a beleza da jogada e da conclusão.

Como brasileiro votei no desconhecido Wendell Lira que jogava no desconhecido Goianésia. Por que não?

O gol dele foi lindo, de grande feitura e merece estar concorrendo. Dei uma força a ele. Nem sei se é bom jogador, mas pela técnica apresentada nesse lance, mereceu o voto.

Superou em muitos furos outros gols que se aventuraram a concorrer. Neymar que sempre concorre pelos gols bonitos que faz, desta vez terá que aplaudir Wendell, uma lira solitária no Brasil central em campeonato que não é destacado como o Espanhol, por exemplo, onde tudo o que acontece ganha uma dimensão talvez maior do que merecesse.

Goianésia é uma cidade de Goiás que fica no Vale do São Patrício com pouco mais de 65 mil habitantes. É uma região, segundo nosso informante Google, sucroalcooleira e agora também exporta gol mundo afora.

Quem é Wendell Lira? Ele tem apenas 26 anos, é goiano de Goiânia e seu último time foi o Tombense, que o demitiu há poucos dias. Hoje está sem clube.

Falando aos companheiros do site UOL, Wendell descreveu assim o seu momento: “Estou sem clube atualmente. Terminou meu contrato lá no Tombense. O futebol às vezes é muito ingrato. Você vai para o clube, trabalha e acaba sendo mandado embora. Mas Deus é justo e eu só tenho que agradecer”

Embora não esteja mais em Goianésia, ou no clube do mesmo nome, a Prefeitura da cidade aproveitou a ocasião e promoveu o jogador como coisa sua e pediu votos para Wendell Lira no site da Fifa.

Eu já votei. Dá-lhe Lira que também é Wendel. Boa sorte.