Arquivo da categoria: Zebra

São Paulo precisa amar o São Paulo

Leia o post original por Rica Perrone

Há algum tempo o SPFC se tornou o time da Libertadores. O torcedor comprou esse barulho e até ensaiou deixar de ser uma torcida mimada e ausente para ser referência.  Mas nem toda quarta-feira a noite é Libertadores. Nem tudo acaba quando se sai de uma Libertadores. E tem ano que sequer estaremos na Libertadores. …

Zebra x Bicho-papão

Leia o post original por Neto

Costa Rica venceu uruguaios e italianos e se transformou na grande zebra da Copa até aqui

Costa Rica venceu uruguaios e italianos e se transformou na grande zebra da Copa até aqui

Em todas as edições de Copa do Mundo sempre tem aquela Seleção que se destaca e chega bem até a reta final da competição. Brasil, Argentina, Alemanha e Itália sempre são os bicho-papões. Não à toa essas quatro venceram 14 das 19 edições disputadas ate aqui. Mas esse ano as coisas estão saindo um pouco do controle. Acho que nunca teve tanta zebra passeando em um Mundial. A Costa Rica talvez seja a principal surpresa. Venceu Uruguai e Itália mostrando um futebol defensivo e extremamente tático. É a única equipe já classificada no temido ‘grupo da morte’, que ainda conta com a Inglaterra.

Outra Seleção que despontou bem nessa Copa foi o Chile, que atropelou os atuais campeões espanhóis. Pelo grupo ‘G’ quem diria que Gana seguraria a força do futebol alemão? Os africanos jogaram direitinho e por pouco não saem de campo com a vitória: 2 x 2. Até o fraco Irã deu um suadouro danado para a Argentina. Se não fosse a estrela do Messi, hein?

De todas as 32 seleções as únicas que estão fazendo sua parte são Holanda e França. Os dois ataques marcaram oito gols em duas vitórias. Os laranjas tem extraído o que há de melhor da dupla Robben e Van Persie. Ambos estão jogando muita bola! A França a mesma coisa. Chegou meio desacreditada e já provou que pode sim buscar o bicampeonato. O grande destaque é o Benzema, um atacante de muito oportunismo.

O Brasil corre por fora nessa história. Precisa jogar muito mais bola para beliscar o hexa. Do jeito que está corre o risco de ser atropelado. Só resta saber se por uma zebra ou por um bicho-papão.

Quem é você? (Costa Rica 1×0 Itália)

Leia o post original por RicaPerrone

A Costa Rica era um país da América Central que ficava entre o Panamá e a Nicaragua.  Com população de 4,5 milhões de habitantes, esteve poucas vezes em destaque internacional, tanto pro bem quanto pro mal.

Uma das democracias mais antigas do mundo, tem em São José sua capital. Lá, nesta cidade, são 300 mil habitantes.

Uma das referências mundiais em relação a meio ambiente, ganhou vários prêmios não muito populares a respeito.  Lá, 96% das pessoas sabem ler e escrever, um dos mais altos índices das Américas.

O turismo é o principal pilar da economia costarriquenha.  Junto dele vem a agricultura como outra fonte considerável de receita.

O clima lá é Tropical. Tem uma tal de Ilha do Coco que é tão bonita que virou patrimonio mundial . Para ligar lá o código do país é 506.

As cores da bandeira, vermelho, azul e branco.

Ou, a partir desta data, simplesmente “o time de Campbell, aquele que ganhou da Itália e Uruguai na Copa de 2014″.

E precisa mais?

abs,
RicaPerrone

Castelãozazzo: 1ª zebra da Copa, Costa Rica vence e “manda” uruguaios-são-paulinos para casa!

Leia o post original por Milton Neves

placar_14_06 (1)
fantasma (1)

Se alguém desconfiava que poderíamos ter um novo “Maracanazzo”: esqueça!

A humilde Costa Rica acabou o favoritismo do Uruguai e praticamente eliminou a Celeste do grupo D, da Copa do Mundo.

A vitória dos costarriquenhos calaram o complô uruguaio-são-paulino no mundial 2014.

O atacante Campbell, jogador com nome de sopa, simplesmente desintegrou a fraca defesa sul-americana,  cujo os tricolores chamam o beque Lugano, de “Díos”.

Os uruguaios ficaram mais preocupados em usar camisas tamanho PP para exibir os musculos do que jogar bola.

E teve a primeira expulsão da competição, aliás muito justa, o “cavalo” Maxi Pereira, do selecionado azul.

E agora, são-paulino? Você que torceu tanto para o Uruguai, agora a sua “seleção” está eliminada na Copa do Mundo?

Leia Mais

Rolou no Twitter: Comentários sobre Uruguai x Costa Rica

Prazer, meu nome é Campbell

Notas: avaliação para os personagens de Uruguai 1 x 3 Costa Rica

Ondas da Copa – ouça o Castelazazzo na Rádio Uruguaia

 

 

 

Opiniões, “malismos”, sacadas, fatos, suposições, desejos e grande zebra!!!

Leia o post original por Milton Neves

O Walter do Goiás é o melhor jogador hoje em atividade no Brasil.

Barack Obama, o bisbilhoteiro voraz e costumaz da Casa Branca, virou um Nelson Rubens com grife mundial.

Vem aí mais um livro sobre o Corinthians-90.

Fabinho, Ronaldo, Neto, Paulo Sérgio, jornalista Renato Nalesso e Andrés Sanchez fizeram um pré-lançamento no Lellis Trattoria Bela Cintra na última quinta-feira.

Para Andrés (e para o mundo), Pato já era no Corinthians e que “tem um presidente de time grande por aí no Brasil que sempre recebeu R$ 60 mil de salário”.

Ué, cadê o amor ao clube, “seo” presidente?

Não me surpreendo pelo “ordenado” do cartolão “apaixonado” por seu clube, até porque já teve conselheiro histórico que chegou a cobrar de um grupo de abnegados a quantia de R$ 50 mil só para ser candidato a presidente.

Walter do Goiás é um elefante que se movimenta como um beija-flor.

Pato bateu aquele pênalti em Porto Alegre-RS de filho para pai atrasando a bola para Dida, seu amigão e protetor no Milan-ITA.

E é bom ele já ir passando para frente seus quatro supercarrões de placas FAP (futebol Alexandre Pato) que ficam estacionados “aqui perto de casa”.

É que não dá para levar tanto carro na bagagem de volta para a Europa.

E nem a mansão alugada.

Jornalista esportivo não deve opinar sobre medicina e departamento médico dos clubes e nem sobre contrato que nunca viu.

Mas essa do Palmeiras para cima da não boba WTorre tem bastante cheiro de amadorismo, ingratidão, miudeza e “ridiqueza”.

E o “seo” Walter Torre já devia saber que as eternas alas rivais do Verdão xingavam até a Parmalat, que foi o Pelé da vida do Palmeiras.

Rogério Ceni agora está proibido de encerrar a carreira em 2014, mas que sossegue seu abacaxi lá no gol, onde é Pelé, esquecendo pênaltis, faltas e recordes.

Lá no gol ele fez quarta-feira em jogo isolado a maior atuação que vi, li e ouvi de um goleiro desde 1957 quando descobri este troço maravilhoso chamado futebol.

Dia 23 de outubro, com os 73 anos do mineiro Pelé, foi o “Natal do Futebol”.

E Minas Gerais, além de ter nos libertado de Portugal, nos deu o “vovô” Tancredo, o JK, os Miltons Gonçalves e Nascimento, o Pedro Nava, os dois “Drummonds”, o Galo, o Tiradentes, o Aleijadinho, a Inconfidência Mineira, o Telê, o Pelé, o Tostão, o Reinaldo, o Grande Otelo, o Mário Américo, a mãe de Wilson Simonal, os juristas Vantuil Abdala e Hugo Bengtson Filho e… eu! (risos).

Andrés Sanchez me contou que em 2010 (em… 2010!) reuniu-se com os dois Neymares, pai e filho, e ofereceu R$ 140 mi para o menino-gênio jogar no Corinthians.

Após a rápida reunião, segundo Andrés, Neymar Jr. o puxou de lado e agradeceu dizendo: “não adianta, já fechei com o Barcelona”.

Repito, em… 2010!

E agora em 2013, dia 11 de novembro, lanço pela Lazuli o meu primeiro e único livro em obra de André Rosemberg, uma figura doce e notável.

Não há nada de excepcional no livro e em minha história, só os caminhos percorridos por um sujeito tão sedentário mas que já correu tanto que derramou um oceano de suor em 62 anos de uma trajetória tão improvável que deu tão certo.

Eu sou a maior zebra de minha vida!

A zebra é tão importante para o futebol quanto a água para o peixe! Certo, Criciúma, Cris e São Paulo? E no “mata-mata” informal, uns 10 times ainda podem cair, mas lá em cima o Cruzeiro, ontem de salto alto, já é campeão! Mas se der zebra, Willian-2013 vira Barbosa-1950!!!

Leia o post original por Milton Neves

Ah, o imponderável!

Nada deixa o futebol mais emocionante que a zebra.

Se fosse um jogo de cartas marcadas, óbvio, não despertaria tanta passionalidade.

E na ultima rodada isso ficou estampado: a zebra passeou pelo Brasileirão.

Com a campanha irregular e desfalcado de seus dois maiores ídolos – Rogério Ceni e Luis Fabiano – o São Paulo arrancou três pontos do Cruzeiro, fora de casa.

Zebraça!

Por mais que a história do clube seja vitoriosa, o momento do Tricolor é péssimo.

E bater o líder da competição sendo visitante era impensável.

Outro “absurdo” para a lógica foi a derrota do Grêmio, na Arena, para o Criciúma.

Tentando perseguir o Cruzeiro, os gaúchos tropeçaram dentro de casa e perderam a grande chance de começar a diminuir a abissal diferença entre primeiro e segundo.

O terceiro e não menos importante fato curioso aconteceu no clássico carioca protagonizado em Florianópolis.

O Vasco venceu o Fluminense e, se não bastasse o resultado, o nome da vitória foi o zagueiro Cris, tão contestado em São Januário.

Foi o primeiro gol a favor do beque em muito tempo.

Amigo torcedor, você sacaria Ceni e Luis Fabiano do time?

No duelo São Paulo x Corinthians, quem é a zebra?

E entre tanto grandão ameaçado, quem pode cair?

-Vasco

-São Paulo

-Santos

-Corinthians

-Fluminense

-Flamengo

-Bahia

-Vitória

-Coritiba

-Internacional

-Portuguesa

-Goiás

-Criciúma

-Ponte Preta

-Náutico

OPINE!!!