Arquivo da categoria: Werley

Por pouco…

Leia o post original por Odir Cunha

Como a lógica indicava, o Santos perdeu para o Palmeiras, no campo do adversário, mas, surpreendentemente, conseguiu equilibrar a partida e poderia ter saído com o empate, resultado que o tiraria da zona de rebaixamento. O único gol do jogo ocorreu aos 14 minutos do primeiro tempo, em uma jogada primária de Leandro Pereira sobre Werley.

Leandro recebeu de costas para o zagueiro santista, girou com facilidade e bateu de esquerda, sem ser prensado pelo defensor. Esta falha individual acabou definindo o jogo, pois o Santos teve mais posse de bola no primeiro tempo, chegou a dominar a segunda etapa, criou algumas boas chances, mas não saiu do zero.

O destaque santista foi o meia Lucas Lima, por quem passa toda a armação ofensiva do time. Gabriel e Geuvânio, mais uma vez, deixaram a desejar e foram substituídos. O garoto Thiago Maia sofreu uma queda e saiu de maca direto para o hospital.

No final da partida, Neto Berola fez boa jogada e perdeu grande chance para empatar, o que seria o resultado mais condizente com a partida. De qualquer forma, o Santos mostrou qualidades e acredito que até o final do primeiro turno o time sairá da zona de rebaixamento.

Dos cinco jogos que faltam para terminar o turno, o Alvinegro Praiano jogará em casa contra Joinville, Coritiba e Vasco, times que também estão na zona de rebaixamento. O Santos ainda sairá contra dois rubro-negros: Flamengo e Atlético Paranaense.

Palmeiras 1 x 0 Santos
19/07/2015, Palestra Itália, 16 horas
Público: 38.220 pagantes. Renda: R$ 2.741.640,00.
Palmeiras: Fernando Prass, Lucas, Victor Ramos, Leandro Almeida e Egídio; Gabriel e Arouca (Amaral); Rafael Marques, Robinho e Dudu (Gabriel Jesus); Leandro Pereira (Lucas Barrios). Técnico: Marcelo Oliveira.
Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, Werley, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia (Marquinhos Gabriel) e Lucas Lima; Geuvânio (Neto Berola), Gabriel (Nilson) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.
Gol: Leandro Pereira, aos 14 minutos do primeiro tempo.
Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ), auxiliado por Rodrigo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Dibert Pedrosa Moises (RJ).
Cartões amarelos: Leandro Almeida, Arouca e Egídio (Palmeiras); Ricardo Oliveira, Werley e Neto Berola (Santos).

Só um livro como “Time dos Sonhos” conta a verdadeira história do Santos. Clique aqui para saber como apoiar a reedição de “A Bíblia dos Santistas” e ter seu nome na história do Santos.
tds

E você, acha que o Santos sai da Z4 até o final do primeiro turno?


Insultos

Leia o post original por Pedro Ernesto

Não foram poucas as manifestações sobre o gol anulado do Juventude. Somos assim. Discutimos tudo. Não seria numa final de Gauchão que a discussão deixaria de acontecer, principalmente em função do polêmico gol anulado. Pelo que vi das imagens, tive certeza de que o árbitro havia errado. Nada mais do que isso. Mas vi ontem uma outra imagem que esclarece melhor.

Em primeiro lugar, é importante dizer que a colocação de Márcio Chagas da Silva era perfeita e foi ajudado pela circunstância de que não havia ninguém na frente de Diogo Oliveira e Willians, que disputaram a bola com vantagem para o meia do Juventude. A imagem mostra, claramente, o empurrão. Ele apitou corretamente, anulando o gol. Mas é somente a minha opinião. Que, aliás, não vai alterar o resultado. Mas que bom que o árbitro acertou. É melhor assim. Ainda que eu entenda que futebol é um jogo de erros e acertos. Aceito tudo muito naturalmente.

Presidente

Giovanni Luigi não se engana. Ainda durante a festa no Centenário, comentou sobre a necessidade de reforços para o Brasileirão, que começa dia 25. A contratação mais aguardada e que soa como clamor do técnico Dunga é a de um meia.

O Colorado só tem D’Alessandro. Todos os outros são menos do que a necessidade de um time com ambição de título. E, como diz o técnico, não se trata de substituto de D’Ale, mas um meia para disputar posição com ele. Uma contratação difícil, cara e que serve como desafio importante para os dirigentes do Inter.

Werley

Ele é mais do que um zagueiro. É também um goleador. Já decidiu jogos importantes, com seus gols. E também marcou em Gre-Nais. Mais do que isso. Se Werley não puder jogar, a dupla de zaga do Grêmio será formada por Bressan e Gabriel.

O primeiro já tem certa experiência, pois foi obrigado a entrar em algumas fogueiras e não se queimou. Já com Gabriel a situação é diferente. Entrou contra o Santa Fe, mas os colombianos estavam retrancados. Não será assim em Bogotá. Lá, eles atacarão e é preciso estar bem estruturado atrás. Werley seria um reforço importante.

Você sabia?

* Que a iluminação do Centenário é o que precisa ser melhorado por Inter e Caxias?

* Que, além de um meia, o Inter quer mais um zagueiro e um atacante?

* Que Márcio Chagas foi eleito o melhor árbitro do Gauchão na eleição de programa Esportes ao Meio-Dia, apresentado por Silvio Benfica na Rádio Gaúcha?

* Que essa eleição é feita jogo a jogo e retrata com fidelidade quem foi bem na competição?

Jogo difícil

Leia o post original por Pedro Ernesto

O Inter volta a sua casa na Serra para enfrentar, quem sabe, o melhor time do Interior. O Lajeadense tem umas das melhores defesas do campeonato, foi consagrado campeão do Interior e tem um técnico que me chama atenção pela sua postura pessoal (Flávio Campos) e pela forma como coloca seu time para jogar. O Estádio Centenário verá um grande jogo e, pelo preço dos ingressos, acho que terá, também, um grande público.
Não estou entre aqueles que pensam que o time colorado não tem admiradores na Serra. Tem, sim, e muitos. Só que foi cometido o grave erro de cobrar R$ 70 por um ingresso nos primeiros jogos. Nem no Gre-Nal os torcedores foram. Que fique claro que o favoritismo é do Inter, mas está longe de ser páreo corrido. Em condições normais, o Inter terá que superar um adversário de qualidade se quiser ir adiante.

Desfalques

Elano é dúvida. Não sei se consegue se recuperar a tempo. Zé Roberto levou o terceiro cartão amarelo e está fora. Werley rompeu a musculatura e não joga nenhuma das partidas das oitavas de final. São duros desfalques para o técnico Vanderlei Luxemburgo.
Claro que um time grande como o do Grêmio deve ter reposições, mas jogadores dessa qualidade, seja quem os substitua, sempre farão falta. Tarefa para o técnico. E mais: seria importante que o Grêmio melhorasse seu desempenho porque o time classificou, mas ficou longe de encantar.

Libertadores

A Conmebol precisa, de uma vez por todas, punir fortemente os clubes que promovem bagunça nas suas competições. Ou ela entra em campo e resolve problemas de brigas, agressões, invasões ou a Libertadores perde sua força e seu encanto.
O verdadeiro torcedor, que é maioria absoluta, quer ir ao estádio só para ver um jogo de futebol. Nada mais. E não quer saber de bagunça, de colocar sua segurança em jogo. Esses velhinhos não sabem valorizar o que têm na mão e deixam rolar a esculhambação.

Você sabia?

– Que a lesão muscular de Werley aconteceu em lance no qual caiu sozinho?
– Que os chilenos acusam Luxemburgo de ter debochado, dizendo que ficariam de férias?
– Que a convocação de Rodrigo Moledo vem na hora em que ele está jogando muito futebol?
– Que a Caravana do Gauchão estará neste sábado em Rolante?
– Que será uma Caravana temática
em homenagem a Teixerinha?

Até que enfim

Leia o post original por Pedro Ernesto

Demorou mas chegou a condição de jogo de Oscar. A CBF enrolou o que pode, mas não se brinca com uma decisão de um ministro do Tribunal Superior do Trabalho, a última instância dentro do Brasil. O diretor jurídico da CBF, Carlos Eugênio Lopes, sabe bem do que estou falando.

Oscar vai jogar contra o Caxias. Na terça-feira tem julgamento e ainda não se sabe se ele joga contra o Fluminense. Mas para a decisão de domingo, no Estádio Centenário, o garoto passa a ser a grande atração, depois de um longo e tenebroso inverno. E olha que este reforço vem bem na hora já que Dorival Júnior estava escalando um time quase reserva e com algumas precariedades importantes. Oscar pode ser a grande arma na decisão deste domingo.

Caxias

Um primeiro turno exuberante levou o clube da Serra a final do Gauchão. Já no segundo turno, tudo desmoronou. O time foi a Santa Cruz com time reserva, perdeu para o Avenida e nunca mais se achou. Até o treinador Paulo Porto foi demitido.
Mauro Ovelha assumiu e faz sua estreia justamente nesta decisão contra o Internacional. O Caxias ficou sem calendário e parou por um mês esperando pelo Internacional. Treinou muito e jogou nada. Será que isto é positivo? No domingo teremos a resposta.

Werley

Este jogador chegou em Porto Alegre sob muito ceticismo. No entanto, suas atuações mostraram o acerto da indicação feita por Vanderlei Luxemburgo. Forte, veloz, goleador.

Mas uma jogada criminosa vai retirá-lo de campo por um mês. E o juiz da partida não expulsou o atleta que lhe desferiu um violento pontapé. Por estas razões é que, tecnicamente, o futebol brasileiro anda encontrando precariedades. Árbitros que cuidam de si, mas não cuidam da lisura do jogo.

Você sabia?

* Que o Inter projeta um time B para disputar o campeonato da China e ganhar mercado naquele país?
* Que há entre os dirigentes colorados muito otimismo com o aumento de receitas pelo fato do Beira-Rio receber jogos da Copa do Mundo?
* Que a CBF vai pagar todas as despesas de uma delegação de 25 pessoas na Série D do Campeonato Brasileiro?
* Que com isto só não disputa esta competição quem não quer ?